Civilizado? | Juliano Maesano | Digestivo Cultural

busca | avançada
55141 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 2/5/2002
Civilizado?
Juliano Maesano

+ de 3200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Quem aqui costuma jogar em seu computador, vai saber do que falo: da última versão da obra-prima de Sid Meier, Civilization III. Isso mesmo, muitos anos após a primeira versão do "joguinho" Civilization e de seus inúmeros clones como Warcraft, Settlers, Age of Empires e outros, temos em mãos a mais nova alegria queimada em CD que alguém poderia pedir a Deus...

Para jogar Civilization não é preciso ser nenhum nerd. Pode confiar em mim e jogar sem medo: se você não se pegar acordado, com o dia amanhecendo, aí, sim, você é anormal. Batata: não há ninguém que jogue "Civ" (para os íntimos) e não "vare a madruga" no processo. Parece até que o jogo é feito pra isso...

Eu explico: é que é tão viciante, e suas rodadas são tão demoradas, que você pode, com certeza, passar horas sentado no computador, quase sempre esperando a sua vez de jogar. E não pense que isso é chato, não... É de um suspense feroz! Sem esse componente não daria pra ir ao banheiro ou até à geladeira pegar aquela outra nova maravilhosa invenção (que veio atrasada): a Fanta Uva Light.

OK, OK, vou dar uma explicada geral para os leigos: o Civ é um jogo de estratégia que remonta à história dos povos desde a Idade da Pedra. Você escolhe sua "raça" entre várias como Americanos, Chineses, Japoneses, Russos, Franceses, Aztecas e começa seu império. Eu sempre escolho uma raça dessas, mas a renomeio inteira para "Brasileiros", claro. Também nomeio o líder de "Imperador Juliano Maesano" ou até de Lula ou Fernando Henrique Cardoso, dependendo do meu estado de espírito. Com certeza, algum maluco já deve ter jogado como "Osama Bin Laden"...

Ao criar a sua raça, você também pode fazer um mundo totalmente novo para jogar, escolhendo a característica da "Terra" que quiser: como mais ou menos ilhas, continentes, clima frio ou quente etc. Isso tudo influi no jogo, que é por demais complexo (e simples ao mesmo tempo, pra quem desejar...).

Depois de toda essa farra, você sai jogando, o que consiste em: criar cidades com seus exploradores, tomar outras cidades "na porrada" com seus exércitos (que começam com machadinhas e terminam com tanques, aviões e bombas atômicas, uns seis mil anos depois...), espionar inimigos, fazer alianças com outras raças, quebrar alianças covardemente, estabelecer rotas de comércio, tentar ser o Conselheiro Geral da ONU ou até criar uma base espacial, e uma espaçonave, para a sua civilização deixar o planeta que, a essa altura do jogo, deve estar sofrendo com o excesso de bombas atômicas... Não se engane, isso tudo, como eu disse antes, pode ser muito, muito divertido.

Não se iluda ao pensar que é muito simples. Em cada etapa você também lida com a ciência, para fazer descobrimentos como o ferro, a roda, a matemática, o vôo, a pólvora, a fissão nuclear etc. Só com esses "descobrimentos" é que você avança culturalmente (o que também vale muito) e pode criar novas unidades militares. Só com a roda é que se pode fazer uma carruagem de ataque (se você também tiver acesso a cavalos)... Só com a pólvora é que se pode fazer unidades munidas de mosquetões, para limpar a terra daqueles imundos e fracos inimigos (atrasados) que te enfrentam com lanças...

Essas descobertas também lhe proporcionam munir suas cidades com todo melhoramento, o que será crucial, como bancos, mercados, quartéis, muralhas, fábricas e centros de reciclagem, para combater a poluição que você causou anos antes (descobrindo, por exemplo, a usina a carvão)...

Pegou o espírito da coisa? Pra piorar, você também pode, com as descobertas e avanços, ser o criador de uma Maravilha do Mundo, uma construção única, da qual só a sua raça poderá usufruir, como as Pirâmides, os Jardins Suspensos, a Cura do Câncer e o Projeto Manhattan. São diversas Maravilhas dos "mundos" Antigo e Moderno...

E você ainda acha que dá para parar de jogar e dormir ou sair com seus amigos, logo quando você está a uma rodada de descobrir o conceito de Monarquia, por exemplo? Ou quando falta uma rodada para construir aquela tão sonhada Maravilha, que o ajudará a "virar" a sofrida guerra? Ou quando falta só uma cidade inimiga para acabar com, sei lá, os Franceses?

Então, esse é o problema: no Civ, cada rodada é assim, sempre faltam poucas coisas pra você manter sua esperança acesa de que agora sua civilização vai engrenar... E é aí que mora o perigo, afinal, a cada rodada você também sofre reveses, pois seus inimigos (e aliados) igualmente evoluem...

Sabe de outro sentimento muito importante no jogo? A vingança... Ah, como você sofre se for preciso, perdendo o sono e até horas de trabalho, só pra poder dar um "corretivo" na Grécia, por aquela quebra de "contrato" contra você... "Covardes, como podiam nos apunhalar pelas costas e virar a casaca bem na hora da guerra contra os Zulus? Eles não tardam por esperar, deixa só a minha civilização colocar a mão num submarino e um destróier... Eles vão ver!!!"

E ainda dizem que eu é que não sou civilizado...


Juliano Maesano
São Paulo, 2/5/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O tigre de papel que ruge de Celso A. Uequed Pitol
02. Bruta manutenção urbana de Elisa Andrade Buzzo
03. Da varanda, este mundo de Elisa Andrade Buzzo
04. Minha finada TV analógica de Elisa Andrade Buzzo
05. Nuvem Negra* de Marilia Mota Silva


Mais Juliano Maesano
Mais Acessadas de Juliano Maesano em 2002
01. Trem Fantasma - 11/4/2002
02. Figurinhas - 25/4/2002
03. Utopia - 7/3/2002
04. Oscar 2002 - 21/3/2002
05. Civilizado? - 2/5/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
3/5/2002
09h55min
Civilization é um jogo que faz parte das minhas intermináveis batalhas mentais entre a responsabilidade de estudar para uma prova, que se aproxima mais e mais, e a doce irresponsabilidade de passar horas a fio, com a bunda doendo ao cabo de uma madrugada, sentado em frente a uma tela de computador. E o prazer da vingança, como bem ressaltado, é tão forte, que me lembro até hoje das boas sovas que dei em franceses, romanos e persas - nesses últimos principalmente - após mais um acordo de cessar-fogo quebrado. Adeus, que tenho que ir para a aula...
[Leia outros Comentários de Homer]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ARTHURIAN LEGENDS 2002
MIKE ASHLEY EDITOR
CASTLE BOOKS
(2002)
R$ 75,00



SUPERGIRL - VOLUME 2 : BREAKING THE CHAIN
JOE KELLY - IAN CHURCHILL - ALÉ GARZA - NORM RAPMU
DC COMICS
(2016)
R$ 80,00



CASTRO ALVES
CASTRO ALVES LITERATURA COMENTADA
NOVA CULTURAL
(1981)
R$ 4,00



LOGOSOFIA CIÊNCIA E MÉTODO
CARLOS BERNARDO GONZÁLEZ PECOTCHE RAUMSOL
EDITORO LOGOSÓFICA
(1987)
R$ 15,00



MÍDIA E VIOLÊNCIA
SILVIA RAMOS E ANABELA PAIVA
IUPERJ
(2007)
R$ 10,00



DESENVOLVIMENTO DO PLANEAMENTO AO PLANEAMENTO DO DESENVOLVIMENTO
ABÍLIO CARDOSO
AFRONTAMENTO
(1996)
R$ 47,00



O INVISÍVEL NA HARMONIA LÓGICA DO COGNOSCÍVEL
SANDRO GRIMANI
VOZES
(1985)
R$ 9,00



SEXO, AMOR E CASAMENTO
SWAMI SIVANANDA RADHA
E. ROKA
(1996)
R$ 9,00



GESTÃO DE IDÉIAS PARA INOVAÇÃO CONTÍNUA
JOSÉ CARLOS BARBIERI
BOOKMAN
(2008)
R$ 40,00



CRITICIDADE E LEITURA ENSAIOS (AUTOGRAFADO)
EZEQUIEL THEODORO DA SILVA
ALB
(1998)
R$ 30,00





busca | avançada
55141 visitas/dia
1,1 milhão/mês