Tenhamos paciência | Erwin

busca | avançada
34463 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COMENTÁRIOS

Sexta-feira, 26/8/2005
Comentários
Leitores


Tenhamos paciência
Creio que o tédio contamina, contagia. A perspectiva na qual é abordada a política cotidiana é muito diferente daquela que gostaria de ver abordada. Creio que há um desvio fundamental em tudo isso. Despertar interesse pela política quando se pega alguém com a “boca na botija” é muito pouco para todos nós. Isso é algo corriqueiro, a sociedade controlar o uso dos seus recursos que, afinal de contas, sai de seu trabalho, suor e lágrimas muitas vezes. Nem sempre são de crocodilo. Errou? Substitua-se. E vamos para o próximo. Vamos em frente, temos um governo para tocar. Certo? Não, ficamos “patinando” em cima do assunto. Patinando continuamos. As apurações demorarão anos e anos, e já temos prática nisso. Nada acontecerá. Absolutamente nada. O castigo será o de ser afastado temporariamente. Gostaríamos de ter uma política de governo que apontasse para algum lado real e efetivo. Nada. Eu acredito que temos uma falta absoluta, absurda de lideranças. Lideranças com uma visão de Estado, que tenha a coragem de dizer que temos quinhentos anos de acúmulo de problemas que só serão resolvidos por mais cinqüenta anos de ataque direto, constante, cotidiano, cansativo e persistente. Que as vaidades pessoais deveriam ser deixadas de lado e se recompensasse o trabalho efetivo com votos, na medida da lei. Qualquer orientação política serviria apenas para dar ajustes e correções de rota, assim como quando fazemos um orçamento. O previsto jamais será igual ao real. Mas... a realidade é essa que seu artigo muito bem lembrou. Temos o instinto de sobrevivência tão aguçado pela injustiça que também não temos paciência pra mais nada, a não ser punir violentamente e verbalmente, punir e punir, sem perceber que sempre foi assim, e que só deixará de ser lentamente. O movimento social se aperfeiçoa com a educação e ela só virá daqui muitos anos. Muitos anos. Tenhamos paciência. Troque as peças e governe. Coloque os holofotes sobre a educação. Simples, não? De falar, é. E de fazer?

[Sobre "Lula, PT, essas coisas..."]

por Erwin
26/8/2005 às
08h49 200.207.119.199
(+) Erwin no Digestivo...
 
Definições de Blogs
As diversas definições de blogs que tenho encontrado na rede são apresentadas a partir de dois princípios: 1. Do uso comum da ferramenta. As definidas desta forma descrevem Blogs como Diários, Agregadores de Links, etc. Ou seja, de como as pessoas estão utilizando a ferramenta. 2. As funcionalidades da ferramenta. A sobre o que está por trás dos Blogs, o diferindo de outras formas de publicação de conteúdo - entradas, dinâmica de publicação, classificação de conteúdo. Quando pessoas interessadas em publicação na Internet compreendem as duas abordagens, elas podem tanto se interessar pela criação de blogs como utilizar a ferramenta por trás dos blogs, para desenvolver outras funcionalidades de publicação além dos diários e coleção de links.

[Sobre "Blogues: uma (não tão) breve história (I)"]

por Fabiano Caruso
26/8/2005 às
08h44 150.162.0.162
(+) Fabiano Caruso no Digestivo...
 
Ouvi todo o programa!
Ouvi todo o programa, na Cultura, com a Giovana Bordon e descobrir você e suas idéias foi presente grande! Aliás, a escolha de Los Hermanos arrasou! Estou pesquisando o mundo cibernético e a tela como lugar de ensino (e aprendizagem, claro!). Você tocou em questões que me interessam! Gostei da sua atitude sem preconceitos e da visão mais real deste equipamento/mundo que nos está dominando! Em breve tentarei um contato para entrevista, ok? Bete Salgado

[Sobre "Digestivo nº 241"]

por Elizabeth Salgado
25/8/2005 às
21h25 201.1.21.238
(+) Elizabeth Salgado no Digestivo...
 
Fliperama
Caro Julio: fico feliz que tenhas percebido as ilusões da nossa literatura, que tem como símbolo Paulo Coelho. Concordo contigo sobre os que escrevem, mas não são escritores. Pena que venhas a te sentir tão só em meio a tanta gente, personalidades sem persona. AB

[Sobre "Flip 2005"]

por AlbertoBeuttenmuller
25/8/2005 às
12h35 200.158.60.19
(+) AlbertoBeuttenmuller no Digestivo...
 
É f..., mas é a verdade
Aliás, quem comprou um livro no último mês? Eu comprei, mas em sebo! No Brasil falta os tais livros de bolso, com papel de jornal e bem baratinho. Eu adoraria ser um escritor com duzentos pseudônimos e quinhentos livros sem nenhum valor literário, apenas divertidos.

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por Mão Branca
25/8/2005 às
12h26 192.168.133.47
(+) Mão Branca no Digestivo...
 
O capital do desconforto
Nao acho que todos estejamos virando suco. É justamente o contrário. A independência, que de um lado pode ser escravizante, permite que cada um escolha se quer virar suco. Num lugar onde o capital está amadurecido, como os Estados Unidos hoje, as pessoas podem escolher o padrão de vida que desejam, e a partir daí estabelecer o tipo de trabalho que irão realizar, e tudo mais. Obviamente, do ponto de vista da regulamentação do estado para o trabalhador, o novo "capital" não é apropriadamente regulado. Por outro lado, nunca houve tanta transferência de riqueza dentro dos EUA, das classes mais ricas para a classe média. Nos últimos anos observamos uma reversão nesta tendência, mais pela incipiente política econômica do governo atual, do que por mudanças estruturais. Quanto aos direitos sindicais do trabalhador, os sindicatos já vem se tornando máquinas de poder político, e, se por um lado, são fundamentais para o direito do trabalhador, por outro, podem atrapalhar sua vida. Um exemplo: até hoje existem recolhedores que trabalham em postos de pedágio, com seus direitos garantidos pelo sindicato. Obviamente esta é uma profissão que não abre oportunidades para o trabalhador envolvido ali, e ainda cria um ciclo vicioso, onde pessoas sem campo se vêem cada vez mais 'a mercê do sindicato. Este sindicato é poderoso, e determinante na eleição dos prefeitos de cidades pequenas. Talvez, agora, o papel do estado, como provedor de saúde e educação, esteja se tornando mais claro. E financeiramente necessário, pipocando aqui e ali entre empresários onerados por ter que oferecer o benefício de saúde (não é mandatório segundo a lei americana). Acho que a grande graça do mundo moderno é esta: ao homem cada vez mais se dá a liberdade de escolher. De fugir de estigmas. E cada vez menos ele faz isso. Se prende 'a grande máquina, e depois se sente vitimizado por ela. Quando é justamente o contrário. Hoje, por ser estudante, vivo com 1/10 do meu salário de ontem. E vivo. Posso ganhar mais, posso viver em outros lugares, posso ser consultor trabalhando de casa das 9 'as 3 da tarde, existem muitas opções. Obviamente, a vida não será a proposta por Hollywood. Quanto ao Brasil, o problema é justamente a falta de direção capitalista. O Brasil não é afeito a lucros, a pessoas ganhando e perdendo. É afeito 'a manutenção do status-quo, que é uma espécie de socialismo trabalhista 'as avessas. Minha alma não é o "capital". Talvez hoje, pela primeira vez, minha alma possa ser livre...

[Sobre "Todos viraremos suco"]

por Ram
25/8/2005 às
10h55 207.237.221.196
(+) Ram no Digestivo...
 
encontrei muito mais
Li seu texto na tentativa de encontrar uma definição de devir humano para um trabalho de pós graduação, mas encontrei muito mais. Gostaria de lhe parabenizar pela profundidade da mensagem contida num texto aparentemente simples, com ela aprendi e refleti sobre muito mais do que eu procurava.

[Sobre "Para gostar de ler?"]

por Maria Heliodora
24/8/2005 às
09h44 200.163.76.70
(+) Maria Heliodora no Digestivo...
 
Vamos virar suco!
Olá, Carlos, não sei se interpretei mal seu texto, mas tive a impressão que critica essa nova maneira de encarar o mundo, onde quase tudo é um "investimento". Penso que há maneiras distintas de avaliar isso. Uma viagem para o deserto do Atacama é um investimento, e por que não? Lá você pode meditar, filosofar, criar. Óbvio tem um custo, mas seria melhor fazer uma aplicação financeira para 4 anos depois comprar um carro? Será mesmo que hoje nossa alma é a alma do capital? Se isso fosse verdade o homem atual apenas poparia, pouparia e pouparia. Acho que pelo ao contrário, muitos encaram a vida de uma forma diferente, onde o que importa é a busca da felicidade, da realização pessoal, do enriquecimento da formação. Está claro que o velho capitalismo está mudando de cara. Qual é a verdadeira importância de um currículo hoje? Será que as atititudes não valem mais? Sobre dar as costas ao Estado, concordo em parte, mas está claro que ele não deve ter o peso que teve em seus bons tempos, até porque os tempos são outros. Na verdade precisamos apenas fazer com que o Estado trabalhe adequademente, fiscaliza'-lo e seguir nossas vidas, empreendendo, e "investindo" em nós, em nossa família e em nossa sociedade. Sobre a "segunda carreira", a vida é feita de desafios, é dinâmica. Vejo essa "segunda carreira" como algo muito digno que pode inclusive transformar a vida de uma e mais famílias para muito melhor. Espero realmente que, pelo menos, alguns virem suco.

[Sobre "Todos viraremos suco"]

por Ricardo Cabral Jahne
24/8/2005 às
08h35 192.168.133.52
(+) Ricardo Cabral Jahne no Digestivo...
 
Sobre a Flip 2005
Boa, Julio. Tentei ir, desisti. Os ingressos se revezaram tanto entre "compre aqui" e "esgotados" que cansei de esperar pra comprar. Cheguei até a acreditar que em alguma hora seria realizada uma gincana para se conseguir os ingressos (algo como corrida de saco com ovo na colher). Sobre os "autores", algumas escolhas foram infelizes. Mas talvez seja esse o objetivo: provocar a contradição. E, quando bem feitas, as escolhas ajudam a desenvolver o senso crítico das pessoas. Quando bem feitas. E a FLIP realmente cresceu de tamanho. E acho que é essa a imagem que querem passar. É a famosa crença de que para se conseguir patrocinadores para sustentar o evento, é necessário atrair a grande mídia. Me assusta a idéia de ir a uma festa literária e acabar aparecendo na Caras. Talvez a sensação de Paraty estar mais vazia esse ano se deve ao fato de os próprios moradores terem fugido desse fuzuê...

[Sobre "Flip 2005"]

por Juliana Nolasco
23/8/2005 às
16h58 200.212.36.3
(+) Juliana Nolasco no Digestivo...
 
um texto cheio de verdade...
É, amiga, nunca tinha lido um texto tão cheio de verdade, do fundo da alma e sem maquiagem. Eu também acredito que devemos sempre ouvir nossa alma porque viver ao lado de outra pessoa apenas por viver é na verdade morrer antecipado. Mesmo que gostemos dela, o amor acaba mas o respeito, a amizade e o carinho... isso eu acredito que, dependendo do relacionamento, nunca acaba, mas não é por isso que devemos abdicar de nossa vida em prol de outra pessoa.

[Sobre "Todos os amores acabam"]

por Rafael
23/8/2005 às
08h52 200.223.23.66
(+) Rafael no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IMPOSTURAS INTELECTUAIS
ALAN SOKAL
RECORD
(1999)
R$ 45,00
+ frete grátis



PEQUENO DICIONARIO DE TERMOS MÉDICOS - 6304
POLISUK E GOLDFELD
POLISUK E GOLDFELD
(1998)
R$ 10,00



FAÇA DO ALIMENTO O SEU MEDICAMENTO
JOCELEM MASTRODI SALGADO
MADRAS
(2000)
R$ 10,00



SOCIOLOGIA: INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DA SOCIEDADE PLT 65
CRISTINA COSTA
MODERNA
(2005)
R$ 20,00



MACROECONOMICS, FINANCIAL MARKETS, AND THE INTERNATIONAL SECTOR
MARTIN NEIL BAILY; PHILIP FRIEDMAN
BAILY FRIEDMAN
(1995)
R$ 75,00



MÔNICA É DALTÔNICA
MAURICIO DE SOUSA
COMPANHIA DAS LETRINHAS
(2015)
R$ 17,00



TELEVISÃO E POLÍTICA: UMA HISTÓRIA DOS CANAIS E REDES DE TV NO PR
OSMANI FERREIRA DA COSTA
EDUEL (LONDRINA)
(2015)
R$ 37,28



COMUNICAÇÃO DE MASSA E DESENVOLVIMENTO
WILBUR SCHRAMM
BLOCH
(1970)
R$ 7,90



MÁRIO UNIVERSAL PAULISTA - ALGUMAS POLARIDADES
LÚCIA NEÍZA PEREIRA DA SILVA ORGANIZADORA
PREFEITURA DE SÃO PAULO
(1997)
R$ 24,50



CRIME E CASTIGO - 2 VOLUMES
FIÓDOR M DOSTOIÉVSKI
VICTOR CIVITA
(1979)
R$ 71,91





busca | avançada
34463 visitas/dia
1,3 milhão/mês