O Brasil sou eu, é você | Marcos Paulo

busca | avançada
60272 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Festival Som na Faixa apresenta edição online com atrações da música instrumental
>>> Leituras Urbanas começa novo ciclo literário
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Dublinenses
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> A Lógica do Cisne Negro, de Nassim Nicholas Taleb
>>> Villa-Lobos tinha dias de tirano
>>> Abbas Kiarostami: o cineasta do nada e do tudo
>>> White Blues Boys
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
>>> Mentiras diplomáticas 1: a Copa do Mundo é nossa
>>> Separar-se, a separação e os conselhos
Mais Recentes
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Abril (1979)
>>> Os Trabalhadores do Mar de Victor Hugo pela Abril (1979)
>>> Decamerão (2 volumes) de Giovanni Boccaccio pela Abril (1981)
>>> Relações entre a Igreja e o Estado de Rafael Llano Cifuentes pela José Olympio (1989)
>>> A Interpretação do Homem de Renato Kehl pela Francisco Alves (1951)
>>> Envelheça Sorrindo de Renato Kehl pela Francisco Alves (1949)
>>> O Milagre de Lourdes de Ruth Cranston pela Melhoramentos (1955)
>>> Diário de um pároco de aldeia de Georges Bernanos pela Agir (1964)
>>> A Doutrina Social da Igreja de G. C. Rutten, O. P. pela Agir (1947)
>>> Maria e o Evangelho de Jean Galot pela Aster (1961)
>>> O que sobrou do paraíso? de Jean Delumeau pela Companhia das letras (2003)
>>> Senhores de engenho, judeus em Pernambuco colonial 1542-1654 de José Alexandre Ribemboim pela 20-20 Comunicação (2002)
>>> Os magnatas do tráfico negreiro de José Gonçalves Salvador pela Pioneira, Edusp (1981)
>>> A comunidade judaico-cristã de Mateus de Anthony J. Saldarini pela Paulinas (2000)
>>> A Formação da Terra - Biblioteca Salvat de Grandes Temas de Vários Colaboradores pela Salvat (1979)
>>> As origens do Novo Testamento de C. F. D. Moule pela Paulinas (1979)
>>> Mártires do coliseu romano de Emma Leslie pela Aeebar (1984)
>>> Filosofia para entender teologia de Diogenes Allen e Eric Springsted pela Paulus, Academia cristã (2011)
>>> Nigella Bites de Nigella Lawson pela Ediouro (2019)
>>> Minidicionário da Língua Portuguesa de Francisco da Silveira Bueno pela FTD (1996)
>>> Desenho Técnico de Thomas E. French pela Globo (1958)
>>> Métodos de Ensaios nas Indústrias de Celulose e Papel de Alfred Halward e Outro pela Brusco
>>> Minha Vida na Estrada de Gloria Steinem pela Bertrand Brasil (2017)
>>> Quantitative Analysis de V. Alexeyer pela Mir
>>> Pulp Technology and Treatment For Paper de James d'A. Clark pela Miller Freeman (1978)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 47 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 46 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 43 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 41 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 40 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 39 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 38 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cinco Minutos e a Viuvinha de José de Alencar pela Ciranda Cultural / W. Bucb (2009)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 37 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 36 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 35 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 34 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Fim de Fernanda Torres pela Companhia das Letras (2013)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 33 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 32 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 31 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cinco Minutos e a Viuvinha de José de Alencar pela Ática (2002)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 30 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 29 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cardiologia Baseada em Relatos de Casos de Carlos V. Serrano Jr.; Flávio Tarasoutchi; Outros pela Manole (2006)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 28 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 27 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 26 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Um Encontro Inesperado de Rosamunde Pilcher pela Bertrand Brasil (2003)
>>> Temas de Marcapasso de Celso Salgado De Melo; Oswaldo Tadeu Greco; Outros pela Leitura Médica (2011)
COMENTÁRIOS

Domingo, 24/7/2011
Comentários
Leitores


O Brasil sou eu, é você
É verdade que há um certo Brasil que ainda precisamos entender, conhecer de verdade. Nosso país é feito de brancos, negros e gente de toda cor e feições. Mas muitos brasileiros se escondem em uma figura que eles veem do Brasil que não existe mais. O Brasil sou eu, é você. Há uma certa discussão recente sobre o assunto, mas este não é tratado da forma como deveria. Colocar negros como protagonistas não satisfaz a necessidade de revelar o que pensamos e de admitir que temos uma perspectiva errada com relação a cor de pessoas. Se "o negro não vende" é porque os mais escuros adimiram mais a outra raça do que a sua própria, ou porque aqueles que têm uma superioridade implícita em seus pensamentos fingem estar tranquilos quanto ao assunto, porque são todos iguais, e temem discuti-lo e ofenderem-se a si mesmos...

[Sobre "Aquarela de um Brasil sem cor"]

por Marcos Paulo
24/7/2011 às
23h37 201.4.138.8
(+) Marcos Paulo no Digestivo...
 
Fazer o quê?
Triste que o comentarista acima ache que o interesse pelo futebol seja imposto, e ingenuamente não veja que o mesmo se deu com ele. Fazer o quê.

[Sobre "A Empulhação Esportiva"]

por Barbara Pollacsek
24/7/2011 às
13h22 187.37.108.195
(+) Barbara Pollacsek no Digestivo...
 
Bolsa de memórias afetivas
Keith Jarret. Por um acaso talvez, ganhei o delicado Jasmine, álbum em que Jarret faz parceria com Haden. Inevitável, tornou-se outra bolsa de memórias afetivas, inseparável às minhas orelhas. Ainda hoje, o meu espírito revigora-se com as homônimas notas, eis a força de tudo que é acolhedor e intrigante ao mesmo tempo. Um abraço, Yasmin.

[Sobre "Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B"]

por Yasmin Merelim
http://twitter.com/yasminmerelim
23/7/2011 às
22h26 186.206.139.173
(+) Yasmin Merelim no Digestivo...
 
Atalhei o caminho ao jazz
Diogo, Interessante sua trajetória musical. O texto, bem escrito, bastante denso, com algumas referências a mim desconhecidas, as outras de gosto incontestável. Eu, entretanto, atalhei o caminho ao jazz. Qdo pequena ouvi do meu pai detalhes da cidade de New Orleans, onde estivera, em viagem, a trabalho. Aquela aura encantadora, tão bem descrita, cresceu em mim, junto comigo - uma experiência estética que tive pela imaginação. Sempre tive inclinação melancólica, mas não tinha ainda o refinamento que o jazz exigia aos ouvidos. Fui dançarina amadora por anos a fio durante a infância, o que primeiro me colocou em contato com ritmos latinos, com o erudito e, em menor escala, com o rock europeu. O meu gosto foi sendo lapidado, descobri, Piazzolla e um salto se fez: a ponte entre o jazz e o tango. Verti em caminho oposto, conheci o cool jazz, depois, foi a vez do o blues, então cheguei às work songs, de refinamento regresso. Há quase um ano, dei um salto oposto...

[Sobre "Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B"]

por Yasmin Merelim
http://twitter.com/yasminmerelim
23/7/2011 às
22h25 186.206.139.173
(+) Yasmin Merelim no Digestivo...
 
Obrigado a gostar de futebol
Parece que esse texto foi escrito por mim. Também nunca gostei de qualquer esporte (já tive simpatia por vôlei) e muito menos de futebol. E como você disse, sempre sou considerado "estranho" por causa disso. Também não consigo entender todo o fanatismo por trás do futebol e cia. Mas em relação às discussões calorosas até entendo. Se assistir futebol ou qualquer outro jogo é um hobby, a pessoa fica naturalmente interessada por qualquer notícia ou análise acerca daquele tema. Eu, por exemplo, sou fã de séries e perco um tempo gigantesco lendo notícias em blogs e sites, vendo comentários, debatendo e ouvindo podcasts. Uma perda de tempo pra muitas pessoas, mas não pra quem gosta de verdade. O que é estranho é que todo brasileiro parece ser obrigado a gostar de futebol desde quando nasce, ele não escolhe aquilo porque gosta, mas porque é imposto.

[Sobre "A Empulhação Esportiva"]

por Guilherme Ferreira
22/7/2011 às
23h12 187.20.38.62
(+) Guilherme Ferreira no Digestivo...
 
Caminhando no SBT
A Novela do SBT "Amor e Revolução" esta apresentando uma nova gravação de "Caminhando", alguem ouviu? De quem é a voz? Abraços a Vandré e aos fãs.

[Sobre "Geraldo Vandré, 70 anos"]

por maria aparecida
21/7/2011 às
23h34 189.47.102.213
(+) maria aparecida no Digestivo...
 
Esses outros gêneros
Grande Diogo! Pois é, meu amigo, vamos, sempre, evoluindo. Eu era da vertente do rock xiita mais embasado em Beatles, como você sabe e nada como abrir os ouvidos para esses outros gêneros. Afinal a música é universal e toda forma de propagá-la é bem vinda. (menos o pagode e o axé, claro...). Um grande abraço!

[Sobre "Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B"]

por Wolber Campos
http://www.cronicasdeumbrasileiro.blogspot.com
20/7/2011 às
16h27 189.46.180.168
(+) Wolber Campos no Digestivo...
 
Não cabe à Internet
A arma e a munição de Carr estão certas,mas o tiro saiu em direção ao alvo errado. Não cabe à Internet, ou ao Google, zelar pela (não) superficialidade das nossas mentes. Isso é função das escolas, da educação e seus conteúdos (anacrônicos). Aprenda a pensar, refletir, raciocinar, relacionar e co-relacionar, etc., etc., e você não será atingido mortalmente pelo que ficar exposto após um "mero clique" ou toque.

[Sobre "The Shallows, by Nicholas Carr"]

por Celso Filho
20/7/2011 às
15h53 177.16.152.35
(+) Celso Filho no Digestivo...
 
Não gostava de livros
Quando eu era pequeno também não gostava de livros, quando se tem pouca idade nossos exemplos são a casa/escola. Nunca achei que a escola cumpre bem o papel de transformar crianças em leitoras naturais e, no meu caso, meus pais também não cumpriram. Dei a sorte de ser cercado de amigos que gostavam de ler e por isso acabei copiando o que eles faziam. É preciso integrar o livro à vida das crianças como algo natural, como um entretenimento, tal como brincar, assistir tv ou entrar na internet.

[Sobre "Leitura e escola"]

por Guilherme Ferreira
18/7/2011 às
16h09 187.20.107.168
(+) Guilherme Ferreira no Digestivo...
 
Esses Moleskines
Tenho a terrível mania de sair anotando as coisas que leio em qualquer lugar. O problema é que nunca me lembro em qual lugar anotei o quê. Já tentei cadernos, grandes e pequenos, mas nunca deu certo, talvez pelo formato desajeitado. Agora, lendo seu texto, me identifiquei com esses Moleskines. Vou comprar um. Agora!

[Sobre "Entre livros e Moleskines"]

por Guilherme Ferreira
18/7/2011 às
15h35 187.20.107.168
(+) Guilherme Ferreira no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA
LIMA BARRETO
BOM LIVRO
(2010)
R$ 5,00



COMPLEXO DE CINDERELA
COLETTE DOWLING
MELHORAMENTOS
(1981)
R$ 6,90



CUTTING EDGE-INTERMEDIATE
SARAH CUNNINGHAM; PETER MOOR
LONGMAN
(2001)
R$ 39,90



CANIBAIS E CRISTÃOS
NORMAN MAILER
CIVILIZAÇÃO BRASIELIRA
(1967)
R$ 9,80



O MORRO DOS VENTOS UIVANTES
EMILY BRONTË
LUA DE PAPEL
(2009)
R$ 19,80



QUERIA TANTO
LIVIA BRAZIL
BENVIRÁ
(2011)
R$ 8,90



COMPETÊNCIAS CRIATIVAS
ALESSANDRA DRUMMOND MARIA HELENA CUNHA RICHARD (OR
UMA
(2016)
R$ 19,90



UM CHEF PARA AS QUATRO ESTAÇÕES
GORDON RAMSAY
EDIOURO
(2010)
R$ 14,00



SELEÇÕES DE LIVROS (DESCRIÇÃO)
VARIOS AUTORES
VÁRIAS
R$ 5,00



ALMANAQUE DO PELEZINHO Nº4
EDITORA ABRIL
ABRIL
(1983)
R$ 55,00





busca | avançada
60272 visitas/dia
2,0 milhões/mês