O Google também gosta | Adriana Baggio

busca | avançada
60303 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Neos firma parceria com Unicamp e oferece bolsas de estudo na área de inteligência artificial
>>> EcoPonte apresenta exposição Conexões a partir de 16 de julho em Niterói
>>> Centro em Concerto - Palestras
>>> Crônicas do Não Tempo – lançamento de livro sobre jovem que vê o passado ao tocar nos objetos
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> PANFLETO AMAZÔNICO
>>> Coruja de papel
>>> Sou feliz, sou Samuel
>>> Andarilhos
>>> Melhores filme da semana em Cartaz no Cinema
>>> Casa ou Hotel: Entenda qual a melhor opção
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The more you ignore me, the closer I get
>>> Padre chicoteia coquetes e dândies
>>> A poesia afiada de Thais Guimarães
>>> A terra das oportunidades
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Sudório dormiu na despensa
>>> A Mulher-mais-ou-menos
>>> Por que Harry Potter é boa literatura
>>> Cabeça de Francis
>>> Eat the Rich
Mais Recentes
>>> O Último dos Moicanos de J. F. Cooper pela Abril Cultural (1972)
>>> Os Lusiadas de Luís de Camões pela Martin Claret (2004)
>>> Capítulos de geografia tropical e do Brasil de Leo Waibel pela Desconhecido (1958)
>>> Panorama do Pensamento Emergente de Cristiana Tejo (cord.) pela Zouk (2011)
>>> O Mosaico Partido a Economia Além das Equações de Ladislau Dowbor pela Vozes (2000)
>>> Mulheres de Aço e de Flores de Fábio de Melo pela Planeta (2015)
>>> Arthur Ramos Luz e Sombra na Antropologia Brasileira de Maria José Campos pela Biblioteca Nacional
>>> Eu, Tu, Ele, Nós e a Dança: a Dança Sob um Outro Olhar de Deborah Lei pela Scortecci (2007)
>>> Feliz Ano Velho de Marcelo Rubens Paiva pela Brasiliense (1987)
>>> Os Lusíadas - Série Reencontro de Rubem Braga - Adap. pela Scipione (1997)
>>> Querido John de Nicholas Sparks; Patricia de Cia pela Novo Conceito (2010)
>>> Fórmulas Mágicas de Dr. Alex Botsaris pela Nova Era (2006)
>>> Sonhos Delirantes de uma Girafa no Sofá de Tarsila Xavier pela Polobooks (2018)
>>> Architectural Digest: Chateaux and Villas de Vários Autores pela Knapp (1982)
>>> You can get over Divorce de Pat Hudson, Ph. D. pela Prima (1998)
>>> Kalunga de Custódia Wolney pela Ícone (2011)
>>> Poemas In-Significantes de Rubens Bonatelli Moni pela Do Autor (2009)
>>> Greta de Monica de Castro pela Vida & Consciência (2005)
>>> Ultimo Tango Em Paris de Robert Alley pela Civilização Brasileira (1973)
>>> Notas para uma Definição de Cultura de T. S Elliot pela Perspectiva (2013)
>>> Fale Comigo! de Kris Rosenberg pela Ágora (1996)
>>> A Casa da Rússia de John Le Carré pela Record (1989)
>>> The Egyptian cat stage 2 de L L Keane pela Longman
>>> Minha Bela Putana de Wander Piroli pela Papagaio (2004)
>>> O Horror de Dunwich de H. P. Lovecraft; Felipe Castilho; Fred Rubim pela De Cultura (2019)
COMENTÁRIOS

Quarta-feira, 11/3/2009
Comentários
Leitores


O Google também gosta
Ju, sua reflexão é um alento. Eu já cheguei ao ponto de me sentir culpada por escrever muito. Por tentar ser clara, nem que para isso precisasse de mais parágrafos. E me irrito quando preciso da informação e ela não está ali, porque alguém teve preguiça de articular um pouquinho mais seu discurso. Só me tranquilizei quando consegui aceitar que meu jeito de escrever é esse: longo, detalhado, talvez até argumentativo demais. O Google parece considerar relevante esse estilo "articulado" de escrever: meu portfolio virtual, em forma de blog, com seus longos posts descrevendo os trabalhos que fiz, é o 4º na busca orgânica do buscador quando alguém digita "redação publicitária".

[Sobre "Estamos nos desarticulando"]

por Adriana Baggio
http://adrianabaggio.blogspot.com
11/3/2009 às
15h45 189.58.18.115
(+) Adriana Baggio no Digestivo...
 
Presa, predador, carniceiro
Impressionante como crises, de qualquer espécie, revelam facilmente o jogo que todos nós praticamos: presas e predadores. Em tempos de crise, não sei o que é mais vantajoso: ser ou torcer pela terceira opção, os carniceiros.

[Sobre "Crise (de vergonha na cara?)"]

por Guilherme Montana
http://guilhermemontana.blogspot.com
11/3/2009 às
14h20 187.21.53.55
(+) Guilherme Montana no Digestivo...
 
Fundamentalismo na música
O fundamentalismo, por definição, está assentado sobre uma fé e/ou uma razão inconsistente, e é justamente a inconsistência que gera o ataque pessoal e a ameaça da violência. A consciência, do contrário, gera debate. Muito correta a observação do autor, principalmente ao vermos em comunidades orkutianas bizarrices como a discussão se o metal é melhor e/ou mais criativo que o jazz (isso pra não apelar ao universo dito erudito). Gostaria somente de acrescentar que nem só de bandas "replay" falamos ao citar o fundamentalismo na música, afinal, como fã do Dream Theater eu afirmo com todas as letras: NÃO HÁ FÃ MAIS CHATO QUE O FÃ DO DREAM THEATER, por mais que seja uma banda relativamente mutante.

[Sobre "O fundamentalismo headbanger"]

por Lukas
11/3/2009 às
10h48 200.17.197.232
(+) Lukas no Digestivo...
 
Autismo e Big Brother
Comungando aqui com o espírito de Baudrillard, de Huizinga e do Guilherme Montana, pairando sobre o caos da TV. Bom isso aí, Guilherme. Lembro-me de um documentário (que eu vi na TV) sobre o autismo. Mostrava um garoto que fazia um prato rodar no chão e ficava abanando as mãos no ar, olhando fixamente o prato rodando. Se deixassem ele ficava o dia inteiro fazendo isso. Muitas pessoas ficariam o dia inteiro, se pudessem, assistindo ao Big Brother. Acredito que uma mente vazia se agarra a alguma coisa que a preencha, já que não consegue pensar sozinha. Esses reality shows simulam alguma atividade mental (julgar, aferir dados, comparar, sentir alguma coisa) que seu público não é capaz de produzir por si mesmo. E, evidentemente, num nível abaixo de qualquer mínima dignidade. Uma grande massa de autistas olha para o prato que a TV põe para rodar indefinidamente. É uma mina de ouro e a TV sabe disso.

[Sobre "Entre a simulação e a brincadeira"]

por Guga Schultze
11/3/2009 às
10h25 201.80.147.149
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
Fundamentalismo pop
O rock, como outras formas de cultura, é uma forma de manifestar a identidade, daí o radicalismo. Em especial quando ele é mais baseado em imagem. Mas a música pop é mais diversa e rica que uma meia dúzia de tribos. E muitas delas refletem e ironizam este fundamentalismo: The Kinks, The Residents, The Fall, Half Man Half Biscuit e, mais recentemente, LCD Soundsystem. Sem falar em qualidade, que é questão de gosto, o grande valor da música pop é poder ser questionadora e ao mesmo tempo acessível fora de uma elite.

[Sobre "O fundamentalismo headbanger"]

por Renato
http://www.oerratico.com
10/3/2009 às
22h11 201.81.39.130
(+) Renato no Digestivo...
 
Radicalismo romântico
O livro ainda é melhor, assim como "No ar rarefeito". O que Krakauer quer discutir não é a constatação de que a sociedade é ruim e que é justificável romper paradigmas. Este é um ideal romântico. Em ambos os livros (e no filme excepcional) este ideal se choca com o mundo real. Até que ponto um ideal romântico justifica uma atitude extrema?

[Sobre "Na Natureza Selvagem, de Sean Penn"]

por Renato
http://www.oerratico.com
10/3/2009 às
22h06 201.81.39.130
(+) Renato no Digestivo...
 
Como está o Uzbequistão?
Excelente texto! Nossa! Desde os meus 6 anos (1992) que sou fascinado por estes lugares, principalmente pelas poucas informações que temos deles. Mas o que vemos? Vemos um relato fantástico sobre este país (Uzbequistão) e sobre suas vidas, seus lugares, seus problemas. E te digo: invejo-te por não ter ido nem ter tido oportunidade financeira pra fazer o mesmo que você. Como será que está este país agora, em 2009? Com certeza, semelhante!

[Sobre "Um brasileiro no Uzbequistão (X)"]

por Fábio Aragão
10/3/2009 às
21h43 189.104.87.232
(+) Fábio Aragão no Digestivo...
 
O mesmo show novamente
Entendo e respeito seu ponto de vista, apenas não concordo. Com exceção do U2, gosto de todas as bandas citadas no artigo, umas mais, outras menos, e já assisti ao mesmo show, da mesma turnê, em dias seguidos, mesmo sabendo que seria tudo igual, até as falas do artista. Ninguém compra um cd ou dvd para ouvi-lo/ assisti-lo apenas uma vez, da mesma forma não me incomodo de assistir ao mesmo show novamente...

[Sobre "O fundamentalismo headbanger"]

por Janaina
10/3/2009 às
09h24 200.174.23.3
(+) Janaina no Digestivo...
 
Chá com pão
Realmente, Diogo, compor algo de dentro para fora do estúdio é desafiador e muito mais honesto. Você sabe da minha opinião, de que as chances da crítica descer a lenha num álbum feito assim são muito maiores que o contrário, mas eu penso que a banda existe para os fãs, não para a crítica. Se os fãs do Iron ficam felizes com a fórmula utilizada pela banda para compor os últimos álbuns, paciência! É duro analizar citações fora de contexto, mas analisando a do Bruce, podemos até entender que pela banda rolaria algo diferente, mas há aquele receio de que os fãs não curtissem a idéia, aí já podemos descambar para vários lados, e comentar inclusive a possibilidade da banda fazer um "chá com pão" por puro medo da reprovação. Abraços.

[Sobre "O fundamentalismo headbanger"]

por Érico Salutti
http://youtube.com/esalutti
10/3/2009 às
08h48 201.71.54.177
(+) Érico Salutti no Digestivo...
 
Amei um cretino
Estou passando por isso, ri bastante do texto. Ao mesmo tempo, me achei um completa idiota por amar esse cretino. Com estas dicas, tenho mais é que deixar a fila andar. Na vida tudo passa!

[Sobre "Como esquecer um grande amor"]

por Eliana
9/3/2009 às
12h01 200.149.25.66
(+) Eliana no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A volta da Bruxa Boa
Lya Luft
Galerinha Record
(2007)



Livro - The Meaning of the Glorious Qur'an
Muhammad Marmaduke Pickthall
Idci
(2014)



E Agora, o Que Fazer? a Difícil Arte de Criar os Filhos
Magdalena Ramos; Leonardo Posternak
Best Seller
(1998)



Eu Sou Eles - Fragmentos
Francisco Azevedo
Record
(2018)



A história de Lula o filho do Brasil
Denise Paraná
Objetivo
(2009)



Doce Engano
Myretta Robens
Nova Cultural
(2006)



Literatura e Sociedade
Antônio Candido
Ouro sobre Azul
(2020)



Ofício de Mestre
Miguel G. Arroyo
Vozes



Atração E Seleção De Pessoas
Reinaldo Faissal (Autor)
Fgv
(2010)



Supernerd a Saga Dantesca
Laura Bergallo
Dcl
(2009)





busca | avançada
60303 visitas/dia
1,8 milhão/mês