Pina, de Wim Wenders | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
71334 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 24/4/2012
Pina, de Wim Wenders
Wellington Machado

+ de 3600 Acessos

Quem vê o diretor Wim Wenders, aos 67 anos, filmando em 3D o documentário Pina (sobre a coreógrafa alemã Pina Bausch), parece estar diante de um diretor de vinte e poucos anos, detentor dos mais intricados conhecimentos da tecnologia cinematográfica disponível no mercado. A opção pela filmagem em 3D é apropriada ao filme, pois dá ao espectador a dimensão dos cenários profundos utilizados nos balés da coreógrafa.

Pina Bausch morreu em 2009, aos 69 anos. Além de coreógrafa reconhecida mundialmente, atuou como atriz no filme Fale com ela, de Pedro Almodóvar. Seria leviano de minha parte analisar criticamente os aspectos estéticos de sua coreografia - há inúmeros especialistas capacitados para fazê-lo. Mas, valendo-me da "lente" de Wim Wenders, nota-se a grandiosidade, a imponência da expressão corporal de Bausch. Seu corpo esguio, magricelo, já enrugado no fim da vida, se assemelha a uma corda bamba que balança livremente no ar. Seus seios pequenos e murchos, invariavelmente expostos em várias cenas, afastam qualquer possibilidade de sensualização do corpo, abrindo espaço para a pura observação estética. O espectador mal percebe que Pina está nua: o foco recai exclusivamente nos movimentos, nos quais as expressões faciais da coreógrafa têm a mesma importância que os dedos da mão, os ombros, os pés.

A "parceria" Wenders-Bausch é bem-sucedida devido ao foco narrativo escolhido pelo diretor. Ao invés de inflar o documentário com imagens da coreógrafa, ou apelar para uma retrospectiva cronológica - opção confortável que só iria iconizar mais a bailarina - o diretor optou por uma abordagem inovadora: Wenders preferiu "esconder" a biografada. A história de Pina é narrada por seus alunos, provenientes de várias partes do mundo, cada um no seu idioma. Cada depoimento é ilustrado com movimentos de cada dançarino, como se Pina "possuísse espiritualmente" aquele corpo. Há pouquíssimas imagens da coreógrafa no filme. Ela está presente "nos" alunos, nos cenários de areia, nas cadeiras vazias e nos objetos cuidadosamente distribuídos no espaço em cena.

A opção de Wim Wenders por "esconder" a biografada é oposta à que foi feita em Buena Vista Social Club (1998), um dos melhores documentários da história do cinema. Se podemos dizer algo - além de inúmeras coisas - sobre o diretor, é que ele não se repete. Se em Pina a biografada é abordada "de fora para dentro" (dos alunos "corporais" para a coreógrafa), em Buena Vista... os holofotes são dispersos e individualmente direcionados a cada personagem. As histórias pessoais de cada um daqueles músicos, abandonados e carcomidos pelo tempo na memória dos cubanos (Wenders praticamente os ressuscitou), desembocam em exuberantes apresentações (em conjunto) nos palcos pelo mundo afora. Pina é côncavo; Buena Vista... é convexo.

Wim Wenders é um diretor diferenciado, diria ímpar, entre os diretores contemporâneos. Ele é tão bom diretor de ficção (Asas do Desejo; Paris, Texas; O amigo americano são apenas alguns exemplos) como documentarista - além de Pina e Buena Vista..., Wenders realizou Um filme para Nick (1979), um comovente documentário-homenagem sobre seu ídolo, o cineasta Nicholas Ray. Expoente da geração que ficou conhecida como Novo Cinema Alemão (juntamente com Fassbinder e Herzog), Wim Wenders foi o diretor que mais vivenciou, entendeu e absorveu o aparato tecnológico que seu tempo lhe proporcionou. O diretor nunca rejeitou (como fizeram vários cineastas românticos) os recursos tecnológicos disponíveis. Pelo contrário, utilizou-os como meio facilitador e de barateamento de custos em suas produções. Wim Wenders fez sua estreia com O medo do goleiro diante do pênalti (1971) em película, filmou em digital Buena vista..., e agora ousa filmar em 3D o documentário sobre Pina Bausch. Wenders é um diretor "de ligação": da película ao 3D.

Grande parte do mérito do diretor como um esteta da imagem se dá pelo fato de ele ser um ótimo fotógrafo - habilidade que o credencia a trabalhar com cores vibrantes, tons escuros e locações em lugares inóspitos. É preciso captar "o olhar" de Wim Wenders em seus filmes. As locações estáticas em Pina (desertos, topos de montanhas, cidades vazias etc.) funcionam como apoio e um contraponto ao movimento dos corpos nas cenas. Essa acuidade no trato visual é evidente também em Paris, Texas, Palermo Shooting (filme que nem entrou no circuito brasileiro) e nas cores marcantes de Buena Vista....

Pina marca o retorno de Wim Wenders à Alemanha, após uma temporada americana de altos e baixos. É certo que o cineasta fez filmes menores (não é todo dia que se filma um clássico), mas mesmo estes valem a atenção do cinéfilo (grande parte de sua filmografia foi lançada em DVD). O diretor não tem compromisso com o entretenimento. Seus personagens são emblemáticos. Em Paris, Texas, um homem "desmemoriado" caminha perdido no deserto como se quisesse fugir de uma rusga antiga com a esposa. Em Asas do desejo, Wenders cria um anjo (sem nenhuma conotação religiosa) que sobrevoa Berlin, acompanha o cotidiano das pessoas e se encanta com uma artista circense, tornando-se novamente "humano".

Assistir à Pina (principalmente em 3D) é, além de aprender sobre a coreógrafa, juntar teatro, cinema e dança em um só lugar. O documentário é uma porta de acesso à filmografia de Wenders, especialmente para os que ainda não o conhecem devidamente. Para o cinéfilo que acompanha a trajetória do diretor, Pina é mais um candidato a clássico em sua filmografia.


Wellington Machado
Belo Horizonte, 24/4/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Freud explica de Renato Alessandro dos Santos
02. As luzes se apagam de Cassionei Niches Petry
03. O retalho, de Philippe Lançon de Wellington Machado
04. 4 filmes sobre publicar livros de Ana Elisa Ribeiro
05. Layon pinta o silêncio da cidade em quarentena de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado em 2012
01. Hugo Cabret exuma Georges Méliès - 27/3/2012
02. De onde vem a carne que você come? - 15/5/2012
03. Daniel Piza: uma lanterna cultural - 24/1/2012
04. Memória externalizada - 3/7/2012
05. Pina, de Wim Wenders - 24/4/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CLAVÍCULA DE SALOMÃO - 1ª EDIÇÃO
IRENE LIBER
PALLAS
(2004)
R$ 47,70



LIVRO DE JOGOS
UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL
ESCOTEIRA
(1980)
R$ 45,00
+ frete grátis



OS SETE MINUTOS
IRVING WALLACE
RIOGRÁFICA
(1986)
R$ 9,09



COMO ORGANIZAR A NOSSA RÚSSIA - ALEXANDRE SOLJENITSIN (LITERATURA RUSSA)
ALEXANDRE SOLJENITSIN
NOVA FRONTEIRA
(1991)
R$ 15,00



ESAÚ E JACÓ 2
MACHADO DE ASSIS
CLUBE DO LIVRO
(1956)
R$ 5,00



FOME DE PÃO E DE BELEZA
FREI BETTO
SICILIANO
R$ 19,90
+ frete grátis



ASSÉDIO SEXUAL NA EMPRESA; IMPACTOS DO NOVO CÓDIGO CIVIL SOBRE O
REVISTA DO TRTEEMATRA: ANO 4 NÚMERO 5
AMÉRICA JURÍDICA (RJ)
(2000)
R$ 30,28



CONTOS ORIENTAIS
MARGUERITE YOURCENAR
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 25,00



JULGADOS DE ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA
LUCILVA PEREIRA DA SILVA
EDIPRO
(1993)
R$ 17,00



NA LUZ DO EVANGELHO
SEBASTIÃO ANSELMO - PELO ESPÍRITO TETSUE
PETIT
(1993)
R$ 5,00





busca | avançada
71334 visitas/dia
1,4 milhão/mês