Assange: efeitos da internet em nosso cotidiano | Humberto Pereira da Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Manual para o leitor de transporte público
>>> Ganha-pão
>>> Comunicação: conselhos para (jovens) pesquisadores
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Festa na floresta
Mais Recentes
>>> National Geographic Brasil Nº 224 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Esaú e Jacó / Memorial de Aires de Machado de Assis pela Nova Cultural (2003)
>>> National Geographic Brasil Nº 225 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Montaigne - Os Pensadores de Michel de Montaigne pela Nova Cultural (2004)
>>> National Geographic Brasil Nº 218 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Sociologia do sobrenatural de Luigi Sturzo pela Aster, Casa do castelo (1960)
>>> Do direito natural á sociologia de Jacques Leclercq pela Duas cidades
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal de Allan Pease & Barbara Pease pela Sextante (2004)
>>> O Gerente Minuto de Kenneth Blanchard & Spencer Johnson pela Record (1981)
>>> Contabilidade Geral: Teoria e mais de 1.000 questões de Ed Luiz Ferrari pela Impetus (2013)
>>> Aulas de Direito Constitucional para Concursos de Vicente Paulo; Marcelo Alexandrino; Frederico Dias pela Método (2012)
>>> Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil de Fabio Giambiagi; Ana Cláudia Além pela Elsevier (2011)
>>> Genética: Texto e Atlas de Eberhard Passarge pela Artmed (2004)
>>> Gestão por Processos: Uma Abordagem da Moderna Administração de José Osvaldo de Sordi pela Saraiva (2008)
>>> Gestão de Contratos: Melhores Práticas Voltadas aos Contratos Empresariais de Walter Freitas pela Atlas (2009)
>>> Desafios eclesiais e missionários da cooperação de Israel Batista (org) pela Sinodal (2007)
>>> Marketing de A a Z de Philip Kotler pela Campus (2003)
>>> Contos de Fadas e Suas Versões Originais - Sem Censura de Marina Avila (org.) pela Wish (2016)
>>> Cuidando de quem cuida de Roseli M. kuhnrich de Oliveira pela Sinodal (2007)
>>> Marketing 4.0 - do tradicional ao digital de Philip Kotler pela Sextante (2017)
>>> Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley pela Globo (2001)
>>> Crer: informações sobre fé de Helmut Thilicke (cord). pela Sinodal /EST (2007)
>>> Com Açúcar, Com Afeto: Fiz Seu Poema Predileto de Danci Ramos pela Edigal (2009)
>>> Missão e evangelização na América Latina e Caribe de Nilton Giese (org) pela Sinodal (2012)
>>> Estratégia de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A Homeopatia e Você de Ernst Grimm pela Plus Saber (2001)
>>> Onde está Deus? de Jon Sobrino pela Sinodal (2020)
>>> Desafios da Educação Municipal de Donaldo Bello de Souza; Lia Ciomar Macedo de Faria pela DP&A (2003)
>>> Gerenciando mudança e transição de Mike Beer ( Org. ) pela Record (2003)
>>> Eu Sou Eternamente Livre: Ensinamentos dos Mestres Ascensionados de Luiz Carlos Silveira Dias Júnior pela Divina Presença (2008)
>>> O Que Acontece em Londres - Trilogia Bevelstoke Volume 2 de Julia Quinn pela Arqueiro (2020)
>>> A autoridade da bíblia de Gottfried Brakemeier pela Sinodal, CEBI (2014)
>>> Conectando: Ciência, Saúde e Espiritualidade Volume 1 de Carlos Eduardo Accioly Durgante pela Francisco Spinelli (2012)
>>> Tentação de Diethich Bonhoeffer pela Sinodal (2007)
>>> Hagakure de Yamamoto Tsunetomo pela Hunter Books (2014)
>>> Principio de igualdade de Wilson Engelmann pela Sinodal (2008)
>>> A Vida Como Ela É Para Cada Um de Nós: Em Busca do Eu-caleidoscópio de Denise Aerts; Christiane Ganzo pela Age (2008)
>>> Orientações para a vida de Hans Jochen Boecker pela Sinodal (2004)
>>> Martim Lutero de Ricardo Willy Rieth pela Sinodal (2007)
>>> Da Revolução Francesa até Nossos Dias: Um Olhar Histórico de Samara Feitosa pela Intersaberes (2016)
>>> Tomando Decisões de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A diplomacia na construção do brasil: 1750 - 2016 de Rubens Ricupero pela Versal Editores (2017)
>>> Separação: Angústia e Raiva - Apego e Perda Volume 2 de John Bowlby pela Martins Fontes (1998)
>>> Ferramentas para Empreendedores de Richard Luecke pela Record (2007)
>>> As Vinhas da Ira de John Steinbeck pela Bestbolso (2008)
>>> Contratando e Mantendo as Melhores Pessoas de Peter Cappelli pela Record (2003)
>>> Processo penal - 8 Coleção Sinopes de Leonardo Barreto Moreira Alves pela Juspodivm (2014)
>>> Mentes inquietas de Ana Beatriz B. Silva pela Gente (2003)
COLUNAS

Quarta-feira, 2/10/2013
Assange: efeitos da internet em nosso cotidiano
Humberto Pereira da Silva

+ de 3600 Acessos

Julien Assange, criador e editor do WikiLeaks, junto com Jacob Appelbaum, Andy Müller-Maguhn e Jeremie Zimmermann, proeminentes personalidades do mundo digital, travaram diálogo sobre o poder e os efeitos da internet nos mais variados domínios da vida contemporânea. Em prisão domiciliar no Reino Unido, em março de 2012, Assange se reuniu com seus três colegas internáuticos. O resultado das conversas foi organizado e publicado com o título Cypherpunk - liberdade e o futuro da internet. A edição brasileira é de responsabilidade da Boitempo Editorial.

Cypherpunk foi estruturado com os seguintes tópicos: observações sobre as várias tentativas de perseguição ao WikiLeaks e às pessoas e ele associadas, maior comunicação versus maior vigilância, a militarização do ciberespaço, combatendo a vigilância total com as leis dos homens, espionagem pelo setor privado, combatendo a vigilância total com as leis da física, internet e política, internet e economia, censura, privacidade para os fracos e transparência para os poderosos, ratos na ópera.

A apresentação dedicada ao público latino-americano foi feita por Assange. Nela, destaque para a afirmação de que na internet todos os caminhos que vão e vêm da América Latina passam pelos Estados Unidos. Todos os dias centenas de milhões de mensagens vindas do continente latino-americano são armazenadas por órgãos de espionagem americana. Governos e empresas latino-americanas protegem seus segredos com hardwares criptografados, mas estes embaralham mensagem e as desembaralham quando chegam ao seu destino. Toda parafernália de softwares e hardwares disponíveis por governos ou empresas na América Latina é controlada pela inteligência americana.

A conversa entre Assange e seus colegas segue tom coloquial. Todos falam de modo espontâneo; são depoimentos soltos, com pontos de vistas genéricos que expressam como percebem e sentem o papel da internet num mundo em que seu uso é cada vez mais presente nas atividades mais ordinárias. O tom coloquial, inevitável, implica em superficialidades, contrabalançadas por terminologias técnicas de informática - tecnicismos provavelmente ignorados por muitos que tomam o computador exclusivamente como instrumento (notas explicativas ao final de cada capítulo são de fato formativas e trazem informações em contraponto à superficialidade da conversa).

A despreocupação com questões de fundo a que o tema dá vazão diz muito da maneira com que entendem o momento. O propósito, de fato, não é o de oferecer reflexão. Seria ingênuo esperar que fizessem exame aprofundado do que sabem e colocam à disposição do público. Assange e seus colegas são declaradamente ativistas. Assim sendo, orientam-se pela urgência, pela utilização de linguagem persuasiva, com apelo típico de quem vê a realidade pelo viés maniqueísta: nós estamos de um lado, o certo; de outro, o errado, nossos inimigos, que representam ameaça àqueles que ignoram haver hoje uma batalha internautica.

Com isso, no dialogo travado, certo ranço de teorias apocalípticas. Quem ler Cypherpunk com predisposição para imaginação, inevitável que seja absorvido pelo clima de paranoia similar a da iminência de conflagração nuclear nos anos de guerra fria: "A internet, nossa maior ferramenta de emancipação, está se transformando no mais perigoso facilitador do totalitarismo que já vimos. A internet é uma ameaça à civilização humana. (...) Se nada for feito, em poucos anos a civilização global se transformará em uma distopia da vigilância pós-moderna, da qual só os mais habilidosos conseguirão escapar". Estas são as linhas que resumem a necessidade de intervenção para Assange.

O sentimento de falibilidade, de autopreservação diante de ameaças que desconhecemos, faz parte da condição humana desde os tempos pré-históricos. Páginas e páginas de filosofia e teologia foram escritas sobre o temor, sobre a força da natureza e a intervenção divina, que nos protegeria ou castigaria. As religiões se fartam disso. O medo levou o filósofo Thomas Hobbes a escrever o Leviathan (1651), que, para situação como a descrita por Assange, é uma referência a se ter em vista.

Certo é que não se deve subestimar o alerta de Assange: a internet, de fato, exige que se repensem as relações humanas a partir de parâmetros que não existiam há pouco tempo. O sentido dado a palavras como "liberdade" e "privacidade" exige nova reacomodação conceitual. Uma simples ligação pelo celular, ou um post no Facebook, pode desencadear reações cujo sentido nos escapa. Assim, ler o alerta de Assange pode bem ser um cálculo utilitário num mundo com novidades tecnológicas as quais, em grande parte, os efeitos são ignorados.

Mas, igualmente, não se deve esquecer que o medo e a paranoia são condicionantes da condição humana. Não fosse seu alerta de histeria com a presença quase totalizante da internet em nossas vidas, seria o aquecimento global (acabo de ler avaliação do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas das Nações Unidas que antecipa para o meio do século verões quase sem gelo no Polo Norte), um cometa vindo de espaços siderais, um meteoro ou que o sol engolirá a Terra daqui a quatro bilhões de anos. É nesse ponto, contudo, que o diálogo entre Assange e seus colegas porta alguns paradoxos.

Destaquemos em especial um: a internet é justamente o veículo que torna possível seu alerta. O perigoso mundo da internet é o mesmo que nos possibilita acessar seu livro. Melhor, qualquer pessoa com acesso à internet pode lê-lo em qualquer lugar do mundo. Na história, basta pensar como o alerta que ele faz transitaria na Idade Média, quando a vida das pessoas era controlada pela Igreja Católica. Num mundo incrivelmente controlado como o atual, Assange, o WikiLeaks, e todo tecnicismo criptográfico estão disponíveis na internet. Como contraponto, pensemos nas sociedades secretas e todo tipo de hermetismo que circularam na Europa pré Revolução Francesa, cujo saber se perdeu e hoje é totalmente inescrutável.

Sim, este um paradoxo que não se pode deixar de lado e que escapa à "generosidade" de Assange: o controle no mundo atual também é movediço; não o fosse, não seria possível, em segurança, ele e seus colegas se encontrarem no Reino Unido e legarem Cypherpunk - liberdade e o futuro da internet. Em suma, vale ler e dar toda atenção a Assange. Mas vale igualmente refletir - o que ele e seus colegas não o fazem - que hordas e hordas ao longo da história não trouxeram o Armageddon, o fim dos tempos. Mais que a internet e seus efeitos em nosso cotidiano, uma ameaça real e concreta à civilização pode bem estar fora de nosso mundo, como não "desconfiavam" os dinossauros sessenta milhões de anos atrás.


Humberto Pereira da Silva
São Paulo, 2/10/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Quero ser Marina Abramović de Elisa Andrade Buzzo
02. De como tipificar os sonhos de Ana Elisa Ribeiro
03. Depois do sexo... de Débora Costa e Silva
04. Depoimento sobre o dia de amanhã de Evandro Ferreira
05. O Segredo do Vovô Coelhão de Adriana Baggio


Mais Humberto Pereira da Silva
Mais Acessadas de Humberto Pereira da Silva em 2013
01. Olgária Matos - 1/2/2013
02. Mídia Ninja coloca o eixo em xeque - 21/8/2013
03. Toda poesia de Paulo Leminski - 8/5/2013
04. Mino Carta e a 'imbecilização do Brasil' - 6/3/2013
05. O Som ao Redor - 13/2/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CASTELO FORTE 2015 - MEDITAÇÕES DIÁRIAS
COMISSÃO INTERLUTERANA DE LITERATURA
SINODAL
(2015)
R$ 5,00



TUSHITA O REINO DA FELICIDADE - ESOTERICO
LUIS A WEBER SALVI
NOVA ATIBAIA
(1999)
R$ 18,00



MESSE - POESIAS
VIDALINO TORRANO
VOZ DO OESTE
(1987)
R$ 9,80



O BRASIL DE MINHA GERAÇÃO - 2º VOLUME
GENERAL A. DE LYRA TAVARES
BIBLIOTECA DO EXÉRCITO
(1977)
R$ 15,00



COMO CONQUISTAR UM ÓTIMO EMPREGO
THOMAS A. CASE/ PH. D.
MAKRON BOOKS
(1997)
R$ 6,90



DIREITO PENAL - PARTE GERAL ESQUEMATIZADO - VOLUME 1
CLEBER MASSON
MÉTODO
(2020)
R$ 90,00



PRÉ-CÁLCULO
FRANKLIN D. DEMANA
PEARSON
(2009)
R$ 85,00



NA HORA DO ADEUS
LUIZ SÉRGIO PSICOGRAFADO POR IRENE PACHECO MACHADO
RECANTO DE MARIA
(2003)
R$ 12,00



MULHERES QUE FAZEM DEMAIS
MARY LOVERDE
GENTE
(2003)
R$ 5,00



LIDERANÇA ENTRE A TRADIÇÃO,A MODERNIDADE E A POS MODERNIDADE - ADMINISTRAÇÃO
REED ELLIOT NELSON - ANDERSON DE SOUZA SANT ANNA
CAMPUS
(2010)
R$ 35,00





busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês