Blog, o último furo jornalístico | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
37059 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Blogs

Terça-feira, 31/5/2005
Blog, o último furo jornalístico
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 3600 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Ao longo do ano de 2005, a grande mídia (o termo não é dito aqui em caráter pejorativo) tem, finalmente, aceitado o fato de que, sim, a Internet está vencendo a guerra pela atenção do leitor. O que era antes uma querela da academia, de repente - embora não tão de repente assim -, passou a ser questão de ordem nos principais veículos de imprensa do mundo. E, aqui, eu não me refiro apenas aos suplementos de informática, ou às revistas especializadas em jornalismo ou em novas tecnologias, como a Revista Imprensa e a Wired, respectivamente. Talvez no início fosse dessa forma. Hoje, a constatação é mais geral e menos simplista do que antes. Tanto é assim que, em abril deste ano, o semanário The Economist publicou um artigo grande a propósito dos jornais do passado. O texto da revista debate a polêmica entrevista de Rupert Murdoch (um novo Citzen Kane?), dono de um dos maiores impérios de comunicação do mundo, que, para a surpresa de muitos, escreve sobre o possível fim do jornalismo tal qual conhecemos hoje. Por aqui, também os jornalistas mais tarimbados se curvam, aos poucos, ao inevitável. Ruy Mesquita, diretor editorial de O Estado de S.Paulo, em entrevista ao Observatório da Imprensa, afirmou, entre outras coisas, que a integração entre o jornalismo e a Internet será cada vez maior. Tomado a frase do diretor do Estadão como ponto de partida, não é surpresa observar que os blogs têm um papel para lá de relevante nessa integração, balançando até mesmo a estrutura dos grandes veículos.

O caso das eleições norte-americanas foi amplamente comentado e é significativo no que concerne essa participação. Para quem não sabe ou não se lembra, os blogs foram os primeiros - e, em certa escala, os únicos - a indicar que George W. Bush seria - como foi - o vencedor da corrida pela cadeira na Casa Branca. O curioso é que durante a campanha os jornais eram unânimes na vitória de John Kerry (aliás, alguém se lembra dele?). O epitáfio dessa história é conhecido de muitos. Bush venceu e a mídia tenta, até hoje, explicar a derrota (fraude, valores morais, a luta contra o terror...). Mais equivocado (ou mal-intencionado) do que isso, só mesmo o papel de Dan Rather, o âncora da CBS que teve de pedir demissão após ter sido provado que uma reportagem (apresentada por ele) contra o presidente norte-americano era baseada em documentos falsos. Quem descobriu? Um blogueiro americano, pois sim.

É evidente que, a partir desses exemplos, os blogs seriam órgãos mais isentos do que os jornais impressos no que se refere à informação. Contudo, é também inegável que eles fornecem um outro lado que, até então, não existia ou, por outra, era considerado apenas teoria da conspiração. Nos Estados Unidos e na Europa, já existem alguns diários pessoais que se propõem a reportar os fatos a partir de uma perspectiva isenta, sem necessariamente opinar sobre os assuntos "postados". Em contrapartida, não é mais tão novidade assim a presença de grandes jornais, ou jornalistas renomados, no universo blogueiro - e não apenas com os sites pessoais (algo elementar, hoje). Jornais sérios como o The Guardian e a revista eletrônica americana Slate mantêm blogs, que dão vida às burocráticas edições diárias. Recentemente, foi a vez do The New York Times inaugurar o seu blog, ao que tudo indica em caráter experimental, durante o Festival de Cannes, na França. Talvez pela importância da versão impressa ninguém tenha comentado a respeito do conteúdo, o que fez da novidade notícia em si mesma.

No Brasil, o grande entusiasta na seara dos blogs é Pedro Doria , da Nominimo. Doria foi o primeiro, sem dúvida, a levar o assunto a sério e inclusive a comentar acerca de outros blogs numa coluna específica que existia na Nominimo há uns dois anos (Blogs Favoritos). De uns tempos para cá, para o bem e para o mal, especializou-se em encontrar novas tendências na rede. Ainda assim, permanece como o pioneiro na análise cruzada de veículos (comparar a edição eletrônica de vários jornais do mundo) por meio de suas edições eletrônicas. Outro que mantém uma coluna fixa na Internet é Ricardo Noblat, cujo nome tem sido mais comentado do que suas últimas participações (não menos importantes, diga-se) nos jornais Correio Braziliense (DF) e A Tarde (BA). Nas eleições municipais de 2004, estabeleceu um ritmo de cobertura 24 horas, que contou com a participação dos seus leitores. Resultado: sucesso absoluto, tendo sido muito mais ágil e interativo do que os flashes ao vivo das emissoras de TV.

Outros jornalistas, se não possuem seus próprios blogs, fazem questão de manifestar sua adesão pela nova ferramenta. Na Folha de S.Paulo, por exemplo, o jornalista Nelson de Sá (que assina a coluna Toda Mídia) compõe boa parte de suas notas com base nos blogs que costuma referendar, seja de partidos, de jornalistas, de políticos e até mesmo de personalidades (quando estas dizem algo de relevante). Já na revista Primeira Leitura, o diretor de redação, Reinaldo Azevedo, já afirmou usar os diários on-line como fontes de contraponto ao que escreve na sua coluna "A parte e o todo", de segunda a sexta no site da revista. Sinal dos tempos ou final deles, os principais veículos impressos do Brasil têm se posicionado nesse segmento. Nos já citados Folha e Estado, dossiês especiais foram feitos a propósito dos blogs. Enquanto isso, n'O Globo, cada colunista possui seu próprio diário on-line. E, coincidência ou não, a revista Veja desta semana anuncia na capa que os blogs se tornaram coisa séria.

Para além de simples diários sentimentais, os blogs têm se mostrado como verdadeiros instrumentos de aproximação das novas gerações com as notícias, com os fatos, muito embora sejam publicados apenas suas "versões". De todo modo, isso é um verdadeiro alento para o jornalismo, que finalmente consegue reagir em tempo real com mais essa mudança.


Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 31/5/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Na calada do texto, Bentinho amava Escobar de Carla Ceres
02. A poesia de pedra de Beatriz Luz de Jardel Dias Cavalcanti
03. Previsões de Marta Barcellos
04. Siga em frente, não siga ninguém de Ana Elisa Ribeiro
05. Comunicado importante: TV mata! de Pilar Fazito


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2005
01. Brasil e Argentina: uma História Comparada - 3/5/2005
02. O século da canção - 5/4/2005
03. Os Clássicos e a Educação Sentimental - 8/2/2005
04. Estudo das Teclas Pretas, de Luiz Faccioli - 22/2/2005
05. O Afeto Autoritário de Renato Janine Ribeiro - 22/11/2005


Mais Especial Blogs
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
31/5/2005
01h26min
Eu discordo um pouco da sua perspectiva. Morando aqui nos EUA, e tendo acompanhado de perto o processo eleitoral, acho que as principais publicações foram todas muito cuidadosas em prever um "empate" entre Kerry e Bush. O NYT até apoiou Kerry, assim como o Washington Post. Mas da mesma forma, o New York Post (de Murdoch), além de Fox News, e CNN apoiaram Bush. Eu mesmo não tinha fé alguma na eleição de Kerry, dada suas péssimas apresentações de campanha (exceto no debate). Quanto ao que Murdoch diz, tem mais a ver com a política dele para seus meios de comunicação, utilizando mídia e propaganda da Casa Branca como sendo noticiários. São poucos os canais que investem em repórteres e reportagens e fogem da linha oficial. Há uma campanha para desacreditar a forma tradicional de jornalismo, baseados na atual desconfiança do americano médio com a imprensa. Os próprios organismos de governo desacreditam a imprensa, escolhendo repórteres para representá-los, e dando lugar a falcatruas como o tal repórter michê que andou frequentando as press talks. Que os blogues são força importante, não há duvida. Mas o são porque proveêm uma base partisã para discussão de idéias. Republicanos leêm bloggers republicanos, e democratas leêm bloggers democratas. Não há muita tentativa de diálogo, e até agora as notícias são em sua maioria em torno de discussões coletadas via Google News (ou seja de fontes jornalísticas tradicionais). Quanto ao caso Rather, é sempre aquele história do dizer a coisa certa na hora certa... Tem sempre alguém que prevê um acidente do Schumacher na corrida e registra em cartório... Acho que o blogue tem mérito, mas não substitui ainda o noticiário original, até porque blogueiro investiga pelo Google. Quem vai correr atrás da verdade? Só para complementar, gosto muito das perguntas propostas por Thomas Friedmman e Maureen Dowd sobre o assunto: num "flat world" como podemos saber qual a informação é verdadeira? E qual o verdadeiro poder da informação? Será que informação ainda promove transformação ou existem fatores mais fundamentais? Vivemos e veremos. Os blogues tem seu mérito, mas no jornalismo, sua evidência se deve mais porque a mídia impressa/tevê está amarrada aos seus anunciantes e ao governo do que por alguma qualidade maior do blogue-jornal, com algumas raras exceções...
[Leia outros Comentários de Ram]
31/5/2005
10h05min
Caro Ram: citando Thomas Friedmman e Maureen Dowd, você apela à busca pela informação verdadeira. Ok. A pergunta que me faço é: de onde virá essa informação verdadeira? Dos jornais, soi disant, sérios? Não acredito. Explico o motivo a partir de dois exemplos. 1) O "The New York Times", modelo de jornalismo sério e verdadeiro, até agora está chamuscado pelo repórter que fraudava reportagens, Jason Blair. 2) E a BBC, modelo de jornalismo sério e verdadeiro, este ano convidou o finado cantor Bob Marley (morto em 1981) para passar "um ou dois dias com os responsáveis por um documentário sobre uma de suas principais canções" ("No Woman no cry"). Novamente, pergunto: onde está essa informação verdadeira? Sobre as Eleições dos EUA, creio, vimos processos diferentes então. Nos debates, por exemplo, todos os jornais e emissoras de TV davam a vitória de Kerry como certa (os comentaristas da CNN e da BBC analisaram assim). A propósito, Dan Rather, um âncora célebre da TV americana (você sabe melhor do que eu, pois mora aí), jamais perderia o cargo se o ocorrido não fosse grave demais, ou seja, mostrar documentos falsos para ganhar os corações e mentes é tão torpe que retira a legitimidade dele como jornalista. Nada disso tem a ver com previsão, mas com bom jornalismo. Portanto, tamanha evidência dos blogs se justifica pela ausência de bom jornalismo na mídia tradicional.
[Leia outros Comentários de Fabio S. Cardoso]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS DERMATÓGLIFOS PALMARES SITUANDO OS ÍNDIOS BRASILEIROS XIKRINS NO...
JOÃO PAULO BOTELHO VIEIRA FILHO
ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
(1969)
R$ 22,66



SABER MANTER-SE JOVEM
ARRIGO LEVI
PRESENÇA
(1999)
R$ 26,80



FILOSOFIA ESPÍRITA XI
JOÃO NUNES MAIA / PELO ESPÍRITO MIRAMEZ
ESPÍRITA CRISTÃ
(1989)
R$ 19,00



BAIRROS PAULISTANOS DE A A Z
LEVINO PONCIANO
SENAC
(2001)
R$ 24,00



A CORRESPONDÊNCIA DE FRADIQUE MENDES
EÇA DE QUEIRÓS
LELLO & IRMÃO
(1952)
R$ 6,90



O ADEUS À MULHER SELVAGEM - GRANDES SUCESSOS
HENRI COULONGES
ABRIL CULTURAL
(1983)
R$ 11,00
+ frete grátis



REVISTA TERRA O BRASIL DAS SERRAS UMA VIAGEM PELAS MAIS BELAS MONTA...
EDITORA AZUL
AZUL
(1997)
R$ 6,80



EL LENGUAJE DESDE EL PUNTO DE VISTA FUNCIONAL
ANDRÉ MARTINET
GREDOS
(1971)
R$ 18,00



CORREIO BRAZILIENSE OU ARMAZEM LITERARIO, V. 20
HIPÓLITO JOSÉ DA COSTA
IMESP
(2002)
R$ 25,00



CAÇADOR EM FUGA - SOBREVIVER É A ÚNICA LEI
GEORGE R. R. MARTIN E OUTROS
LEYA
(2017)
R$ 17,91





busca | avançada
37059 visitas/dia
1,4 milhão/mês