Poesia em zona de perigo: Donizete Galvão | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Brasil não é a Seleção Brasileira
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O Presidente Negro, de Monteiro Lobato
>>> Roçando a poesia de Alberto Beuttenmüller
>>> A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner
>>> A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner
>>> As ligações perigosas
>>> Apresentação
>>> Micro-Twitter-Blogging
Mais Recentes
>>> As Chaves do Reino, Vol. 2 - O Horrível Terça-Feira de Garth Nix pela Fundamento (2009)
>>> As Chaves do Reino, Vol. 01 - Sr. Segunda-Feira de Garth Nix pela Fundamento (2008)
>>> Hipnose - Descubra o poder da sua mente de Pyong Lee pela Outro Planeta (2018)
>>> A Chave para Rondo de Emily Rodda pela Fundamento (2010)
>>> As Crônicas das Irmãs Bruxas, Vol. 01 - Enfeitiçadas de Jessica Spotswood pela Arqueiro (2014)
>>> Trilogia Fronteiras do Universo, Vol. 01 - A Bússola de Ouro de Philip Pullman pela Objetiva (1995)
>>> Trilogia Fronteiras do Universo, Vol. 02 - A Faca Sutil de Philip Pullman pela Objetiva (1997)
>>> Assassins Creed, Vol. 05 - Renegado de Oliver Bowden pela Galera Record (2012)
>>> Os Heróis do Olimpo, Vol. 05 - O Sangue do Olimpo de Rick Riordan pela Intrínseca (2014)
>>> Sonho Febril de George R. R. Martin pela Leya (2019)
>>> Juízo Final: Odisseia dos Deuses de Horst Schadeck pela Chiado (2018)
>>> The Mystery of the Missing Antimatter de Helen R. Quinn pela Princeton University Press (2007)
>>> São José da Terra Firme de Gilberto Gerlach e Osni Machado pela Cultura Turismo São José (2004)
>>> Geometry - the Easy Way de Lawrence S. Leff pela Barrons (1997)
>>> A Solução Anabólica para Fisiculturistas de Dr. Mauro Di Pasquale pela Phorte (2006)
>>> Fallen, Vol. 3.5 - Apaixonados, Histórias de amor de Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2012)
>>> The Black Atlantic de Paul Gilroy pela Verso (1993)
>>> Fallen, Vol 03 - Paixão de Lauren Kate pela Galera Record (2016)
>>> Nos Céus de Paris - O romance da Vida de Santos Dumont de Alcy Cheuiche pela LPM Pocket (2001)
>>> Perda de uma Chance e Responsabilidade Civil dos Profissionais de Lisiane Lazzari Pietroski pela Conceito (2013)
>>> Acampamento Shadow Falls, Vol. 1 - Nascida à Meia-Noite de C.C. Hunter pela Jangada (2011)
>>> Comentários à Lei 11. 419/06 e as Práticas Processuais por Meio de Alexandre Atheniense pela Juruá (2010)
>>> Fallen, Vol. 04 - Êxtase de Lauren Kate pela Galera Record (2012)
>>> Administrando para Obter Resultados de Peter Drucker pela Thomson Pioneira (1998)
>>> Fallen, Vol. 01 de Lauren Kate pela Galera Record (2010)
>>> Clínica e Política: Subjetividade e Violão dos Direitos Humanos de Cristina Rauter / Eduardo Passos pela : Ifb Te Corá (2002)
>>> Príncipe Cativo, Vol. 01 - O Escravo de C.S. Pacat pela Vergara e Riba (2019)
>>> Peinture Sur Porcelaine, Techniques Pour Tous de Colette Lamarque Texte et Creations pela Fleurus (1984)
>>> Brida de Paulo Coelho pela Sextante (2013)
>>> Escribir para Television - Cómo Elaborar Guiones Y.... de Madeline Dimaggio pela Paidos (1992)
>>> Adivinhe Quem Sou de Megan Maxwell pela Essência (2014)
>>> Introdução Crítica ao Ato Infracional de Alexandre Moraes da Rosa pela Lumenjuris (2007)
>>> Ensaio Sobre a Natureza do Comercio Em Geral - 1755 - 3 Vol. de Richard Cantillon pela Segesta (2002)
>>> Fallen, Vol 02 - Tormenta de Lauren Kate pela Galera Record (2011)
>>> Beginning Albegra - Fifth Edition de John Tobey pela Prentice Hall (2002)
>>> O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares de Ransom Riggs pela Leya (2015)
>>> Log Horizon - Volume 1 de Mamare Touno pela NewPop (2016)
>>> Quel Avenir Pour les Ruraux de Paul Houee pela Ouvrières (1974)
>>> Jurisdição do Real x Controle Penal Direito & Psicanálise de Alexandre Morais da Rosa pela Digital (2011)
>>> Os Diários do Semideus (Os Heróis do Olimpo) de Rick Riordan pela Intrínseca (2013)
>>> Os Arquivos do Semideus (Percy Jackson & os Olimpianos) de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Estatuto da Criança e do Adolescente Comentado de Josiane Rose/lusiano Rosato/paulo pela Conceito (2011)
>>> Quando os mortos pedem justiça de Elói Gonçalves de Azevedo pela Lunardelli (2001)
>>> Preacher - Nº. 18 a 23 e do 25 ao 42 - 25 Volumes de Garth Ennis & Steve Dillon pela Vertigo/dc. Comics (2003)
>>> De Problemate Realitatis de Julius Girardi pela Augustae Taurinorum (1957)
>>> Percy Jackson e os Olimpianos, Vol. 05 - O Último Olimpiano de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> El Despertar del Buda Interior de Lama Surya Das pela Luz de Oriente (1997)
>>> El Vizconde de Bragelonne - Tomo II de Alejandro Dumas pela Editorial Porruá S. A. (1992)
>>> Percy Jackson e os Olimpianos, Vol. 04 - A Batalha do Labirinto de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> Percy Jackson e os Olimpianos, Vol. 03 - A Maldição do Titã de Rick Riordan pela Intrínseca (2009)
COLUNAS

Terça-feira, 21/9/2010
Poesia em zona de perigo: Donizete Galvão
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 4100 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O novo livro de poesias de Donizete Galvão tem um tom grave. Diferente dos outros, onde o poeta buscava uma certa transcendência através da transfiguração dos elementos do mundo, o que se publica agora desvela perdas, retalhos, estilhaços. Mais doloridos, os poemas não são melancólicos como em outras safras. Aferram-se a uma certa brutalidade dos fatos.

Talvez uma resposta irritada a um estado de coisas que já o cansou. Decide, por isso, aceitar mais o fato (com nervos expostos, é claro) de que nós e, por que não, o mundo, temos como marca principal o fato de termos nos tornados seres inacabados, como sugere o título do seu livro O homem inacabado, editado pela Portal Editora.

Diferente da ideia de se tirar leite das pedras, agora Galvão decide dar ouvido às pedras por elas mesmas. Revela "o grão amargo do equívoco", mas sabe que "ninguém sai dele de mãos vazias", como sugere no poema "Saturação". E a ideia do próprio título do poema não revela o que eu disse acima? Saturado, o poeta deixa os estilhaços aparecerem na sua poética, às vezes em belíssimas imagens, plásticas, mas violentas, como no fantástico poema "A romã": "aberta/ ― cicatriz risonha ―/ a exibir dentes de rubis", mas sangrenta fruta como "ninfa deflorada".

Não há mais morada tranquila nessa poesia que é "cicatriz de um ninho quente", "infância onde o homem já não cabe", como no poema "(Abrigo)". O abrigo do título do poema se fecha em parênteses como proteção ou prisão? Ao terminar o livro com o poema "Um outro homem inacabado" não faz mais que concluir de forma dura o sentido da existência na cidade moderna, onde "cada homem é estilhaço,/ entulho jogado na caçamba".

Na incerteza do existir, na total ausência de concretude, tomado pelo mundo flutuante, o poeta anota a identidade entre a "cidade impermanente" e o fato de que ali o "homem jamais está inteiro". Retalhos, mutações, perdas, demolições, palavras que revelam a total irrelevância de se tentar construir um lar para si mesmo, que seria o mesmo que plantar uma "flor amarela que teima em brotar/ em zona de perigo".

O sinal mais trágico dessa poesia se revela na irrelevância da transcendência, ainda no poema "(Abrigo)", quando o poeta mira uma "casa branca" e "imaterial" como possibilidade perdida de guarida, pois "a vida/ já perdeu/ o seu sal". Resultado de uma depreciação do humano no mundo fetichista de uma existência falsa, apenas imagética, onde não se precisará da organicidade do suor do rosto, nem do rosto, posto que os seus músculos são apenas "um objeto em desuso".

Os poemas são, um após o outro, uma "guerra íntima", sem "nenhum indício de paz", já que a existência se concretiza apenas na negação, como no poema "Esquivo", onde a sombra do poeta é fora de foco, do eixo, da ordem, da forma, "vulcão de afeto,/ tua desavença/ com o mundo".

Retomando a ideia da alienação do trabalho, tal como Marx a via, o poeta denuncia o vazio sisifiano do existir: "Preso no círculo da repetição/ morre um pouco/ ao fim de cada dia". Não é um poema social, mas, ao contrário, uma percepção existencial da impossibilidade de se realizar inteiramente em qualquer tarefa, já que, como no poema "Uso", "o que o homem gasta/ em suas mãos/ adquire a aura/ de suas dores".

O que pensar do poema "Vida minúscula" se não que o poeta, esse ser descentrado, teve uma destinação traída, alimentado por "um veneno/ que o aparta dos seus", fazendo-o viver "num mundo/ que sempre lhe será estranho". Errado nos dois mundos, o da terra, da enxada, das tarefas e "da descoberta da língua" desordinária (da poesia), ele se condena à errância. A imagem que se adéqua a essa ideia pode ser lida em alguns dos versos do poema "Relento":

"na terra e no vento
no desamparo da queda
sem colo
ventre
útero
como último abrigo".

O poeta se conscientiza de sua total inadequação e também de sua total inutilidade. Poemas para quê? Metáfora disso está em "O cortador de bambus":

"Cortei bambu: para ti, meu filho
quando não precisamos mais de bambus
se temos cimento e tijolos?".

Um outro poema merece destaque, é "Night Windows". Talvez um dos mais pessimistas do livro, pois leva às últimas consequências a ideia do fracasso da existência deste "homem inacabado". Consumido na solidão das noites, "está por um fio" e poder vir a ser "um corpo que cairá no negrume da noite":

"O quarto está deserto
Uma das janelas está aberta.
O vento suga a cortina branca para fora da casa.
Alguém está por um fio.
Alguém aposta sua última ficha.
Um corpo cairá no negrume da noite".

Vários poemas no livro podem estar falando da condição do poeta, ou da condição humana como um todo, como uma condenação ao desterro. Em "Anedota japonesa" as imagens da vida negativa desfilam para um final no mínimo pessimista. Imagens de peixes mecânicos, terno de vidro quebrado, armários de espanto, corvos com bicos de ferro que furam o cérebro, vísceras de Mishima... imagens de uma solidão atroz pela qual "Nenhum cão na imensa Tóquio ganirá".

A orelha do livro, escrita por Reynaldo Damazio, relembra "a imagem do anjo de Klee, contemplando as ruínas do mundo, evocando a situação do poeta no tempo presente". E se o corpo, lugar da existência aos pedaços, é pura miséria na poesia de Galvão, as ilustrações do artista plástico Rogério Barbosa radiografam os destroços.

Donizete Galvão afina sua língua nesse novo livro com poesias agora mais ácidas e fruto de tormentos, mas se o que emite é "grito, gemido, uivo, corte, ferimento", o que se pode ver é que aqui é que sua poesia tem ainda mais "cabimento".

Nota do autor
Para comprar o livro acesse www.portaleditora.com.br.


Jardel Dias Cavalcanti
Londrina, 21/9/2010


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2010
01. Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques - 23/3/2010
02. Rimbaud, biografia do poeta maldito - 10/8/2010
03. 29ª Bienal de São Paulo: a politica da arte - 12/10/2010
04. A letargia crítica na feira do vale-tudo da arte - 5/1/2010
05. Inhotim: arte contemporânea e natureza - 2/3/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
27/9/2010
11h07min
O bom da poesia é que o poeta aprende a juntar o concreto com o abstrato, ou até mesmo com o lúdico. E viaja na poesia, como quem busca o finito do infinito.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O INFORMANTE
STEPHEN W. FREY
RECORD
(2006)
R$ 10,00



FANTOCHES!
MARCOS REY
ÁTICA
(1998)
R$ 4,97



BENS ACESSÓRIOS - ACESSÕES, PARTES INTEGRANTES E PERTENÇAS
ALEXANDRE PIMENTA BATISTA PEREIRA
JURUÁ
(2010)
R$ 50,28



UMA VIDA DE AMOR E CARIDADE
FRANCISCO C. XAVIER / IZABEL BUENO / ESPÍRITOS DI
FONTE VIVA
(1992)
R$ 11,00



THE BEATLES A DAY IN THE LIFE
ND
OMNIBUS PRESS
(1980)
R$ 110,00



PHYSIOLOGIA DO CASAMENTO
H. DE BALZAC
F. BRIGUIET
(1936)
R$ 45,00
+ frete grátis



FREUD -VIDA E OBRA
CARLOS ESTEVAM
PAZ E TERRA
(1976)
R$ 5,85



INGLÊS 1 ENSINO MÉDIO 1ª SÉRIE
PATRÍCIA HELENA COSTA SENNE DOS SANTOS/ ENÉAS BENU
ED. ANGLO
(2002)
R$ 4,50



A ARTE DE RECLAMAR
RONALDO JOSÉ NEVES DE CARVALHO
PARMA
(1995)
R$ 10,00



A MELHOR BANDA DO MUNDO
TÂNIA ALEXANDRE MARTINELLI
MODERNA
(2012)
R$ 35,00





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês