O goleiro que ganhou o Nobel | Celso A. Uequed Pitol | Digestivo Cultural

busca | avançada
37900 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ação Social
>>> Dá-lhe, Villa!
>>> forças infernais
>>> 20 de Abril #digestivo10anos
>>> Pensando sozinho
>>> Minha casa, minha cama, minha mesa
>>> Aranhas e missangas na Moçambique de Mia Couto
>>> Novos Melhores Blogs
>>> Reflexões para um mundo em crise
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
Mais Recentes
>>> Plantas de Cobertura do Solo Caracteristicas e Manejo Em Pequenas . de Claudino Monegal pela Autor (1991)
>>> Os Honorários Advocatícios na Justiça do Trabalho - de Carlos Roberto Ramos pela : Conceito (2013)
>>> 1985 - o Autor de Laranha Mecânica Contesta o 1984 de Orwell e Mostra de Anthony Burgess pela Lpm (1980)
>>> Ciencias Criminais - Articulacoes Criticas Em Torno dos 20 Anos da Con de Ana C. B. de Pinho pela Lumenjuris (2009)
>>> Manual de Anestesia Em Pequenos Animais - de Paddleford pela Roca (2001)
>>> Las Investigaciones de Alvirah y Willy de Mary Higgins Clark pela Plaza & Janes (1998)
>>> Manual de Direito Constitucional - Volume Único de Marcelo Novelino pela Metodo (2014)
>>> Surfing and Health: Expert, Medial and Advice de Joel Steinman pela Meyer (2019)
>>> Competition in Global Industries de Michael E. Porter pela : Harvard Business School (1986)
>>> 22/11/63 - Novela de Stephen King pela Plaza Janés (2012)
>>> Guia Autorizado Adobe Photoshop 7. 0 - Com Cd - Livro de Treinamento de O mesmo pela Makron Books (2003)
>>> Instrumentos Musicales Precortesianos de Samuel Marti pela Inah (1968)
>>> Lo Mejor de La Siesta Inolvidable de Jorge Halperín pela Aguilar (2005)
>>> Novo Comentário Bíblico Contemporâneo - Lucas de Graig A. Evans pela Vida (1996)
>>> Etiquette For Outlaws de Rob Cohen pela Harper Entertainment (2001)
>>> Caixa de Pássaros de Josh Malerman pela Intrinseca (2015)
>>> Retratos e Fotogramas: Isabelle Huppert de Sesc SP pela Sesc (2009)
>>> As minas de Salomão de Eça de Queiroz pela Livraria Lello
>>> Sim Não de Jussara Braga pela do Brasil (1987)
>>> Alves & C.a de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1928)
>>> Fogo no Céu! de Mary França - Eliardo França pela Ática (1991)
>>> Contos de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1934)
>>> An Amazing Story de Telma Guimarães Castro Andrade pela Atual (1996)
>>> O crime do Padre Amaro de Eça de Queiroz pela Livraria Lello (1935)
>>> Codorna - Criação - Instalação - Manejo de Irineu Fabichak pela Nobel (1987)
>>> Guerras Secretas -Super-Heróis Marvel de Alex Irvine pela Novo Século (2016)
>>> Cartas de Inglaterra de Eça de Queiroz pela Livraria Lello
>>> Cem Anos de Iberê de Luiz Camillo Osorio pela Cosac Naify (2014)
>>> Dia de Aninha de Ciça Alves Pinto pela Global (1996)
>>> Lasar Segall Un Expresionista Brasileño de Ivo Mesquita, Jorge Schwartz e outros pela Takano (2002)
>>> The White Mountains de John Christopher pela Longman (1974)
>>> Laje de Santos, Laje dos Sonhos de Guilherme Kodja Tebecherani, Ana Paula Pinto e outros pela Globo (2009)
>>> Ulster Story de Michael Villeneuve pela Longman (1977)
>>> Marco Giannotti de Nelson Brissac Peixoto pela Cosac Naify (2007)
>>> Morri para Viver de Andressa Urach pela Planeta (2015)
>>> Esio Trot de Roald Dahl pela Puffin Books (2001)
>>> Laura Belém de Laura Belém e outros pela Cosac Naify (2013)
>>> Brave New World de Aldous Huxley pela Longman (1978)
>>> Favela, um Bairro de Cristiane Rose Duarte e Outros (org.) pela Pro (1996)
>>> 1/3 da Vida de Wanderley Oliveira e Ermance Dufaux pela Dufaux (2016)
>>> Quê ?! de Tião Carneiro pela Autor
>>> Conheça a Verdade de Bruce Milne pela Abu (1987)
>>> Para uma Nova Era, Poesia & Prosa de Remisson Aniceto pela Patuá (2019)
>>> Mentes perigosas de Ana Beatriz Barbosa Silva pela Fontanar (2008)
>>> Meu menino vadio de Luiz Fernando Vianna pela Intrínsica (2017)
>>> Correndo com tesouras de Augusten Burroughs pela Ediouro (2002)
>>> Supernova - A Estrela dos Mortos de Renan Carvalho pela Novo Conceito (2015)
>>> Supernova - O Encantador de Flechas de Renan Carvalho pela Novo Conceito (2015)
>>> Segregação e Gentrificação: Os conjuntos habitacionais em Natal de Sara Raquel Fernandes Queiroz de Medeiros pela Edufrn (2018)
>>> Repensar as Familias de Fiona Williams pela Principia (2004)
COLUNAS

Terça-feira, 14/5/2013
O goleiro que ganhou o Nobel
Celso A. Uequed Pitol

+ de 2900 Acessos

Em 1964, Jean-Paul Sartre ganhou o Prêmio Nobel e recusou-se a recebê-lo. O motivo? "Nenhum homem merece ser consagrado em vida", disse ele. Assim o autor de O Existencialismo é um Humanismo desprezou aquele premiozinho minúsculo concedido por representantes velhuscos daquele mundo velhusco, preferindo dedicar-se a tarefas que engrandecessem a sua vida como apoiar Stalin e Mao Tsé Tung, ungir Che Guevara com o título sagrado de "homem mais completo de nossa época" e entupir-se de anfetaminas. Sartre tinha razão: fez bem em alertar a Academia Sueca sobre si mesmo.

Já Albert Camus, por seu turno, resolveu aceitar a ofensa do mundo e recebeu, no dia 17 de outubro de 1957, o Nobel de Literatura. Não bradou contra a sociedade burguesa, não lembrou de líderes comunistas, não fez apologia de nada. Subiu ao palco, agradeceu e voltou para casa. Era um homem extremamente tímido e solícito. Quando chegou a Paris, alguns dias depois, os repórteres o cercaram. Choveram convites para entrevistas, homenagens e conferências nas grandes universidades francesas. Naquele momento, porém, sua única preocupação era o jogo decisivo, válido pela Copa da França, entre o seu Racing de Paris e o FC Monaco, no estádio Parc des Princes. Camus assistiu à partida ao lado de um repórter e comentou que o goleiro parecia meio inseguro. Falava com conhecimento de causa: Camus foi goleiro do Racing de Argel durante dois anos e as crônicas desportivas da época fazem referência à sua bravura e ao seu espírito de liderança em campo. Só não seguiu a carreira esportiva porque teve tuberculose e foi obrigado a parar. Quando se mudou para Paris adotou homônimo francês, cujas cores são as mesmas do Racing de Argel. Mais tarde, ele diria uma de suas frases mais famosas: "Tudo o que sei sobre moral e as obrigações do homem devo ao que aprendi no Racing Universitaire de Argel".

Camus dizia que preferia assistir qualquer partida de futebol a ir ao teatro. Sartre dizia que no futebol o que complicava era a presença da equipe adversária, o que não deixa de ser uma variação atenuada de "o inferno são os outros". Pois Sartre acabou por complicar e muito a vida de Camus. Os dois lutaram juntos na Resistência Franca e foram amigos até 1952, quando o argelino lançou o ensaio O Homem Revoltado, onde criticava asperamente os desmandos totalitários dos regimes de inspiração marxista e questionava a superioridade moral dos revolucionários de qualquer espécie. Sartre escreveu uma crítica furiosa contra Camus e coordenou um boicote da intelectualidade francesa às suas obras. Foi tachado de direitista, reacionário, contra-revolucionário, agente do imperialismo e demais adjetivos de costume. Em situações como essa o escritor atacado normalmente tem duas saídas: o ostracismo ou a reparação. Camus preferiu ser fiel à sua consciência e escolheu o ostracismo, que, felizmente, não veio: hoje o mundo o lê sem reservas. Já Sartre recebe críticas até mesmo da própria esquerda que um dia o glorificou e seus romances, passada a moda dos anos 1970 e 1980, já não são tão lidos.

É fácil vermos, na relação entre os dois, Sartre como o líder político abrasivo e lutador e Camus como o menino tímido que teimou em permanecer sentado no fundo da classe com o olhar no chão. Fácil e falso. Ao contrário dos expansivos bem pensantes da esquerda parisiense, dispostos a vender seus pontos de vista por qualquer afago ideológico, o tímido Camus foi, defendendo a meta do seu time ou as suas próprias idéias, um homem extremamente corajoso.


Celso A. Uequed Pitol
Canoas, 14/5/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Minimundos, exposição de Ronald Polito de Jardel Dias Cavalcanti
02. Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin de Jardel Dias Cavalcanti
03. O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro de Jardel Dias Cavalcanti
04. Precisamos falar sobre Kevin de Renato Alessandro dos Santos
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. 11. A Quatro Braçadas de Heloisa Pait


Mais Celso A. Uequed Pitol
Mais Acessadas de Celso A. Uequed Pitol em 2013
01. O tempo de Arturo Pérez-Reverte - 5/11/2013
02. De Siegfried a São Jorge - 4/6/2013
03. Os burocratas e a literatura - 5/2/2013
04. A Vigésima-Quinta Hora, de Virgil Gheorgiu - 5/3/2013
05. O Direito mediocrizado - 26/3/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UM HOTEL NA ESQUINA DO TEMPO
JAMIE FORD
NOVA FRONTEIRA
(2010)
R$ 9,80



IRRESISTÍVEL
SYLVIA DAY
HAMELIN
(2013)
R$ 10,00



DIREITO ECONÔMICO
JOSÉ WILSON NOGUEIRA DE QUEIROZ
FORENSE (RJ)
(1982)
R$ 10,82



NAÇÕES DO MUNDO - ALEMANHA
EDITORES DE TIME-LIFE LIVROS
ABRIL LIVROS
(1991)
R$ 9,00



REFORMA TRIBUTÁRIA; DISTRIBUIÇÃO DA RENDA; O DINHEIRO; TRANSNACIO
REVISTA DE ECONOMIA POLÍTICA - VOL 3 - Nº 1
BRASILIENSE
(1983)
R$ 25,00



CARLOTA JOAQUINA A RAINHA INTRIGANTE
MARCUS CHEKE
JOSÉ OLYMPIO
(1949)
R$ 6,50



ITALIANO IN ITALIANO (CORTINA METHOD Nº 9)
R. DIEZ DE LA CORTINA (CAPA DURA)
R D CORTINA COMPANY (NY)
(1955)
R$ 23,28



JOSHUA E AS CRIANÇAS
JOSEPH F. GIRZONE
RECORD
(1993)
R$ 17,00



L'IMPERO ROMANO 1/2
SANTO MAZZARINO
LATERZA
(2006)
R$ 450,00



O POÇO DA SOLIDÃO
MARGUERITE RADCLYFFE HALL
ABRIL CULTURAL
(1974)
R$ 20,00





busca | avançada
37900 visitas/dia
1,3 milhão/mês