Gal Costa (1945-2022) | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
45137 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Circomuns Com Circo Teatro Palombar
>>> Prêmio AF de Arte Contemporânea abre inscrições para a edição comemorativa de 10 anos
>>> Inscrições abertas para o Prêmio LOBA Festival: objetivo é fomentar o protagonismo de escritoras
>>> 7ª edição do Fest Rio Judaico acontece no domingo (16 de junho)
>>> Instituto SYN realiza 4ª edição da campanha de arrecadação de agasalhos no RJ
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Micronarrativa e pornografia
>>> Os dois lados da cerca
>>> A primeira vez de uma leitora
>>> Se eu fosse você 2
>>> Banana Republic
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Construção de um sonho
>>> Quem é mesmo massa de manobra?
>>> A crise dos 28
Mais Recentes
>>> Coleção Enciclopédia Disney - 8 Volumes de Disney pela Planeta (2001)
>>> Fórum dos Coordenadores de Joaquim Barbosa / Bárbara Sicardi pela Metodista (2003)
>>> O Último Portal de Eliana Martins / Rosana Rios pela Seguinte (2003)
>>> Batman Planetary - Edição de Luxo de Warren Ellis - John Cassaday - Dc Comics pela Panini (2014)
>>> Mentes Tranquilas, Almas Felizes de Joyce Meyer pela Thomas Nelson (2001)
>>> Democracia Francesa de V Giscard D Estaing pela Difel (1977)
>>> Esperança Viva - Uma Escolha Inteligente de Ivan Saraiva pela Casa Publicadora (2016)
>>> Manual Merck de Veterinaria de Merck pela Roca (2001)
>>> Conjugar Es Fácil En Español De España Y De América (spanish Edition) de González Hermoso, Alfredo pela Edelsa Grupo Didascalia (1997)
>>> Amy, Minha Filha - Amy, My Daughter de Micht Winehouse pela Record (2012)
>>> Avaliação da Inteligência de Marília Ancona-Lopez pela E.p.u (1987)
>>> O Menino do Dedo Verde de Maurice Druon pela Jose Olympio (1973)
>>> Contos E Lendas - Os Doze Trabalhos De Hércules de Christian Grenier - Carlos Fonseca ilustrador pela Cia Das Letrinhas (2013)
>>> Educação do Olhar Vol2 de Vários Autores pela Mec (1998)
>>> Tres Sombras de Cyril Pedrosa pela Quadrinhos Na Cia (2019)
>>> Federico Garcia Lorca - Obra Poetica Completa de Federico Garcia Lorca pela Unb - Martins Fontes (1990)
>>> Postura Profissional do Educador de Ana Maria Santana Martins pela Jcr (1999)
>>> Fale Tudo Em Inglês! - Inclui Cd Audio de José Roberto A. Igreja pela Disal (2007)
>>> Prazeres da Docência de Magalli B. Picchi pela Arte & Ciência (2003)
>>> Pequeno Dicionário Ilustrado Palavras Inventadas de Marcelo Godoi pela Sagui (2007)
>>> O que é Música de J. Jota de Moraes pela Brasiliense (1983)
>>> Para os Filhos dos Filhos dos Nossos Filhos de José Pacheco pela Papirus (2008)
>>> Liderando Crianças com Excelêcia de Márcia S.Ribeiro pela Videira (2008)
>>> Linguagem e Escola: Uma Perspectiva Social de Magda Soares pela Atica (1986)
>>> Regras Oficiais De Voleibol de Vários Autores pela Nd-sprint (1998)
COLUNAS

Sexta-feira, 11/11/2022
Gal Costa (1945-2022)
Julio Daio Borges
+ de 3600 Acessos

Gal, a palavra, para quem não sabe, é um equivalente sonoro de girl, em inglês. Gal Costa, a garota Costa - ainda que seu nome fosse Maria das Graças e o Gal, como apelido, viesse a calhar.

Mesmo associada ao Tropicalismo, Gal Costa, quando apareceu, era chamada de João Gilberto de Saias - pelo modo de cantar, para dentro, supostamente inventado pelo pai da bossa-nova.

Reza a lenda que, quando a conheceu, João Gilberto pediu que Gal o acompanhasse em um série de canções, que entoava com seu violão. Sem falar nada, emendava uma canção na outra, e apenas observava a novata. Depois de um tempo, deu o veredito: Você é a maior cantora do Brasil.

A maior cantora brasileira de todos tempos? Teríamos de passar por cima, no mínimo, de Carmen Miranda, que Caetano Veloso considerava tão famosa quanto... Mickey Mouse (sim, numa de suas comparações esdrúxulas).

A maior cantora brasileira de seu tempo? Nesse caso, teríamos de passar por cima de Elis Regina, que, com certeza, disputava o trono - e, antes de morrer, assumira uma espécie de inveja branca por Gal ter gravado Meu bem, meu mal, do mesmo Caetano, antes dela (Elis).

E Maria Bethânia? Eram duas grandes cantoras baianas praticamente na mesma turma - é difícil escolher uma. Mais engajada, digamos assim, Bethânia resolveu se lançar substituindo Nara Leão no histórico show Opinião (1965). Gal era menos politizada, desde o princípio.

Mas não ficou atrás. Sua estreia - com o onipresente irmão de Bethânia - no álbum Domingo (1967) é um dos grandes momentos dos dois. Quando Caetano, pré-tropicalista, soava bossa-novista - e Gal, portanto, estava em seu elemento.

Coração vagabundo, inclusive, foi gravada pelo próprio João Gilberto, nos anos 90. Avarandado, também. Candeias é um dos grandes momentos do compositor Edu Lobo, na voz de Gal. Para meu gosto, Domingo disputa, cabeça a cabeça, com o Caetano Veloso (1967), a estreia solo do baiano.

Assim como Milton Nascimento, Maria Bethânia é acusada de fazer só o que quer - e tem de ser do seu jeito. Quem acusa não sou eu - é o irmã dela... Logo, Gal Costa, apesar da forte personalidade, deve ter parecido menos indócil e mais receptiva a seus apelos do que a própria irmã.

Este texto é mais uma prova de que é muito difícil separar Gal Costa de Caetano Veloso. Praticamente impossível. Talvez ela seja a maior intérprete dele - e Minha dágua do meu canto (1995), virtualmente um songbook de Caetano, quase trinta anos depois, é mais uma constatação.

É verdade que o disco alterna canções de Chico Buarque, o grande rival de Caetano, em matéria de composição. De quem, aliás, Bethânia acabou se aproximando - mais notoriamente em álbuns como o Chico & Bethânia (1975).

Em meio a tudo isso, a meu ver, os Doces Bárbaros (1976). Incluindo uma peça que faltava nesse quebra-cabeça: Gilberto Gil. Como disse Jorge Drexler, um uruguaio falando com propriedade, eram muitos talentos, ao mesmo tempo - e no mesmo país.

Para quem duvida, basta ler A era dos festivais (2003), de Zuza Homem de Mello - e constatar que os compositores e intérpretes surgidos nos festivais da canção dos anos 60 e 70 eram páreo para a época de ouro do samba, os anos 30 e 40, para a própria bossa-nova e o samba-canção, nos anos 40 e 50, respectivamente.

Em meados dos anos 80, Gal Costa foi acusada de soar excessivamente pop, como quando, por exemplo, gravou Um dia de Domingo, com Tim Maia, sucesso de Sullivan & Massadas. Considero, porém, que voltou à boa forma, nos anos 90 - apesar de ter se perdido ao flertar com a música eletrônica, nos últimos anos.

O grande desafio, para cantoras depois dela, foi, além do desafio vocal, conseguir soar tão pertinentes quanto Gal Costa, que nasceu filha dileta da bossa-nova, e de João Gilberto, participou do Tropicalismo, ainda que fosse uma diluição de Oswald de Andrade, se associando com um dos maiores compositores de sua geração, o inescapável Caetano, conquistando igualmente o respeito de mestres como Tom Jobim e Dorival Caymmi, sem ficar atrás de grandes intérpretes como as mencionadas Bethânia e Elis.

Marisa Monte, para ficar no maior exemplo da geração seguinte, não teve a mesma sorte. Ainda que premiada com a voz, não estava entre movimentos com o Tropicalismo e a bossa-nova (os Tribalistas não são um movimento, são?). E, sem contar com um Caetano para chamar de seu, nem com um Chico para flertar de vez em quando (Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown nem se comparam), Marisa Monte já estava muito distante, cronologicamente, para conquistar o respeito de Caymmi e Jobim (no máximo, de um Nelson Motta e/ou de um Paulinho da Portela).

Enfim, tive a sorte de viver no tempo de Gal Costa e tive o privilégio de assiti-la, no auge, na turnê de O sorriso do Gato de Alice (1994). No palco, ainda com afinação perfeita, ela se revelou graciosa e, ao mesmo tempo, deslumbrante. Brazilian flower from Bahia, na definição de Tom Jobim.

Dez anos mais tarde, pude assistir ao filme dos Doces Bárbaros, um registro imperdível de 1976 - e Gal estava lá, conosco, ao final da projeção, para nos saudar.

Para completar, estive na pousada que foi sua casa, na Bahia, e comprovei seu bom gosto - para além das canções...

Até vi Bethânia, que merece todo o nosso respeito e toda a nossa consideração, mas ouvi muito mais Gal Costa, que me cansava menos, porque fazia menor uso da dramaticidade (o que não deve ser tomado como um juízo estético - apenas pessoal mesmo...).

Infelizmente, não vi Elis Regina ao vivo, que, em disco, considero a maior de todas.

Sendo assim - pelo que vi e ouvi -, João tinha razão: pelo conjunto da obra, Gal Costa foi a nossa maior cantora.

Para ir além
Eclipse oculto e Alto astral, altas transas, lindas canções


Julio Daio Borges
São Paulo, 11/11/2022

Quem leu este, tambm leu esse(s):
01. Procura-se a década de 60 de Sonia Pereira


Mais Julio Daio Borges
Mais Acessadas de Julio Daio Borges em 2022
01. Jô Soares (1938-2022) - 12/8/2022
02. 80 anos do Paul McCartney - 18/6/2022
03. As maravilhas do modo avião - 27/5/2022
04. Maradona, a série - 1/1/2022
05. A compra do Twitter por Elon Musk - 26/4/2022


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Gestão de Custos e Formação de Preços: Com Aplicações
Adriano Leal Bruni, Rubens Famá
Atlas
(2002)



New English File Workbook Elementary Level Com Cd
Clive Oxenden
Oxford
(2004)



Marechal Eurico Gaspar Dutra: O dever da verdade
Mauro Renault Leite & Novelli Júnior (Org.)
Nova Fronteira
(1983)



Os Imigrantes
Howard Fast
Record
(1977)



Schaum's Outlines of Biochemistry
Philip W. Kuchel
McGraw Hill
(2010)



Dentro Do Escuro Mora Um Segredo
Alessandra Roscoe
Gaivota
(2019)



James Joyce
Edna Obrien
Penguin Usa
(2011)



Regras Oficiais de Basquetebol e Manual dos Árbitros 2001
Sistema de Ensino Coc
Coc
(2001)



Shabush e os Três Fios Mágicos
Amina Shah
Kadyc
(1999)



Arte é... Música
Núria Roca; Rosa Curto
Escala
(2006)





busca | avançada
45137 visitas/dia
2,3 milhões/mês