O santo relutante | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A mulher madura
>>> Regras da Morte
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> El sueño de la razón
>>> Machado de Assis dos folhetins ao Orkut
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Curtas e Grossas
Mais Recentes
>>> Fale-me de amor de Michel Quoist pela Paulus (1988)
>>> Maravilhas do Mundo de Elvira de Oliveira pela Klick (2001)
>>> A História Crítica da Nação Brasileira de Renato Mocellin pela Do Brasil (1987)
>>> Direito Municipal na Constituição de Petrônio Braz pela Led (2001)
>>> Direitos Reais de Cristiano Chaves de Farias e Nelson Rosenvald pela Lumen Juris (2006)
>>> Linguagem de Sinais de Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados pela Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados (1992)
>>> Curva de rio de Juarez de Oliveira pela Caminhos da Literatura (1987)
>>> O Anjo da Morte de Ricardo Reis de Jose Sarmago pela Caminho (1984)
>>> O livro da música de Keith Spence pela Zahar (1981)
>>> Os Abutres de Taylor Caldwell pela Record
>>> Água Viva: Uma Gênese do Desenvolvimento de Eloi Fernández y Fernández pela Nova Fronteira/ RJ. (2003)
>>> A Casa Grande de Taylos Caldwell pela Record
>>> Legislação ambiental de José Geraldo Brito Filomeno. Organização pela Imprensa Oficial do Estado SP (2000)
>>> A Mulher Secreta de Victoria Holt pela Círculo do Livro
>>> Execução civil e cumprimento de sentença. Vol. 3 de Sérgio Shimura & Gilberto Gomes Bruschi pela Método (2009)
>>> Direito Processual do Trabalho de Wagner D. Giglio pela Saraiva (2005)
>>> Comentários à Constituição Brasileira de 1988. Vol. 1. Arts. 1 ao 43 de Manoel Gonçalves Ferreira Filho pela Saraiva (1990)
>>> Resumo de Direito Penal (Parte Geral) C oleção Resumos 5 de Maximilianus Cláudio Américo Fuhrer et alii pela Malheiros (2004)
>>> À Margem da lagoa Prateada 5 de Laura Ingalls Wilder pela Record (1967)
>>> Resumo de Direito Comercial (Empresarial) Coleção Resumos 1 de Maximilianus Cláudio Américo Fuhrer pela Malheiros (2005)
>>> Blue Bloods - Vampiros em Manhattan de Melissa De La Cruz pela Moderna (2010)
>>> Responsabilidade civil e sua interpretação jurisprudencial de Rui Stoco pela Revista dos Tribunais (1994)
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Íntriseca (2013)
>>> O anjo do Adeus de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1995)
>>> Iniciação ao Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (2005)
>>> O verde Violentou o Muro de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1984)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1982)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1984)
>>> Nancy Maria Mendes de Apesar do Tempo... pela Scriptum/ Belo Horiznte
>>> Recados da Lua - Amor e Romantismo de Helena Jobim pela Record/ RJ. (2001)
>>> Inovação -A Arte de Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua de Papel (2010)
>>> Machado de Assis de Augusto Meyer pela Globo/ Porto Alegre (1935)
>>> Os Putos de Altino Total pela Livr. Sá daCosta/ Lisboa (1980)
>>> Vinte E Quatro Horas na Vida de uma Mulher e outras Novelas de Stefan Zweig pela Record/ RJ. (1999)
>>> Empresas de ComércioInternacional: Organização e Operacionalidade de Dalton Daemon pela Edit. da FURBE (1993)
>>> Princípios e procedimentos notariais de Odelmir Bilhalva Teixeira pela Russell (2009)
>>> Elogio da Loucura de Erasmo de Roterdam pela Ediouro/ RJ.
>>> Os Possessos 2 Volumes de Dostoiewsky pela Livraria Progredior Porto
>>> Em Busca da Arca de Noé de Dave Balsiger Charles E. Sellier Jr pela Record (1976)
>>> Noite de Erico Verissimo pela Globo (1954)
>>> O Discípulo de Paulo Bourget pela Irmãos Pongetti (1944)
>>> O mito da neutralidade científica de Hilton japiassu pela Imago (1975)
>>> Curso de direito civil brasileiro 7 volume responsabilidade civil de Maria helena diniz pela Saraiva (2001)
>>> Patrícia Bins de Janela do Sonho pela Nova Fronteira/ RJ. (1986)
>>> Introdução ao estudo do direito de Tercio sampaio ferraz jr pela Atlas (1994)
>>> Themen 2- Lehrwerk Für Deustsch als Fremdsprache - Kursbuch de Hartmut Auderstrabe/ Heikop Bock/ Helmut Müller pela Max Huber/ EPU (1993)
>>> Organon da arte de curar de Samuel hahnemann pela Ihfl (1995)
>>> Noite na taverna de Alvares de azevedo pela Klick
>>> Mini) Reforma Tributária: Reflexões Sobre a Lei N. 10. 637/2002 (... de Fábio Junqueira de Carvalho (...) Coord. pela Mandamentos (2003)
>>> Vademecum do direito de família e sucessões de Márcia Cristina Ananias Neves pela Jurídica brasileira (2006)
COLUNAS

Segunda-feira, 21/2/2011
O santo relutante
Gian Danton

+ de 3800 Acessos
+ 2 Comentário(s)


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Francisco de Assis é um dos santos mais populares do catolicismo. Difícil uma cidade grande que não tenha uma igreja em sua homenagem. No Nordeste, por exemplo, ele batizou o principal rio da região e pintores de rua o reproduzem em telas, na frente dos turistas, da mesma forma que artesãos fazem versões em madeira ou barro para vender, sempre na posição famosa, com ele envolto por passarinhos. No entanto, apesar da popularidade, sua história real é pouco conhecida. Mesmo católicos mais fervorosos desconhecem sua biografia e, quando conhecem, ela está envolta em mitos.

Foi com o objetivo de remediar essa situação que Donald Spoto escreveu Francisco de Assis, o santo relutante, recentemente reeditado em uma edição popular da coleção Ponto de Leitura. É uma grande chance de conhecer o lado humano de um homem cuja vida se mistura com lendas baseadas em "ideias românticas sobre a era dos castelos, cavaleiros andantes, damas medievais e honra cavalheiresca, elementos mais adequados às páginas dos manuscritos com iluminuras ou a filmes de Hollywood, mas que não correspondem à vida real", escreve o autor.

Donald Spoto é PhD em teologia pela Universidade de Fordham e foi professor universitário de estudos religiosos, literatura bíblica e misticismo cristão. Escreveu 18 obras, entre elas as biografias de Alfred Hitchcock, Laurence Olivier e Ingrid Bergman. Ou seja, é alguém que transita entre dois pontos: o estudo da religiosidade e a tradição das biografias jornalísticas.

Embora o livro penda mais para as modernas biografias, é a veia teológica do autor que cria os momentos mais díspares. Suas tentativas de explicar sob uma ótica católica fatos da vida de São Francisco são os momentos menos interessantes do livro, e parecem não encaixar direito na proposta que o próprio autor faz desde as primeiras páginas da biografia.

Felizmente, esses momentos são exceção, e, na grande maioria das páginas, Spoto consegue aproximar Francisco daquilo que ele mesmo escreve na introdução do livro: o playboy de Assis que resolveu se tornar mendigo não é uma propriedade da Igreja Católica. Afinal, sua primeira grande biografia moderna foi escrita por um protestante francês. Um dos mais importantes pesquisadores franciscanos foi um bispo anglicano. E, por último, o Dalai Lama, ao visitar Assis, fez questão de ser fotografado no lugar que Francisco mais amava.

Francisco, aliás, não era Francisco. Seu pai estava ausente, em viagem de negócios para a França quando o garoto nasceu, e a mãe lhe deu o nome de João, em homenagem a São João Batista, o profeta que pregava no deserto vestido com pele de camelo e se alimentava de mel e gafanhotos. Quando chegou, o rico comerciante de tecidos Pedro Bernardone, ficou furioso. Não convinha que seu filho tivesse o nome de um ermitão pobre e, como não era possível anular o nome, o pai fez questão de que ele fosse conhecido como Francisco, palavra que significava francês e que conotava elegância, já que a França na época ditava moda para o mundo.

Esses dois extremos: a elegância dos ricos e a humildade dos pobres vão ser o pêndulo sobre o qual o jovem Francisco irá se equilibrar por grande parte de sua vida.

A cidade em que o rapaz vivia era conhecida na Itália como Nova Babilônia, por ser um local de franca libertinagem, onde o sexo se misturava à violência. Garotos de famílias ricas vagavam pelas ruas criando desordem e Francisco foi um deles. A atividade sexual desregrada era regra para os meninos e a maioria das meninas não permanecia casta e monogâmica. O casamento era abençoado pela Igreja, mas o adultério era esperado pela sociedade. Com seus maridos viajando a negócios ou para as guerras, as esposas ficavam acessíveis a amigos e estranhos. A maioria o fazia de bom grado, mas as que se recusavam eram constantemente estupradas.

Embora não haja provas de que Francisco tenha vivido essa dissolução sexual, o autor explica que também não há provas de que ele tenha resistido a ela. Afinal, ele era um líder entre os playboys de Assis, sempre envolvido com ceias tardias nas praças da cidade e piqueniques que reuniam os elementos menos recomendados da cidade. Além de serenatas para moças casadoiras.

Seria importante para a vida de São Francisco o fato de que a Igreja Católica vivia uma crise moral. Muitos padres tinham amantes. Outros só pensavam em dinheiro e poder. Na festa de São Nicolau, que acontecia todo ano em Assis, uma criança era vestida como bispo, levada para uma igreja e participava de uma cerimônia sacrílega. Padres lascivos e mulheres seminuas se juntavam à orgia. Algumas delas eram coroadas com guirlandas e vendidas por uma noite para quem pagasse mais. A cerimônia simbolizava bem o nível de decadência da imagem da Igreja Católica. E Francisco chegou a ser líder de algumas dessas festas.

Sua vida de alegria, mas vazia, mudou num dia em que voltava de uma propriedade do pai e parou na pequena e decadente igreja de São Damião para descansar. Um crucifixo sobrevivera ao tempo e lá ainda estava Jesus, que falou com o futuro santo: "Francisco, não vês que minha casa está sendo destruída? Vai, então, e conserta-a para mim".

O santo, que a partir dali tomaria tudo ao pé da letra (ao ler na Bíblia a passagem em que Jesus dizia que quem o seguisse deveria se livrar das sandálias, ele decidiu andar apenas descalço), se colocou a consertar a igreja. Mas logo ficaria claro que sua verdadeira função seria restaurar a Igreja como um todo, não por palavras de reprovação (ele jamais repreendia os padres, por mais corruptos e lascivos que fossem), mas pelo exemplo.

Sua vida de dedicação total a Jesus e aos pobres e excluídos (entre eles os leprosos) seria o modelo que faria muitos se converterem. Embora posteriormente o movimento franciscano lhe fosse tirado das mãos e muitas vezes se tornasse um meio para conseguir poder, sua herança positiva permanece até hoje.

Da mesma forma que na época de Francisco, hoje vivemos uma crise moral em que dinheiro e poder são os valores mais importantes da sociedade. E assim como naquela época , sua biografia pode apontar para um novo tipo de vida. O livro de Spoto é uma boa introdução ao assunto.

Para ir além






Gian Danton
Macapá, 21/2/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. estar onde eu não estou de Luís Fernando Amâncio
02. Gosta de escrever? Como não leu este livro ainda? de Renato Alessandro dos Santos
03. Os olhos de Ingrid Bergman de Renato Alessandro dos Santos
04. 40 anos sem Carpeaux de Celso A. Uequed Pitol
05. Uma suposta I.C. de Elisa Andrade Buzzo


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2011
01. Monteiro Lobato, a eugenia e o preconceito - 28/2/2011
02. Hells Angels - 20/6/2011
03. Medo e Delírio em Las Vegas - 9/5/2011
04. Melhores de 2010 - 3/1/2011
05. Leitura e escola - 31/1/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
21/2/2011
14h29min
Belo texto! Transformaram Francisco no santo dos animais e deixaram em segundo plano suas críticas à Igreja. Poderíamos aproveitar essa imagem e lembrar que crianças humanas são pequenos animais e que Francisco desaprovaria uma Igreja que abrigasse quem as molesta. Abraço!
[Leia outros Comentários de Carla Ceres]
1/3/2011
22h50min
Minha vó sempre dizia que eu era um santinho, mas vendo o Francisco, sei que não sou nada...
[Leia outros Comentários de Júnior]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NA BOLEIA DE UM CAMINHAO
GISELDA LAPORTA NICOLELIS
MODERNA
(1983)
R$ 8,00



PORTA-AVIÕES - A ARMA MAGESTOSA
DONALD MACINTYRE
RENES
(1974)
R$ 10,00



CEGUEIRA, UM ENSAIO
FERNANDO MEIRELLES
MASTER BOOKS
(2010)
R$ 151,62



NÃO MEXA COM A MINHA FILHA!
TAMAKI NOZOMU
ALTO ASTRAL
(2016)
R$ 24,00



O VINHEDO
BARBARA DELINSKY
BERTRAND BRASIL
(2006)
R$ 6,90



PANORÂMICA VICENTINA DOS ALVORES DO QUINHENTISMO
JOÃO DA ENCARNAÇÃO REIS
MINERVA
(1992)
R$ 24,97



INCÊNDIOS EM ATERROS SANITÁRIOS E O ESTUDO DE CASO DE PALMAS - TO
EDUARDO SCHAEDLER PONCE UND ROSE MARY G. MENDONCA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



NEFERTITI SACERDOTISA, DEUSA E FARAÓ
ANNA CRISTINA FERREIRA DE SOUZA
MADRAS
(2012)
R$ 36,99



L EXISTENTIALISME - QUE SAIS JE?
PAUL FOULQUIE
PUF (PARIS)
(1963)
R$ 16,28



MARKETING PARA ORGANIZAÇÕES QUE NÃO VISAM O LUCRO
PHILIP KOTLER
ATLAS
(1978)
R$ 95,00





busca | avançada
41334 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Cannot connect to POP3 server