Ironia barata | Vanessa Rosa

busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
>>> Laura Dalmás lança Show 'Minha Essência' no YouTube
>>> A Mãe Morta
>>> BATA ANTES DE ENTRAR
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
>>> Parei de fumar
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O batom
>>> Como num filme
>>> Only time will tell
>>> Política - da filosofia à neurociência.
>>> Ideologia: você quer uma pra viver? Eu, não
>>> The Flickrization of Yahoo!
>>> TechCrunch Disrupt
>>> O humor é como as marés, ora sobe ora desce
>>> Guimarães Rosa em Buenos Aires
>>> Festival de Curitiba 2010
Mais Recentes
>>> Livro de Bolso - Histórias Extraordinárias de Poe pela Abril Cultural (1978)
>>> Dos Ritmos aos Caos de Pierre Berge e Outros pela Unesp
>>> Livro - Sabedoria para Viver Bem- Meditações para Lidar Com a vida com alegria e otimismo de Louise L. Hay/ Ana Raquel Maia pela Sextante (2009)
>>> Assassinatos na Academia Brasileira de Letras de Jô Soares pela Companhia das Letras (2005)
>>> Livro de Bolso - O Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde pela Abril Cultural (1980)
>>> Livro - Suíte Francesa de Irène Némirovsky pela Companhia das Letras (2006)
>>> Área de Corte de Jandira Zanchi pela Patuá (2016)
>>> Livro de Bolso - O Vermelho e o Negro de Stendhal pela Abril Cultural (2022)
>>> Catecismo da Igreja Católica de Típica Vaticana pela Loyola (2000)
>>> Robert Kennedy de James W. Hilty pela Temple University Pr (1997)
>>> Livro - Harry Potter e o Cálice de Fogo de J. K. Rowling; Lia Wyler pela Rocco (2001)
>>> Livro de Bolso - Mulheres Apaixonadas de D. H. Lawrence pela Abril Cultural (1979)
>>> Processo Sancionador e Mercado de Capitais de Daniel Kalansky; Eli Loria pela Quartier Latin (2016)
>>> Uma Arte de Amar Para os Nossos Tempos de Jean-Yves Leloup pela Vozes (2002)
>>> Manual Prático de Ginecologia e Obstetrícia de Gian Carlo Di Renzo pela Elsevier
>>> Livro - A Escriba - Inspirado Em Fatos Históricos de Antonio Garrido pela Suma de Letras (2009)
>>> Livro de Bolso - A Idade da Razão de Sarte pela Abril Cultural (1979)
>>> Um Sorriso Ou Dois de Frederico Elboni pela Benvira (2014)
>>> Livro de Bolso - O Sol Também Se Levanta de Ernest Hemingway pela Abril Cultural (1980)
>>> Livro - Fernando Pessoa, o Menino da Sua Mãe de Amélia Pinto Pais pela Companhia das Letras (2009)
>>> Beyond Students Book Premium Pack-a2 de Rebbeca Robb Benne; Rob Metcalf; Robert Campbell pela Macmillan Education (2015)
>>> Livro de Bolso - O Leopardo de Giuseppe Tomasi Di Lampedusa pela Abril Cultural (1979)
>>> Livro o Ateneu de Raul Pompéia pela Atica (1996)
>>> Livro - Nós Estamos Grávidos de Maria Tereza Maldonado pela Integrare (2010)
>>> Minidicionário Aurélio da Língua Portuguesa de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira pela Nova Fronteira (1993)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 5/11/2002
Comentários
Leitores


Ironia barata
Incrível o grau do ridículo de sua resposta... Não sou patrulheira e não estou revoltadíssima como lhe parece. Apenas criei a convicção - e expressei - de que esse site é formado por uma maioria - se não unanimidade - de falsos intelectuais. Não acho você nem seu reacionarismo "monstruoso", acho sua postura de intelectualzinho apenas ridícula. Não me daria ao trabalho de achar "monstruoso"... Seu e-mail não me surpreende. Para egos inflados como o seu, a melhor saída é a ironia barata. É de se esperar...

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Vanessa Rosa
5/11/2002 às
10h01 200.173.123.6
(+) Vanessa Rosa no Digestivo...
 
Mais algumas...
Caro Alexandre: Interminável a lista: o comportamento politicamente correto, em qualquer nível. A frase, mais do que repetida nessa "ressaca pós-eleitoral" (essa é mais uma frase para a lista!), "a festa da democracia". Sujeitos barbudos e de calcanhar sujo carregando bandeiras vermelhas na Paulista gritando "fora fmi" e cantando Vandré (aliás todo o Vandré). Madames que levam poodles passear no shopping center. O shopping center.

[Sobre "Sinais de Vulgaridade - Parte II"]

por Fabio Ulanin
5/11/2002 às
09h41 200.207.125.196
(+) Fabio Ulanin no Digestivo...
 
livre e imprevisível
"Todo intelectual deve ser livre e imprevisível." (Paulo Francis)

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Julio
5/11/2002 às
09h24 200.183.97.226
(+) Julio no Digestivo...
 
Tem muita razão
Não te culpo. Aliás também vou parar de ler este site até que parem de publicar meus textos. Meu reacionarismo é monstruoso! Revoltante! Revoltante! Na próxima coluna eu até defendo a volta da escravidão! Isso é coisa com que se brinque, meu Deus, meu Deus?

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Alexandre Soares
4/11/2002 às
18h58 200.207.125.11
(+) Alexandre Soares no Digestivo...
 
Coitado de você...
Como já afirmei em outro comentário nesse site, não sou patrulheira nem lulista de carteirinha, portanto minha opinião não se refere ao que vcs pensam sobre o Lula. O que me surpreende sobretudo - e de que já desconfiava muito antes das eleições... - é como vcs, colunistas do Digestivo Cultural, são pretensiosos e falsos intelectuais. Ou melhor, intelectuaizinhos. Confundem uma boa escrita e um par de idéias e gurus (como Olavo de Carvalho, ai, ai...) com o suficiente para serem grandes pensadores e críticos. Ai, essa vossa vida de intelectuais... Essa falta total de senso crítico fazendo... crítica! Incrível! Os verdadeiros críticos devem estar de cabelo em pé com esse site... Coitados de vocês... E até nunca mais, porque vou procurar coisa melhor na net e fora dela para ler...

[Sobre "Lula Já É Um Coitado"]

por Vanessa Rosa
4/11/2002 às
17h36 200.173.123.6
(+) Vanessa Rosa no Digestivo...
 
Da crítica rasteira
Eduardo, Eu concordo que Buenos Aires é uma das mais belas cidades do mundo e, talvez ao contrário de grande parte dos brasileiros, gosto muito do povo argentino e de seu país. Mas ante as premissas e afirmações gerais mais que aleatórias e anacrônicas que recheam todo o seu texto, fiquei espantada com esse artigo. Não acho incomôda a hipótese de a Argentina ser melhor do que o Brasil, mas acho incômodo e bastante triste ler um texto como esse num site que se pretende crítico e profundo, na medida possível do meio internet. Lamentável. A propósito, apesar de eu sempre acessar o site e apreciar muitos textos aqui pubicados, há tantos outros - como o seu - de um reacionarismo e de um superficialismo assustadores para serem de autoria de pessoas tão jovens que querem fazer um trabalho supostamente inteligente e de substância. Vanessa

[Sobre "Uma verdade incômoda"]

por Vanessa Rosa
4/11/2002 às
16h58 200.173.123.6
(+) Vanessa Rosa no Digestivo...
 
pior que tudo isso
Para mim, pior que tudo isso é a língua inglesa usada de maneira exagerada, principalmente por "micreiros" e economistas.

[Sobre "Sinais de Vulgaridade - Parte II"]

por Nara
4/11/2002 às
12h07 200.219.132.20
(+) Nara no Digestivo...
 
Linha versus cor
Quero agradecer a oportuidade, que o Jardel me dá, de acrescentar mais algumas questões essenciais:A dificuldade em conceber uma linha e uma cor usadas como mesmo elemento provém da tradicional dicotomia entre o linear (desenho)e o pictórico(cor abudante não contida pelo desenho) estabelecido por Heinrich Wolflin, em Principles of Art History (1915). venezianos e florentinos são considerados em rígidos termos de história da arte como representantes dessas polaridades em fins do século XV. Do mesmo modo, os adeptos de Poussin versus os de Rubens, no século XVII; a ruptura entre clássicos e românticos simbolizada por Ingres e Delacroix, como bem enfatizou o Jardel, acima. Alberto Beuttenmüller.

[Sobre "Matisse e Picasso, lado a lado"]

por AlbertoBeuttenmüller
4/11/2002 às
11h40 200.158.28.226
(+) AlbertoBeuttenmüller no Digestivo...
 
Quanta vulgaridade
"Válido" no sentido de razoável ou correta, como em "acho válido esse seu comentário". "Pegar" no sentido de considerar ou pensar. "Vamos pegar o exemplo do livro". "Encaminhamento" em vez de programa. "O encaminhamento do seminário de hoje vai ser o seguinte..." O uso de termos que enfraquecem a veemência com que se defende uma idéia, por medo de parecer arrogante, ou de não soar relativista como todo mundo. Por exemplo: sempre dizer que "acha" alguma coisa, mesmo quando se tem certeza. "Li tudo o que encontrei sobre o assunto, e eu acho que Fulano estava mesmo certo." Ou chamar uma idéia de "proposta". "A discussão estava num impasse, quando vieram Fulano e sua proposta." O uso do adjetivo "revolucionário" como um elogio. Ou para qualificar coisas que, afinal, não são tão "revolucionárias" assim. "Filme revolucionário". "Descoberta revolucionária". E, claro, "proposta revolucionária", que é especialmente aplicado a artistas. "Potencial" no sentido de capacidade. Geralmente precedido do imperativo "acredite". "Acredite no seu potencial". "Vocês precisam acreditar no potencial do nosso Brasil". "Estratosférico" para designar qualquer coisa grande ou alta. "Juros estratosféricos". "Poderes estratosféricos". Ao leitor José Maria da Silveira: "mulher" no sentido de "cônjuge do sexo feminino" é perfeitamente recomendável. O termo é abundantemente usado no Código Civil brasileiro de 1916, redigido por Clóvis Beviláqua e Rui Barbosa, numa época em que as leis ainda eram modelos de expressão portuguesa. "Esposa", rigorosamente, é a noiva e não a mulher.

[Sobre "Sinais de Vulgaridade - Parte II"]

por Felipe Ortiz
4/11/2002 à
00h14 200.184.182.2
(+) Felipe Ortiz no Digestivo...
 
A NIVEL DE...
Pior que isso é o tal A NIVEL DE ... ! Aiiiiiiiiiiiiiii!!!!!

[Sobre "Sinais de Vulgaridade - Parte II"]

por Eleutério Langowski
3/11/2002 às
23h22 200.219.150.53
(+) Eleutério Langowski no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Samuel Klein e Casas Bahia: uma Trajetória de Sucesso
Elias Awad
Novo Seculo
(2005)



Domando o Dragão
Jack Perkowski
Landscape
(2008)



O naturalista da evolução das espécies
André Campos Mesquita
Escala
(2011)



Matematica - Volume Unico -sebo Tradição
Gelson Iezzi; Osvaldo Dolce; David Degenszajn
Atual Didáticos
(2015)



Memórias de um Sargento de Milícias - Série Bom Livro
Manuel Antônio de Almeida
Ática
(1992)



On stage volume 1 M.P. + CD
Amadeu Marques
Ática
(2011)



Chã
Enoo Miranda
Cepe
(2018)



White Hot
Carla Neggers
Pocket Books
(1998)



Como Conseguir um Emprego no Brasil do Século XXI
Thomas A. Case
Catho
(2004)



Schlage Die Trommel Und Furchte Dich Nicht
Malzan
Publisher Not Specified
(1991)





busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês