Conceitos irônicos | Evandro Ferreira

busca | avançada
69289 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Festival Som na Faixa apresenta edição online com atrações da música instrumental
>>> Leituras Urbanas começa novo ciclo literário
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Minicursos na PUC Minas
>>> 7 de Setembro
>>> Dublinenses
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> A Lógica do Cisne Negro, de Nassim Nicholas Taleb
>>> Villa-Lobos tinha dias de tirano
>>> Abbas Kiarostami: o cineasta do nada e do tudo
>>> White Blues Boys
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
Mais Recentes
>>> Livro de Uma Sogra – Obra Completa Nº 5 de Aluísio Azevedo pela Waldré (1982)
>>> O Mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (1992)
>>> Os Lusíadas de Luís de Camões pela Abril (1979)
>>> Os Trabalhadores do Mar de Victor Hugo pela Abril (1979)
>>> Decamerão (2 volumes) de Giovanni Boccaccio pela Abril (1981)
>>> Relações entre a Igreja e o Estado de Rafael Llano Cifuentes pela José Olympio (1989)
>>> A Interpretação do Homem de Renato Kehl pela Francisco Alves (1951)
>>> Envelheça Sorrindo de Renato Kehl pela Francisco Alves (1949)
>>> O Milagre de Lourdes de Ruth Cranston pela Melhoramentos (1955)
>>> Diário de um pároco de aldeia de Georges Bernanos pela Agir (1964)
>>> A Doutrina Social da Igreja de G. C. Rutten, O. P. pela Agir (1947)
>>> Maria e o Evangelho de Jean Galot pela Aster (1961)
>>> O que sobrou do paraíso? de Jean Delumeau pela Companhia das letras (2003)
>>> Senhores de engenho, judeus em Pernambuco colonial 1542-1654 de José Alexandre Ribemboim pela 20-20 Comunicação (2002)
>>> Os magnatas do tráfico negreiro de José Gonçalves Salvador pela Pioneira, Edusp (1981)
>>> A comunidade judaico-cristã de Mateus de Anthony J. Saldarini pela Paulinas (2000)
>>> A Formação da Terra - Biblioteca Salvat de Grandes Temas de Vários Colaboradores pela Salvat (1979)
>>> As origens do Novo Testamento de C. F. D. Moule pela Paulinas (1979)
>>> Mártires do coliseu romano de Emma Leslie pela Aeebar (1984)
>>> Filosofia para entender teologia de Diogenes Allen e Eric Springsted pela Paulus, Academia cristã (2011)
>>> Nigella Bites de Nigella Lawson pela Ediouro (2019)
>>> Minidicionário da Língua Portuguesa de Francisco da Silveira Bueno pela FTD (1996)
>>> Desenho Técnico de Thomas E. French pela Globo (1958)
>>> Métodos de Ensaios nas Indústrias de Celulose e Papel de Alfred Halward e Outro pela Brusco
>>> Minha Vida na Estrada de Gloria Steinem pela Bertrand Brasil (2017)
>>> Quantitative Analysis de V. Alexeyer pela Mir
>>> Pulp Technology and Treatment For Paper de James d'A. Clark pela Miller Freeman (1978)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 47 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 46 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 43 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 41 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 40 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 39 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 38 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cinco Minutos e a Viuvinha de José de Alencar pela Ciranda Cultural / W. Bucb (2009)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 37 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 36 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 35 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 34 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Fim de Fernanda Torres pela Companhia das Letras (2013)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 33 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 32 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 31 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cinco Minutos e a Viuvinha de José de Alencar pela Ática (2002)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 30 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 29 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> Cardiologia Baseada em Relatos de Casos de Carlos V. Serrano Jr.; Flávio Tarasoutchi; Outros pela Manole (2006)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 28 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 27 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
>>> A Bíblia mais Bela do Mundo 26 de Pe. Antônio Charbel pela Abril (1965)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 9/9/2002
Comentários
Leitores


Conceitos irônicos
Parabéns pelo ótimo texto, Eduardo! E mais congratulações ainda por não ter feito uso de uma linguagem politicamente correta, que é a mais comum entre aqueles que têm medo de parecerem preconceituosos aos olhos da maioria ultra-sensível. Preconceito é o nome mais comumente atribuido à ironia e agudeza argumentativa.

[Sobre "Festa na floresta"]

por Evandro Ferreira
9/9/2002 às
15h31 200.167.234.227
(+) Evandro Ferreira no Digestivo...
 
Nada é tão ruim que não piore
As vezes tenho a pretensão de achar que estou na frente da minha época, mas não me deixo enganar. O que mais desespera é que não é só na FFLCH, é que tem gente que estufa o peito para dizer que fala vários idiomas, mas age da mesma maneira ou pior. Pode ser do assunto que seja, sempre alguém descobre uma maneira de agir pior. Não sei se é uma característica da juventude e os que percebem e mudam se tornam adultos, estou praticamente classificando de adulto alguém que poder ter uma opinião verdadeiramente sua e saiba defendê-la, ou se é um indício de que o futuro é ainda menos esperançoso. Mas, daqui da minha pequena lucidez, tento encaminhar os que posso, se é que sou alguma referência. Acho que podemos começar por aí. Fiz dois meses de FFLCH e acho que isso foi ruim, não pelos ônibus lotados e salas microondas da faculdade, mas muito mais porque estou desacreditado dos historiadores do Brasil; dando mais desespero ainda ao imaginar que a maioria acaba virando professor de escola secundária e pode querer fazer um filho meu virar comunista em pleno 2050, quem sabe?! O que importa é ser contra, não importa o que, mas ser contra. É a famosa sensação de ser diferente por ser do contra. Talvez chame mais atenção e ninguém quer o anonimato. Me desculpem os verdadeiros historiadores ou os futuros verdadeiros. O resto, que seja do contra... pra variar!

[Sobre "Festa na floresta"]

por Fred
9/9/2002 às
14h11 200.230.150.130
(+) Fred no Digestivo...
 

Caro Eduardo, Tenho muita admiração por seus textos e os considero indispensáveis ao site. No que tange a convocação dos alunos da USP para "a celebração à Osama", creio que vc tem razão. É um absurdo, comemorar sobre qualquer circusntância a morte. Entretanto, vejo suas considerações em relação aos alunos que sofrem do "analfabetismo funcional" com uma carga extremada de preconceito. Abração, Anilson Roberto Gomes De Salvador

[Sobre "Festa na floresta"]

por Anilson Roberto
9/9/2002 às
14h42 200.128.49.164
(+) Anilson Roberto no Digestivo...
 
Absurdo!
Sinceramente, eu tinha que comentar o texto... é um completo e total absurdo que em uma universidade de alto (aparentemente nem tão) nível como a USP tem a capacidade de produzir mentes tão ingênuas como a desses extudantes... com X mesmo. Desculpe, mas não dá para aguentar ler que "...a vida de uns 5000 americanos não vale a de milhares..." - é um absurdo sequer considerar escrever isso. A vida não é objeto para ser negociada ou trocada, ou sequer desconsiderada. Eu nunca senti tamanha revolta ao ouvir de uma festa - e você me conhece bem. Estou impressionado que pessoas com um suposto nível cultural (também, aparentemente não tão) alto "elogiem" um assassino. Acho que as pessoas estão perdendo muito tempo lendo e ouvindo bobagens (bobagens MESMO)de "conspiração norte-americana", ou mesmo ouvindo músicas que falem de "como somos coitados, e portanto matamos para viver". Por acaso eles conheciam alguém que trabalhava lá? ou sequer passearam por lá? como se sentiriam se conhecessem alguém de lá? Discordo com o que você disse, no entanto, de que chegam a ser risíveis as opiniões nos e-mails... não acho risível. Nem um pouco - acho preocupante. Tenho que medir minhas palavras agora para evitar uma chuva de respostas agressivas à mim, mas é um absurdo total e completo... desculpe as repetições, mas estou abalado. Tremendamente abalado. Agradeço, no entanto, você ter citado isso em um site público, pois agora muitos saberão desse absurdo, e serão contra. Abraço

[Sobre "Festa na floresta"]

por Chico
9/9/2002 às
11h19 200.153.112.50
(+) Chico no Digestivo...
 
Adjetivos
Dennis, sim, sem adjetivos não haveria Proust, nem Balzac, nem Dickens (Dickens usava adjetivos muito bem), nem Henry James, nem noventa por cento da literatura do mundo. E sua comparação com cores e nuances, os adjetivos dando as nuances aos substantivos - queria ter criado essa imagem. Cheguei tarde, cheguei tarde...- Nota: para quem não conhece, passem pelo Caderno Mágico do Dennis (http://cadernomagico.blogspot.com) e leiam tudo que puderem. Daí releiam. E releiam. E coloquem nos favoritos.

[Sobre "Onze pontos sobre literatura"]

por Alexandre
9/9/2002 à
00h18 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
Os excluídos
Mais um excluído http://planeta.terra.com.br/arte/policymaker

[Sobre "Depoimento sobre o dia de amanhã"]

por David West
8/9/2002 às
12h29 200.243.240.60
(+) David West no Digestivo...
 
adorei o texto
ola amigos adorei o texto, pesquiso o trabaho de Beuys há algum tempo e este parece ser o enfoque principal: o artista pode desempenhar um papel importante na cura de um trauma social. vou indicar o texto para os meus alunos na universidade. obrigada naira

[Sobre "A arte como destino do ser"]

por Naira Ciotti
8/9/2002 às
12h18 200.173.178.238
(+) Naira Ciotti no Digestivo...
 
cresci assistindo anos inc.
Pesso por favor passe o seriado mais importante da infancia dos nossos filho por que não passar esse seriado novamente se hoje tudo que se ve na tv é uma borcaria.

[Sobre "Anos Incríveis"]

por daniel bueno
7/9/2002 às
08h50 200.226.116.209
(+) daniel bueno no Digestivo...
 
Marilyn, o mito eterno!!
Sem dúvida é a mulher mais apaixonante de todos os tempos. Nasci 20 anos após sua morte, mas sou fascinado pela loira de Hollywood. Quando será que vai surgir uma outra Marilyn?? Com sensualidade e beleza sem vulgaridade. Marilyn faz muita falta, deveria permanecer para sempre jovem. Marilyn, o mito, o sucesso continua!!!

[Sobre "A divina Marilyn Monroe"]

por Rodrigo Pena
7/9/2002 à
00h43 200.242.30.193
(+) Rodrigo Pena no Digestivo...
 
Texto inteligente e saboroso
Alexandre, você nos trouxe mais um texto delicioso, que já começa bem, mencionando meu querido detetive Nero Wolfe (ele e seu altivo assistente Goodwin são personagens pra lá de tridimensionais) e vai ficando melhor a cada linha. Concordo que o realismo literário nunca seja puro, a menos que você chame de obras literárias os compêndios de medicina. Mesmo a Medicina Legal não é 100% realista. O mundo não é realista, nem precisa de realismo literário puro, a meu ver. Alexandre, concordo que essa mania de desprezar adjetivos (aquilo que chamam de "cortar o desnecessário") é puro modismo, e muito imbecil! "Um pano roto e malcheiroso, com pontas esfiapadas" não é o mesmo que "um pano", simplesmente. Cortar adjetivos é cortar nuanças, seria como obrigar um pintor a usar apenas cores básicas, nunca tons intermediários. Sem adjetivos não haveria Marcel Proust, não acha? Essa guerra contra adjetivos sempre me revoltou. Isso é coisa de quem nunca leu pra valer! Abração, parabéns por mais esse texto inteligente e saboroso. Abraços!

[Sobre "Onze pontos sobre literatura"]

por Dennis
6/9/2002 às
21h17 200.158.234.200
(+) Dennis no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUPERNOVA PORTUGAL
ABEL NEVES
CENA LUSÓFONA
(2000)
R$ 19,87



A ILHA DE DR. MOREAU
H. G. WELLS
PRINCIPIS
(2020)
R$ 45,00



AMOR A TRÊS
REGINA NAVARRO LINS - FLÁVIO BRAGA
BEST SELLER
(2008)
R$ 10,48



100 RECEITAS DE MACARRÃO
SÍLVIO LANCELLOTTI
L&PM POCKET
(1999)
R$ 10,00



COLEÇÃO OBJETIVO HISTÓRIA DO BRASIL II LIVRO 33
VARIOS AUTORES
CENTRO DE RECURSOS EDUC.
R$ 25,00



PNEUMOPERITÔNIO DIAGNÓSTICO
FRANCISCO CAVALCANTI DA SILVA TELLES
ND
(1951)
R$ 35,53



QB VII
LEON URIS
RECORD
(1990)
R$ 6,90



MARTIN PURYEAR
KELLIE JONES
N/D
(1989)
R$ 5,00



DILBERT: TERAPIA EM GRUPO - VOL 6
SCOTT ADAMS
L&PM
(2010)
R$ 12,00



MEIO SÉCULO DE COMBATE: DIÁLOGOS COM CORDEIRO DE FARIAS
ASPÁSIA CAMARGO E WALTER DE GÓES
NOVA FRONTEIRA
(1981)
R$ 35,00





busca | avançada
69289 visitas/dia
2,0 milhão/mês