A dona da história e do seu amor | Lucas Rodrigues Pires | Digestivo Cultural

busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Toda forma de amor
>>> O filósofo da contracultura
>>> Oderint Dum Metuant
>>> Beleza e barbárie, ou: Flores do Oriente
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Melhores Blogs
>>> Dilbert
>>> Entrevista com Paulo Polzonoff Jr.
>>> Olavo de Carvalho: o roqueiro improvável
Mais Recentes
>>> O Regimen Democrático e o Direito Civil Moderno de Georges Ripert pela Saraiva (1937)
>>> Manuel Du Droit Fédéral Des Obligations de Virgile Rossel pela L. Larose Forcel (1892)
>>> Tratados dos Testamentos e Successões de Augusto Teixeira de Frêitas pela B.L. Garnier (1881)
>>> Comentários à Lei de Registros Público de Wilson de Souza Campos Batalha pela Forense (1979)
>>> Revista Forense de Vários pela Forense (1993)
>>> Algumas Lembranças de Caio Mário da Silva Pereira pela Forense (2001)
>>> Dos Contratos Nominados no Direito Civil Brasileiro de Eduardo Espíndola pela Gazeta Judiciária (1953)
>>> Da Compra e Venda de Darcy Bessone de Oliveira Andrade pela Bernardo Alves S.A. (1960)
>>> Direito das Sucessões de Jefferson Daibert pela Forense (1974)
>>> Direitos Reais de Darcy Bessone pela Saraiva (1988)
>>> Successione Di Diritto Nel Rapporto Assicurativo de Giorgio de Zuliani pela Milano Dott aA. Giuffré (1960)
>>> Família no direito Civil Brasileiro de Eduardo Espíndola pela Conquista (1957)
>>> Mora no Negócio Jurídico de Oswaldo Opitz pela Borsoi (1966)
>>> Sistemas de Registros de Imóveis de Maria Helena Duniz pela Saraiva (1992)
>>> Das nulidades dos atos jurídicos de Martinho Garcez pela Renovar (1997)
>>> Competindo na Terceira Onda de Jeremy Hope e Tony Hope pela Campus (2000)
>>> Comentários ao Código Processo Civil ( Tomo XVII ) de Pontes de Miranda pela Forense (1978)
>>> Comentários ao Código Processo Civil ( Tomo XVI ) de Pontes de Miranda pela Forense (1977)
>>> Tudo valeu a pena de Zibia Gasparetto pela Vida e consciencia (2003)
>>> Comentários ao Código Processo Civil ( Tomo XIV ) de Pontes de Miranda pela Forense (1977)
>>> Comentários ao Código Processo Civil ( Tomo XIII ) de Pontes de Miranda pela Forense (1977)
>>> Comentários ao Código Processo Civil ( Tomo XII ) de Pontes de Miranda pela Forense (1976)
>>> Comentários ao Código Processo Civil (Tomo XI) de Pontes de Miranda pela Forense (1976)
>>> Primeiras Linhas do Direito Processual (Volume 2) de Moacyr Amarral Santos pela Saraiva (1977)
>>> Primeiras Linhas O Processo Civil (Adaptada ao Novo Código de Processo Civil) Volume 1 de Moacyr Amarral Santos pela Saraiva (1977)
>>> Da Reconvenção no direito Brasileiro de Moacyr Amarral Santos pela Max Limonad (1966)
>>> Conceituação do Recurso Extraordinário de Vasco de Larceda Gama pela Edição do Autor (1936)
>>> Tudo valeu a pena de Zibia Gasparetto pela Vida e consciencia (2003)
>>> Concurso de Credores de Sylvio Martins Teixeira pela Jacintho (1936)
>>> Manual de Direito Processual Civil Vol.4 (Processo de Execução Processo Cautelar Parte Geral) de José Frederico Marques pela Saraiva (1976)
>>> Manual de Direito Processual Civil Vol.3 ( Processo de Conhecimento) 2ª Parte de José Frederico Marques pela Saraiva (1976)
>>> Codigo do processo Civil e Commercial do Estado de São Paulo (Annotações) de João Evangelista Rodrigues pela Revista dos Tribunais (1930)
>>> Traité Des Preuves En Droit Civil Et En Drit Criminel de Édouard Bonnier pela Librairie Plon (1888)
>>> Embargos de Nulidade e Infringentes do Julgado de E.D. Moniz de Aragão pela Saraiva (1965)
>>> Introdução ao estudo do processo Civil de Eduardo J. Couture pela José Bushatsky (1951)
>>> Estudo sobre o processo civil Brasileiro de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1947)
>>> Processão de Execução de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1946)
>>> Eficácia e Autoridade da Sentença e ouros escritos sobre a coisa Julgada. de Enrico Tullio Liebman pela Forense (1984)
>>> Princípios Gerais do Direito Processual de Anésio de Lara Campos Junior pela José Bushatsky (1964)
>>> Doutrina das Acções de José Homem Corrêa Telles pela H. Garnier (1902)
>>> Como Requer em Juízo ( Formulário Cível) de Yara Muller Leite pela Freitas Bastos (1967)
>>> Decisões de Decio Cesario Alvim pela Officinas do Centro da Boa Imprensa (1930)
>>> O Procedimento Sumaríssimo de Domingos Sávio Brandão Lima pela José Bushatsky (1977)
>>> Aspectos Fundamentais das Medidas Liminares de R. Reis Friede pela Forense (1993)
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume 3 de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1995)
>>> Curso de direito Processual Civil Volume 1 de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1995)
>>> Estudo sobre o processo civil Brasileiro de Enrico Tullio Liebman pela José Bushatsky (1976)
>>> Processão de Execução de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1980)
>>> Consultor Civil Acerca de Todas as Acções Seguidas no Fôro Civil de Carlos Antonio Cordeiro e Oscar de Macedo Soares pela H. Garnier (1910)
>>> O Brasil na vidão do artista. O país e sua cultura de Frederico Morais pela Prêmio (2003)
COLUNAS

Segunda-feira, 18/10/2004
A dona da história e do seu amor
Lucas Rodrigues Pires

+ de 4200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O que mais agrada em A Dona da História é que o filme não quer nada além de ser um filme despretensioso. Ele é simples, bem amarrado, sem pretensões maiores que fazer o público rir e ver mais uma história de amor que, mesmo sendo igual a todas as outras, é diferente por ser única.

As histórias de amor são torrenciais no cinema. Existem em praticamente todos os filmes. Em algumas são secundárias, em outras são o próprio filme. Em A Dona da História, é a dúvida de saber se uma história de amor que já perdura por mais de 30 anos valeu a pena. Carolina era uma jovem um tanto alienada nos fins dos anos 60 que, numa passeata de protesto contra a ditadura em que se encontrava por acidente, conhece Luiz Cláudio. Paixão fulminante, casamento. Passados 32 anos, já cinquentões, eles vendem o apartamento da Barra da Tijuca em que moraram a vida toda para fazer a viagem dos sonhos de juventude dele - conhecer Cuba. É aí que ela esbarra na memória e no que poderia ter sido sua vida se não tivesse casado com Luiz Cláudio (algo similar ao que fez Sandra Werneck em Amores Possíveis).

O interessante do filme é que há duas histórias rolando em paralelo: o casal atualmente, vivido por Marieta Severo e Antônio Fagundes, e nos anos 60 (Débora Falabella e Rodrigo Santoro). E mais, a personagem Carolina jovem interage com a Carolina já mais velha. Elas conversam e se questionam sobre a vida que ansiaram viver, a que de fato tiveram, o que não foi como se queria, o que ficou pra trás etc. A jovem é apaixonada e sonhadora, quer viver uma vida digna de cinema, a mais velha tem os pés no chão, ressentida por não ter sido uma atriz, seu grande sonho. É esse choque do que almejara para sua vida e o que foi de fato a sua vida que dá o mote do filme.

Daniel Filho é um homem seguro do que faz. Depois de anos apenas produzindo e se dedicando à Globo Filmes, dirigiu A Partilha em 2001, atuou em Querido Estranho, lançado esse ano, e agora foi a vez dessa A Dona da História. Coincidência ou não, os três foram textos escritos para o teatro, se tornaram peças de sucesso e se transformaram em filmes pelas mãos de Daniel Filho. Se cinema é um jogo de risco, ele parece diminuir ao máximo o risco em errar (leia-se, ter prejuízo), pois busca textos de forte apelo comercial, recruta grandes estrelas da televisão (leia-se, galãs e nomes consagrados da Rede Globo) e emprega sempre o humor para garantir a diversão. E os roteiristas são João e Adriana Falcão, escritores de episódios de A Comédia da Vida Privada e do megasucesso O Auto da Compadecida. A Dona da História se baseia em peça teatral do próprio João Falcão.

Cada vez mais, desde Cidade de Deus, o cinema brasileiro vem ganhando ares de indústria, pelo menos parte dela. Essa discussão está em pauta no cenário nacional, com a criação da Ancinav e das novas diretrizes para o audiovisual que o Ministério da Cultura propõe. Assim, queira-se ou não, aprove-se ou não, há certo ar de indústria se impondo no ambiente, e Daniel Filho tem papel fundamental e atuante nessa transformação por seu desempenho junto à Globo Filmes. Os filmes nacionais mais vistos dos últimos dois anos tiveram o dedo de Daniel Filho, via Globo. No ano passado: Carandiru, Lisbela e o Prisioneiro, Os Normais e Maria, Mãe do Filho de Deus. Este ano já são três, além de A Dona da História, que deve ter bom desempenho: Sexo, Amor & Traição, Cazuza - O Tempo Não Pára e Olga.

Na média, mesmo os filmes nacionais de sucesso são bons, diferentemente dos blockbusters americanos dos quais poucos se salvam. Claro que o Brasil apresenta certas peculiaridades que possibilitam diversidade temática e melhor resultado final. Há personagens históricos que dão caldo a um filme (vide Olga e Cazuza, por exemplo), mas mesmo aqueles que repetem certas fórmulas e clichês conseguem fugir da mesmice. Um filme de amor brasileiro quase que invariavelmente vai ser melhor que um filme de amor americano. Por quê? Sem ser xenófobo, poderia responder afirmando: "Porque ele é nosso, feito por nós, contado com um jeito tipicamente brasileiro". E amor, apesar de uma língua universal, é sempre mais gostoso quando falado na língua pátria.

Em termos de cinema, A Dona da História tem alguns bons momentos que o fazem acima da média, como quando o casal se conhece numa passeata de protesto no centro do Rio de Janeiro (cenas que lembraram em muito aquelas veiculadas nos primeiros capítulos da novela Senhora do Destino). O diretor sabe filmar, sabe colocar a câmera no lugar certo, pegar planos interessantes e nem tão óbvios. Ora de longe, ora mais próximo. Há muitas referências ao universo do amor no decorrer do filme, tal qual Romeu e Julieta na cena da serenata no terraço. Quem não viu um mocinho bêbado esperar na sarjeta a chegada da amada e, após tentativa frustrada de aproximação, sair com o carro pifando pela rua? Ou então um pedido de casamento feito de joelhos? O amor, o amor para uma vida toda, é a base desse filme, o amor com um toque de humor. Não há platéia que resista.


Lucas Rodrigues Pires
São Paulo, 18/10/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Brochadas, romance inquietante de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti
02. Kesey, um estranho no ninho da ficção de Luiz Rebinski Junior
03. Parodiando a autoajuda de Carla Ceres
04. Wikipedia e a informação livre de Gian Danton
05. Blog é coisa séria. Já a Veja... de Rafael Lima


Mais Lucas Rodrigues Pires
Mais Acessadas de Lucas Rodrigues Pires em 2004
01. Olga e a história que não deve ser esquecida - 30/8/2004
02. Os narradores de Eliane Caffé - 5/2/2004
03. Quem tem medo de Glauber Rocha? - 19/7/2004
04. As garotas do Carlão - 13/9/2004
05. Cazuza e o retrato do artista quando jovem - 5/7/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
25/10/2004
11h06min
por incrível, que pareça até mesmo filmes assim, leves e, como disse, sem maiores pretensões, tem sido dificíl encontrar nos lançamentos. Duas horas de embarque em uma história que nada mais faça do que trasportar para um estado de boas sensaçoes, conclusivamente, nao é fácil. sao filmes como a historia de nós dois, um lugar chamado nothin hill, lisbela e o prisioneiro, que ficam na categoria agua com açucar, mas sao merecedores de elogios, por preservarem a qualidade do entretenimento.
[Leia outros Comentários de beatriz]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O GRANDE CONFLITO
ELLEN G. WHITE
CPB DIDATICOS
(2007)
R$ 10,00



O QUE OS EVANGÉLICOS NÃO FALAM
RICARDO GONDIM
ULTIMATO
(2006)
R$ 39,50



O AMANTE DE LADY CHATTERLEY-IMORTAIS DA LITERATURA UNIVERSAL 33
DAVID HERBERT LAWRENCE
ABRIL
(1972)
R$ 14,00
+ frete grátis



EFFICIENT ECONOMIC GROWTH
STEFAN HOMBURG
SPRINGE-VERLAG
(1992)
R$ 40,00



AVALIAÇÃO DINÂMICA DA INTERLIGAÇÃO TUCURUÍ-MANAUS-MACAPÁ
DIONE VIEIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



JAPPRENDS LES MATHS CM2
RÉMI BRISSIAUD / PIERRE CLERC / ANDRÉ OUZOULIAS
RETZ
(2000)
R$ 43,00



OITO PASSOS PARA CONSQUISTAR A VIDA QUE VOCÊ DESEJA
DR. CREFLO DOLLAR
BELLO PUBLICAÇÕES
(2010)
R$ 29,90



DUREZA - POBREZA, POLÍTICA DE MULHERES POBRES
PEDRO DEMO
AUTORES ASSOCIADOS
(2014)
R$ 15,00



A CARÍCIA ESSENCIAL - UMA PSICOLOGIA DE AFETO
ROBERTO SHINYASHIKI
GENTE
(1988)
R$ 8,30



DANUZA & SUA VISAO DE MUNDO SEM JUIZO
DANUZA LEAO
AGIR
(2012)
R$ 10,80





busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês