Diário impertinente | Bruno Garschagen | Digestivo Cultural

busca | avançada
75847 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
>>> Laura Dalmás lança Show 'Minha Essência' no YouTube
>>> A Mãe Morta
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Semana de 22 e Modernismo: um fracasso nacional
>>> Narciso revisitado na obra de Fabricius Nery
>>> A campanha on-line de Obama
>>> Entrevista de Emprego
>>> Três e Dez para Yuma
>>> Três e Dez para Yuma
>>> Escrever não é trabalho, é ofício
>>> 1984, de George Orwell, com Fromm, Pimlott e Pynchon
>>> O Afeto Autoritário de Renato Janine Ribeiro
>>> Deepak Chopra Speaker Series
Mais Recentes
>>> La Estructura del Universo de G. J Whitrow pela Fondo de Cultura Economica (1956)
>>> A Revolução dos Campeões de Roberto Shinyashiki pela Gente (2009)
>>> Obras: o Sonho / Childe Harold / o Corsário / Amores de Don Juan de Lord Byron pela Cultura (1942)
>>> Concepto de Tecnica, Arte y Produccion En La Filosofia de Aristoteles de Virginia Aspe Armella pela Fondo de Cultura Economica (1993)
>>> Azincourt de Bernard Cornwell pela Record (2011)
>>> Historia e Linguagens de Zilda Marcia Gricoli Iokoi pela Humanitas Fflch/usp (2002)
>>> De Pedra e de Carne de Marcos Pasche pela Confraria do Vento (2012)
>>> Astronomia de Robert H. Baker pela Fundação Calouste Gulbenkian (1971)
>>> Capitalismo e a Revolução Burguesa no Brasil de Nelson Werneck Sodré pela Oficina de Livros (1990)
>>> Teología para La Posmodernidad: Fundamentación Ecuménica ( de Hans Kung pela Alianza Editorial (1989)
>>> Probabilidad e Inferencia Científica de Andrés Rivadulla pela Anthropos (1991)
>>> Las Filosofías Nacionales Siglos XIX y XX -historia de La Filosofia 9 de Yvon Beleval (org) pela Siglo Veintiuno Editores (1984)
>>> Kika, a Estranha: Aventuras e Desventuras de uma Colunista de Sexo Des de Kika- a Estranha: Aventuras e Desventuras de uma C pela Geração Editorial (2004)
>>> Leasing de Rodolfo de Camargo Mancuso pela Revista dos Tribunais (2002)
>>> Sobre os Instrumentos Sinfonicos e Em Torno Deles de José Alexandre dos Santos Ribeiro pela Record (2005)
>>> Biologia E Cidadania - V. 02 de Ayrton Cesar Marcondes pela Escala Educacional (2010)
>>> The Brazilian Book Chamber 50 Years de Sea pela Atica
>>> Diccionario Sinónimos Antónimos e Ideas Afines de Aarón Alboukrek; Gloria Fuentes S. pela Larousse (2003)
>>> Avessos de Miguel Reale Júnior pela Manole (2005)
>>> Livro - Planeta Terra Em Perigo: o Que Está, de Fato, Acontecendo ... de Elizabeth Kolbert pela Globo (2008)
>>> El Probelma de La Vida de C. U. M. Smith pela Alianza Editorial (1975)
>>> Lógica de Aguiar Netto pela Filo Juris
>>> A Intimação de John Grisham pela Rocco (2002)
>>> Teen 2 Teen Four de Joan Saslow pela Oxford (2017)
>>> Subjetividade Espaço e Tempo Em David Hume de Monica Loyola Stival pela Humanitas (2015)
COLUNAS

Terça-feira, 19/3/2002
Diário impertinente
Bruno Garschagen

+ de 5300 Acessos

Sim, há vida além das montanhas que sufocam esta cidade (Cachoeiro de Itapemirim é cercada de morros como se houvesse sido construída num buraco. Nada mais apropriado). Mais do que aqui, aliás. Nada mais revigorante - mais até do que uma colher de biotônico Fontoura ou de Power Up - do que visitar cidades com intensa vida cultural.

Estive no Rio de Janeiro Babilônia Salve Salve resolvendo alguns assuntos (não sejam curiosos e indiscretos para querer saber do que se tratavam) e, por alguns dias, esqueci que cumpria pena em Cachoeiro de Itapemirim (uma punição divina, talvez, para quem crê nisso).

No teatro, Casa de Boneca, de Ibsen; exposições de arte gráfica russa e pintores modernistas brasileiros no Centro Cultural do Banco do Brasil; livrarias com ar condicionado simulando o clima de cidades européias e cafés; sebos grandes e com o maravilhoso cheiro de traça e papel velho (sete ótimos livros por quarenta pratas). Banho de civilidade, que seria completo se não fossem a falta de educação do carioca médio, o trânsito infernal, o preço da comida - maldições a atormentar qualquer grande cidade. Entendo agora porque Cachoeiro de Itapemirim era tão ligada culturalmente ao Rio em boa parte do século 19. E os efeitos nefastos desse afastamento nos dias de hoje.

Não pretendo fazer elegia gratuita à capital do Rio de Janeiro, que por uma dessas ironias do destino (e falta de criatividade!) também se chama Rio de Janeiro. Mas sou desses que acreditam que uma sucessão de acontecimentos é um acontecimento seguido do outro, que, no fim, dá em alguma coisa.

Tentarei ser mais didático, como um professor de grego: uma produção cultural pulsante, com todos os artistas estimulados a produzir leva inexoravelmente (e me perdoem o óbvio) à arte de boa qualidade - mesmo que seja em menor grau. Óbvio que leva a produções chinfrins, que até podem ser maioria. O que quero dizer é que um ambiente, digamos, besuntado em arte, propicia a busca de algo melhor, sem essa apatia ou a terrível escolha do menos pior porque é o que existe - Cachoeiro é pródiga nisso. A aceitação do sórdido leva (é incrível essa incrível capacidade de influência do gosto questionável), pasmém, à produção em escala do sórdido. E se o sórdido é o que existe, e se sórdido é considerado bom, logo, o bom é sórdido. Sacaram?

Percorrendo algumas ruas do Rio me senti como numa outra dimensão, acostumado que já estava (afinal fazem cinco longos anos) com o ar insuportável desta waste land capixaba. Tive vontade de parar em vários lugares, sentar no chão e me por a escrever. O ar poluído e quente do centro da cidade parecia até colaborar; a correria nas calçadas me lembrava a todo o instante de que é preciso fazer algo, logo, mesmo que de forma mais lenta para atingir um grau razoável de satisfação com o resultado. Numa cidade do interior quem trilha os caminhos da arte segue sem ceder à tentação da ação - como na frase de Jorge Luis Borges referindo-se a Macedônio Fernandes (quem não conhece, corra para ler). E quando cede, não raro consuma um desastre. Difícil saber o que seria morar numa cidade como o Rio, com todos os defeitos que carrega. Ouço que o estresse não compensa e o que se ganha se gasta na sobrevivência, o que não inclui custos para mim vitais como livros, teatro, cinema, exposições, restaurantes e bares. Como o sujeito pode viver sem essas garantias básicas a uma sobrevivência digna?

Desconheço até que ponto a cantada em prosa e verso violência carioca perturba a vida de quem lá mora. Quem está fora e acompanha tudo pela imprensa, tem a impressão de que o faroeste foi institucionalizado, a exemplos de outras coisas perigosas à saúde, como o piscinão de Ramos, César Maia e Garotinho, o Anthony.

Não vi nada, acho que por sorte. Mas quase roubaram o carro do meu tio quando saía da faculdade. Nada é perfeito, dizem por aí, e eu nunca entendi muito bem o real significado da frase. Tenho um sério problema com ditos populares. Para ser mais preciso, tenho sérias divergências com o popular.

Acreditem, passar uma semana no Rio foi o maior legal (e me perdoem por uma expressão tão juvenil e antiga). Terrível foi desembarcar em Cachoeiro; ver que a cidade continua com aquela clássica arquitetura de reboco exposto; que nenhum motorista utiliza a seta; que o cinema só passa blockbuster; que no teatro só haja peça infantil de gosto questionável; que a única livraria é indecente (de ruim!); que os escritores tenham mais pompa do que circunstância (se é que vocês me entendem); que o modernismo tenha passado por cima da cidade, como os ventos; que o absurdo tenha se tornado moeda comum nas relações profissionais, econômicas, políticas e culturais.

Ainda bem, restam alguns poucos amigos com quem é possível conversar, rir e beber. São pessoas de gerações anteriores a minha, e talvez isso faça a grande diferença entre eu aderir à mediocridade instituída ou buscar olhar sobre os morros ocupados ilegalmente (bom, nunca vi o contrário); são como guias a orientar-me pela estrada sem fronteiras dos que resolvem buscar a graça da vida numa ironia ao riso fácil de uma piada de português.


Bruno Garschagen
Cachoeiro de Itapemirim, 19/3/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um conto-resenha anacrônico de Cassionei Niches Petry
02. A sujeira embaixo do tapete de Renato Alessandro dos Santos
03. A noite em que Usain Bolt ignorou nosso Vinicius de Elisa Andrade Buzzo
04. A futebolização da política de Luís Fernando Amâncio
05. O Olhar das Bruxas: Quatro Versões de 'Macbeth' de Duanne Ribeiro


Mais Bruno Garschagen
Mais Acessadas de Bruno Garschagen em 2002
01. O romance da desilusão - 6/8/2002
02. Eu quero é rosetar - 12/2/2002
03. Niilismo e iconoclastia em Thomas Bernhard - 26/2/2002
04. Anauê - 21/5/2002
05. Paz é conto da Carochinha - 28/5/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Viagens na Minha Terra
Almeida Garrett
Escala



A Medicina Nishi
Katsuzo Nishi
Ibrasa
(1988)



Por Que Eu? Confissões de uma Mulher / Capa Dura
Juliette
Circulo do Livro



A Arte de Criar Filhos sem Fazer Força
Marvin J. Gersh
Livros Que Constroem
(1976)



Como os Sábios Decidem
Bryn Zeckhauser
Ediouro
(2009)



Business Process Reengineering: Breakpoint Strategies For Market
Vários Autores
John Wiley & Sons
(1993)



Ressurreição a Mão e a Luva
Machado de Assis
Cultrix



1822 - Como um Homem Sábio, uma Princesa Triste e um Escocês
Laurentino Gomes
Nova Fronteira
(2010)



Romeu e Julieta: Música de Prokófiev Volume 3 - Capa Dura - Confira!!
Editora Folha de S. Paulo
Folha de S. Paulo
(2018)



Carta ao Humano
Agnelo Alves
N Comunicação
(2011)





busca | avançada
75847 visitas/dia
1,8 milhão/mês