Vida conjugal | Guilherme Pontes Coelho | Digestivo Cultural

busca | avançada
37668 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 27/4/2011
Vida conjugal
Guilherme Pontes Coelho

+ de 3200 Acessos

María Magdalena Cascorro desde sempre lutou contra a cafonice, a mesquinharia, a insensibilidade. Sua família, pais, irmãos e, principalmente, irmãs, María del Carmen e Maria Dorotea (esta, a pessoa mais ardilosa do mundo), representavam o que ela menos queria para si. Ela, tão sensível e tão aberta ao mundo cultural dos livros e das artes, jamais suportou o ambiente familiar primevo e continuaria, pelo resto da vida, a ter ojeriza à estreiteza de espírito dos parentes, inclusive por não respeitarem sua mudança de nome, pois nunca a chamavam de Jaqueline Cascorro, com a pronúncia afrancesada, Cascorrô, mas de María Magdalena mesmo, sem esconder, não sem uma pitada de zombaria, como uma mexicana como ela deveria se chamar.

Jaqueline, como ela mesma prefere, penou um bocado até chegar à faculdade. Mas chegou. Faculdade de Filosofia e Letras. Não que ela tenha nascido com o gene reflexivo dos filósofos nem com o talento criador dos escritores; mas, devo admitir, ela gostava daquilo. Gostava dos livros, do ambiente cultural, de conversar sobre arte. A intelectualidade tinha um efeito apotropaico sobre ela.

Ela tinha uma amiga, Mérgara Armengol, que criara uma espécie de academia, em sua própria casa, onde havia cursos e oficinas. História da arte, hermenêutica do romance, criação literária, essas coisas que sempre são objeto de cursos e oficinas. Pois Jaqueline sempre fora assídua freqüentadora da casa da amiga, onde já aconteciam reuniões sob a mesma pauta cultural, e depois aluna aplicada da tal academia, uma aluna que sempre anotava tudo direitinho e que sempre estava disposta a discutir a aula, debater os livros, apreciar as obras em estudo. Uma disposição que parecia nunca ter fim. Jaqueline era o tipo de aluna que rabiscava os cadernos de estudo, os guardava numa gaveta e nunca mais olhava para eles novamente. Um tipo de aluna capaz de fazer o mesmo curso várias vezes (os cursos na tal academia duravam em média dez meses) e com a mesma dedicação, porque não lembrava mais de nada estudado assim que o curso era concluído.

É inegável que o ar respirado em ambientes culturais fazia bem a ela e ela jamais poderia se abster desse remédio, porque, além de sua história pessoal a obrigar a querer se elevar culturalmente, seu casamento era extremamente infeliz. E seus amigos e colegas de curso sabiam disso (a família também sabia, mas a indiferença era mútua). Ela, sempre que podia, às vezes com a ajuda de um pouquinho de álcool, matraqueava alucinadamente com a primeira pessoa desavisada sobre como sua vida conjugal era infeliz, sobre como ela se decepcionou com o marido, sobre como o marido a tratava mal e a traia descaradamente com todas as mulheres do mundo (embora neste quesito ela estivesse longe da santidade). Jaqueline, tão carente, coitada, prestativa e boa aluna, não tinha fama de boa comensal.

Nicolás Lobato é o nome do marido. Eles se conheceram quando faziam faculdade. Ele estudava direito. Mas não concluiu o curso, e Jaqueline também não: casamento. As ambições dele, como algumas vezes ficou claro na história do casal, até que poderiam casar com as dela. Ela queria ser culta e articulada, instruída nas artes das conversas de salão e das reuniões regadas a champanhe, ao som de Bruckner, sob o signo de Choderlos de Laclos ou de qualquer outro escritor canônico o suficiente para ser discutido entre emergentes mexicanos da década de sessenta. Ele queria ser rico, magnânimo, chic, sofisticado, poderoso, influente. Num exercício imaginativo, como a própria Jaqueline faria numa ou duas ocasiões (só que com uma leve alteração de dramatis personae), seria possível vê-lo homem rico, um self-made man, soberano sobre sua própria riqueza, erigida no ramo do turismo, com hotéis e agências de viagem, e acompanhado por uma dama requintada, uma verdadeira patronesse, senhora das artes, de nome afrancesado.

Mas Sergio Pitol, autor de Vida conjugal (Companhia das Letras, 2009, 107 págs., tradução de Bernardo Ajzenberg), teve outras ideias para o destino do casal, ao escrever uma paródia do casamento, macabra e irônica, narrada num ritmo impecável.

Nicolás Lobato trabalhava muito. Não concluiu o curso de direito não só por causa do casamento, mas porque, conseguindo um pouco de dinheiro ali, contraindo dívidas acolá, viu seu personagem de empreendedor virar protagonista no palco high society local. Ele estava fazendo dinheiro e interpretando um papel convincente de mestre-de-cerimônias, sem fazer mistério algum à mulher dos bônus que essa vida microestelar proporcionava: mulheres.

Com toda tristeza, Jaqueline levava a vida, essa vida. Ela, que casara virgem e que compartilhava com o marido um passado miserável e uma ambição de crescer na vida.

No entanto, tudo "mudou de repente quando, ao quebrar com as mãos uma pata de carangueijo e ouvir uma garrafa de champanhe sendo aberta às suas costas, [Jaqueline] se deixou dominar por um pensamento que depois retornaria de modo intermitente, transformando-a, para sempre, numa mulher de ideias muito más".

Para ir além






Guilherme Pontes Coelho
Brasília, 27/4/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como se me fumasse: Mirisola e a literatura do mal de Jardel Dias Cavalcanti
02. Entrevista com o poeta mineiro Carlos Ávila de Jardel Dias Cavalcanti
03. Viena expõe obra radical de Egon Schiele de Jardel Dias Cavalcanti
04. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti
05. Srta Peregrine e suas crianças peculiares de Ricardo de Mattos


Mais Guilherme Pontes Coelho
Mais Acessadas de Guilherme Pontes Coelho em 2011
01. A sordidez de Alessandro Garcia - 9/2/2011
02. Churchill, de Paul Johnson - 2/2/2011
03. Pequenos combustíveis para leitores e escritores. - 7/9/2011
04. Cisne Negro - 16/2/2011
05. Derrotado - 2/3/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LITERATURA ITALIANA + LINHAS + PROBLEMAS + AUTORES
GIORGIO BÁRBERI SQUAROTTI & ORGANIZADOR
NOVA STELLA/EDUSP
(1989)
R$ 35,00



A FÚRIA DOS REIS: AS CRÔNICAS DE GELO E FOGO
GEORGE R. R. MARTIN
LEYA
(2011)
R$ 21,90



A APRENDIZ
VIVIANE VENTURA
LANDSCAPE
(2005)
R$ 7,00



A REFORMA DA LEI DAS S. A.: ATRAVÉS DA LEI Nº 10. 303
THEMISTOCLES PINHO E ÁLVARO PEIXOTO
FREITAS BASTOS (RJ)
(2001)
R$ 24,28



PORQUE LUTAM OS PALESTINOS
YASSIR ARAFAT
PARALELO
R$ 22,00



SUSSURRO
BECCA FITZPATRICK
INTRÍNSECA
(2010)
R$ 7,00



REALIDADE EMOCIONAL AJUDANDO O HOMEM A CONQUISTAR A REALIDADE DESEJADA
ALFREDO SOEIRO
SENAC
(1999)
R$ 30,00



ATE QUE A VIDA OS SEPARE
MONICA DE CASTRO, LEONEL
VIDA & CONSCIENCIA
(2011)
R$ 9,79



AMAR E SER AMADO
PIERRE WEIL
VOZES
(1993)
R$ 10,00



PSICOLOGIA DO PRÉ-ESCOLAR: UMA VISÃO CONSTRUTIVISTA
MARIA DA GLÓRIA SEBER
MODERNA
(1995)
R$ 15,00





busca | avançada
37668 visitas/dia
1,1 milhão/mês