Um socialista na Casa Branca? | Celso A. Uequed Pitol | Digestivo Cultural

busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Projeto que une cultura e conscientização ambiental traz teatro gratuito a Minas Gerais
>>> Show da Percha com Circo do Asfalto
>>> Evento Super Hacka Kids reúne filmes, games, jogos de mesa e muita diversão para a família
>>> SESC BELENZINHO RECEBE RÁDIO DIÁSPORA
>>> Música de Feitiçaria
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
Colunistas
Últimos Posts
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
Últimos Posts
>>> Direitos e Deveres, a torto e a direita
>>> Os chinelos do Dr. Basílio
>>> Ecléticos e eficazes
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Descartável
>>> Sorria
>>> O amor, sempre amor
>>> The Boys: entre o kitsch, a violência e o sexo
>>> Dura lex, só Gumex
>>> Ponto de fuga
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com Milton Hatoum
>>> Prenda-me se for capaz
>>> Entrevista com o tradutor Oleg Andréev Almeida
>>> O nome da morte
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Jornalismo: as aulas de Joel Silveira
>>> O 4 (e os quatro) do Los Hermanos
>>> Homenagem a Yumi Faraci
>>> Teledramaturgia ao vivo
Mais Recentes
>>> De Homens e Maquinas de Roberto Mange pela Senai São Paulo (1991)
>>> De Homens e Maquinas de Roberto Mange pela Senai São Paulo (1991)
>>> Projetos e Presepadas de um Curumim na Amazônia de Edson Kayapó pela Positivo (2019)
>>> O Enraizamento de Simone Weil pela Edusc
>>> Adolescencia de Arminda Aberastury pela Kargieman
>>> Como Encontrar a Medida Certa de Carlos Marcondes; Nelson Gentil pela Atica (1992)
>>> A Essência do Franchising de Martin Mendelsohn pela Difusão de Educação e Cultural (1994)
>>> Engenharia Econômica - Cem Tabelas de Juros Impressas Em Computador de Geraldo Hess e Outros pela Difel (1982)
>>> Uma Vida Em Segredo de Autran Dourado pela Ediouro
>>> Os Melhores Contos da America Latina de Flávio Moreira da Costa pela Agir (2008)
>>> A Casa da Madrinha de Lygia Bojunga pela Agir (1932)
>>> Um Hotel na Esquina - Coleção 100 Milhões de Leitores de Jamie Ford pela Agir (2012)
>>> Vira- Lata Virador de Daniel Pennac pela Agir (1995)
>>> 2 Grau Matematica 3 Serie de Atual pela Atual
>>> A Historia de Fernao Capelo Gaivota de Richard Bach pela Editorial Nordica Ltda. (1970)
>>> Almas Antigas de Tom Shroder pela Sextante (2001)
>>> Estação Carandiru de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (1999)
>>> O Fugitivo de J. M. Dillard pela Estadão (1997)
>>> Clássicos da Poesia Brasileira - Ler é Aprender de Frederico Barbosa pela Klick (1997)
>>> A Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (1987)
>>> Fogo Morto - Ler é Aprender de José Lins do Rego pela Klick
>>> The Founders of Modern Finance: Their Prize-winning Concepts and 1990 de Cfa pela Cfa (1992)
>>> O Poder Cosmico do Homem de Vernon Howard pela Record
>>> Introdução À Mecânica dos Solos de Milton Vargas pela Mcgraw-hill (1977)
>>> 6 +1 Traits of Writing de Ruth Culham e Outros pela Scholastic (2003)
COLUNAS

Terça-feira, 2/6/2015
Um socialista na Casa Branca?
Celso A. Uequed Pitol

+ de 2600 Acessos

Gore Vidal dizia que os Estados Unidos têm um só partido, o Partido da Propriedade, com duas alas à direita: a republicana - mais estúpida, mais rígida, mais cegamente devota do capitalismo liberal - e a democrata - mais "bonitinha", um pouco mais corrupta e mais disposta a fazer alguns ajustes diante das demandas de pobres, negros e anti-imperialistas. Daí a dificuldade que muitos têm em aplicar ao contexto americano a distinção, frequente no resto do Ocidente, entre direita e esquerda: para Vidal, e para muitos outros, não há esquerda nos EUA. Pelo menos não uma esquerda com condições de vencer eleições.

O insuspeito Paul Krugman, em artigo recente, enfrenta esta questão e garante: a situação está mudando. Para ele, os Estados Unidos estão apresentando um nível de polarização política que desde a Guerra Civil não se vê; há, portanto, uma fissura no Partido da Propriedade. Os projetos de democratas e republicanos estão muito bem delineados e a oposição entre eles é bem clara: enquanto os democratas tentarão expandir o alcance dos programas sociais, a intervenção estatal na economia e reduzir gastos bélicos, os Republicanos farão todo o contrário. Ou seja, o Partido Democrata cada vez mais se consolida como uma típica alternativa da esquerda nos moldes europeus. Já os Republicanos, bem - estão cada vez mais Republicanos.

Uma das marcas desta situação é a candidatura de Bernie Sanders às prévias do Partido Democrata, lançada nesta terça-feira, dia 26 de maio. Senador pelo Estado de Vermont, ex-prefeito de Burlington (capital daquele Estado), este nova-iorquino de 74 anos, nascido e criado nas durezas do Brooklyn, tem antiga e ampla identificação com movimentos de esquerda e partidos não-alinhados, como o Liberty Union. Atualmente, Sanders é oficialmente um senador independente - o que é permitido nos EUA - mas alinhou-se com os democratas para concorrer, recebendo apoio do grupo Occupy Wall Street e do partido Democratic Socialists of America, que apresenta a inusitada condição de ser americano e ter ligações com a Internacional Socialista. Uma inusitada condição que Sanders partilha: é um autoproclamado socialista, que apoia fortemente as cooperativas lideradas por trabalhadores, a regulação da mídia e a criação de um sistema público de educação superior e de saúde, além de simpatizar abertamente com o tradicional modelo escandinavo de social-democracia, que está em perigo na própria Escandinávia.

Um candidato com um discurso desses acaba por fazer muitos inimigos nos EUA. E Sanders elegeu, ele próprio, mais um: a desigualdade. "O que temos visto" - diz ele - "é que, enquanto as pessoas trabalham mais horas por dia por salários cada vez mais baixos, temos visto um grande aumento de renda e desigualdade de riqueza, que agora está atingindo níveis obscenos". E vaticina, sem medo de ferir suscetibilidades: "Este país não pertence apenas a um grupinho de bilionários".

É justamente a crescente desigualdade de renda que, segundo a análise de Krugman, está causando esta polarização na política americana: os ricos, à medida que ficam mais ricos, tendem a rumar para a direita do espectro político, eliminando concessões a qualquer resquício de sensibilidade social que poderiam alimentar. Além disso, as recentes medidas de Obama para regular Wall Street afastaram de vez os grandes investidores do Partido Democrata (de quem nunca foram muito fãs, é bom que se diga) e os levaram a migrar para o lado dos republicanos. Aos democratas restou a base do eleitorado, que vem perdendo renda em comparação com os ricos. Os americanos, aponta Krugman, terão, pela primeira vez em muito tempo, uma verdadeira escolha a fazer na eleição do ano que vem.

A candidatura de Sanders é fruto deste momento. É claro que ele entra na disputa como azarão: do outro lado estará nada menos do que Hillary Clinton, que dispensa apresentações e tem a grande vantagem de transitar um pouco melhor entre investidores e megaempresários, um tanto descontentes com os obamismos. Mesmo assim, sua mera presença já ajuda a aglutinar a esquerda em torno de uma figura forte, com poder político e de negociação. Talvez o Partido da Propriedade de Vidal ainda não tenha a sua dissidência. Mas parece certo que está finalmente formada a sua ala esquerda.


Celso A. Uequed Pitol
Canoas, 2/6/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Cidades do Algarve de Elisa Andrade Buzzo
02. O espiritismo e a novela da Globo de Marcelo Spalding
03. Máximas sobre a ideia de Universidade de Jardel Dias Cavalcanti
04. Legião fala a língua dos outros de Ram Rajagopal
05. Berlim, o passado arrancado à força de Daniela Sandler


Mais Celso A. Uequed Pitol
Mais Acessadas de Celso A. Uequed Pitol em 2015
01. Um estranho chamado Joe Strummer - 8/9/2015
02. Caminhos para a esquerda - 3/2/2015
03. O testemunho de Bernanos - 4/8/2015
04. Canadá, de Richard Ford - 17/11/2015
05. Um DJ no mundo comunista - 9/6/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Madame Je-sais-tout
Roger Hargreaves
Hachette Book Group Usa
(2008)



Wolf Heidegger Atlas de Anatomia Humana 1 e 2
Petra Kopf Maier
Guanabara Koogan



Cinquenta Tons de Cinza
E L James
Intrinseca
(2012)



Quase Acaso
André Tressoldi
Novo Século
(2012)



Pedagogia da amizade - Bullying: o sofrimento das vítimas e dos agressores
Gabriel Chalita
Gente
(2008)



O Mestre Dos Sucos
Jason Vale
Lafonte
(2013)



Drugs in Anaesthesia and Intensive Care
Martin Sasada, Sue Smith
Oxford University Press
(1997)



Livro - O Chá-de-bebê de Becky Bloom
Sophie Kinsella, Alves Calado
Record
(2008)



Great Expectations
Charles Dickens
Penguin Books
(2010)



História Universal - o Império das Pirâmides
Carl Grimberg
Azul
(1989)





busca | avançada
49127 visitas/dia
2,0 milhão/mês