Pelo que sempre serei lembrado | Eduardo Mineo | Digestivo Cultural

busca | avançada
66543 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Filó Machado encerra circulação do concerto 60 Anos de Música com apresentação no MIS
>>> Mundo Suassuna, no Sesc Bom Retiro, apresenta o universo da cultura popular na obra do autor paraiba
>>> Liberdade Só - A Sombra da Montanha é a Montanha”: A Reflexão de Marisa Nunes na ART LAB Gallery
>>> Evento beneficente celebra as memórias de pais e filhos com menu de Neka M. Barreto e Martin Casilli
>>> Tião Carvalho participa de Terreiros Nômades Encontro com a Comunidade que reúne escola, família e c
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Waldstein por Andsnes
>>> Festival de Inverno Ouro Preto
>>> Para gostar de ler
>>> Dos livros que li
>>> O legado de Graciliano Ramos
>>> Mané, Mané
>>> Ele é o Rei
>>> Corpos
>>> Dialogando com o público leitor
>>> O fim do futebol-arte?
Mais Recentes
>>> Codependencia Nunca Mais de Melody Beattie pela Best Seller (2024)
>>> Manual de Proteçao Respiratoria de Maurício Torlon/ Antonio Vladimir Vieira pela Abho (2003)
>>> 21 Lições Para O Século 21 de Yuval Noah Harari pela Companhia Das Letras (2020)
>>> O Reino De Moruk de Dimára Guastapaglia pela Do autor (2020)
>>> Como Alimentar Seu Bebê de Sara Lewis pela Marco Zero (1996)
>>> Introduçao A Engenharia Ambiental de Benedito Braga, Ivanildo Hespanhol, João G. Lotufo Conejo, Mário Thadeu L. De Barros, Milton Spencer Veras Junior, Monica F. Do Amaral Porto, Nelson L. R. Nucci, Neusa Monteiro De A. Juliano, Sergio Eiger pela Prentice Hall (2003)
>>> Os Remedios Florais Do Dr. Bach de Dr Edward Bach pela Pensamento (1995)
>>> Poemas Escolhidos De Gregório De Matos de Gregorio De Matos pela Companhia Das Letras - Grupo Cia Das Letras (2024)
>>> A Bruxa Nao Vai Para A Fogueira Neste Livro de Amanda Lovelace pela Leya (2018)
>>> Gandhi - Sua Vida E Mensagem Para O Mundo de Louis Fischer pela Martin Claret (1992)
>>> Tuik - O Amigo Imaginário de Marina Pechlivanis - Mateus Rios pela Formato (2014)
>>> O Hobbit de John Ronald Reuel Tolkien pela Wmf Martins Fontes (2009)
>>> Uyra - O Defensor Do Planeta de Carraro Fernando pela Ftd (2010)
>>> Gestão de Resíduos Sólidos - o Que Diz a Lei de Carlos Roberto Vieira da Silva Filho pela Trevisan (2015)
>>> Química Geral e Reações Químicas - Volume 1 de John C. Kotz - Paul M. Treichel pela Ltc (2002)
>>> Sétimo de Andre Vianco pela Novo Seculo (2009)
>>> O Clube Do Trico de Kate Jacobs - Carolina Mesquita pela Amarilys (2010)
>>> Filhos Do Imperador de Claire Messud pela Nova Fronteira (2008)
>>> Os Acidentes Do Trabalho Na Nova Nr-12 de Valmir Inácio Vieira pela Ltr (2013)
>>> A Batalha Do Labirinto - Percy Jackson E Os Olimpianos Livro 4 de Rick Riordan pela Intrinseca (2010)
>>> Um Buldogue Frances de Ana Paula De Abreu pela Pequeno Viajante (2020)
>>> Avaliação Em Educação Infantil 3 de Mara Krechevsky pela Artmed (2001)
>>> O Trem Contra O Tubarão de Chris Barton pela Paz E Terra (2013)
>>> A Rainha Do Norte de Joana Estrela pela Sesi-sp Editora (2018)
>>> Vygotsky Em Foco de Harry Daniels pela Papirus (1994)
COLUNAS

Segunda-feira, 1/12/2008
Pelo que sempre serei lembrado
Eduardo Mineo
+ de 4700 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Nota do Autor
Este texto comenta o final do filme Vicky Cristina Barcelona.

É muito gratificante a sensação de saber que sempre serei lembrado por achar que a Cyndi Lauper danificou a cabeça de uma geração inteira de garotas certinhas com suas músicas rosa e amarelo. Alguns podem considerar que sou exagerado; outros darão o braço a torcer, mas tal qual a criancinha no conto de Hans Christian Andersen, aponto para esta geração de garotas perdidas e digo "Vejam! Vocês estão nuas!".

Existem três tipos de garotas certinhas: as garotas certinhas que sempre serão certinhas; as garotas certinhas que sempre serão certinhas, mas que até acham maneiro essa coisa misteriosa e ultra-interessante de não serem certinhas "porque a vida é uma só, né?" e todas essas frases que são traduzidas na cabeça dos homens para "vou abaixar as calças pro primeiro que aparecer"; e as garotas certinhas, que são como as outras, mas que às vezes têm a coragem de serem erradas, mesmo sabendo que invariavelmente serão miseráveis. E Vicky Cristina Barcelona, do Woody Allen, é ao mesmo tempo uma sacudida na Cyndi Lauper e, como disse um amigo meu, é também um aviso às garotas certinhas: fiquem na sua, ou vão quebrar a cara.

É certo que existem também as garotas que nasceram do avesso ― vocês já devem ter visto ― e que algumas vezes conseguem incrivelmente ter uma vida satisfatória de um modo sociologicamente curioso, vide qualquer personagem interpretado pela Penélope Cruz. São pessoas que funcionam na contra-mão das regras culturais, que têm comportamentos e valores talvez chocantes, mas que conseguem, em maior ou menor grau, encontrar um sentido de permanência para suas vidas. Entretanto, nosso foco está lá do outro lado, não é? Lá, ó, lá.

Nosso foco são as garotas certinhas que às vezes têm a coragem de serem erradas ― e não estou falando sobre votar no Barack Obama, ok? No nosso caso: Vicky e Cristina.

Vicky e Cristina são duas garotas certinhas que depois de algumas enrascadas perceberam que, afinal de contas, elas são garotas certinhas e que, por mais que tentem lutar contra isso, nunca vão se sentir confortáveis em situações opostas às suas culturas, pelo que uso como base para definir meu certo e errado ― e funciona!

Vicky está para se casar com um tipo de Nova York. O cara é bem-sucedido, mas morno. Morno, porém ainda um bom tipo, um sujeito que talvez tenha sido contaminado demais com o mundo corporativo, mas que se mantém dentro da linha do aceitável e desejável. Dá para ver que é um cara estudado, que tem uma boa aparência, que é às vezes divertido e tem uma vida social que eu invejei muito. Além disso, ele está tomando conta de todo o casamento, está procurando uma casa (com quadra de tênis!) para morar com sua noiva e tudo mais.

Vicky está em Barcelona estudando para sua tese sobre a cultura catalã junto com sua amiga, Cristina, uma artista em crise, cuja maior obra foi um fiasco. As duas se hospedam na casa de um casal de amigos ligeiramente mais velhos e, em princípio, felizes. É quando, num passeio à uma galeria de arte, encontram um artista espanhol charmosão, mas com fama de vida sentimental turbulenta, por causa de um episódio violento com sua ex-mulher paranóica e agressiva ― adivinha quem a interpreta?

À noite, o artista espanhol aborda as duas num restaurante e, de uma maneira excessivamente direta, as convida para uma viagem e para sexo. As duas amigas se dividem: Vicky nega, assumindo uma postura conservadora e Cristina aceita, assumindo uma postura liberal. As duas acabam indo, afinal, e tudo se embaralha com Vicky se apaixonando pelo espanhol, o espanhol se apaixonando pela Cristina e esta também entra no jogo aceitando viver um relacionamento a três com o espanhol e sua ex-mulher.

Tudo parece até cult, até bonitinho, mas invertendo-se o sexo dos personagens, dificilmente esta imagem de jovens descobrindo o amor se sustenta. É até engraçado imaginar como reagiriam as blogueiras que li falando sobre "tem que experimentar tudo mesmo" se na verdade fosse uma garota oferendo sexo para dois caras (dos quais um casado) completamente desconhecidos.

E conhecendo um pouco Woody Allen, dava para sentir a porrada que as duas iriam levar mais cedo ou mais tarde e, é claro, não demorou muito. Após uma série de confusões absurdas, numa das quais a Vicky quase morre com um tiro, as duas personagens conseguem enxergar que são e que sempre serão garotas certinhas. Conseguem finalmente enxergar que o custo de buscar a felicidade na contramão da sua personalidade é alto demais e que querem, no final das contas, ser felizes numa relação estável, encontrando alguém em quem possam confiar e serem também confiáveis.

Muito embora seja possível defender teoricamente que garotas do avesso, quando cansadas de suas vidas hiperbadaladas e superdivertidas, podem também ser muito confiáveis. É o que nos ensina o Jay da dupla Jay and Silent Bob no filme Chasing Amy, quando Ben Affleck conta todo chateado que terminou com sua namorada, uma garota muito experiente, para se dizer o mínimo, e que não sabe o que fazer: "Seu idiota! Ela já fez todo tipo de maluquice no mundo! Agora ela já não vai querer experimentar mais nada e pode se contentar com um cara chato e tedioso como você!".

Isso, embora retoricamente pareça válido, precisaria considerar a possibilidade das pessoas mudarem suas personalidades e, se é verdade que pessoas mudam, eu não sei responder. Mas, se for possível, deve ser praticamente impossível. Como assistir um filme do Woody Allen e não gostar.


Eduardo Mineo
São Paulo, 1/12/2008

Mais Eduardo Mineo
Mais Acessadas de Eduardo Mineo em 2008
01. Razoavelmente desinteressante - 18/2/2008
02. Dê-me liberdade e dê-me morte - 20/10/2008
03. Bem longe - 4/2/2008
04. Não ria! - 21/7/2008
05. Trauma paulistano - 25/8/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
1/12/2008
17h36min
Então dá pra ver como são misteriosas as coisas. Sou leigo em tudo. Isso me dá liberdade para dizer qualquer bobagem e me sentir, com licença da palavra, inimputável. Uma vez, na adolescência, quase cometi um namoradicídio depois de saber que "minha garota" tinha namorado um outro cara da minha rua. E não adiantava ela dizer que "não se lembrava mais dele". Como não se lembrava?, eu dizia, pronto pra matar... Você é maluca? Alguém pode esquecer um beijo? um cheiro? um abraço? E lá ia eu desfilando toda a minha paranóia de garoto do interior, aculturado de aldeia, onde mulher tem dono. Falei tudo isso para me reportar ao início do texto. "Existem garotas certinhas... existem garotas que não são certinhas..." Quando os políticos falam que a solução está na educação, provavelmente não estão falando da educação integral, essa que impediria que existissem garotas certinhas e não certinhas e ex-trogloditas como eu. Gostaria de mais falar, mas meu limite é menor do que o este espaço.
[Leia outros Comentários de Miguel Accacio]
16/12/2008
09h34min
Sim, o filme é bom. É impressionante como mesmo um Woody Allen despretensioso consegue ficar acima da média dos filmes a que assistimos. Gostei do seu texto também. No entanto, tive uma impressão diferente acerca da Cristina; não achei que ela recuou diante de uma "derrapada". Achei que continuaria experimentando o que aparecesse, em razão de sua natureza inquieta. Mas é legal poder pensar por um outro ângulo. Parabéns.
[Leia outros Comentários de Roberta Resende]
16/12/2008
12h03min
Oi Roberta. Pensando depois e lendo algumas entrevistas do Woody, eu realmente mudei minha forma de ver a Cristina. Numa entrevista sobre Vicky Christina ele disse o seguinte: "E Scarlett Johansson sabe o que ela não quer, mas não sabe o que ela quer e provavelmente nunca saberá. Ela caminha por sua vida e tem um relacionamento seja lá qual for, e pensa, 'Este é o que vai me dar uma sensação de satisfação.' E então, conforme o tempo passa, porque é desconfortável para ela, há uma ansiedade dentro dela que faz com que ela se agarre a qualquer relacionamento mais cedo ou mais tarde, e pensa que o problema está no relacionamento, quando na verdade está nela. E ela na verdade jamais achará exatamente o que ela está procurando."
[Leia outros Comentários de Eduardo]
16/12/2008
12h04min
Então eu acabei adaptando a Cristina ao que eu queria bater no meu texto, mas eu forcei um pouco ali. Ela não é uma garota certinha. Ela não sabe o que é e talvez nunca saiba. Como disse o próprio Woody, o filme é bonito, tem gente bonita e músicas bonitas, mas é um filme triste e pessimista.
[Leia outros Comentários de Eduardo]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Elizabeth Levanta Vôo
Elizabeth Taylor
Nova Cultural
(1988)



O Código da Maçonaria - Mistério Será Revelado ...
Pedro Silva
Universo dos Livros
(2007)



Livro Filosofia Os Pensadores Wittgenstein
Wittgenstein
Nova Cultural
(1999)



Delta - Um Comando para o Tempo
Ana Cristina Melo
Bambolê
(2016)



Livro de Bolso Literatura Estrangeira A Revolução dos Bichos A Aventura de Ler
George Orwell
Globo
(2003)



Direito Meio Ambiente e Cidadania
Flávia de Paiva de Oliveira
Wvc
(2004)



Retornados, desalojados, espoliados
Antonio Pires
Livraria Francisco Franco
(1976)



Livro Biografias Adele
Chas Newkey Burden
Leya
(2011)



Ecce Homo
Friedrich Nietzsche
Companhia de Bolso
(2009)



Rachel O Mundo Por Escrito -Infanto Juvenil
Tercia Montenegro
Democrito Rocha
(2016)





busca | avançada
66543 visitas/dia
2,1 milhões/mês