O capital do desconforto | Ram

busca | avançada
89692 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Projeto Sinos volta a Teresópolis para oferecer aulas gratuitas
>>> Filó Machado encerra circulação do concerto 60 Anos de Música com apresentação no MIS
>>> Mundo Suassuna, no Sesc Bom Retiro, apresenta o universo da cultura popular na obra do autor paraiba
>>> Liberdade Só - A Sombra da Montanha é a Montanha”: A Reflexão de Marisa Nunes na ART LAB Gallery
>>> Evento beneficente celebra as memórias de pais e filhos com menu de Neka M. Barreto e Martin Casilli
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Estou para publicar, podem morrer
>>> O novo GPT-4o
>>> 8º Salão do Livro
>>> Da Renovação Papal
>>> Polonaises
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Bobagem
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> Delírios da baixa gastronomia
Mais Recentes
>>> A Vizinha Antipática Que Sabia Matemática. de Eliana Martins pela Melhoramentos (2014)
>>> Teoria Geral Da Administração. - Vol. 2 de Idalberto Chiavenato pela Campus (2001)
>>> Para Gostar De Ler 17 - Cenas Brasileiras de Rachel De Queiroz pela Ática (2003)
>>> Valiant - Vol.3 Novas Espécies de Laurann Dohner pela Universo Dos Livros (2016)
>>> Manual Prático de Doenças Alérgicas de Jean Blamoutier pela Andrei (1985)
>>> Superação: Devoções para uma vida absurdamente boa de Nick Vujicic pela Novo Conceito (2014)
>>> Luz na Escuridão de Romulo Barros pela Santuário (2017)
>>> O Que Eu Sei De Verdade de Oprah Winfrey pela Sextante (2014)
>>> A Doutrina De Buda: Siddharta Gautama de Siddharta Gautama pela Martin Claret (2007)
>>> Gandhi: Por Ele Mesmo de Vários Autores pela Martin Claret (2024)
>>> Grandes E Pequenos Problemas de Angel Aguarod pela Feb (2006)
>>> História Concisa Do Brasil de Boris Fausto pela Edusp (2002)
>>> Análise Dimensional e Teoria da Semelhança e dos Modelos Físicos de Fernando L. Carneiro pela Ufrj (1993)
>>> O Teatro Brasileiro Moderno de Decio De Almeida Prado pela Perspectiva (2009)
>>> Organize-se Num Minuto: 500 Dicas Para Por Ordem Em Sua Vida de Donna Smallin pela Gente (2005)
>>> A Arte Do Ator Entre Os Séculos XVI e XVIII de Ana Portich pela Perspectiva (2008)
>>> Histórias De Mulheres de Rosa Montero pela Agir (2007)
>>> Arte-educação No Brasil de Ana Mae Barbosa pela Perspectiva (2010)
>>> Livro ANONÁCEAS -do plantio à colheira de Marlon Cristian T. Pereira, Aluizio Borém pela Ufv (2021)
>>> A rebelliao das massas de José Ortega pela Martins Fontes (2007)
>>> Lettera A Un Bambino Mai Nato de Oriana Fallaci pela Bur (1997)
>>> O Sucesso Não Ocorre Por Acaso de Lair Ribeiro pela Leitura (2002)
>>> Aprenda A Viver O Agora de Monja Coen pela Academia (2019)
>>> Pedagogia do jogo Teatral: Uma Poetica do Efemero de Carmela Soares pela Hucitec (2010)
>>> Anjos E Demonios de Dan Brown pela Arqueiro (2004)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 25/8/2005
Comentários
Leitores

O capital do desconforto
Nao acho que todos estejamos virando suco. É justamente o contrário. A independência, que de um lado pode ser escravizante, permite que cada um escolha se quer virar suco. Num lugar onde o capital está amadurecido, como os Estados Unidos hoje, as pessoas podem escolher o padrão de vida que desejam, e a partir daí estabelecer o tipo de trabalho que irão realizar, e tudo mais. Obviamente, do ponto de vista da regulamentação do estado para o trabalhador, o novo "capital" não é apropriadamente regulado. Por outro lado, nunca houve tanta transferência de riqueza dentro dos EUA, das classes mais ricas para a classe média. Nos últimos anos observamos uma reversão nesta tendência, mais pela incipiente política econômica do governo atual, do que por mudanças estruturais. Quanto aos direitos sindicais do trabalhador, os sindicatos já vem se tornando máquinas de poder político, e, se por um lado, são fundamentais para o direito do trabalhador, por outro, podem atrapalhar sua vida. Um exemplo: até hoje existem recolhedores que trabalham em postos de pedágio, com seus direitos garantidos pelo sindicato. Obviamente esta é uma profissão que não abre oportunidades para o trabalhador envolvido ali, e ainda cria um ciclo vicioso, onde pessoas sem campo se vêem cada vez mais 'a mercê do sindicato. Este sindicato é poderoso, e determinante na eleição dos prefeitos de cidades pequenas. Talvez, agora, o papel do estado, como provedor de saúde e educação, esteja se tornando mais claro. E financeiramente necessário, pipocando aqui e ali entre empresários onerados por ter que oferecer o benefício de saúde (não é mandatório segundo a lei americana). Acho que a grande graça do mundo moderno é esta: ao homem cada vez mais se dá a liberdade de escolher. De fugir de estigmas. E cada vez menos ele faz isso. Se prende 'a grande máquina, e depois se sente vitimizado por ela. Quando é justamente o contrário. Hoje, por ser estudante, vivo com 1/10 do meu salário de ontem. E vivo. Posso ganhar mais, posso viver em outros lugares, posso ser consultor trabalhando de casa das 9 'as 3 da tarde, existem muitas opções. Obviamente, a vida não será a proposta por Hollywood. Quanto ao Brasil, o problema é justamente a falta de direção capitalista. O Brasil não é afeito a lucros, a pessoas ganhando e perdendo. É afeito 'a manutenção do status-quo, que é uma espécie de socialismo trabalhista 'as avessas. Minha alma não é o "capital". Talvez hoje, pela primeira vez, minha alma possa ser livre...

[Sobre "Todos viraremos suco"]

por Ram
25/8/2005 às
10h55 207.237.221.196
(+) Ram no Digestivo...
 
encontrei muito mais
Li seu texto na tentativa de encontrar uma definição de devir humano para um trabalho de pós graduação, mas encontrei muito mais. Gostaria de lhe parabenizar pela profundidade da mensagem contida num texto aparentemente simples, com ela aprendi e refleti sobre muito mais do que eu procurava.

[Sobre "Para gostar de ler?"]

por Maria Heliodora
24/8/2005 às
09h44 200.163.76.70
(+) Maria Heliodora no Digestivo...
 
Vamos virar suco!
Olá, Carlos, não sei se interpretei mal seu texto, mas tive a impressão que critica essa nova maneira de encarar o mundo, onde quase tudo é um "investimento". Penso que há maneiras distintas de avaliar isso. Uma viagem para o deserto do Atacama é um investimento, e por que não? Lá você pode meditar, filosofar, criar. Óbvio tem um custo, mas seria melhor fazer uma aplicação financeira para 4 anos depois comprar um carro? Será mesmo que hoje nossa alma é a alma do capital? Se isso fosse verdade o homem atual apenas poparia, pouparia e pouparia. Acho que pelo ao contrário, muitos encaram a vida de uma forma diferente, onde o que importa é a busca da felicidade, da realização pessoal, do enriquecimento da formação. Está claro que o velho capitalismo está mudando de cara. Qual é a verdadeira importância de um currículo hoje? Será que as atititudes não valem mais? Sobre dar as costas ao Estado, concordo em parte, mas está claro que ele não deve ter o peso que teve em seus bons tempos, até porque os tempos são outros. Na verdade precisamos apenas fazer com que o Estado trabalhe adequademente, fiscaliza'-lo e seguir nossas vidas, empreendendo, e "investindo" em nós, em nossa família e em nossa sociedade. Sobre a "segunda carreira", a vida é feita de desafios, é dinâmica. Vejo essa "segunda carreira" como algo muito digno que pode inclusive transformar a vida de uma e mais famílias para muito melhor. Espero realmente que, pelo menos, alguns virem suco.

[Sobre "Todos viraremos suco"]

por Ricardo Cabral Jahne
24/8/2005 às
08h35 192.168.133.52
(+) Ricardo Cabral Jahne no Digestivo...
 
Sobre a Flip 2005
Boa, Julio. Tentei ir, desisti. Os ingressos se revezaram tanto entre "compre aqui" e "esgotados" que cansei de esperar pra comprar. Cheguei até a acreditar que em alguma hora seria realizada uma gincana para se conseguir os ingressos (algo como corrida de saco com ovo na colher). Sobre os "autores", algumas escolhas foram infelizes. Mas talvez seja esse o objetivo: provocar a contradição. E, quando bem feitas, as escolhas ajudam a desenvolver o senso crítico das pessoas. Quando bem feitas. E a FLIP realmente cresceu de tamanho. E acho que é essa a imagem que querem passar. É a famosa crença de que para se conseguir patrocinadores para sustentar o evento, é necessário atrair a grande mídia. Me assusta a idéia de ir a uma festa literária e acabar aparecendo na Caras. Talvez a sensação de Paraty estar mais vazia esse ano se deve ao fato de os próprios moradores terem fugido desse fuzuê...

[Sobre "Flip 2005"]

por Juliana Nolasco
23/8/2005 às
16h58 200.212.36.3
(+) Juliana Nolasco no Digestivo...
 
um texto cheio de verdade...
É, amiga, nunca tinha lido um texto tão cheio de verdade, do fundo da alma e sem maquiagem. Eu também acredito que devemos sempre ouvir nossa alma porque viver ao lado de outra pessoa apenas por viver é na verdade morrer antecipado. Mesmo que gostemos dela, o amor acaba mas o respeito, a amizade e o carinho... isso eu acredito que, dependendo do relacionamento, nunca acaba, mas não é por isso que devemos abdicar de nossa vida em prol de outra pessoa.

[Sobre "Todos os amores acabam"]

por Rafael
23/8/2005 às
08h52 200.223.23.66
(+) Rafael no Digestivo...
 
Arrogantes e condescendentes
Suas palavras me fizeram lembar o comportamento dos colegas da UFF que faziam jornalismo; mostravam-se arrogantes e condescendentes; seria por causa do tal status do curso?

[Sobre "O que é ser jornalista?"]

por Claire
23/8/2005 às
05h10 200.164.144.230
(+) Claire no Digestivo...
 
meio Caio Fernando Abreu
Quando vi (li) Mirisola na Cult, tomei conhecimento de que estava em um "mundo pornográfico meio Caio Fernando Abreu", mas sem a poesia necessária que o autor gaúcho sempre teve, sem os blues, as citações literárias. O que sobrou então foram as drogas misturadas com Silvio Santos em seu Show do Milhão e talvez, quem sabe nas entrelinhas, ainda com o Show da Xuxa adicionado levemente com direito a paquitas de short –taração pedófila?– e tudo mais. A imagem de uma falida classe média, aparentemente retratada no livro... Só poderia sobreviver com alguns vídeos pornôs e algum tipo de droga, qualquer uma que faça efeito durante o fim de semana, por favor.

[Sobre "Digestivo nº 152"]

por ayron de melo
21/8/2005 às
17h23 201.4.236.156
(+) ayron de melo no Digestivo...
 
Jornalismo como falta de opcao
Existe uma outra razao, mais pratica, para a popularidade do jornalismo no pais. Em primeiro lugar, acho que oferecer cursos de engenharia, medicina e biologia exigem um grau de investimento bem maior pela universidade particular. Sem contar que ha' uma escassez de professores desta area. Entao, as universidades acabam oferecendo informatica, administracao e jornalismo como os cursos cabeca-de-lanca. Em segundo lugar, as pessoas ja' comecaram a se ligar no fato de que para passar em medicina e engenharia voce acaba estudando muito (e existem poucas particulares preparadas a oferecer estes cursos, que exigem alto investimento em laboratorios, etc.), e depois de formado nem sempre se ganha bem. Depois vem o fato de que o nosso deploravel segundo grau desmerece o estudo de matematica, fisica e biologia. Materias mal ensinadas e chatas, que perante a maneira politizada de ensinar historia e geografia, acabam atraindo pessoas para o jornalismo, que em tese e' uma opcao viavel para quem gosta destas ultimas... E para terminar, infelizmente, no Brasil, a classe media em geral ainda nem tem nocao do que faz um engenheiro ou cientista da computacao, e onde estao as oportunidades do futuro. Somos hoje um pais um pouco congelado, em que a unica novidade e' a noticia. Ha' uma profusao de jornalistas hoje, mas falta noticia quente...

[Sobre "O que é ser jornalista?"]

por Ram
21/8/2005 às
10h21 160.39.240.15
(+) Ram no Digestivo...
 
Espiral do Lúcio Cardoso
O homem e a cópula não suportam longas intensidades. Borges deve ter pensado nessa frase quando atribuiu a Bioy Casares a famosa citação em Tlön, Uqbar: “Os espelhos e as cópulas são abomináveis, porque multiplicam o número dos homens” – in Alberto Manguel, Os trabalhos, ops!, livros e os dias...

[Sobre "Algumas leituras"]

por Erwin Maack
19/8/2005 às
08h34 200.207.119.199
(+) Erwin Maack no Digestivo...
 
sites lotados de escritores
Tudo isso começou depois que descobri que eu estava cercado por escritores. Foi navegando na internet que encontrei muito deles. O dono da mercearia, o cara que pedia esmolas, a solteirona velhaca, o açougueiro, o carteiro beberão, o motorista de ônibus, o brigadiano do fim da rua, a modernete tatuada e a bunduda da casa amarela. Havia textos de todos eles lá, páginas e mais páginas pessoais, blogs, sites e sites lotados de escritores. Eu reconheci todos e tentei ler alguma coisa, mas a verdade é que não consegui terminar de ler a grande maioria. Nada me emocionava, nada me animava a continuar com a leitura, conseguia ler apenas um ou dois parágrafos e então desistia deles...

[Sobre "Não existe pote de ouro no arco-íris do escritor"]

por Emerson Wiskow
17/8/2005 às
15h34 201.3.156.106
(+) Emerson Wiskow no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Cinco Histórias do Bruxo do Cosme Velho
Machado de Assis
Projeto
(1995)



27 Kim Frank
Kim Frank
Tordesilhas
(2011)



Desenvolvido para a Morte
Ted Trainer
Gaia
(1991)



Viver Vale a Pena
Lucilia Junqueira de Almeida Prado
Moderna
(1991)



Faust Eine Tragödie von Goethe
Goethe
Bielefeld und Leipzig
(1910)



Melhores Amigas Piores Inimigas
Eva Margolies
Melhoramentos



O Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda
Thomas Malory
Scipione
(1991)



Livro Schooling for Sustainable Development in South America
Maria Lucia de Amorim Soares e Outro
Springer
(2011)



Coleção Artes Aplicadas -2 Vol
Rio Gráfica Editora
Rge
(1984)



Cidadania, Um Projeto em Construção
André Botelho; Lilia Moritz Schwarcz
Claroenigma
(2017)





busca | avançada
89692 visitas/dia
2,1 milhões/mês