Crônicas indefinidas | José Frid

busca | avançada
62879 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Um Recital para Ariano - com Antônio Nóbrega
>>> Coletiva de Arte Naïf | Galeria Jacques Ardies
>>> Cia O Grito evoca os fantasmas do teatro em nova peça
>>> Meu Reino por um Cavalo faz temporada online a partir de 2 de dezembro
>>> Rosas Periféricas apresenta espetáculos sobre memórias e histórias do Parque São Rafael
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
Últimos Posts
>>> A cor da tarja é de livre escolha
>>> Desigualdades
>>> Novembro está no fim...
>>> Indizível
>>> Programador - Trabalho Remoto que Paga Bem
>>> Oficinas Culturais no Fly Maria, em Campinas
>>> A Lei de Murici
>>> Três apitos
>>> World Drag Show estará em Bragança Paulista
>>> Na dúvida com as palavras
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As novas estantes virtuais
>>> Minha história com Philip Roth
>>> O momento do cinema latino-americano
>>> Jovens blogueiros, envelheçam
>>> Escritor e Fisiculturista
>>> Aforismos com juízo
>>> Encontros (e desencontros) com Daniel Piza
>>> Quando uma moto se apaixona
>>> Super-heróis ou vilões?
>>> A Serbian Film: Indefensável?
Mais Recentes
>>> Know-how (lacrado) de Ram Charan pela Campus (2019)
>>> 100 Textos de Historia Chinesa de Andre Bueno pela União da Vitoria (2011)
>>> Pedagogia da Autonomia: Saberes Necessários a Prática Educativa de Paulo Freire pela Paz & Terra (2019)
>>> A Guerra Particular de Lenin (lacrado) de Lesley Chamberlain pela Record (2008)
>>> Para uma Nova Ciência de Steven Rose pela Gradiva (1989)
>>> A Rede de Amigos de Stefan Zweig - Sua Última Agenda de Alberto Dines, Israel Beloch Kristina Michaelles pela Memoria Brasil (2014)
>>> Principes Mathematiques de La Philosofihe Naturelle 2vol de Issac Newton pela Albert Blanchard (1966)
>>> Educação e Emancipação de Theodor W. Adorno pela Paz & Terra (2008)
>>> Filosofia e Literatura - o Trágico de Hans U. Gumbrecht e Outros pela Jorge Zahar (2001)
>>> Empresas Fora de Série (lacrado) de Rosabeth Kanter pela Alta Books (2017)
>>> O Problema do Populismo : Teoria, Política e Mobilização de Felipe Ziotti Narita pela Paco (2019)
>>> Épouvante et Surnaturel En Littérature de Hp Lovecraft / Trad Bernard da Cost pela Christian Bourgois (1969)
>>> Religião e Sociedade (volume 21 - Número 1 de Vários Autores pela Iser (1977)
>>> A Experiencia da Lei e a Lei da Experiencia - Ensaios Sobre Práticas de Mériti de Souza - Autografado pela Revan (1999)
>>> Governança Democratica e Poder Local de Sergio de Azevedo e Outros pela Revan (2004)
>>> O Liberalismo na Península Ibérica-século XIX de Estudos de História Contemporânea Portuguesa pela Sa da Costa (1981)
>>> Mechanics in the Seventeenth Century de Rene Dugas pela Griffon (1958)
>>> Entretien Entre D Alembert et Diderot de Denis Diderot pela Flamarion (1965)
>>> Impiedosas de Sara Shepard pela Rocco (2012)
>>> L Ethique et La Vie de France Quere pela Points (1991)
>>> A Manha do Barão (lacrado) de Ipojuca Pontes pela Girafa (2008)
>>> Ensayo de una Nueva Teoria de La Vision de Berkeley pela Aguilar (1973)
>>> A Teoria do Delito e o Código Penal Brasileiro de Ronaldo Tanus Madeira pela Liber Juris (1994)
>>> Bioética de Claudio Cohen pela Edusp (1995)
>>> O Homem, os Espíritos e o Espiritismo de Stela de Oxumarê, Ricardo do Oxossi pela Sulina (1997)
COMENTÁRIOS

Domingo, 21/11/2010
Comentários
Leitores


Crônicas indefinidas
A não-definição da crônica pelo José Castello é perfeita! Ela acolhe todos os tipos de cronistas que lemos hoje em dia nos jornais, nas revistas e na internet (sites, blogs etc.), sem deixar de fora nossos antigos cronistas, bem lembrados no texto. Saudades de Carlinhos Oliveira no JB! Saudades do JB também! Por essa não-definição podemos chamar os texto de Castello no "O Globo" como crônicas literárias.

[Sobre "Crônica, um gênero brasileiro"]

por José Frid
http://blogdofrid.blogspot.com
21/11/2010 às
23h19 189.69.20.158
(+) José Frid no Digestivo...
 
Fugindo de Nietzsche
"Às vezes faço, com tracos, um pensamento profundo. Às vezes faço, com fatos, um nada sem fundo." (palavras minhas) Sempre me culpei por não ter lido Nietzsche, em vez de ler "Revolução vermelha" e outros do mesmo nível. Agora você, Andréa, redimiu-me de culpa. Desculpe, querida, mas ver em "simples palavras" de autoajuda, uma "desajuda" é estar por demais impregnada com os "decadentes" "desajuda" dele. Não desanime, leia a "Luluzinha", as diabruras da Mônica, do Saci, as histórias do Lobato, enfim, simples palavras de otimismo de escritores "sem preconceito" que amam o ser humano. Graças ele não estar na internet, botando todo mundo "pra baixo". A verdade... amanhã eu saberei.

[Sobre "A Auto-desajuda de Nietzsche"]

por maria anna machado
21/11/2010 às
13h53 70.118.124.179
(+) maria anna machado no Digestivo...
 
Depende do olhar
Olá, Mauricio. Nem sei por onde começar. Fui expositora da Praça da República de 1980 a 1998, quando fomos expulsos de lá, com metralhadora e tudo. E meus quadros sempre tinham "título", até o dia em que pintei o "Águas claras", uma moça de perfil aparando com as mãos uma límpida água caindo. A mulher que o comprou viu ali o seu gato branco, e até o prato onde dava leite para ele. A partir daí, não coloquei mais título, somente o numero de identificação. E eu sou figurativa, portanto, não devia haver "distorção" na imagem. Agora que envio minhas pinturas digitais para a Artwanted.com, novamente o título torna-se nescessário. Mas ver uma obra de arte é "sentir" o que se vê e então o "quem vê" é tanto ou mais importante que a própria obra. Muita gente vê no sorriso de Mona Lisa um sarcasmo indefinido; é o que essas pessoas sentem, e isso não quer dizer que sejam ignorantes em arte, mas sim que o sentimento de uma obra depende do olhar. Minha pintura "é minha" enquanto está no cavalete, depois, só o futuro dirá.

[Sobre "Escrita e Artes Visuais"]

por maria anna machado
http://Artwanted.com/mannam
21/11/2010 às
13h35 70.118.124.179
(+) maria anna machado no Digestivo...
 
Amando e odiando Nietzsche
Recebi este texto por e-mail e li por acaso. Mas achei super interessante e realista. Estudei um pouquinho de Friedrich Nietzsche quando fazia Direito. Tinha um professor que gostava muito. Aprendi algumas fases, discuti sobre elas. Tenho em casa alguns livros dele como "O Anticristo" e "Assim falava Zaratustra". O segundo eu comecei a ler e ainda não consegui terminar. Não que seja grande, mas é uma leitura complexa. Paro muitas vezes, releio, interpreto. Estou aprendendo a gostar e a odiar Friedrich Nietzsche. Acho que felizes mesmo são aqueles que vivem nesta falsa realidade, eles não têm com o que se preocupar. Os que sabem a "verdade" serão eternamente infelizes.

[Sobre "A Auto-desajuda de Nietzsche"]

por Mariana
21/11/2010 às
11h51 201.80.167.251
(+) Mariana no Digestivo...
 
A igualdade é uma mentira
Quem nasceu para dez réis nunca chega a tostão. Não há maior mentira do que a igualdade entre os "filhos de deus". Igualdade e consenso são a negação da vitória e da liderança. São a negação do talento e da inteligência. São a negação da qualidade e da superioridade. Milhões de jovens sonham com uma carreira de jogador de futebol. Algumas dezenas chegam à borda do sucesso, e apenas um punhado atinge o topo daquele mundo. É quando os iguais compram réplicas de seus uniformes, compram revistas, fotos, cartazes, emblemas, livros etc. Cantores, modelos, manequins, atores e atrizes, professores, escritores, alfaiates (e modistas), médicos, advogados, arquitetos, bandidos são imediatamente deificados, canonizados, entronizados e passam a viver melhor quanto mais for a sua desigualdade. Procura-se ensinar a igualdade, a fraterna igualdade como preceito divino, como qualidade a ser buscada em troca do... reino.

[Sobre "A Auto-desajuda de Nietzsche"]

por Raul Almeida
21/11/2010 às
10h15 189.106.252.155
(+) Raul Almeida no Digestivo...
 
Saudades do Digestivo
Obrigada pelo "up", Julio. Tenho um carinho imenso por esse texto, e, pela pessoa em questão, nem se fala... Apesar de "ter parado de escrever para sempre", as colunas do Digestivo são as mais sinceras, de um tempo de inocência do qual tenho saudades e nunca esquecerei. Saudades de vocês todos, muitas saudades, e um grande abraço.

[Sobre "A Auto-desajuda de Nietzsche"]

por Andréa Trompczynski
http://www.facebook.com/#!/andrea.trompczynski
21/11/2010 às
08h32 201.10.89.17
(+) Andréa Trompczynski no Digestivo...
 
Triste é viver na solidão
Prefiro viver feliz sozinho do que triste e acompanhado, embora, como dizia o Tom, triste é viver na solidão, na dor cruel de uma paixão... Triste é saber que ninguém pode viver de ilusão, que nunca vai ser, nunca vai dar num sonhador, tem que acordar...

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Roberto
http://oblogdosblogs.com
20/11/2010 às
21h34 189.121.5.167
(+) Roberto no Digestivo...
 
Olhar no paraíso
O espelho é um olhar no paraíso!

[Sobre "O blog no espelho"]

por roberto
http://oblogdosblogs.com
20/11/2010 às
21h26 189.121.5.167
(+) roberto no Digestivo...
 
Os acasos do Google
O Google se trata de uma entidade temperamental: tem dias que a gente está lá e tem dias que não. A sorte me parece um fator preponderante. O azar também, mas talvez o grande culpado por isso tudo seja o acaso. Quem sabe? Faça uma pesquisa no Google.

[Sobre "Dicas para você aparecer no Google"]

por Roberto
http://oblogdosblogs.com
20/11/2010 às
21h24 189.121.5.167
(+) Roberto no Digestivo...
 
Brincar de escritor
Brincar de escritor e conquistar uma audiência fiel são alguns de meus motivos.

[Sobre "Dez motivos para blogar"]

por Roberto
http://oblogdosblogs.com
20/11/2010 às
21h19 189.121.5.167
(+) Roberto no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Tendencias Atuais da Linguistica e Filologia no Brasil
Anthony Julius Naro / J Mattoso Camara e Outros
Francisco Alves
(1976)



Contos Com Monstros
Antonio (padre) Vieira
Globo
(2001)



Eles Encontram a Felicidade e Você?
Pe. Alberto Gambarini
Ágape



Inocêncio e o Início da Jornada
Valdi Ercolani
Selene
(2011)



Lacrimosa
Helton Cenci
Novo Século
(2010)



Palavras de Amor
Antologia Literaria
Casa do Novo Autor
(2000)



Temas de Filosofia
Maria Lucia de Arruda Aranha & Maria Helena Pires
Moderna
(1997)



Vitimas do Silencio
Edson Fontes
Universo dos Livros
(2009)



Dor psíquica, dor corporal. Uma abordagem multidisciplinar
Victoria Regina Béjar (organizadora)
Blucher
(2017)



Amar Pode Dar Certo
Roberto Shinyashiki
Gente
(2006)





busca | avançada
62879 visitas/dia
1,9 milhão/mês