Amor: somando e subtraindo | Claire

busca | avançada
104 mil/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Maíra Lour apresenta leitura dramática audiovisual “Insensatez'
>>> Exposição do MAB FAAP conta com novas obras
>>> Projeto Camerata Filarmônica Brasileira apresenta concerto comemorativo no dia 15 de maio em Indaiat
>>> Ação Urgente Contra a Fome - SescSP
>>> Hebraica SP apresenta a peça “Preciso Falar de Amor Sem Dizer Eu Te Amo”
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Semana da Canção Brasileira
>>> Vamos fazer o português entrar na moda!
>>> Imagina se fosse o contrário
>>> Xamãs & Concurseiros
>>> Publicar um livro pode ser uma encrenca
>>> O orvalho vem caindo
>>> Escândalo na cidade cinzenta
>>> Only the paranoid survive
>>> O belo e o escalafobético
>>> Guia para escrever bem ou Manual de milagres
Mais Recentes
>>> O Poder do Marketing - Livro Clipping Col o Poder do Poder de Manville Avalon - Martin Claret pela Martin Claret (1998)
>>> Os Princípios de Liderança de Jack Welch 24 Lições de Jeffrey A. Krames pela Sextante (2006)
>>> Como Motivar Sua Equipe de Anne Bruce pela Sextante (2006)
>>> Trabalho Em Grupo Semi-autônomo de Pedro Proscurcin pela Sts (1995)
>>> Motivação Total Col Autoprogramação Mental Livro Clipping de Martin Claret pela Martin Claret (1999)
>>> Sucesso Agora Col Autoprogramação Mental Livro Clipping de Martin Claret pela Martin Claret (1999)
>>> Otimismo Sempre - Cole Autoprogramação Mental Livro Clipping de Martin Claret pela Martin Claret (1999)
>>> Perguntas e Respostas Sobre Liderança - Série Fast Business de Robert Back pela Edicta (2005)
>>> Calidad Sin Lagrimas de Philip Crosby pela Cecsa (1991)
>>> Programação para o Desenvolvimento de Jan Tinbergen pela Jan Tinbergen (1969)
>>> Marketing Comercialização de Heidingsfield e Blankenship pela Fundo de Cultura (1965)
>>> Chefia Sua Técnica e Seus Problemas de Wagner Estelita pela Fvg (1972)
>>> Estudos Complementares da Otica Oftalmica de Jorge Motta Marketing na Ótica pela Senac
>>> Democracia Empresarial Já! (autografado) de B. Milioni pela Sts (1992)
>>> Relações Humanas de Michael Williams pela Atlas (1972)
>>> Teoria da Organização Moderna de Mason Haire pela Atlas (1966)
>>> Apoio Financeiro - Como Conseguir de Maria Elena Noriega e Milton Murray pela Textonovo (1997)
>>> Custo Industrial de Ludwig J. M. Klauser pela Atlas (1970)
>>> Administração da Produção de Martin K. Starr pela Edgard Blucher (1971)
>>> Biblioteca Relações Humanas 3 - Direção e Liderança de Alberto Montalvão pela Egéria
>>> Análise de Balanços de Sérgio de Iudícibus pela Atlas (1981)
>>> Marketing do Treinamento de B Milioni pela Nobel (1990)
>>> Política dos Negócios de Lenita C. Camargo pela Mestre Jou (1967)
>>> Cartas de um Executivo a Seu Filho de G Kingsley Ward pela Record
>>> Sucessão e Conflito na Empresa Familiar de João Bosco Lodi pela Pioneira (1987)
COMENTÁRIOS

Segunda-feira, 20/3/2006
Comentários
Leitores


Amor: somando e subtraindo
Surpresa ao ler isto da primeira vez - mas as pessoas vivem nos surpreendendo. O que eu diria do amor romântico: só vale a pena se formos somar, ou multiplicar. De subtrair e dividir estamos todos fartos. E é preciso amar primeiro a própria companhia para que o amor não seja apenas uma fuga de si mesmo.

[Sobre "Dos amores possíveis"]

por Claire
http://claireinsone.zip.net/
20/3/2006 às
11h49 200.219.181.65
(+) Claire no Digestivo...
 
Amor é risco
Caro Marcelo, como disse o Ram, há vários tipos de amor e várias formas de amar. Além disso, só não acredita no amor, quem nunca amou de verdade. Mas, não se pode esquecer que, para encontrar um amor de verdade, é preciso arriscar-se. Quem não quer se arriscar, provavelmente, vai ficar à deriva.

[Sobre "Dos amores possíveis"]

por Janethe Fontes
http://janethefontes.zip.net/
20/3/2006 às
10h54 201.1.106.212
(+) Janethe Fontes no Digestivo...
 
a educaçao virou uma quitanda
eu penso uma coisa: porque todos têm que aprender matemática na escola? claro, matemática básica é essencial, mas de que vão me servir aqueles problemas feitos por malucos e para malucos? e a física? e a química? odeio tudo isso. prefiro artes e línguas. e sem falar que a educaçao, tanto privada quanto pública, virou uma quitanda. a educaçao particular é pagou, levou; a pública, somos nós que pagamos também. a educação no brasil é um desastre total. ainda bem que eu só fiz o segundo grau e pronto. chega! faculdade pra quê? pra ficar desempregado, na mão; claro, se você for sabujo de algum idiota bem empregado, você consegue alguma coisa. nao estou fazendo apologia a vadiagem; aprendi mais com os livros do que com os professores, papagaios pagos para repetirem um sistema falido. leia, construa uma biblioteca em casa; será a melhor faculdade, a melhor escola.

[Sobre "A educação atual de nossas crianças"]

por rogério silvério
http://www.rogerio.siteonline.com.br
20/3/2006 às
10h20 201.2.210.195
(+) rogério silvério no Digestivo...
 
O amor e os filmes
Ao ler o texto, recordei de algumas palavras que li em algum lugar da net e que copiei, mas infelizmente eu não posso dar os créditos devidos, pois não recordo de onde tirei. Veja: "Comédias românticas são perigosas. Nos fazem acreditar em coisas que não existem. Corcordam? Discordam? Eu, que ando numa fase cínica a respeito do assunto, tomo emprestada uma citação de Bukowski: O amor só convém aos que não são capazes de suportar a pressão psíquica. Pois amar é nadar contra uma correnteza de mijo com dois barris cheios de merda amarrados nas costas". Acredito que é necessário desconstruir a imagem do romantismo dos filmes, pois o amor não nasce de uma troca de olhares, mas de um conjunto amplo de atitudes e renúncias (isso é tão difícil). Recomendo dois filmes sobre o assunto que, pela ausência de espaço, não tenho como explorar: "Antes do Amanhecer" e "Antes do por-do-sol".

[Sobre "Dos amores possíveis"]

por Marcelo Souza
20/3/2006 às
10h11 200.252.155.2
(+) Marcelo Souza no Digestivo...
 
Amor e amor romântico
Não acho que amar romanticamente alguém seja o ideal de todos, e o melhor que o ser humano pode fazer... Deixando de fora os exemplos mais famosos disto (Jesus, Gautama Buddha, Erdos, Platão, etc.). Acho que uma das razões porque o romantismo ocupa posição central na nossa sociedade, em oposição até ao amor, é porque somos impregnados com este conceito na psique... Desde pequenos. Quando você descobre que pode ser feliz sozinho, sem necessidade de ter alguém por perto, acaba descobrindo também o que ter alguém por perto traz realmente de bom... Deixa de ser uma necessidade, para virar uma opção. Nossas fantasias amorosas poucas vezes incluem o que um músico cego disse hoje no rádio: escolher a pessoa pelo que ela aparenta, ao invés do que pelo que ela acrescenta... De qualquer forma, existem muitos amores possíveis. Até amar a leitura, amar ao espírito, amar conhecimento, a amar alguém... O que não podemos é sempre assinar uma lei sobre o que é "a coisa mais bonita no mundo".

[Sobre "Dos amores possíveis"]

por Ram
20/3/2006 às
06h14 69.181.208.255
(+) Ram no Digestivo...
 
Jornalismo: tb. tem q procurar
Convenhamos, mesmo a maior parte do jornalismo é redundante... Ou seja, o leitor ainda tem que procurar a informação. Ou será que o Google ja' sabe tambem tudo o que vai acontecer? Hehehe

[Sobre "Google: aprecie com moderação"]

por Ram
19/3/2006 às
19h54 69.181.208.255
(+) Ram no Digestivo...
 
extremistas&extremos reloaded
Eu acredito que a diferença entre os filmes extremistas e os extremos pode ser aferida pela maneira que o sofrimento dos personagens é tratado, pois, no caso dos primeiros, nós vemos que a dor, o sofrimento é algo que faz parte do cotidiano e a relação dos personagens com esse sofrimento será sempre algo complexo, o que não ocorre na outra classificação, uma vez que as "verdades" e os dos personagenms são simples (por exemplo, quando matam alguém querido do personagem, nós não vislumbramos sofrimento real, mas apenas uma desculpa para mais cenas de ação). Escrevendo estas linhas, me dei conta de outra forma mais interessante de diferenciar os dois tipos de filme. Em um deles, há o maniqueímo expresso. De um lado heróis sofridos, e, de outro vilões odiosos; e, no outro caso, personagens de caráter indefinido, que buscam, por vezes, a redenção e, na maioria da vezes, jamais irão encontrar.

[Sobre "Filmes extremos e filmes extremistas"]

por Marcelo Souza
19/3/2006 às
15h09 200.242.250.50
(+) Marcelo Souza no Digestivo...
 
Somos egoístas incuráveis
Um lado perdido (e poético?) de mim até sonha com a educação, civilidade, polidez, cortesia... Mas é impossível. O Homem nasceu para o combate, a guerra, o egoísmo, o salve-se quem puder. É assim. Somente há esperança nos sonhos e na morte. É ostensívo o que acontece no mundo e o que vai acontecer sempre: a luta pela sobrevivência, e aí, sinto muito, as regras da boa educação cedem lugar ao nosso egoísmo, ao desejo de ser grande, de superar a si mesmo. Ando lendo Nietzsche e acho que ele tem razão. Aqueles que não nos matam... nos tornam mais fortes. Se tivéssemos coragem, faríamos como Rimbaud fez: virou ermitão e se encerrou numa caverna. Haveria tempo para pensar... numa solução.

[Sobre "Sou da capital, sou sem-educação"]

por rogério silvério
19/3/2006 às
10h40 201.2.208.236
(+) rogério silvério no Digestivo...
 
Ótimo texto e discussão
Eduardo, seu texto está muito bom. Mas seus comentários, bem humorados, melhores ainda. Estou aqui me escangalhando de rir de tudo que ocorreu... Dois anos mais tarde parece tão atual! Seria sinal dos tempos? Talvez as pessoas "independentes" pareçam ainda muito dependentes das sanções da sociedade... Os argumentos mais engraçados são aqueles que envolvem bordões ou então "sucesso profissional". Provavelmente, para muita gente, Ronaldinho Gaúcho é mais qualificado para fazer uma cirurgia do que um médico! Hahahaha...

[Sobre "Com a calcinha aparecendo"]

por Ram
19/3/2006 às
08h50 69.181.208.255
(+) Ram no Digestivo...
 
O Google é só um detalhe
A Barsa não deve ser comparada ao Google, e sim a Wikipedia ou a Mathematics Encyclopedia. E sinceramente, se a Barsa voltou a vender bem é porque os computadores ainda tem pouquíssima penetracao no Brasil... Onde quer que voce vá, qualquer trabalho escolar já está sendo feito, no minimo, com uma enciclopédia digital. Quanto à validade da "equipe da Barsa", como autenticando o conhecimento humano, prefiro a robustez das entradas de uma Wikipedia, onde democraticamente os textos podem ser alterados, e administrados. E, em geral, têm uma acurácia maior, e um dinamismo inigualável... Os verbetes cientificos da Barsa são uma tristeza, e se alguem realmente quer aprender algo sobre esses assuntos, está muito mais bem servido com uma rápida consulta à internet... Só a Web irá lhe revelar as notas de aula on-line do MIT, ou o livro de um Feynmann... O Google é só um detalhe na coisa maior que é a internet: o acesso ao conhecimento de qualidade, bastando para isto ter um pouco de astúcia...

[Sobre "A Barsa versus o Google"]

por Ram
19/3/2006 às
06h05 69.181.208.255
(+) Ram no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Fragmentos de um Dia Extenso
Sergio Fingermann (capa Dura)
Bei Comunicações
(2001)



Atualidades no Processo Civil - Volume 1
Arruda Alvim/eduardo Arruda Alvim
Jurua
(2006)



How to Create Profitable New Products: From Mission to Market
George Gruenwald (capa Dura)
Ntc Business
(1997)



Gestão e Planejamento de Tributos
Flávia de Almeida Castro
Fgv
(2007)



Nossa Itália Brasileira Sabor e Arte
Cláudia Mussi
Lei de Incentivo a Cultura



Japão o Império do Sol-nascente Volume I
Martin Collcutt
Del Prado
(1997)



A Vigília do Pastor - Série Mitford
Jan Karon
Landscape
(2009)



A Elite Eclesiástica no Bispado do Maranhão
Wheriston Silva Neris
Edufma; Paco Editorial
(2014)



Frommers - Guia Completo de Viagem - Flórida
Rena Bulkin/Dan Levine and others
Julio Louzada
(1995)



Os Limões da Minha Limonada
Alcides Amaral
Cultura
(2001)





busca | avançada
104 mil/dia
2,5 milhões/mês