Meus melhores discos de 2009 | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O escritor pode
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> Os 60
>>> Tico-Tico de Lucía
>>> Abdominal terceirizado - a fronteira
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
Mais Recentes
>>> A Alma do Poeta (Vinicius de Moraes) de Revista Bravo - Janeiro 2009- Ano 11 - nº 137 pela Abril Cultural (2009)
>>> Jardim Botânico de São Paulo de Juan Esteves & Maria Guimarães pela Terceiro Nome (2012)
>>> Música Faz - vol. 1 - A arte musical na prática escolar - Ensino médio de Yara Alves- Larissa Vitorino pela Htc (2011)
>>> Teimosia da imaginação. Dez artistas brasileiros de Maria Lúcia Montes pela Martins Fontes (2012)
>>> Panoramas. A paisagem brasileira no acervo do Instituto Moreira Salles de Carlos Martins pela Ims (2012)
>>> Andanças de Um Cavaleiro e Outras Novelas de Tennesse Williams pela Espressão e Cultura (1970)
>>> Tributação de Bens Digitais: a Disputa Tributária ... de Tathiane Piscitelli/Fernando Rezende pela FGV Direito (2018)
>>> Caiapó Metutire. Os guerreiros pintados de negro. de Paulo Pinagé & Vito D'Alessio pela Dialeto (2004)
>>> Inglês Sem Mistério Para Concursos de Robson Machado pela Fortium (2005)
>>> Carnaval Brasileiro - O Vivido e o Mito de Maria Isaura Pereira de Queiroz pela Brasiliense/ SP (1992)
>>> Treinamento da Argumentação: Persuadir Em Vez de Contrariar... de Tom Werneck e Reinhard Grasse pela Ediouro/ RJ. (1982)
>>> O encanto das aves. The magic of birds de Ricardo Martins pela Fm (2009)
>>> Portoghese Dizionario essenzaiale Portoghese-Italiano - Italiano-Portoghese de Zanichelli pela Zanichelli (1997)
>>> Princípios de Organização Japoneses: Melhor Produtividade ... de Peter Engel pela Ediouro/ RJ. (1982)
>>> O Dom de Voar de Richard Bach pela Record/ RJ.
>>> O Dom de Voar de Richard Bach pela Record/ RJ.
>>> O Dom de Voar de Richard Bach pela Record/ RJ.
>>> Licença de Marca - Aspectos Jurídicos e Econômicos de Um Contrato ... de Thiago Jabur Carneiro pela Juruá (2012)
>>> O Aleijadinho Arquiteto e Outros Ensaios Sobre o Tema/ Inclui CD de André Guilherme Dornelles Dangelo (e outro) pela Ed. da Escola de Arquit. da UFMG./ Belo Hte. (2008)
>>> Concerto Carioca de Antonio Callado pela Nova Fronteira (1985)
>>> Imperialismo / Discutindo a História de Héctor H. Bruit pela Atual/ Sp. (2001)
>>> Imperialismo / Discutindo a História de Héctor H. Bruit pela Atual/ Sp. (1995)
>>> Imperialismo / Discutindo a História de Héctor H. Bruit pela Atual/ Sp. (1995)
>>> Prêmio FCW 2004 de Fotografia Publicitária Fundação Conrado Wessel de Diversos Autores pela Fcw (2005)
>>> A Questão dos Livros - Passado Presente e Futuro de Robert Darton pela Companhia das Letras (2010)
>>> Mar de homens de Roberto Linsker pela Terra Virgem (2005)
>>> Arte de Perto - Volume Único de Maurílio Andrade Rocha e outros pela Leya (2016)
>>> Palco Paulistano. São Paulo Stage de Vânia Toledo pela Imprensa Oficial (2009)
>>> Todo Paciente Tem Uma Historia Para Contar - Mistérios médicos e a arte do diagnóstico de Dra. Lisa Sanders pela Zahar (2010)
>>> Da Ação direta de declaração de Inconstitucionalidade no Direito Brasileiro de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1958)
>>> Ações Cominatórias no Direito Brasileiro de Moacyr Amarral Santos pela Max Limonad (1962)
>>> Do Mandado de Segurança e de Outros meios de Defesa Contra atos do poder público de Castro Nunes pela José Aguiar Dias (1967)
>>> Estudos e pareceres de direito processual Civil de Alfredo Buzaid pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Corinthians é preto no branco de Washington Olivetto e Nirlando Beirão pela Dba (2002)
>>> Do Mandado de Segurança Volume 1 de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1989)
>>> Estudos de Direito de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1972)
>>> Da Ação Renovatória de Alfredo Buzaid pela Saraiva (1981)
>>> Projeção do Corpo Astral de Sylvan J. Muldoon e Hereward Carrington pela Pensamento
>>> Atribuições dos juízes municipaes de Orphãos e Ausentes na Republica de José Tavares Bastos pela Livraria Garnier (1914)
>>> Novo Dicionário de Processo Civil de Eliézer Rosa pela Livraria Freitas Bastos S.A (1986)
>>> O Novo processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (2005)
>>> Manual do Advogado de Valdemar P. da Luz pela Sagra (1999)
>>> Teoria e prática do Despacho Saneador de Jônatas Milhomens pela Forense (1952)
>>> Código de processo Civil Anotado de Sálvio de Figueiredo Teixeira pela Saraiva (1993)
>>> Novo processo Civil Brasileiro de José Carlos Barbosa Moreira pela Forense (1998)
>>> A Prova Civil de José Mendonça pela Livraria Jacintho (1940)
>>> A Morte de Rimbaud de Leandro Konder pela Companhia das Letras/SP. (2000)
>>> Prova Civil Legislação Doutrina Jurisprudência de Raphael Cirigliano pela Forense (1939)
>>> Código do Processo Civil e Commercial para Districto Federal de J. Miranda Valverde pela Impresa Nacional (1927)
>>> De Pessoa a Pessoa - Psicoterapia Dialógica de Richard Hycner pela Summus (1995)
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2009

Sexta-feira, 5/3/2010
Meus melhores discos de 2009
Rafael Rodrigues

+ de 3600 Acessos

Sem delongas, passemos à minha lista de melhores discos de 2009. Desnecessário dizer ― mas ainda assim direi ― que esta é uma lista pessoal e intransferível. Ou seja: são os meus melhores discos. Ou seja, não estou dizendo que, efetivamente, foram estes os melhores álbuns lançados ano passado. (A exceção do primeiro, que realmente foi o melhor.)

No line on the horizon, U2 ― Já falei bastante, aqui mesmo no Digestivo, sobre este que é, de longe, o melhor disco do ano que passou. Nenhuma outra banda, nenhum outro artista em lugar nenhum deste planeta, gravou, em 2009, um álbum melhor que No line on the horizon. Que, além de ser o melhor do ano, é certamente um dos melhores da década. E mais: é possivelmente a melhor criação do U2 desde The Joshua Tree. Mas afirmar isso agora, o que significaria desbancar Achtung Baby de sua posição confortável de melhor CD do U2 pós-TJT, seria precipitado. Será necessário a passagem de alguns bons anos para fazer uma avaliação mais ponderada. Independente disso, No line on the horizon é uma obra-prima. Se a crítica e uma parcela dos fãs da banda não perceberam isso, problema deles.

Them Crooked Vultures, Them Crooked Vultures ― O Foo Fighters, de Dave Grohl, e o Queens Of The Stone Age, de Josh Homme, são duas das melhores bandas de rock surgidas na década de noventa. Sabe-se lá como, Dave e Josh se tornaram, aparentemente, grandes amigos. Essa amizade culminou numa participação de Dave no disco Songs for the deaf, do QOTSA, no qual gravou as baterias ― tendo, inclusive, participado da turnê de divulgação do álbum. No fim de 2008, Dave anunciou que o Foo Fighters iria "dar um tempo" e que a banda retornaria às atividades quando as pessoas sentissem, de verdade, falta do Foo.

Não foi preciso esperar muito para saber o que Dave Grohl estava tramando: poucos meses depois, já em 2009, começaram a pipocar notícias de que os dois amigos estavam planejando montar uma banda paralela às suas. Dave, ex-baterista do Nirvana, coisa que todo roqueiro que se preze sabe, assumiria as baquetas; Josh seria o vocalista/guitarrista; e, no baixo..., ninguém menos que John Paul Jones, ex-Led Zepellin ― sendo que Paul McCartney foi cogitado para fechar o supertrio. O resultado só poderia ser um grande disco, tendo como destaques as sete primeiras faixas ― destas, as melhores são "No one loves me & neither do I", "Mind eraser, no chaser" (com um backvocal vibrante de Dave Grohl) e "Bandoliers".

Nas seis restantes há altos ― "Caligulove" e "Warsaw or the first breath you take after you give up" ― e baixos ― "Interlude with ludes" e "Gunman"; as duas que restam ― "Spinning in Daffodils" e "Reptiles" ― são medianas. (Se o CD tivesse 11 músicas, seria bem melhor. "Interlude with ludes" é um grande equívoco dentro do álbum.) O que mais chama a atenção no Them Crooked Vultures é a influência enorme de Josh Homme no som da banda. O projeto ficou muito com a cara do Queens Of The Stone Age. Espera-se que, no próximo disco, Dave Grohl e John Paul Jones consigam "apitar" mais e mudar um pouco a sonoridade das músicas. O tom sombrio do QOTSA, um pouco presente neste primeiro álbum, não combina com o Them Crooked Vultures.

Battle for the Sun, Placebo ― De tanto ouvir o Placebo, anos atrás, enjoei da banda. Com o tempo, percebi certas repetições e cacoetes que começaram a me incomodar. Percebi, também, que a banda havia se acomodado. Isso começou a mudar um pouco com o disco Meds (2006). Houve alguma melhoria e algum desprendimento em relação aos trabalhos anteriores, mas nada que assustasse um fã ortodoxo.

Mas eis que, em 2009, o Placebo lança o belíssimo Battle for the Sun. Que contém, é verdade, muito do "velho" Placebo, mas que traz também muitas inovações ― em relação ao som costumeiro da banda, é bom deixar claro. Porque as inovações só existem se formos comparar este último álbum com os que o precederam. A primeira música, "Kitty litter", lembra muito os discos anteriores, mas já é possível notar algumas diferenças. A voz de Brian Molko está mais firme, segura, sem alguns vícios vocais que ele tinha; as guitarras estão mais limpas, com menos efeitos de sintetizadores e pedais; e a bateria, que tem um novo dono neste disco (Steve Forrest é o nome dele), agora é executada com mais técnica e, por isso mesmo, é mais agradável e deixa sua marca nas músicas. E assim segue todo o álbum, exceto pelas leves recaídas em "Battle for the Sun" ― que mesmo assim é uma bela música ― e "Breath underwater" ― que, se tivesse ficado de fora, não faria falta, mas não chega a atrapalhar o andamento do disco.

As melhores canções do CD são "Bright Lights" (que tem um verso lindo: "A heart that hurts is a heart that works"; em tradução mais ou menos literal, "Um coração que sente dor é um coração que funciona"), "Ashtray heart", "Julien" e "Kings of medicine" (cujos metais e piano são maravilhosos). Battle for the Sun é o melhor disco do Placebo até aqui, e pode ser o divisor de águas da banda.

Scream, Chris Cornell ― Eis um disco que deu o que falar. Chris Cornell, ex-Soundgarden, ex-Temple of Dogs e ex-Audioslave, todas bandas de rock ― as duas primeiras ligadas ao movimento grunge ―, inventou de fazer um disco de pop, produzido por Timbaland, que já trabalhou com Justin Timberlake, por exemplo. A capa do CD, com Chris prestes a detonar uma guitarra, é emblemática. Representa exatamente o que ele fez com quase todas as músicas do álbum. Confesso que, quando tentei ouvir pela primeira vez, não consegui. Me perguntei o que diabos Chris estava pensando ao querer gravar algo assim, sendo que antes ele havia gravado o excelente Carry On (2007), seu segundo disco solo, no qual interpretou magnificamente "Billy Jean", de Michael Jackson, deixando a música melhor do que já era.

Meses depois, ouvi novamente Scream, e... adorei. Imagino que só a menção dele nesta lista vá causar alguma celeuma, mas eu realmente gostei de Scream. As letras de algumas músicas, como "Part of me", não são nada extraordinárias; tampouco o ritmo tem grandes inovações, se formos comparar com outros discos pop, mas, apesar desses fatores, o que importa é que, talvez por uma estranha química, a voz de Cornell se adaptou muito bem às batidas eletrônicas. As letras das músicas não são bobas, descartáveis ― talvez a de "Part of me" seja, se bem que ela é bem divertida ― e o ritmo delas é contagiante. Além disso, há o fato de Scream levar o conceito de álbum ao extremo, emendando uma música na outra, utilizando o fim de uma para começar a próxima, o que é extremamente louvável.

Apesar disso tudo, Chris Cornell aparentemente não suportou a quantidade de críticas que recebeu, e poucos meses depois de lançar o álbum resolveu fazer versões rock de algumas músicas. Correu o boato, inclusive, de que todo o disco seria regravado. Até o momento, não há notícia ainda que confirme toda a regravação do Scream, até porque, no fim de 2009, Cornell anunciou que o bom e velho Soundgarden está voltando. É provável que Scream seja considerado, para sempre, uma mancha na carreira de um roqueiro como Cornell. Mas a verdade é que é um grande disco, ousado e ambicioso como poucos. As melhores músicas do CD são "Part of me", "Time", "Never far away", "Long gone", "Climbing up the walls" ― a mais roqueira do disco ― e a canção escondida "Two drink minimum", um blues incrível que começa segundos depois de terminada "Watch out".

Nota do Autor
Este ano, excepcionalmente, não haverá um texto dedicado aos filmes de 2009. Infelizmente, no ano passado não pude dar a devida atenção ao cinema. Mas espero que em 2011 possa fazer novamente a trinca livros, discos e filmes.


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 5/3/2010


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2010
01. Meus melhores livros de 2009 - 22/1/2010
02. O altar das montanhas de Minas - 21/5/2010
03. O grande jogo de Billy Phelan - 2/4/2010
04. O petista relutante - 29/10/2010
05. Sobre o preço dos livros 1/2 - 20/8/2010


Mais Especial Melhores de 2009
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UM AMOR DO OUTRO MUNDO
GANYMEDES JOSÉ
ATUAL
(1994)
R$ 7,00



TERRA SEM MAL
JACY DO PRADO BARBOSA NETO
PLANETA
(2013)
R$ 17,00



THE COMPLETE IDIOTS GUIDE TO DRAWING PEOPLE ILLUSTRATED
BRENDA HODDINOTT
ALPHA
(2004)
R$ 45,00



JOANINHA VIDA DE JOANA D'ARC PARA CRIANÇAS
NINA SALVI
MELHORAMENTOS
(1953)
R$ 12,00



DIVINDADE EGÍPCIAS EDIÇÃO Nº4
VÁRIOS AUTORES
ABRIL
(2005)
R$ 6,90



BACK AGAIN
RICHARD H. DAVIS
FTD
(1994)
R$ 9,78



CENTRO DE ARTE CONTEMPORÂNEA INHOTIM - CACI
LISETE HANNA RACHED
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 419,00



BEDA FOMM: LA VICTORIA CLÁSICA (EM ESPANHOL)
KENNETH MACKSEY
SAN MARTIN (MADRID)
(1975)
R$ 14,82



GUINÉ - BISSAU, O AMBIENTE AGRÍCOLA, O HOMEM E O USO DA TERRA
CARLOS COSTA E MAURO RESENDE
CLÁSSICA
(1994)
R$ 27,50



OS LUSÍADAS CLASSICOS JACKSON VOL. VII
CLASSICOS JACKSON
SAO PAULO
R$ 25,00





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês