De dentro do banheiro | Paulo Polzonoff Jr | Digestivo Cultural

busca | avançada
67475 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 23/5/2001
De dentro do banheiro
Paulo Polzonoff Jr

+ de 4300 Acessos
+ 1 Comentário(s)

A primeira vez que comprei uma Playboy também foi a última. Lembro-me muito bem da capa: Vera Zimmerman. Alguém se lembra dela? Fez um grande sucesso numa novela que tinha o Lima Duarte - é tudo o que sei. Por onde anda? Jamais ousaria investigar. Eu devia ter uns doze anos - ou muito mais ou muito menos, não sei.

Era uma época de ouro, aquela. Ver uma mulher nua na Playboy era o máximo que um menino conseguia com uma mulher. De certo modo, contudo, aquela Vera se parecia mais com minha mãe do que com as meninas que andavam ao meu redor. Eis um complexo que, acho, jamais consegui superar: as mulheres para mim serão sempre as meninas impúberes da minha infância.

Resolvi escrever este texto que não pretende ser um texto confessional para fazer algumas considerações sobre a revista que mexe com a cabeça dos meninos. Hoje nem tanto, é verdade. Na minha época (no longínquo século XX), a gente tinha medo e vergonha de comprar uma Playboy. Era pecado também. Milhões de culpinhas fazendo a alegria dos psicanalistas acompanhavam esta aventura que era ver uns pêlos pubianos. Agridoce inocência...

Comprei uma Playboy hoje. Luma de Oliveira na capa. Mulher linda, simpática, deslumbrante e, até onde eu saiba, não vulgar. Foram estes os fatores que me impulsionaram a comprar a revista. Achei o preço meio salgado, mas pensei que valia a pena chegar para a vendedora e falar sem medo que queria a Playboy. Ela, profissionalmente, me estendeu o volume, como se houvesse algo a consultar. Da Playboy da minha infância para esta que se vende hoje uma única coisa não mudou: o plástico que envolve a revista, como se fossem grilhões que nós, heróis piratas de filmes B, tirávamos dos tornozelos das mocinhas.

Ladies que me lêem, pode parecer pouco interessante o assunto para as senhoritas, mas acho que podemos caminhar juntos nesta empreitada. Afinal, a Playboy que tenho em mãos me faz pensar em tabus que levamos para o resto de nossas vidas, por mais que nos consideremos as mentes mais límpidas que a sociedade já criou em séculos de civilização (ad infinitum sic).

Primeiro uma constatação de ordem técnica: a Playboy ficou muito mais vulgar. Muito mais erótica. Ou seria erógena? Como já disse, as Playboys de antigamente mostravam os pêlos pubianos - e só. Hoje temos uma visão muito mais ginecológica da coisa (com o perdão do trocadilho). Aliás, foi isto que me interessou ao comprar a Playboy da Luma de Oliveira. Queria saber se aquela mulher se prestaria a certas poses a que se submetem, penso eu em minha agridoce ingenuidade, apenas mulheres de grosso calibre, se é que me entendem.

Luma não. Seu ensaio é puro como eu esperava. Sorrisos, poses obviamente insinuantes, mas uma nudez que me pareceu natural. Nada de Trompas de Falópio à vista. Apenas um corpo admirável. Sem, também, aqueles textos idiotas que infestavam a revista outrora. Por sinal, a da Vera Zimmerman trazia umas frases de Caetano Veloso que faziam o chefe da Máfia do Dendê parecer um Wando, obsceno.

Como eu dizia, Luma me pareceu bastante elegante em sua nudez. O resto da revista, contudo, vulgarizou-se sobremaneira. A entrevista, com Marcelinho Carioca (?) é cheia de fofoquinhas que só interessariam a leitores de Caras. Um quadrinho de muito mau gosto mostra um tarado e uma ninfomaníaca procurados pela polícia em sexo no metrô e em crise depois de algum tempo. O pior fica por uma sessão que ensina aos homens como sair pelas portas dos fundos dos motéis se por acaso forem pegos em flagrante.

Eu disse a certa altura deste texto que as meninas que me lêem não deveriam ficar envergonhadas ou entediadas, porque ele lhes dizia respeito também. Falo sobre masturbação. Sim, porque ninguém em sã consciência pode negar que a marca Playboy está associada a este ato lúdico. Bem sei que a mulher da banquinha ficou pensando que eu usaria a revista para outros fins que não um texto, assim como sei que vocês devem estar desconfiados, neste ponto, se sim ou se não. Nada de egocentrismo nestas constatações. Isto é natural: Playboy é sinônimo de masturbação. Que, por sua vez, é o último grande tabu sexual.

Eu vejo mulheres escreverem sobre o absurdo da virgindade (a virgindade feminina para mim é um absurdo), sobre diversas práticas sexuais não-ortodoxas, enfim, sobre toda uma vasta gama de assuntos femininos, que vão desde o sexo durante a menstruação até, sei lá!, a literatura de Anïs Nïn. Só que ninguém fala sobre masturbação. E este assunto fica pairando no ar como algo anacrônico e imperecível. Mulheres, falem!

Para nós, homens, é mais fácil, acho. Dos últimos dez livros que li escritos por homens, dez tinham cenas em que ou adolescentes ou crianças ou adultos se masturbavam. Nomes para o ato não faltavam. Mitos são jogados por terra a todo momento, como a mão peluda, as espinhas, o retardo mental. A mim, particularmente, permanece somente uma culpazinha católica (estudei em colégio de freiras por dez longos anos!) de estar matando zilhões de proto-homens a cada vez que.

Aliás, acabei de me sentir velho. Escrevo este texto escutando Ella Fiztgerald cantando It's a Blue World. E de repente achei pertinente indagar aos meus leitores: as pessoas hoje em dia se masturbam como antigamente?


Paulo Polzonoff Jr
Rio de Janeiro, 23/5/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A derrota do Marketing Político de Fabio Silvestre Cardoso
02. Uma teoria equivocada de Maurício Dias


Mais Paulo Polzonoff Jr
Mais Acessadas de Paulo Polzonoff Jr em 2001
01. Transei com minha mãe, matei meu pai - 17/10/2001
02. Está Consumado - 14/4/2001
03. A mentira crítica e literária de Umberto Eco - 24/10/2001
04. Reflexões a respeito de uma poça d´água - 19/12/2001
05. Deus - 25/7/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
2/5/2002
16h10min
Esta mensagem é de bom proveito pra aquelas pessoas que se interessam pelo assunto.
[Leia outros Comentários de Anderson]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS CAMINHOS PARA A MODERNIDADE. OS ILUMINISMOS BRITÂNICO, FRANCÊS E AMERICANO
GERTRUDE HIMMELFARB
REALIZAÇÕES
(2011)
R$ 65,00



BRUXOS E BRUXAS 5112
JAMES PATTERSON
NOVO CONCEITO
(2013)
R$ 10,00



ESPIRITUALIDADE DIÁRIA - PARA REGRAR A ORAÇÃO/ VENDA ATACADO/ PACOTE COM 5 UNIDADES
LEANDRO ALVES SOARES OFS
FROSS
(2019)
R$ 125,97
+ frete grátis



PANORAMA DE LA LANGUE FRANÇAISE 4
JACKY GIRARDET
CLE INTERNATIONAL
R$ 25,00



UMA TOTAL MUDANÇA DE MENTALIDADE
WILLIS HARMAN
CULTRIX
(1989)
R$ 9,80



PORTA ABERTA - CIÊNCIAS 1º ANO AO 5 ANO - CULTIVANDO LEITORES
SILMARA SAPIENSE VESPASIANO
FTD
(2011)
R$ 33,00



MUSEUS - MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES
PROFESSOR EDSON MOTTA
N/D
(1979)
R$ 9,00



MALÍCIAS E DELÍCIAS
TARA SIVEC
VALENTINA
(2015)
R$ 29,00



REVISTA FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ - INTERFACES DO CONHECIMENTO
CENTRO UNIVERSITÁRIO FUINDAÇÃO STO. ANDRÉ - NOVO
C. U. F. S. A.
(2003)
R$ 13,00



SÃO JOÃO DO PAIOL
ORLANDO DE SOUZA
ATLÂNTIDA
R$ 5,00





busca | avançada
67475 visitas/dia
2,6 milhões/mês