A futebolização da política | Luís Fernando Amâncio | Digestivo Cultural

busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Manual para o leitor de transporte público
>>> Ganha-pão
>>> Comunicação: conselhos para (jovens) pesquisadores
>>> Guia Crowdfunding de Livros
Mais Recentes
>>> National Geographic Brasil Nº 224 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Esaú e Jacó / Memorial de Aires de Machado de Assis pela Nova Cultural (2003)
>>> National Geographic Brasil Nº 225 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Montaigne - Os Pensadores de Michel de Montaigne pela Nova Cultural (2004)
>>> National Geographic Brasil Nº 218 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Sociologia do sobrenatural de Luigi Sturzo pela Aster, Casa do castelo (1960)
>>> Do direito natural á sociologia de Jacques Leclercq pela Duas cidades
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal de Allan Pease & Barbara Pease pela Sextante (2004)
>>> O Gerente Minuto de Kenneth Blanchard & Spencer Johnson pela Record (1981)
>>> Contabilidade Geral: Teoria e mais de 1.000 questões de Ed Luiz Ferrari pela Impetus (2013)
>>> Aulas de Direito Constitucional para Concursos de Vicente Paulo; Marcelo Alexandrino; Frederico Dias pela Método (2012)
>>> Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil de Fabio Giambiagi; Ana Cláudia Além pela Elsevier (2011)
>>> Genética: Texto e Atlas de Eberhard Passarge pela Artmed (2004)
>>> Gestão por Processos: Uma Abordagem da Moderna Administração de José Osvaldo de Sordi pela Saraiva (2008)
>>> Gestão de Contratos: Melhores Práticas Voltadas aos Contratos Empresariais de Walter Freitas pela Atlas (2009)
>>> Desafios eclesiais e missionários da cooperação de Israel Batista (org) pela Sinodal (2007)
>>> Marketing de A a Z de Philip Kotler pela Campus (2003)
>>> Contos de Fadas e Suas Versões Originais - Sem Censura de Marina Avila (org.) pela Wish (2016)
>>> Cuidando de quem cuida de Roseli M. kuhnrich de Oliveira pela Sinodal (2007)
>>> Marketing 4.0 - do tradicional ao digital de Philip Kotler pela Sextante (2017)
>>> Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley pela Globo (2001)
>>> Crer: informações sobre fé de Helmut Thilicke (cord). pela Sinodal /EST (2007)
>>> Com Açúcar, Com Afeto: Fiz Seu Poema Predileto de Danci Ramos pela Edigal (2009)
>>> Missão e evangelização na América Latina e Caribe de Nilton Giese (org) pela Sinodal (2012)
>>> Estratégia de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A Homeopatia e Você de Ernst Grimm pela Plus Saber (2001)
>>> Onde está Deus? de Jon Sobrino pela Sinodal (2020)
>>> Desafios da Educação Municipal de Donaldo Bello de Souza; Lia Ciomar Macedo de Faria pela DP&A (2003)
>>> Gerenciando mudança e transição de Mike Beer ( Org. ) pela Record (2003)
>>> Eu Sou Eternamente Livre: Ensinamentos dos Mestres Ascensionados de Luiz Carlos Silveira Dias Júnior pela Divina Presença (2008)
>>> O Que Acontece em Londres - Trilogia Bevelstoke Volume 2 de Julia Quinn pela Arqueiro (2020)
>>> A autoridade da bíblia de Gottfried Brakemeier pela Sinodal, CEBI (2014)
>>> Conectando: Ciência, Saúde e Espiritualidade Volume 1 de Carlos Eduardo Accioly Durgante pela Francisco Spinelli (2012)
>>> Tentação de Diethich Bonhoeffer pela Sinodal (2007)
>>> Hagakure de Yamamoto Tsunetomo pela Hunter Books (2014)
>>> Principio de igualdade de Wilson Engelmann pela Sinodal (2008)
>>> A Vida Como Ela É Para Cada Um de Nós: Em Busca do Eu-caleidoscópio de Denise Aerts; Christiane Ganzo pela Age (2008)
>>> Orientações para a vida de Hans Jochen Boecker pela Sinodal (2004)
>>> Martim Lutero de Ricardo Willy Rieth pela Sinodal (2007)
>>> Da Revolução Francesa até Nossos Dias: Um Olhar Histórico de Samara Feitosa pela Intersaberes (2016)
>>> Tomando Decisões de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A diplomacia na construção do brasil: 1750 - 2016 de Rubens Ricupero pela Versal Editores (2017)
>>> Separação: Angústia e Raiva - Apego e Perda Volume 2 de John Bowlby pela Martins Fontes (1998)
>>> Ferramentas para Empreendedores de Richard Luecke pela Record (2007)
>>> As Vinhas da Ira de John Steinbeck pela Bestbolso (2008)
>>> Contratando e Mantendo as Melhores Pessoas de Peter Cappelli pela Record (2003)
>>> Processo penal - 8 Coleção Sinopes de Leonardo Barreto Moreira Alves pela Juspodivm (2014)
>>> Mentes inquietas de Ana Beatriz B. Silva pela Gente (2003)
COLUNAS

Terça-feira, 29/3/2016
A futebolização da política
Luís Fernando Amâncio

+ de 2700 Acessos

Que há muito de política no futebol não é mistério algum. Pelo contrário: a política impregna o esporte de cima a baixo, desde as federações que o regem até as diretorias de times amadores.

Historicamente, aliás, o futebol sempre foi um tema que esbarrou na política. Ele já foi utilizado como vitrine para regimes autoritários divulgarem seus ideais de progresso – na Itália fascista, em 1934, no Brasil, na década de 1970, e na Argentina, na Copa de 1978, entre outros. O futebol também representou formas de resistência a esses regimes, como no esforço de Catalunha e País Basco, através de, respectivamente, Barcelona e Atlethic Bilbao, em confrontar o ditador Franco na Espanha. No Brasil, o movimento por eleições diretas na década de 1980 (Diretas Já) teve apoio de boleiros e foi reforçado pela experiência da Democracia Corintiana.

O que nós temos acompanhado nos últimos tempos, entretanto, não é tão natural: a futebolização da nossa política. E mesmo que não seja exclusividade nacional, a situação passa longe de ser desejável.

Nossos eleitores comportam-se como torcedores. Aliás, como o pior tipo de torcedor: o cego pela paixão. Na atual polarização política, há um lado que não reconhece que seu time tem jogado mal. Por isso, justifica suas derrotas mostrando que os rivais também têm suas deficiências e colocando a culpa no juiz. Já seus opositores querem ganhar de qualquer forma. Não se importam se o gol for feito com ilegalidade (impedimento, mão na bola e ligação telefônica grampeada ilegalmente dão no mesmo). Os fins não importam, só querem ganhar o campeonato. Nem que seja no tapetão.

A divisão por cores nunca foi tão forte na política nacional. Vermelho é dos petralhas, verde e amarelo, dos coxinhas. Preto também é coxinha, só que de luto. “Petralhas” e “coxinhas”, sim, pois tamanha é a maturidade de nosso eleitorado que é assim, pejorativamente, que se prefere lidar com o oposto. Como no futebol, onde temos as galinhas ou gambás (corintianos), os porcos (palmeirenses), as marias (cruzeirenses), os bambis (são-paulinos), etc.

Apelidos jocosos, é verdade, não são exclusivos deste momento de nossa história. No império, tivemos a oposição entre saquaremas (conservadores) e luzias (liberais). Só que, atualmente, os ânimos estão muito acirrados. Usar a cor de um no dia das manifestações adversárias tem sido perigoso. Há vários casos de agressões recentes, sobretudo vindos de “pessoas de bem”, nessas circunstâncias. Ou seja, nossa política está incorporando os hábitos mais boçais das torcidas organizadas. Os militantes de partido viraram hooligans.

Nas redes sociais, a agressividade não é menor. As discussões são freqüentes e, sobretudo, improdutivas. Ninguém quer ouvir o outro lado, só se quer agredir. Como combate, o diálogo emburrece. Não há argumentos e sobra compartilhamento de mentiras. Aparentemente, nosso eleitorado não é questionador: se está na internet, se foi compartilhado na WhatsApp, é porque é verdade.

Antigamente, diziam que o Brasil seria um país melhor quando se discutisse política como se discute futebol. Que mentira. O futebol não é um terreno da razão. Por mais que se discutam esquemas táticos e estatísticas, quando um brutamontes está em prantos porque seu time foi rebaixado, não há razão ali. Não há explicação racional que dê sentido à jornada do torcedor que pega ônibus para ver um jogo às 22h00 de uma quarta-feira, paga caro pelo ingresso, corre risco de ser agredido pela torcida adversária e, por fim, poderá adentrar a madrugada do dia seguinte, dia de labuta, com o time derrotado. Inexiste justificativa racional em hostilizar a pobre coitada da mãe árbitro.

Na política as escolhas precisam ser racionais. E bem construídas – tem muita gente querendo te enganar, sobretudo aqueles que deveriam dar informações. Deixemos o coração de lado. O amor incondicional deve ser exclusivo das mães e dos torcedores fanáticos. Um político sempre poderá te trair com uma conta secreta na Suíça.


Luís Fernando Amâncio
Belo Horizonte, 29/3/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Gerald Thomas: uma autobiografia de Jardel Dias Cavalcanti
02. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão de Luís Fernando Amâncio
03. Mídia Ninja coloca o eixo em xeque de Humberto Pereira da Silva
04. Autoajuda e Poesia de Mariana Portela
05. Outono antecipado de seus anos de Maurício Dias


Mais Luís Fernando Amâncio
Mais Acessadas de Luís Fernando Amâncio em 2016
01. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão - 30/8/2016
02. Tricordiano, o futebol é cardíaco - 26/4/2016
03. Nos tempos de Street Fighter II - 31/5/2016
04. Meu pé quebrado - 18/10/2016
05. Radiohead e sua piscina em forma de lua - 28/6/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A NINFA INCONSTANTE
GUILLERMO CABRERA INFANTE
FOLHA DE SÃO PAULO
(2012)
R$ 13,90



TERRA DOS HOMENS
ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY
NOVA FRONTEIRA
(2016)
R$ 15,00



UM BRASILEIRO NA CHINA
GILBERTO SCOFIELD JR.
EDIOURO
(2007)
R$ 14,30



FAHRENHEIT 451 - 2018
RAY BRADBURY
GLOBO
(2018)
R$ 25,00



PRESENÇA DO AXE - 1ª EDIÇÃO
DENISE PINI ROSALEM DA FONSECA
PALLAS
(2014)
R$ 36,00



DESENVOLVIMENTO DE COMPETENCIAS MATEMÁTICAS COM RECURSOS LÚDICO MANIPULATIVOS
ANGEL ALSINA
BASE
(2009)
R$ 17,90



TERRA LUSÍADA - ANTOLOGIA POÉTICA INTERNACIONAL
EUCLIDES CAVACO E ZENI BRASIL ( ORG.)
ZENI LEAL ED
(2005)
R$ 30,00



IMMIGRATION NATION
FOREIGN AFFAIRS, NOVEMBEREDECEMBER, 2006
MONTEFIORE
(2006)
R$ 29,82



365 HISTÓRIAS DA FAZENDA
VIDEU, VALÉRIE
CIRANDA CULTURAL
(2011)
R$ 39,00



ANÁLISE TRANSACIONAL NAS VENDAS
EGÍDIO VECCHIO
VOZES
(1979)
R$ 15,00





busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês