Poeta para Poetas | AlbertoBeuttenmüller

busca | avançada
74431 visitas/dia
2,7 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Castelo realiza piqueniques com contemplação do pôr do sol ao ar livre
>>> A bailarina Ana Paula Oliveira dança com pássaro em videoinstalação de Eder Santos
>>> Festival junino online celebra 143 da cidade de Joanópolis
>>> Nova Exposição no Sesc Santos tem abertura online nessa quinta, 17/06
>>> Arte dentro de casa: museus e eventos culturais com exposições virtuais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
>>> André Barcinski por Gastão Moreira
>>> Massari no Music Thunder Vision
>>> 1984 por Fabio Massari
>>> André Jakurski sobre o pós-pandemia
>>> Carteiros do Condado
>>> Max, Iggor e Gastão
Últimos Posts
>>> Virtual: Conselheiro do Sertão estreia quinta, 24
>>> A lei natural da vida
>>> Sem voz, sem vez
>>> Entre viver e morrer
>>> Desnudo
>>> Perfume
>>> Maio Cultural recebe “Uma História para Elise”
>>> Ninguém merece estar num Grupo de WhatsApp
>>> Izilda e Zoroastro enfrentam o postinho de saúde
>>> Acentuado
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A internet e a arte marginal
>>> As redes sociais como filtros
>>> Aberta a temporada de caça
>>> As várias faces de Al Pacino
>>> Quando o autor é protagonista do próprio romance
>>> Minha finada TV analógica
>>> Ser intelectual dói
>>> Entrevista com Ron Bumblefoot Thal
>>> Francis e o jornalismo
>>> Um Daumier no MASP
Mais Recentes
>>> Uma aventura na era dos dinossauros de Picolé pela Picolé (2021)
>>> 100 Viagens Que Toda Mulher Precisa Fazer de Stephanie Elizondo Griest pela Novo Conceito (2011)
>>> Aqueles que me desejam a morte de Michael Koryta pela Trama (2021)
>>> A cor da pele de John Vercher pela Trama (2021)
>>> Tempo: o de dentro e o de fora de Luiz Arraes pela Cepe (2007)
>>> Contos africanos dos países de língua portuguesa de Vários autores pela Ática (2009)
>>> Into the Wild (Na Natureza Selvagem) de Jon Krakauer pela Anchor Books (1996)
>>> A Cidade do Sol de Khaled Hosseini pela Agir (2012)
>>> Contos Brasileiros I de Vários autores pela Ática (2008)
>>> A Hora da Estrela de Clarice Lispector pela Francisco Alves (1997)
>>> Enciclopédie pratique du batiment et des travaux publics vol. 1, 2 e 3 de Vários Autores pela Quillet (1970)
>>> Dicionário Internacional de Biografias vol. 1, 2, 3 e 4 de George Thompson Antunes pela Nobel (1998)
>>> Nariz de Angelo Machado, Lor & Thalma pela Nova Fronteira (2021)
>>> Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa vol. 1, 2 e 3 de Caldas Aulete pela Delta (1964)
>>> Design para Crescer Aprenda Com a Coca-cola Sobre Escala e Agilidade de David Butler e Linda Tischler pela Campus (2015)
>>> Delito por Dançar o Chá-chá-chá de Guillermo Cabrera Infante pela Ediouro (1998)
>>> Histórias da Noite de Rafk Schami pela Novo Século (2013)
>>> Perfis & Entrevistas Escritores Artistas Cientistas de Daniel Piza pela Contexto (2004)
>>> Lello Universal 4 volumes de José Lello - Edgar Lello pela Lello e irmão (1967)
>>> Lello Universal 4 volumes de José Lello - Edgar Lello pela Lello e irmão (1967)
>>> L'evolution Humaine - Des Origines a Nos Jours - Volume de M. Lahy-Hollebecque pela Aristide quillet (1951)
>>> Dicionário Latino-português de Francisco Torrinha pela Marânus (1945)
>>> Enciclopédia das Grandes Invenções e Descobertas -4 de Elias Barreto / Hernani Varella pela Sérvio Livros (1997)
>>> Dicionário Biográfico- Vol. 2 de Editora Abril pela Abril (1972)
>>> Dicionário Biográfico- Vol. 1 de Editora Abril pela Abril (1972)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 31/10/2003
Comentários
Leitores


Poeta para Poetas
Meu caro Martim:o Alberto da Cunha Melo é um poeta para poetas.Nós,poetas,já o conhecemos há muito tempo,mas só agora a mídia acordou.Não há nada de nossa parte contra o Alberto,ao contrário.O jornalismo brasileiro é que vai mal, muito mal.Gostei do artigo.Abraço.AB

[Sobre "Alberto da Cunha Melo e as tocaias da poesia"]

por AlbertoBeuttenmüller
31/10/2003 às
09h08 200.158.61.212
(+) AlbertoBeuttenmüller no Digestivo...
 
Clap clap clap.
Clap clap clap.

[Sobre "A internet não é nada"]

por Marco Toledo Bastos
31/10/2003 às
03h11 200.98.50.73
(+) Marco Toledo Bastos no Digestivo...
 
Cabra da Budapeste
Chico Buarque, até jogando futebol, carrega o peso de grande compositor da MPB. Mas cobrar-lhe perícia com a redonda com base em seus antecedentes musicais é injusto na mesma proporção que apostar na incapacidade política de Schwarzenegger com base em sua peformance como ator. Exageros a parte, concordo com Julio quanto à morosidade nauseante de alguns momentos da narrativa de Budapeste. Me encanta, por outro lado, o encadeamento acurado e a amarração, ao mesmo tempo precisa e delicada, dos fatos e das personagens. Concordei com Julio anteriormente, o que me permite agora uma discordância: acredito sim que Chico ainda possa se tornar um escritor da equipe principal, falta treino. PS.: quanto a Schwarzenegger acho mesmo que será um péssimo político (digo isso não com base em uma análise política, mas movido pela onda de anti-americanismo contra um não-americano, que, por excesso de massa e pela falta dela, tornou-se um americano.)

[Sobre "Digestivo nº 146"]

por André Ramos
30/10/2003 às
02h16 200.154.64.182
(+) André Ramos no Digestivo...
 
Somente concordando
Ultimamente tenho lido muitas críticas ao que se diz contemporâneo, e tenho que concordar: a arte atual na mídia deixa muito a desejar. Assim como no mundo fonográfico, se quiser qualidade terá que ir além das vitrines das lojas e nem pensar em procurar na TV. É uma pena que no mundo artístico em geral o dinheiro tem tido muito mais valor e a verdadeira arte tem se perdido atrás dessa bagunça comercial. O que me alegra é que mesmo "atrás dessa bagunça comercial", ela está lá. Enfim, adorei o texto.

[Sobre "Crítica à arte contemporânea"]

por Carlos Baroni
30/10/2003 à
01h57 200.151.83.81
(+) Carlos Baroni no Digestivo...
 
é lamentável
Pois é, o trabalho do Lô será como daquelas histórias magníficas de pessoas q produzem belamente canções e q só são reconhecidas na indústria fonográfica após a sua morte! é lamentável q um artista do porte do Lô esteja ainda na cena underground, pq infelizmente a busca é somente por artistas q se moldem a um padrão estabelecido, q na maioria das vezes é de qualidade duvidosa! é isso aí, longa vida pro Lô, e ñ se esqueçam de q ele está com CD novo na praça!!! HeLô

[Sobre "Lô Borges e a MPB"]

por Heloisa
29/10/2003 às
10h09 200.190.13.243
(+) Heloisa no Digestivo...
 
Maugham e Stout e etc
Eduardo, tinha mandado um comentário longo mas ele se perdeu no ar. Melhor assim, melhor assim. Eu só te elogiava, ficava até chato. Ah, sobre Maugham, concordo completamente, e já era hora de alguém falar bem dele. Ele escreveu grandes romances: Servidão Humana, A Lua e Seis Vinténs, O Fio da Navalha. E outros. Enfim, sua lista é parecida com a minha, a que eu faria se fizesse uma; só me falta ler Joaquim Nabuco. Abraços,

[Sobre "Não li em vão"]

por Alexandre
27/10/2003 às
17h04 200.207.125.11
(+) Alexandre no Digestivo...
 
o figurino da cantora
Li no caderno Folhateen o jornalista explicando à garotada o fenomeno Maria Rita: voz de Elis em repertório de Adriana Calcanhoto. Concordo com o jornalista, o repertório do disco não é tão bom, tenta acertar em vários alvos, até neste quesito MR é meio parecida com a mãe que fazia discos com músicas que se converteram em clássicas do repertório brasileiro e outras nem tanto.

[Sobre "Digestivo nº 146"]

por VValdemar Pavan
27/10/2003 às
16h43 200.183.99.212
(+) VValdemar Pavan no Digestivo...
 
Filha da Mãe!
Maria Rita chega caminhando descalça pelos palcos da vida. Absoluta na vontade de ser própria, acendeu a luz. A energia estava lá, sempre esteve. Independente da cobrança que a compara, decerto até cantando 'atirei um pau no gato', fez Dª Chica-ca e mais toda a crítica admirarem-se. Sem abdicar mais de ser filha da mãe. E do pai. Tripulante do mesmo barco que seus guerreiros irmãos, aprendeu desse mar genético que Deus lhes deu. Sabe a que família pertence e tem uma relação em paz, com todos. Absolveu-se dos medos e enredos quando reciclou-os. Navega no dom, dando braçadas grandes também, abrindo alas a sua passagem como quem argumenta com os céus... encantadoramente. Por mais que digam de si e escrevam, escrevam e escrevam, a nota maior sai de sua santa garganta que a transforma, porque foi lagarta e estima-se borboleta. E voa. Ainda que o outono da saudade lhe aumente o público, recebe aplausos e estímulos por merecê-los. 'Desfruto o teu fruto' é a carícia e homenagem que nos convalescem por dentro e tatuam liberdade ao caminho desta herdeira de luar reflexo. Natural e necessária, Maria Rita caminha descalça para independer das pegadas de Elis. E começa bem. Acho que a mestra, aonde quer que esteja, maestra esse show. E sorri. Dá, porque empresta prá sempre.

[Sobre "Digestivo nº 146"]

por Leila Eme
27/10/2003 às
10h52 200.180.179.88
(+) Leila Eme no Digestivo...
 
Vale a pena
Gostei do filme Frida, apesar de algumas falhas de filmagem. É uma história de vida triste, que nos leva a repensar o sentido da própria existência. O colorido dos figurinos e dos cenários enriquecem o filme sobremaneira. Vale a pena assisti-lo.

[Sobre "Frida Kahlo e Diego Rivera nas telas"]

por Kátia Torres
26/10/2003 às
18h05 200.100.38.137
(+) Kátia Torres no Digestivo...
 
nova (velha) Elis Regina
Quando Maria Rita era "pule de dez" apenas entre o rebanho-que-saca, fui vê-la num show do Chico Pinheiro (Supremo, boteco aqui de Sampa). O Chico, para quem não conhece, é um compositor e músico de qualidade superior. Maria Rita e uma outra cantora ajudavam o Chico a mostrar suas composições. O interessante é que, após cada música cantada pela Maria, a platéia rugia ensandecida, como se estivesse ouvindo a mãe, ou mais - a voz de deus, talvez. Problema da platéia, que é bicho narcisista e, no mais das vezes, aplaude mais a si própria do que ao artista. Noves fora, o seguinte: nesses dois últimos anos, não percebi a MR se deixar encantar pela patuléia que insiste em querer ouvir uma nova (velha) Elis Regina. Nem mesmo a histeria da imprensa-baba-ovo conseguiu abalar os propósitos da menina, pelo que pude perceber. Maria Rita definitivamente entrou para o reduzidíssimo panteão das mulheres que nos fazem transcender apenas com o som de suas vozes.

[Sobre "Digestivo nº 146"]

por Sérgio de Oliveira
23/10/2003 às
08h29 200.207.2.221
(+) Sérgio de Oliveira no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




De Léthique Au Droit: Etude Du Conseil Detat
Conseil Detat (frança)
La Documentacion Française
(1988)



Comunicação Jurídica 3ª Ed.
Návia Costa
Mundo Jurídico (sp)
(2016)



A última Casa da Rua
Lily Blake
Id
(2012)



Atividade Em Sala de Aula
Rosemary Hohlenwerger Schettini
Andross
(2008)



Diário de um Critico de 1963 a 1966 Vol. Ii
Temistocles Linhares (vol. Ii) 1963e1966
Imprensa Oficial Pr
(2001)



Provimentos do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região
B Calheiros Bomfim (org) - 4ª Edição
Edições Trabalhistas
(2000)



Normalizacion Tecnica del Trabajo En los Puertos Maritimos
L. D. Vetrenko e P. D. Hovalev
Editorial Mir (moscou)
(1977)



Latinoamérica y Otros Ensayos - 2ª Edicion
Miguel Angel Asturias
Guadiana
(1970)



Estrategia y Política En La era Nuclear
Aníbal Romero
Tecnos
(1979)



The Jews of the United States 1790-1840: a Documentary History
Joseph L. Blau e Salo W. Baron (três Volumes)
Columbia University
(1969)





busca | avançada
74431 visitas/dia
2,7 milhões/mês