Comentários de beatriz | Digestivo Cultural

busca | avançada
74393 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Em espetáculo de Fernando Lyra Jr. cadeira de rodas não é limite para a imaginação na hora do recrei
>>> São Paulo recebe exposição ‘À Meia Luz Na Pele’ em dois pontos da capital
>>> Santander instala painel eletrônico em prédio para levar arte ao centro de São Paulo
>>> Workbook de Carl Honoré é transformado em lives
>>> Experiência Quase Morte é o tema do Canal Angelini
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Daniel Piza by Otavio Mesquita
>>> A noite antes da floresta
>>> 3 de Julho #digestivo10anos
>>> Apple, Lotus e Microsoft
>>> Projeto Itália ― Parte I
>>> Tout le reste est littérature
>>> Manoel de Barros: poesia para reciclar
>>> Assunto de Mulher
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> O dia que nada prometia
Mais Recentes
>>> The last of mohicans (audio cd included) de Macmillan Education pela The last of mohicans (audio cd included)The last of mohicans (audio cd included) (2014)
>>> The Phantom of the Opera (audio Cd Included) de Stephen Colbourn; Gaston Leroux pela Macmillan Education (2010)
>>> The long tunnel (audio cd included) de John Milne pela Macmillan Education (2011)
>>> A kiss before dying de Ira Levin pela Macmillan Education (2005)
>>> Sherlock holmes: the norwood mystery de Arthur Conan Doyle Sir pela Oxford University Press (2011)
>>> Monólogo da Natureza de Teresinha Cauhi de Oliveira pela Ftd (1992)
>>> The Magic Flower de José Morais pela Atica (2005)
>>> Gramática de Español Paso a Paso de Adrían Fanjul pela Santillana (2008)
>>> Alfabetização e Linguistica de Luiz Carlos Cagliari pela Scipione (1989)
>>> Violencia E Criminalidade Infanto-Juvenil de Guilherme Zanina Schelb pela Do Autor (2007)
>>> Dicionario Gramatical De Latim - Nivel Basico de Janete Melasso Garcia e Outros pela Unb (2021)
>>> Lá Sou Amigo do Rei de Carlos Marques pela Geração Editorial (2012)
>>> América Latina: Uma Perspectiva Histórica de Donald Marquand Dozer pela Globo (1974)
>>> Angelina & Brad de Ian Halperin pela Jardim dos Livros (2012)
>>> Grande Livro Da Casa Saudável de Mariano Bueno pela Roca (1995)
>>> De Olho no Tráfico Humano de Fernando Carraro pela Ftd (2013)
>>> Microsoft SQL Server 2008 de Mike Hotek pela Bookman (2008)
>>> Em Suas Marcas, Apontar... Crescer! de Lynda Madaras pela Vergara & Riba (2009)
>>> Scrum A Arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo de Jeff Sutherland, J.J Sutherland pela Sextante (2014)
>>> Pense Magro: A Dieta Definitiva de Beck de Judith S. Beck; Leda Maria Costa Cruz pela Artmed (2009)
>>> Amigos Em Ação de Isa Mara Lando pela Àtica (2006)
>>> Dez bons conselhos de meu pai de Gustavo Cerbasi pela Fontarnar (2021)
>>> Trabalhando Com Banco de Dados no Visual Basic 6. 0 de Ijauí Francisco da Silva pela Érica (2000)
>>> Segredos da Violencia de Thesaurus pela Segredos da Violencia (2008)
>>> Para Meus Netos Com Amor de Lídia Maria Riba pela Vergara & Riba
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Segunda-feira, 25/4/2005
Comentários
beatriz


viajar no seus sentidos
Carpinejar é excelente! Gosto de ler teus textos e viajar no seus sentidos, q tanto dizem sobre pessoas...

[Sobre "Pais e filhos, maridos e esposas II"]

por beatriz
25/4/2005 à
00h03 200.175.232.147
 
o seu silêncio
São tão intrigantes, os campos de idéias desse escritor, o tratamento que a vida lhe deu e então o seu silêncio. A hipótese que me vem rodeiam certas interrogações sobre ele: No momento em que nega uma disposição com o outro, expressa que não a quer de ninguém? Quando não escreve mais, não acredita mais no homem? Se não acredita mais no homem, é pq se conheceu de tal forma que julga que não há um porquê? A existencia não é um risco? Se não se sente uma energia extraordinária em algum momento que faça tudo valer a pena, no que se apoiar quando se está boiando no esgoto? Se há a lembrança dessa energia, por que não desejar que ela continue a existir, mesmo que não todo o tempo, e sinta que existe algo pelo que se empenhar, caminhar, correr e por que não dançar? Não acho que Raduan parou de escrever por que há um excesso de verdade no mundo, mas talvez não tenha encontrado (no sentido mais profundo de encontro) mais motivação e sentido para sua energia criadora, para qualquer crença que o inspire, que passem pelo seu crivo individual. Acho que suas obras foram gritos desafogados de si e pensando que "o escritor escreve-se para que o leitor se leia" o corte dessa "comunicação" foi por uma distância incalculável que se deu.

[Sobre "A solidão povoada de Raduan"]

por beatriz
18/2/2005 às
18h09 200.175.135.2
 
para onde se está indo...
Oi, Julio! Mais uma vez leio teu texto com grande prazer. E vou contar que houve uma identificação com a parte "somos pobres de conteúdo", pois me deparei com uma situação minha assim há um tempo atrás. Despertei para a procura de um entendimento mais profundo sobre o meio e sobre mim há pouco tempo, aos 17 anos, tarde não? Pois é, foi quando pude entrar em um cursinho particular, e me encantar com Aulas (com letra maíscula, porque só o aluno que vive sabe a grande diferença entre uma aula ministrada por um professor que tem uma boa capacitação e disposição e os que não tem -sem esquecer neste caso o estímulo da remuneração e bom local de trabalho-) e a existência do extraordinário conhecimento me deu um banho, e passei, pelo que observo hoje, por estágios comuns dessa procura. A Filosofia, idealismos, entre outros interesses, tiveram efeitos vazios em um primeiro momento, pois não encontraram algum respaldo de noções que pudessem direcioná-los. E estive como "mero produto do meio". No entanto, a melhor coisa foi que continuei caminhando, e num sinal percebi como estava vazia, como era falso achar que tinha e emitia opiniões minhas, quando parava para pensar, e encontrava pouca bagagem intelectual (também por ler pouco). Não que esperava ter uma compreenssão incrível de algo, nem maturidade para perceber o mundo como é, mas tinha muito pouco, tanto que sentia que havia um potencial, pois havia vontade, mas me sentia presa a uma restrição de informações que poderiam enveredar para conhecimentos. Enfim, não que pense que hoje já cheguei em algum lugar, pois percebo que é uma inclinação a um exercício constante, de ler, ver, refletir, viver, e cada vez mais reconhecer o quão pouco é diante do que existe. Mas como é bom na passagem do ano, parar e sentir que o tempo não simplesmente passou, mas sim ele aconteceu, ele foi produtivo e analisando entendimentos de ontem, percerber que eles estão mudando, sendo acrescentados, transformados. Penso hoje que, não sei se todos, mas em momentos na vida o mais importante não é onde está, mas para onde se está indo... Um abraço

[Sobre "Apocalípticos, disléxicos e desarticulados"]

por Beatriz
18/2/2005 às
16h50 200.175.135.2
 
prismas próprios
os jovens vem p/ a coletividade do homo "sapiens sapiens" com direcionamentos pré moldados a interesses que certamente nao se procupam realmente com eles como seres humanos, senao como mao de obra, mercado consumidor e estatísticas. é extremamente mais difícil conseguir emergir nessa realidade, constituir prismas próprios. E está tudo já tão organizado para a manutençao desse cenário que, infelizmente, os jovens estao presos em círculo vicioso. Talvez até se utilizem da expressao "nao de pérolas aos porcos" para se justificarem, e quem define quem serão os porcos? Gostei muito do texto, mesmo discordando parcialmente dele. Já que acredito que construçao de uma ideologia individual possua grande importancia. Somos seres Políticos, lembrando Platão. podemos deixar nosso natural egoísmo e fazer parte de algo maior. Toda a história é marcada por uma série de revoluçoes, de correntes que se formam, pela urgencia de mudanças na sociedade. Gandhi ousou falar pessoalmente aos chefes políticos britanicos que mais cedo ou mais tarde sariam da India (nao que a trajetoria da descolonizao tenha sido feito de discursos e flores). Mas há a necessidade de mudanças, quais serao as revoluçoes desse novo século. Quem ditará seu ideais? Que escola estamos construindo para nossos filhos? Ainda quero lembrar de Emmanuel Kant "ninguem poderá obrigar-me a ser feliz à sua maneira" estao longe das minhas inteções querer fazer algo assim, porém não podemos cruzar os braços e resguardarmos a solucionarmos nosso caos interno, nao estamos sós...

[Sobre "Ideologia: você quer uma pra viver? Eu, não"]

por Beatriz
25/10/2004 às
19h52 200.175.135.82
 
show de um bom instrumentista
realmente, um show de um bom instrumentista é completo por si só. o fulgor do som se guarda naquelas horas idas que ficam.

[Sobre "Música instrumental brasileira"]

por beatriz
25/10/2004 às
11h12 200.175.135.82
 
agua com açucar
por incrível, que pareça até mesmo filmes assim, leves e, como disse, sem maiores pretensões, tem sido dificíl encontrar nos lançamentos. Duas horas de embarque em uma história que nada mais faça do que trasportar para um estado de boas sensaçoes, conclusivamente, nao é fácil. sao filmes como a historia de nós dois, um lugar chamado nothin hill, lisbela e o prisioneiro, que ficam na categoria agua com açucar, mas sao merecedores de elogios, por preservarem a qualidade do entretenimento.

[Sobre "A dona da história e do seu amor"]

por beatriz
25/10/2004 às
11h06 200.175.135.82
 
supreendente a atitude do LFV
é decepcionante ler uma noticia assim sobre LFV, nao acompanhava integralmente suas publicaçoes, mas conheço alguns textos. Assumir uma postura desta diante de uma crítica, para um escritor, é triste. Então, acima do bem e do mal, a aquisiçao de uma obra dele é inquestionável? Até um político sabe lidar com campanhas que desaconselhem (utilizando o melhor dos termos) o voto nele! é supreendente essa atitude do LFV (nao espero dele a perfeiçao, pois é humano e ponto, mas ele já possui toda uma trejetoria e parecia estar longe de ser ignorante em um aspecto como esse), um escritor, aquele que trabalha no incrível mundo das idéias e da palavra...

[Sobre "Em defesa da Crítica"]

por beatriz
25/10/2004 às
10h54 200.175.135.82
 
nós, os cucarachas
Francamente, se vmb fosse realmente palco da música brasileira, nao seria esse show cançoes comerciais, limitando a extensa lista de talentosos artistas que existem Brasil a fora. Para variar, são aqueles mesmos Globo-alizados. E assim entopem a maioria dos meios de comunicaçao com toda essa "musica", ainda tem alguns que vendem "atitude", seria comico se nao fosse tragico, pois toda essa problematica que acaba por guiar as idéias que estarao em pauta, e continuar influenciando a sociedade de acordo com interesses economicos egoístas. Mas enfim, o mundo é muito antigo, e como as coisas vao indo nao parecem mudar. os governantes abrem mao da educaçao (sinonimo de um Futuro) para promover e preservar nossa dependencia (foi de portugal - inglaterra- e agora eua). A sociedade civil, que poderia ser atuante numa engrenagem consciente, nao de conflitos ingenuose ignorantes, na experença de mudança, mas crescendo no campo intelectual e construindo uma naçao brasileira. ver uma das mais fortes expressoes da nossa cultura imersa nisso tudo é como estar lendo -america é dos americanos (q sao eles lá de cima e nós os cucarachas).

[Sobre "Digestivo nº 197"]

por beatriz
25/10/2004 às
10h23 200.175.135.82
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Iom Hashoá
Ben Abraham
Sherit Hapleita
(1988)



Manual de Quimioterapia Antineoplástica
Selma Montosa da Fonseca e Outros
Reichmann e Autores Editores
(2000)



Entrainez-vous - Commerce-affaires - Level 2
Gisèle Pou Michèle Sanchez
Cle International
(1993)



19th and 20th Century and Contemporary Prints
Sothebys, New York February 8 and 9, 1996
Sothebys
(1996)



Rurouni Kenshin - Vol. 18
Nobuhiro Watsuki
Jbc
(2015)



Arte Em Deslocamento Transitos Geopoeticos
Priscila Arantes
Paço das Artes
(2015)



Auditoria - Exercicios
Marcelo Cavalcanti Almeida
Atlas
(1996)



Turismo e Patrimônio Cultural
Pedro Paulo Abreu Funari/jamie Pinsky (org.)
Contexto
(2003)



Projeto Athos Ciencias 6 Ano
Jose Trivellato
Ftd
(2014)



Joao Alberlino
Beatriz Guimarães e Nye Ribeiro
Roda & Cia
(2014)





busca | avançada
74393 visitas/dia
2,5 milhões/mês