Música instrumental brasileira | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Lucas vs. Spielberg
>>> Morando sozinha II
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> A Piauí tergiversando sobre o fim dos jornais
>>> Mário Sérgio Cortella #EuMaior
>>> O Gabinete do Dr. Caligari
>>> Ser intelectual dói
>>> Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
Mais Recentes
>>> Direito Ambiental Positivo de Fabrício Gaspar Rodrigues pela Campus (2012)
>>> Mandado de Segurança de Luiz Fux pela Dir (2011)
>>> Lula: A opção mais que o voto de Cândido Mendes pela Garamond (2006)
>>> Latinomérica de Marcus Accioly pela Topbooks (2015)
>>> Levando a vida leve de Laura Medioli pela Justo Junior (2005)
>>> Les Filles du Feu / Les Chimères de Gérard de Nerval pela Garnier-Flammarion (1965)
>>> Revolucione sua qualidade de vida - Navegando nas ondas da emoção de Augusto Cury pela Sextante (2002)
>>> Mulheres certas que amam homens errados de Kristina Grish pela Gente (2007)
>>> Pequenos Poemas em Prosa de Charles Baudelaire pela Nova Fronteira (1981)
>>> E de Evidência de Sue Grafton pela Ediouro (1999)
>>> M - O Homem Sensual de Record pela Record (1997)
>>> Verdura? Não! de Claire Llewellyn; Mike Gordon pela Scipione (2011)
>>> @s [email protected] de [email protected] York - as Senhoritas de Nova York de Daniel Piza pela Ftd (1999)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 1 Real de Federico Delicado pela Pulo do Gato (2014)
>>> 10 Anos Brasil MTV de MTV pela Mtv
>>> 10 Contos de Natal de Gilberto de Nichile pela Scortecci (2015)
>>> 100 Jogos para Grupos de Ronaldo Yudi K. Yozo pela Agora (1996)
>>> 100 Magias para Aumentar Sua Autoconfiança - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2004)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Magias para Ter um Supergrupo - os Livros Secretos Witch de Disney pela Edelbra (2002)
>>> 100 Segredos das Pessoas de Sucesso de David Niven pela Sextante (2002)
>>> 1000 Formas de Interpretar o Seu Horoscopo de Girassol Edicoes pela Girassol (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer de Patricia Schultz pela Sextante (2006)
>>> 1000 Melhores Segredos Rapidos e Faceis para Voce de Jamie Novak pela Arx (2007)
>>> 1001 E-mails de Cynthia Dornelles pela Record (2003)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Fantasmas de Heloisa Prieto pela Companhia das Letras (2002)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 1001 Maneiras de Enriquecer (livro Muito Raro!) de Joseph Murphy pela Record (1966)
>>> 101 Brasileiros Que Fizeram História de Jorge Caldeira pela Estação Brasil (2016)
>>> 101 Experiências de Filosofia Cotidiana de Roger Pol Droit pela Sextante (2002)
>>> 101 Livros Que Mudaram a Humanidade - Coleção Super Essencial de Superinteressante pela Superinteressante (2005)
>>> 101 Lugares para Fazer Sexo Antes de Morrer de Marsha Normandy; Joseph St. James; Alexandre Rosas pela Best Seller (2010)
>>> 102 Minutos: a História Inédita da Luta de Outros; Jim Dwyer pela Jorge Zahar (2005)
>>> 111 Poemas para Crianças de Sérgio Capparelli pela L&pm (2009)
>>> 117 Maneiras de Enlouquecer um Homem na Cama de Margot Saint-loup pela Ediouro (2005)
>>> 12 Anos de Escravidão de Solomon Northup pela Lafonte (2019)
>>> 12 Fábulas de Esopo de Fernanda Lopes de Almeida; Hans Gartner; pela Atica (2000)
>>> 12 Horas de Terror de Marcos Rey pela Global (2012)
>>> 12 Lições para Ser o Pai Ideal de Kevin Leman pela Portico (2015)
>>> 120 Minutos para Blindar Seu Casamento de Renato Cardoso; Cristiane Cardoso pela Thomas Nelson Brasil (2013)
>>> 120 Músicas Favoritas para Piano 8 Edição, Livro Raro! de Mário Mascarenhas pela Irmãos Vitale (1961)
>>> 125 Brincadeiras para Estimular o Cérebro da Criança de 1 a 3 Anos de Jackie Silberg pela Ground (2008)
>>> 125 Brincadeiras para Estimular o Cérebro do Seu Bebê de Jackie Silberg pela Ground (2008)
>>> 13 Chaves para Compreender o Fim dos Tempos de Tim Lahaye; Ed Hindson pela Central Gospel
>>> 13 Mulheres e um Colar de Diamantes de Cheryl Jarvis pela Fontanar (2010)
>>> 1922 a Semana Que Não Terminou de Marcos Augusto Gonçalves pela Companhia das Letras (2012)
COLUNAS

Terça-feira, 12/10/2004
Música instrumental brasileira
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 8800 Acessos
+ 4 Comentário(s)

No caderno "Telejornal" de O Estado de S. Paulo, a jornalista Leila Reis, escrevendo sobre a festa de videoclipes promovida pela MTV, faz uma precisa constatação sobre o atual espaço da música brasileira: não há lugar para a MPB na televisão. A afirmação ganha contornos mais sombrios quando se nota que em estado mais grave se encontra a música instrumental, relegada a uns poucos apreciadores e estudiosos que insistem em cultivar um gênero musical que há muito deixou de encabeçar a lista dos mais vendidos.

Decerto que o leitor pode pensar que há um exagero da parte deste colunista no que se refere aos "mais vendidos". Ainda assim, sem sombra de dúvida, pode-se afirmar que a música instrumental já foi mais ouvida (e comentada) do que ela é hoje. Nadando contra a corrente, em uma época em que a regra é a música popular se render ao popularesco, o músico Arismar do Espírito Santo brinda os ouvintes com o álbum 10 anos - Arismar do Espírito Santo (Maritaca, 2004). Um disco que pode ser uma ótima introdução para quem não conhece essa faceta tradicional da música popular brasileira.

Mesclando standards e músicas originais, Arismar apresenta ao ouvinte um amplo cardápio para aproveitar o que há de melhor tanto na composição quanto na interpretação dos arranjos. Isto é, o músico não é apenas um grande executor de peças alheias, mas, sobretudo, um criador e improvisador das obras que executa. Dessa maneira, ele é capaz de transformar uma composição já batida em uma música com uma nova roupagem. Para que o leitor possa ter noção de como isso funciona é imprescindível que se faça uma análise das partes para chegar ao todo. Isso porque as 13 músicas do disco podem ser divididas em três partes, a saber: as composições originais de Arismar do Espírito Santo; as obras consagradas - que são a minoria, mas têm uma importância considerável -; e as peças que tiveram a colaboração ou participação especial de algum convidado. Esses três eixos possuem um elemento que os une, seja do ponto de vista técnico, seja do ponto de vista teórico, conforme veremos no final.

No que concerne ao primeiro grupo, cabe destacar "Neguinha", que abre o disco. Com uma base formada por um conjunto forte de baixo, bateria e piano elétrico, destacam-se Heraldo Monte, nas guitarras, e Teco Cardoso, no picolo. Entretanto, os demais instrumentos fazem uma espécie de rodízio nos solos e nos improvisos, gerando um resultado com swing agitado. Em contraste, a faixa seguinte, "Fulô", apesar do nome (que sugere agitação), possui um ritmo suave e cadenciado, sendo guiado pelo sax soprano de Vinícius Dorin. Já em "Seu Zezinho" emergem os ritmos tradicionais, ícones do regionalismo musical. O ouvinte percebe isso logo nos primeiros segundos: de um lado, triângulo, pandeiro, surdo e congas conversam com o outro, formado por sax tenor, sax barítono, violões e pianos. Aqui, a unidade é obtida pelo ritmo que dita o andamento e provoca as respostas dos instrumentos de sopro, por exemplo.

"Breve encontro" e "Velho Bahia" são duas peças curtas. Em ambos os casos, a síntese parece evocar uma reflexão em dois momentos diferentes do disco. "Breve encontro", por exemplo, surge logo após a frenética "Seu Zezinho". Como contraponto, este breve encontro traz apenas o violão e o baixo de Arismar e a voz grave de Edson Montenegro, numa espécie de murmúrio ou queixume arrastado. Em "Velho Bahia", a percussão divide as atenções com a voz de Filó, que opta por um vocalize mais rítmico do que melódico. Na canção precedente, "Biabilô", é correto afirmar que os demais instrumentos são base para o acordeom de Dominguinhos, cujo improviso provoca resposta nos demais instrumentos, numa escala de efeitos colaterais sonoros. A certa altura, a execução em muito se assemelha com uma jam session de jazz.

No tocante as obras consagradas, tem-se as músicas "Lamentos", de Pixinguinha e Vinícius de Moraes, e "Luz Negra", de Nélson Cavaquinho e Amâncio Cardoso. Em "Lamentos", por exemplo, nota-se o arranjo jazzístico desde os instrumentos. Piano, baixo e bateria tomam um o lugar do outro numa seqüência que, se no início é cadenciada e executada suavemente, logo soa vigorosa e pulsante com as passagens e as frases improvisadas de contrabaixo. Na faixa seguinte, "Luz Negra", o ritmo convulso é quebrado numa releitura com a batida do samba. A introdução é feita com um vocalize de Arismar, acompanhado do violão e do tamborim ritmado.

Além das músicas próprias e das releituras, as composições em parceria e as colaborações de outros músicos são peças essenciais neste álbum. É o caso de "Carismando", de Hermeto Pascoal. Com uma levada cool ao piano, em acordo com a bateria de Dudu Portes, Hermeto Pascoal conduz e abre deixas para os solos e improvisos de Arismar no contrabaixo. Na faixa seguinte, "Dos Dois", o realce ora fica por conta de Naylor Azevedo (clarinete e clarone), ora por conta de Edsel Gomes, nos pianos. Contudo, perder-se-ia, e muito, se se resumisse a melhor música do álbum nesses highlights já que aqui se encontram todos os elementos do disco, tanto no improviso como nas passagens e na execução apurada de cada instrumentista.

Ao longo do disco, com toda a sua variedade sonora e instrumental, o ouvinte percebe que há um elemento que funciona peça elementar das 13 canções: o contrabaixo. A propósito, é curioso notar como o instrumento, que geralmente é relegado à base e ao acompanhamento, assume nesse álbum um papel diferente, como se fosse o único detalhe em comum em todas as peças. Com isso, os três eixos descritos nos parágrafos acima deixam de ser estranhos um ao outro e passam a ter uma unidade, graças ao instrumento. Da mesma maneira, é possível dizer que a música instrumental também ganha alento, graças a Arismar do Espírito Santo.

Para ir além



Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 12/10/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Elis vive de Fabio Gomes
02. Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva de Renato Alessandro dos Santos
03. Um caso de manipulação de Celso A. Uequed Pitol
04. Radiohead e sua piscina em forma de lua de Luís Fernando Amâncio
05. E+ ou: O Estadão tentando ser jovem, mais uma vez de Julio Daio Borges


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2004
01. Desonra, por J.M. Coetzee - 21/12/2004
02. Teoria da Conspiração - 10/2/2004
03. Cem anos de música do cinema - 8/6/2004
04. Eleições Americanas – fatos e versões - 9/11/2004
05. Música instrumental brasileira - 12/10/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/10/2004
16h59min
Caro Fábio, muito obrigada pelo texto sobre o CD do Arismar. O Arismar é um grande músico que merece todos os elogios. Mais legal que isso é constatar que essa música instrumental brasileira, tão rica e tão boa, encontra ouvintes apesar da censura da mídia, provando que o que é bom permanece. Abração
[Leia outros Comentários de Léa Freire]
22/10/2004
15h43min
Prezado Fábio, realmente a música instrumental está relegada ao último plano na mídia brasileira. O novo CD de Arismar, deveria estar tocando nas rádios e TVs deste país tão musical e ao mesmo tempo tão injusto com seus músicos. Sou vice-coordenador da Rádio Educadora FM da Bahia, e devo dizer que na nossa programação tocam duas músicas instrumentais por hora, inclusive o Arismar. Nossos ouvintes "aprenderam" a ouvir temas instrumentais e o resultado está sendo muito bom. Abraços, Mário Sartorello.
[Leia outros Comentários de Mario Sartorello]
23/10/2004
14h06min
Caro Fabio, esta perspicácia em razão da música faz com que pessoas como você provem que os inteligentes aprendem com seus próprios erros e os sábios aprendem com os erros dos outros. Sendo assim, meu cordial e gratificante muito obrigado por nos instruir a saborear o melhor do palato musical. A música é tão verdadeira quanto o universo; acho que o Brasil é que continua sendo uma verdade mentirosa!
[Leia outros Comentários de David Alves Sivestre]
25/10/2004
11h12min
realmente, um show de um bom instrumentista é completo por si só. o fulgor do som se guarda naquelas horas idas que ficam.
[Leia outros Comentários de beatriz]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PRONTO SOCORRO - EMMANUEL
FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER
CULTURA ESP. UNIÃO
(1980)
R$ 9,00



LAVENEMENT DHUGUES CAPET
L. THEIS
GALLIMARD
(1984)
R$ 59,84



REPENSER LEUROPE (HISTOIRE, ECONOMIE, SOCIETE)
MARIO TELÒ E PAUL MAGNETTE (EDITORES)
EDITIONS UNIVERSITE BRUXELLES
(1996)
R$ 49,82



DIDATICA GERAL DINAMICA
IMIDEO G NERICI
ATLAS
(1980)
R$ 5,00



NOS BASTIDORES DA HISTÓRIA
PAULO SETUBAL
NACIONAL
(1928)
R$ 22,75



OS DENTES DO INSPETOR
L. SPRAGUE DE CAMP
FRANCISCO ALVES
(1976)
R$ 12,00



PESQUISA E REALIDADE NO ENSINO DE 1º GRAU
GIZELDA SANTANA MORAIS
CORTEZ
(1980)
R$ 17,25



AS CORES DO SIMPLES
JACKSON ANTUNES
PAULINAS
(1995)
R$ 6,90



RECEITAS RÁPIDAS PARA MULHERES ACTIVAS 128 RECEITAS RÁPIDAS DAS AMI...
NATHALIE LE FOLL CLAIRE BRETÉCHER
PUBLICAÇÕES DOM QUIXOTE
(1996)
R$ 16,50



LA TRANSICION POLITICA
RAUL MORODO
TECNOS
(1984)
R$ 42,28





busca | avançada
70192 visitas/dia
2,2 milhões/mês