A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
40883 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> CONGRESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM DAS ARTES NA AMÉRICA LATINA: COLONIALISMO E QUESTÕES DE GÊNERO
>>> FERNANDA CABRAL SE APRESENTA NA CAIXA CULTURAL BRASÍLIA
>>> Projeto Entrecruzados lança livro e videodança documental
>>> Inscrições Abertas || Residência Artística no Jardim Botânico de Brasília
>>> Gravação de videoclipe quase provoca prisão do irmão de Gabriel o Pensador
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
>>> Um olhar sobre Múcio Teixeira
>>> Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras
>>> estar onde eu não estou
>>> Nos escuros dos caminhos noturnos
>>> As Lavadeiras, duas pinturas de Elias Layon
>>> T.É.D.I.O. (com um T bem grande pra você)
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
Colunistas
Últimos Posts
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
Últimos Posts
>>> É premente reinventar-se
>>> Contraponto
>>> Aparições
>>> Palavra final
>>> Direções da véspera I
>>> Nada de novo no front
>>> A Belém pulp, de Edyr Augusto
>>> Fatos contábeis
>>> Jaula de sombras
>>> Camadas tectônicas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Shiko e Chico!
>>> Outubro literário
>>> Entre o Curtir e o Trollar
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo
>>> un dos sitios máis modélicos
>>> Senhor Amadeu
>>> Hilda Hilst
>>> Hilda Hilst
>>> Brincando de ignorar a internet
>>> A dama brasileira do crime
Mais Recentes
>>> Aventuras na historia--21--hitler de Editora abril pela Abril
>>> Aventuras na historia--94--o dinheiro do vaticano. de Editora abril pela Abril (2011)
>>> Aventuras na historia--86--gestapo. de Editora abril pela Abril (2010)
>>> Aventuras na historia--43--apocalipse maia. de Editora abril pela Abril (2007)
>>> Quatro rodas--novo honda cr-v--jac j3 e quente ou uma gelada?. de Abril pela Abril (2012)
>>> Som & carro--a n:1 do som automotivo--45--testes-mercedes c280,corsa. de S&c pela S&c
>>> Carro hoje--52--honda brio. de Motor press brasil pela Motor press brasil
>>> Auto esporte--450--astra gsi--phaeton w12. de Globo pela Globo
>>> Go Girl! Melhores Amigas - Amigas Para Sempre de Chrissie Perry pela Fundamento (2011)
>>> A cor do seu cérebro. de Sheila N. Glazov pela Novo Conceito (2009)
>>> Entre o Céu e a Terra de Bruxa Déia pela Independente
>>> Gestão de Negócios em Alimentação. Princípios e Práticas. de June payne Palacio e Monica Theis pela Manole (2015)
>>> TACO. Tabela de Composição de Alimentos.Suporte para Decisão Nutricional. de Sônia Tucunduva Philippi pela Manole (2013)
>>> Alimentos saudáveis. Alimentos Perigosos. de Sergio Charlab pela Seleções do Reader's Digest (1996)
>>> Manual da Caça às Bruxas (Malleus Maleficarum) de Heinrich Kraemer e James Sprenger pela Três
>>> Autismo. Esperança pela Nutrição. História de vida,lutas, conquistas e muitos ensinamentos. de Cláudia Marcelino pela M.Books (2010)
>>> Pirâmide dos Alimentos. Fundamentos Básicos da Nutrição. de Sônia Tucunduva Philippi pela Manole (2014)
>>> Atendimento Nutricional a Crianças e Adolescentes. Visão Prática. de Dith Medeiros de Mesquita, Fernanda Ferreira Corrêa. Maria do Carmo Azevedo Leung. Mônica Santiago Galisa. pela Roca (2014)
>>> Amor e Magia de Marlene Goldsmith pela Pallas (1989)
>>> Emagrecimento Permanente. Nutrição para uma vida saudável. de Manuela Dolinsky pela Roca (2015)
>>> Se... Será, Serafina? de Cristina Porto pela Ática (1991)
>>> Educação Alimentar e Nutricional de Mônica Galisa, Alessandra Paula Nunes, Luciana Garcia, Sandra Chemin pela Roca (2014)
>>> A Vida Íntima das Mulheres - O Relatório Chapman de Irving Wallace pela Nova Fronteira (1980)
>>> A Técnica Literária e Seus Problemas de Carmelo M. Bonet pela Mestre Jou (1970)
>>> Hot--16--+ velozes + furiosos--fuscao 2.6. de Sisal pela Sisal
>>> Moto adventure--144-suzuki--hayabusa gsx1300r. de Grazy turkey pela Grazy turkey
>>> Escolha o Seu Sonho de Cecília Meirelles pela Record (1964)
>>> Écfrase e evidência nas letras latinas: doutrina e práxis de Melina Rodolpho pela Humanitas (2012)
>>> Abc da literatura de Ezra Pound pela Cultrix (2006)
>>> Aula de Roland Barthes pela Cultrix (2004)
>>> Esfinge clara e outros enigmas de Othom M. Garcia pela Topbooks (1996)
>>> Diário de Um Banana - Vol. 6 - Casa Dos Horrores de Jeff Kinney pela Vergara & Riba (2013)
>>> Car stereo tuning--72--hot station. de Grazy turkey pela Grazy turkey (2005)
>>> Hot--36--frances sarado--marea turbo 300 cv. de Sisal pela Sisal
>>> Motor show--400--ediçao especial de aniversario. de Editora tres pela Tres (2016)
>>> Carro--n:200--uno contra 8. de On line pela On line (2010)
>>> Aero magazine--99--veloz como nunca--skylane tc turbo. de Nova cultural pela Nova cultural
>>> Aviao revue--95--boeing 767--airbus a380--27 avioes para ver na labace. de Motor press brasil pela Motor press brasil (2007)
>>> Car stereo--138--ces-las vegas--mata formiga--nissan 350z de 750hp. de Grazy turkey pela Grazy turkey
>>> Car stereo tuning--74--fera radical--eclipse solar--estrela do sul--professor pardal--japa transformer de Grazy turkey pela Grazy turkey (2005)
>>> Hot rods--ano:4--n:55--collector show--chevy 1952--pontiac 1974 de Grazy turkey pela Grazy turkey
>>> Ontem, Eu Chorei - Celebrando as lições da vida e do amor de Iyanla Vanzant pela Sextante (2001)
>>> Probabilidade Aplicações à Estatística de Paul L. Meyer pela Ao Livro Técnico (1972)
>>> A Cura Espiritual de Jack Angelo pela Estampa - Lisboa (1994)
>>> Sempre Existe uma Razão de Elisa Masselli pela Mensagem de Luz (2007)
>>> Oriente e Ocidente: Razão, natureza e graça - Tomás de Aquino em sentenças de Luiz Jean Lauand pela Edix (1993)
>>> Plants vs. Zombies. Garden Warfare de Paul Tobin pela Pixel (2016)
>>> Sistema financeiro da habitação: uma análise sócio-jurídica da gênese, desenvolvimento e crise do sistema de José Maria Aragão pela Juruá (2001)
>>> Introdução à Aquarela de Ray Smith pela Manole (1994)
>>> Retorno à Amazônia de Jean-Michel Cousteau pela Cultura Sub (2013)
COLUNAS

Terça-feira, 8/5/2018
A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel
Renato Alessandro dos Santos

+ de 2400 Acessos



Quem gosta de cultura popular não pode deixar de conhecer o que escreveu Lúcio Rangel (1914-1979), cronista da música brasileira que, quando o relógio do século XX marcava por volta de meio-dia, registrou nas revistas A cigarra, Manchete, Senhor, Revista da Música Popular, e outras, o panorama do samba e do jazz que encantava toda a gente, que, do texto elegante dele, se aproximava.

É com esse estado de espírito que o leitor se dedica à experiência de leitura de Samba, jazz e outras notas, livro que o não menos admirável Sérgio Augusto organizou e que veio a lume em 2007, pelo selo editorial da Agir (mais tarde, comprado pelo grupo Ediouro). Obras assim deveriam surgir aos borbotões, em nosso mercado livresco, mas não é o que acontece, e quem perde são os leitores, que, à exceção de pesquisas isoladas em sites obscuros da internet e da escassa bibliografia disponível, ficariam à mercê do descaso à memória e à preservação de histórias que, se não fossem reunidas por jornalistas como Rangel, iriam se perder nas lianas do tempo.



Mas há este livro, e, nele, surge um Rio de Janeiro mítico, com consagradas boates em noites em que nefelibatas notívagos bebiam whisky como se fosse água de coco. Foram embora esses tempos e, hoje, moram naquela esquina onde o ônibus circular não chega, enquanto das sarjetas sambistas com seus cavaquinhos, violões e pandeiros parecem brotar feito geração espontânea, e as grandes estrelas deste livro são pessoas iguais a eles; gente como Noel Rosa (1910-1937), Nássara (1910-1996), Mário Reis (1907-1981), Chico Alves (1898-1952), Almirante (1908-1980), Pixinguinha (1897-1973), Moreira da Silva (1902-2000) e tantos outros que elevaram a música brasileira a uma categoria que poderia competir com o jazz americano, que na parte de cima do mapa vinha desafiando a espontaneidade dos músicos, não fosse a síndrome de cachorro vadio que a gente carrega nas costas, que nem uma corcova. Do calcanhar de Aquiles, uma das crônicas mais evidentes é a que retrata uma noite numa boate carioca em que a plateia, extasiada com os encantos vocais de uma cantora francesa, preservava um silêncio de monastério em que nenhum cigarro era fatalmente puxado, nenhum copo de whisky era à mesa pousado e nenhuma conversa era adiante levada, porque, entre acólitos, estava em jogo esse lado vergonhoso de não reconhecer a capacidade que a gente tem para ser grande e original, um passo além do ufanismo besta que, feito piolho, coça a cabeça, mas sem tirar nada de dentro dela, como uma lufada de vento que faz sacolejar de um lado a outro as franjas, para, em seguida, voltar ao mesmo estágio em que se encontravam antes, antes da brisa redentora.

Lúcio conta que tão logo a litografia mal feita de Piaf encerrou a cantoria, a garganta profunda a não suportar mais e a pedir arrego, a cantora, embevecida pela calorosa recepção carioca, retirou-se para repousar numa alcova à penumbra. Foi quando outra cantora pegou da pena para destilar sua poesia, mas havia um problema: era ela brasileira e, nem bem começou a cantarolar, o salão retornou da pausa e, como se alguém tivesse apertado a tecla play, a algaravia voltou a ecoar pela boate, por todo o show, num desrespeito que, hoje, faria corar qualquer um dos mais estúrdios políticos de nosso planalto. Vai Rangel:

Dois sujeitos disseram qualquer coisa e bateram palmas, numa mesa dos fundos. Foram as únicas. A cantora saiu discretamente e a orquestra tocou um fox-trot qualquer. No entanto, ela tinha cantado dois dos maiores sambas de um compositor chamado Noel Rosa, e é a maior intérprete do samba carioca. Chamava-se Aracy de Almeida.

Na imaginação de alguns o nome de Édith Piaf (1915-1963) deve acender umas luzinhas, já o de Aracy (1914-1988)... O texto chama-se, acertadamente, “Santo de casa” e foi publicado em 1956, no Jornal das Letras. Artigos como esse estão na seleção de Sérgio Augusto e vão apresentando o Lúcio Rangel boêmio, elegante, provocador, menos bairrista do que poderiam supor os mais atilados, porque o cronista, aqui, fala de outra de suas paixões, o jazz, e com a mesma ginga e segurança utilizadas em seus artigos sobre o universo do samba.

Mas nem tudo que reluz é alquimia para Rangel. Carmen Miranda fica atravessada no meio da sala, atrapalhando o trânsito, e, nela, o cronista vê menos a pequena notável do que a mulher que foi devorada pela indústria do entretenimento, que a alçou ao estrelado mundial com aquele chapéu tropical de frutas figurativas. Descomunal. E de gosto duvidoso. Sobra para Chico Viola também, nosso Francisco Alves, figura que causava admiração e, mais tarde, desconfiança em Rangel: onde fora parar o vozeirão de outrora? Mesmo assim, ele não se impediu de, por causa da morte do cantor, dedicar-lhe uma das mais belas crônicas do livro, dando conta de seu legado: Alves gravou mais de 1500 discos, numa época em que os LPs traziam apenas uma música de cada lado.



Rangel tinha convicção, como se nota em “Diário de Jazz”: “Aliás, é magnífica a orquestra de [Claude] Luter (1923-2006). Os músicos dão tudo, tocam o melhor que podem, ao contrário dos nossos que tocam lendo gibi.” Já em “Hugues Panassié em Nova York” afirma: “Como crítico, apesar de sua celebridade e de seus inúmeros livros, Panassié (1912-1974) continua um amador. Faz exatamente o que Michel Georges-Michel (1883-1985) fez em relação aos pintores. E não me consta que tenha alguém aprendido pintura nos livros desse outro francês, amigo de Cézanne e de Manet.” Era um facão afiado a abrir a trilha.

É um livro sobre o cancioneiro nacional, com a marca elegante de Rangel. Ressuscita textos publicados em páginas hoje amarelecidas pelo dobrar de década sobre década, e, em sebos on-line, pode ser encontrado pelo mesmo valor de três ou de duas garrafas de cerveja, a depender do ambiente. Samba, jazz e outras notas, o livro, feito água de mangueira num dia de sol, alegra a gente, com aquele arco-íris que se forma quando há crianças por perto.

Nota do Autor:
RENATO ALESSANDRO DOS SANTOS é editor do site tertuliaonline.com.br


Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 8/5/2018


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A barata na cozinha de Luís Fernando Amâncio
02. Inferno em digestão de Renato Alessandro dos Santos
03. Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos de Jardel Dias Cavalcanti
04. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
05. Cidades do Algarve de Elisa Andrade Buzzo


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2018
01. O massacre da primavera - 29/5/2018
02. Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela - 13/11/2018
03. Inferno em digestão - 17/10/2018
04. Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba - 31/7/2018
05. Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia - 20/3/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




AÇÃO E REAÇÃO
CHICO XAVIER
FEB
(2010)
R$ 15,00



O DESPERTAR DOS MÁGICOS - INTRODUÇÃO AO REALISMO FANTÁSTICO - 12ª ED.
LOUIS PAUWELS; JACQUES BERGIER
DIFEL
(1976)
R$ 15,00



NEGIMA! - MAGISTER NEGI MAGI 3
KEN AKAMATSU
JBC
(2006)
R$ 4,49



ECLIPSE
STEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2009)
R$ 12,90



HOJE TEM ESPETÁCULO: NO PAÍS DOS PREQUETÉS - ANA MARIA MACHADO (TEATRO INFANTIL)
ANA MARIA MACHADO
NOVA FRONTEIRA
(2001)
R$ 6,00



PLAYBOY ESPECIAL MUSAS DAS OLIMPÍADAS
DIVERSOS AUTORES
ABRIL
(2004)
R$ 15,00



MAIS QUE SORTE ...UM PROCESSO DE RACIOCÍNIO
ELIYAHU M. GOLDRATT
EDUCATOR
(1994)
R$ 10,00



OS OLHOS DO DIABO - JORGE ANDRADE (LITERATURA ARGENTINA)
JORGE ANDRADE
TRAJETÓRIA
(1988)
R$ 4,00



JUDAS--MAXI-SERIE-1-3-4-5-7-9-10-11-12-13-14-16.
SERGIO BONELLI
RECORD
R$ 120,00



DO PORTAL AOS SONHOS
RONALDO VIEIRA
SCORTECCI
(2001)
R$ 15,00





busca | avançada
40883 visitas/dia
1,0 milhão/mês