Inocente ou culpado? | Ana

busca | avançada
77507 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Premiado espetáculo ‘Flores Astrais’ pela primeira vez em Petrópolis no Teatro Imperial para homenag
>>> VerDe Perto, o Musical Ecológico tem sessões grátis em Santo Antônio do Pinhal e em São Paulo
>>> Projeto Sinos volta a Teresópolis para oferecer aulas gratuitas
>>> Filó Machado encerra circulação do concerto 60 Anos de Música com apresentação no MIS
>>> Mundo Suassuna, no Sesc Bom Retiro, apresenta o universo da cultura popular na obra do autor paraiba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Marcelo Mirisola e o açougue virtual do Tinder
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
Colunistas
Últimos Posts
>>> A melhor análise da Nucoin (2024)
>>> Dario Amodei da Anthropic no In Good Company
>>> A história do PyTorch
>>> Leif Ove Andsnes na casa de Mozart em Viena
>>> O passado e o futuro da inteligência artificial
>>> Marcio Appel no Stock Pickers (2024)
>>> Jensen Huang aos formandos do Caltech
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
Últimos Posts
>>> Cortando despesas
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Fórum das Letras 2007
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> Andaime, de Sérgio Roveri
>>> Um lugar para o tempo
>>> A nova queda da Bastilha
>>> Ainda quer prestar jornalismo?
>>> Bendito Nelson Rodrigues
>>> Tell me all about it
>>> Os enciclopedistas franceses rolam nos túmulos
>>> Prólogo, com um Prólogo dos Prólogos, de Jorge Luis Borges
Mais Recentes
>>> Pop Art de Timan Osterwold pela Taschen (1994)
>>> La Gestion Del Proyecto En Arquitectura de Edward D. Mills pela Gg (1985)
>>> Dalton Paula: O Sequestrador De Almas de Dalton Paula pela Obogo (2022)
>>> Gravura de Itajahy Martins pela Fundaçao Nestlé de Cultura (1987)
>>> Livro Ilustrado De Lingua Brasileira De Sinais de Márcia Honora pela Ciranda Cultural (2009)
>>> O Cronista da América de Francis Ford Coppola pela Minesterio da Cultura (2015)
>>> Heróis de Areia de Noelly Russo pela Fabbrica (2022)
>>> National Parks Of Latin America de Luciana Napchan pela Ministério Da Cultura (2005)
>>> Vontade Construtiva Na Coleco Fadel de Paulo Harkenhoff pela Mam (2014)
>>> Tatuagens Urbanas E O Imaginario Carioca de Eduardo Paes pela Nau Das Letras (2015)
>>> Apoema Português - 7 Ano de Lucia Teixeira pela Do Brasil (2018)
>>> Teláris - Arte - 6º Ano de Eliana Pougy pela Ática (2019)
>>> Araribá Plus - História - 8º Ano de Maria Raquel Apolinário pela Moderna (2018)
>>> Teláris - Matemática - 6º Ano de Luiz Roberto Dante pela Ática (2019)
>>> Conexões Com A Física 2º Ano de Blaidi Sant´anna pela Moderna (2010)
>>> Alice Brill de Reinhard Andress, Alice Brill, Carla Ogawa pela Fundacao Armando Alvares Penteado (2007)
>>> Um Guia Do Conhecimento Em Gerenciamento De Projetos (guia Pmbok) de Project Management Institute pela Global Standard (2008)
>>> Gmat Official Guide 2019 de Gmac pela Wiley (2018)
>>> Abz Do Ziraldo de Ziraldo Alves Pinto pela Melhoramentos (2003)
>>> La Casa D´epoca de Quaderni Di Restauro pela DeAgostini (1996)
>>> Descobrindo A Historia Da Arte de Graça Proença pela Ática (2005)
>>> The Economics Book de Dk pela Dk Publishing (2012)
>>> Arturo Di Stefano de Jonh Berger pela Merrel (2001)
>>> Parques São paulo de Cassiano José Pimentel pela Prosperidade (2013)
>>> SãopauloSeculoXXI de Fausto Chermont pela Terra Virgem (2011)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 24/10/2005
Comentários
Leitores

Inocente ou culpado?
Séra inocente ou culpado? Isto era o que muita gente deveria perguntar. O problema é que as pessoas que nao perguntam apontam logo o dedo, mas isso está mal feito, como é evidente. Nao devemos acusar sem saber se na verdade sabemos o que estamos a dizer. Para podermos acusar temos que saber do que estamos a falar, principalmente quando se trata duma pessoa conhecida, temos que por em evidencia o que pode acontecer se lhe apontarmos o dedo, como no caso do michael perde o seu sonho, que era ser cantor, nós com certeza nao gostariamos que nos apontassem o dedo sem ser verdade o que se passa. Nós só vivemos 1 vez e que pelo menos 1 vez na vida consigamos acabar com o nosso sonho concretizado de forma saudavel, o que do mesmo modo o do michael nao tenha acabado. Gosto muito do michael, nao sou sua fã, mas aprecio muito as suas musicas, acho que foi um grande cantor que se perdeu, (e tambem acho que o michael jackson deveria voltar a cantar). Mas, se nós formos a ver, ele sempre se deu bem com crianças, o que nao possa dizer que é inocente, mas tambem nao possa dizer que é culpado. Neste comentário nao o estou a acusar nem a dizer que é inocente, mas a dizer que acusar numas simples palavras é facil, agora ter as provas é que é mais dificil. Faço a seguinte pergunta: Será que alguem que o acusou sabe do que falou, ou será que o fez por inveja?

[Sobre "O enigma de Michael Jackson"]

por Ana
24/10/2005 às
18h39 200.216.198.67
(+) Ana no Digestivo...
 
Resposta a João
Bela análise: os artistas estão se repetindo. Não sei se a arte, mas os artistas, sem dúvida. Talvez eu possa compreender isso como uma tentativa de afirmar identidade, marcar presença. Um filme do Woody Allen já é uma característica, uma marca. Sabemos o que esperar. Isso é bom ou ruim? Boa pergunta. Talvez se o Jô Soares parasse de se repetir, fizesse um belo romance. Então é ruim. Mas para que Saramago mudará seu jeito? Enfim, creio que a Globo poderia parar de se repetir porque pode --- isso pode ---, fazer belos trabalhos dramatúrgicos. Como tem feito bons filmes.

[Sobre "Bang bang: tiroteio de clichês"]

por Marcelo Spalding
24/10/2005 às
15h07 200.180.177.77
(+) Marcelo Spalding no Digestivo...
 
Cia. das Letras ou Record?
É inesgotável e fascinante o que você chama de Romance de Formação. Parabéns pela abordagem, captaste as angústias de quem aspira ser escritor sem, sequer, saber o que é ser escritor. Por acaso é publicar um livro pela Cia. das Letras ou Record? É ter seu livro na vitrine? É ganhar um prêmio? É simplesmente escrever? É ser bom ou é vender bem? Decerto que precisamos nos atualizar sobre essas questões, assim como a mídia e, especialmente, a academia.

[Sobre "J.M. Coetzee e o romance de formação"]

por Marcelo Spalding
24/10/2005 às
15h02 200.180.177.77
(+) Marcelo Spalding no Digestivo...
 
Será que li direito, Ram?
"O objetivo da teve é ter público e vender produto". Será q li direito isso, senhor Ram? Se essa for mesmo a lógica, Deus nos Acuda. TV não serve pra mais nada mesmo... Bom o texto, Marcelo. Bang-bang, q tento acompanhar na medida do possível, inova por trazer o faroeste para a novela, mas de fato o Prata encheu de clichês, invertendo alguns, reforçando outros. Mas com sua saída o q se pode esperar é uma decadência e intensificação da mesmice. TV pode e deve buscar o novo, como Hoje é dia de Maria, do LF Carvalho. Uma das poucas cabeças pensantes e q sabe filmar o diferente na TV brasileira. Parabéns e abraço

[Sobre "Bang bang: tiroteio de clichês"]

por Lucas
23/10/2005 às
23h40 201.1.216.179
(+) Lucas no Digestivo...
 
dos cem blogs mais visitados
Pôxa, carinha, decepção pura, justo agora que eu ia parabenizá-lo por ter, assim como eu, um dos cem blogs mais visitados no Brasil? Mas... não faz mal! Parabéns mesmo assim, posso até concordar com vc, mas não no todo: existe a satisfação de ser dono mesmo que de "um pedacinho". Posso dizer isso, já estive a ponto de não encontrar meu blog e, confesso, chorei... Isso não é amor? Bom quero mesmo convidá-lo pra participar ativamente do nosso fórum, 'inda mais que vc aparenta ser polêmico, o que acho bom, cultiva a diversidade de opiniões, anota que eu tô te esperando, tá? Sou do blog beijos, muitos pra você.

[Sobre "A internet e os blogs"]

por Míriam
23/10/2005 às
18h17 200.232.183.237
(+) Míriam no Digestivo...
 
essa questão tão atual
Parabéns, Adriana, por ter escrito sobre essa questão tão atual de responder os e-mails. Concordo com vc. Atualmente as pessoas estão assim, tanto na internet como fora dela: dando pouca importância aos outros. Vamos ver se essa situação melhora.

[Sobre "A síndrome da rejeição via internet"]

por Carolina Falcone
22/10/2005 às
23h11 201.8.18.87
(+) Carolina Falcone no Digestivo...
 
Uzbequi-o-quê?
(...) Agora estou voltando - momento de começar a sonhar novamente. Andamos conversando eu e o L. Santos num bar sobre isso, e certa hora veio o romance das ilusões: depois de um fim de semana no Rio de Janeiro comendo os bolinhos de sempre no Bracarense, quem sabe atravessar o Mar Negro a partir da Romênia ou Criméia até o litoral da Geórgia e depois desbravar a capital, Tblisi. Se a fronteira do Alto Karabach entre a Armênia e o Adzerbaijão ainda estiver fechada por causa da guerra, poderemos voar diretamente a Baku, no litoral do Mar Cáspio, e visitar o avô do Dan, com caviar negro no almoço! Ali, teremos que nos mexer para conseguir o visto para o Uzbequistão, já que este belo país não mantém ainda relações diplomáticas com o Brasil (aliás, quase nenhum desses). Então, visitar Tashkent, Samarcanda e Bukhara, com seus templos islamicos, refazendo parte da antiga rota da seda. Antes de voltar, poderíamos fazer um flashback em Moscou, reencontrando nossos amigos e, depois de um bom almoço, andaríamos numa antiga bicicleta soviética, em algum ponto do Parque Gorky que ora se ilumina, ora desponta com esquisita penumbra, para depois circundarmos com a roda gigante, parando ao final sob aquelas árvores, lugar fabuloso onde muitos espiões e detetives lançaram mão de inusitadas contra-senhas.

"Que é isso, Palha, pirou de vez? Repete: Uzbequi-o-quê? Aonde fica isso? Vai fazer o quê ali? Endoideceu..."

Da minha parte, eu vos respondo: "Sargento Eduardo Andrade de Carvalho, apresente-se!"

[Sobre "Os romances das ilusões"]

por Palha
21/10/2005 às
17h02 200.173.13.59
(+) Palha no Digestivo...
 
Nietzsche no Orkut
O mundo está abarrotado de "portadores de etiqueta", o próprio Nietzsche já está virando uma, basta buscar no orkut, por exemplo. Comunidades lotadas de "admiradores" ou pior "estudiosos" discorrem, elegantemente, intrepretações sobre sua vida e obra, resguardando a responsabilidade de agradar aos acadêmicos de plantão, replicantes da moda do decorar nomes de obras, autores e palavras-chave, para usarem em seus saraus e cafés, claro, com o devido cuidado de não escorregar de cima do muro e não afrouxar o sorriso plástico conivente. São a antítese, o pesadelo de todo autor, exceto os donos de casas de laticínios, se é você me entende... Parabéns, admiro seu desprendimento e autonomia!

[Sobre "A Auto-desajuda de Nietzsche"]

por Izadora Thomaz
21/10/2005 às
11h42 200.213.104.174
(+) Izadora Thomaz no Digestivo...
 
Triste Brasil!
Ana Elisa, adorei esse texto sobre o ofício(?) do escritor. É uma pena que no Brasil pouquíssimos escritores possam viver dos seus livros. E é uma pena maior que os debates sobre o tema se detenham no famoso círculo vicioso: poucos leitores, poucos livros, pouca venda, baixa remuneração do escritor. Muitos dizem que a saída está na educação, lá embaixo, com as crianças. Tudo bem: a literatura infantil é a saída e está muito bem-servida no Brasil - e tem muita criança lendo mesmo. Mas o que me preocupa, como professor de filosofia do ensino médio, é que os adolescentes se deparam com um hiato entre (1) a fantasia, o onírico, proporcionados pela literatura até a pré-adolescência, e (2) a realidade - da qual já têm consciência - pela frente. É aí que o livrinho infantil, que fomentaria o desejo de se embrenharem pelos deliciosos caminhos da literatura adulta, perde sua função. Explico. O livro (assim como a educação, em geral) sofre uma desleal concorrência dos objetos, programas, mídias disponíveis aos adolescentes neste século 21. Internet, celulares, MP3, TVs (que atraem o telespectador com a força publicitária de uma companhia de cigarros) e shopping centers. A própria velocidade desses “protótipos” requer um lazer também mais veloz. E convenhamos: a leitura de um livro, como deleite, é uma atividade lenta. Infelizmente. Pedir para um adolescente ler uma página em sala de aula é um chiste. Outro dia fui trabalhar com uma música de Chico Buarque (“Apesar de Você”) em sala de aula e fui massacrado. Disseram que era música antiquada, que os pais deles que ouviam aquilo... Enfim, como a música era um samba, pediram um ritmo mais... moderninho. Pobres Mozart, Bach, Beethoven! Enfim, o mercado editorial melhorou sim, mas há muita literatura(?) direcionada para esse público “volátil”. Triste Brasil! Quando começam a ler, fazem-no por vias tortas. Abraços, Wellington Machado, BH

[Sobre "O escritor pode"]

por wellington machado
21/10/2005 à
01h01 200.222.174.122
(+) wellington machado no Digestivo...
 
pessoas que dizem o que pensam
Nós daqui dos EUA estamos morrendo de medo de vir para cá depois da novela... hahaha. Ups, ou eu já vim e foi para o lugar errado? Após 11 anos e assistir ao espetáculo America estou até me questionando. Que bom encontrar pessoas que dizem o que pensam como você fez agora. Parabéns!

[Sobre "A novela América e o sensacionalismo de Oprah"]

por Vanessa Leonetti
20/10/2005 às
17h36 206.165.104.5
(+) Vanessa Leonetti no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Pico da Neblina
José de Paula Machado / Márcio Souza
Agir
(2001)



Zincs a Tout Faire
Rog Ferrary; Marcel Sauvage
Presses de la Cité
(1958)



Gerência de Exportação no Brasil
Angela da Rocha Organização
Atlas Ufrj
(1988)



Pequena Sereia, A
Cristina Agostinho
Mazza Edições
(2022)



Livro de Bolso Literatura Estrangeira A Relíquia Coleção a Obra-Prima de Cada Autor 30
Eça de Queirós
Martin Claret
(2013)



Teoria do Estado - Democracia e Poder Local - 2ª Edição
Cinthia Robert e José Luiz Q. de Magalhães
Lumen Juris
(2002)



Discipulado
Dietrich Bonhoeffer
Sinodal
(2013)



A Ditadura Da Beleza E A Revoluçao Das Mulheres
Augusto Cury
Sextante
(2000)



O Segredo para Realizar Seus
Aldo Novak
Ediouro
(2008)



O Corpo Erógeno
Serge Leclaire
Escuta
(1992)





busca | avançada
77507 visitas/dia
2,1 milhões/mês