Um quarto com vista | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
35732 visitas/dia
993 mil/mês
Mais Recentes
>>> Big Band Infanto-Juvenil do Guri traz o melhor do Jazz para Casa-Museu Ema Klabin
>>> Pátio Alcântara realiza a '6ª Mostra de Orquídeas'
>>> Espetáculo 'Ana Bastarda' dança o feminismo no Brasil
>>> Série Bravos! apresenta a trajetória da artista maranhense Thabata Lorena
>>> Caminhos da Reportagem discute preconceito, tabu e silêncio em torno do suicídio
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Notas de leitura sobre Inácio, de Lúcio Cardoso
>>> O jornalismo cultural na era das mídias sociais
>>> Crítica/Cinema: entrevista com José Geraldo Couto
>>> O Wunderteam
>>> Fake news, passado e futuro
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
>>> Da varanda, este mundo
>>> Estevão Azevedo e os homens em seus limites
>>> Séries da Inglaterra; e que tal uma xícara de chá?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
Últimos Posts
>>> No compasso de espera
>>> O que sei do tempo V
>>> É de fibra
>>> O indomável Don Giovanni
>>> Caracóis filosóficos
>>> O mito dos 42 km
>>> Setembro Paulista
>>> Apocalipse agora
>>> João, o Maestro (o filme)
>>> Metropolis e a cidade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Meu Primeiro Livro
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> O Mistério dos Incas
>>> Black Sabbath 2013
>>> 20 anos do Dois
>>> Dentro da maré cósmica: Saint-John Perse
>>> Orquestra de Câmara F. Liszt
>>> perversão sexual
>>> Amy e a hipocrisia coletiva
Mais Recentes
>>> Revista de literatura
>>> Revista de literatura
>>> Vida acadêmica - Guia Prático do Universitário
>>> A Cidade de Mil Olhos
>>> A Saúde em Estado de Choque
>>> O Futuro do EU- um Estudo da Sociedade da Pós-Identidade
>>> Kathryn Kuhlman- uma Biografia autorizada
>>> Fundamentos de Engenharia de Petróleo
>>> Como Fazer Seu Filho Trocar O Não Pelo Sim
>>> Paratii: Entre Dois Polos
>>> Resposta Certa
>>> Lineamentos De Direito Eleitoral
>>> A Moda
>>> Comer Rezar Amar
>>> A Ponte
>>> Mais Coisas Que Toda Garota Deve Saber
>>> Agora estou sozinha... 3ª ed.
>>> A Invasão Cultural Norte Americana
>>> Manual De Ética, Redação E Estilo Zero Hora
>>> Feias, quase cabeludas
>>> Como Fazer As Pessoas Gostarem De Você À Primeira Vista
>>> Tópicos Em Bancos De Dados, Multimídia E Web
>>> O Papel Do Educador Na Era Da Interdependência
>>> Sexo Na Cabeça
>>> Comprometida - Uma história de amor
>>> O Livreiro De Cabul
>>> Disputas Antigas E Outras Citações
>>> O Levante de 44 - A Batalha Por Varsóvia
>>> BR 040 - Na Trilha Das Capitais Do Brasil
>>> Os Eleitos
>>> Cálculo Volume 2
>>> Tempo de travessia - O segredo das pedras II
>>> Contabilidade Geral Fácil
>>> Administração de Vendas - PLT
>>> Villa-Lobos e a Música Popular Brasileira: Uma Visão Sem Preconceito
>>> A Escola como Sistema Complexo- A ação, o poder e o sagrado
>>> Estudos afro-asiáticos 5 - O pensamento de Frantz Fanon...
>>> Os condenados da terra
>>> Mães Pais & Filhos
>>> Para Tarsila
>>> Corações Blues E Serpentinas
>>> Nunca Antes Na História Deste País
>>> Diário De Uma Encrenqueira - Pérolas Ou Pegas
>>> Terceirização E Multifuncionalidade
>>> Adequação Empresarial - Direção E Foco
>>> Anábase - História Da Gazeta Mercantil
>>> O Longo Inverno - A Batalha do Bulgre
>>> 30 Segundos de Televisão Valem Mais do que 2 Meses de Bienal de São Paulo - Isto é Bom ou é Ruim?
>>> Diário de Berlim Ocupada - 1945 - 1948
>>> As Leis Fundamentais Para O Crescimento Na Vida
COLUNAS

Sexta-feira, 17/11/2006
Um quarto com vista
Rafael Rodrigues

+ de 5200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Poucos são os escritores que conseguem êxito tanto na literatura de ficção quanto na crítica literária. Na maioria dos casos, o sujeito é excelente ficcionista, mas um crítico mediano. Ou vice-versa.

(Existem ainda aqueles que não são bons nem em uma área nem em outra, mas isso não vem ao caso agora.)

O britânico E.M. Forster (Edward Morgan) encontra-se no grupo da minoria. Pois, além de ser reconhecido como um grande estudioso da literatura (seu Aspectos do romance é constantemente indicado para iniciantes e estudiosos de crítica literária), é também autor de admiráveis obras de ficção.

Uma delas é o romance Um quarto com vista (Globo, 2006, 228 págs.), recentemente reeditado no Brasil. Escrito em 1903 e publicado em 1908, Um quarto com vista é um livro corajoso. Isso porque, de certa forma, é um incentivador do feminismo.

Antes de continuar com a resenha, um parêntese. O movimento feminista não é fruto do século XX ou XIX, apesar de ter tomado corpo nestes séculos. O início do movimento vem de muito antes, do século XV, quando a escritora francesa Christine de Pizan publica o livro A cidade das mulheres, no qual defendia a opinião de que as mulheres deveriam ter mais poderes e direitos na sociedade. O fato é que o feminismo se consolidou como movimento e conquistou suas maiores vitórias já no século XIX. E, se ainda hoje as mulheres continuam lutando por seus direitos e enfrentam preconceitos, imaginemos então o início do século XX, quando foi publicado o romance de Forster...

Voltando ao livro. Lucy, a protagonista, é uma bela jovem inglesa que faz uma viagem para Florença, na Itália, com sua prima Charlotte. Ao chegarem na pensão em que passariam suas férias, notam que os quartos a elas destinados não foram os quartos a elas prometidos. A dona do estabelecimento prometera quartos com uma bela vista, mas entregou às duas jovens quartos distantes um do outro e com vista para o pátio da pensão.

A discussão entre as duas sobre isso chega aos ouvidos de um dos outros hóspedes, o senhor Emerson, que logo propõe uma troca de quartos com as duas: elas ficariam com os quartos dele e do filho, ambos com vista, e eles ficariam com os quartos delas.

Depois de muita conversa (para Charlotte, fazer a troca com os Emerson faria com que, mais cedo ou mais tarde, elas fossem obrigadas a devolver a gentileza de alguma maneira, e ela não achava prudente ter essa "obrigação"), e da intervenção do senhor Beebe, sacerdote inglês conhecido de Lucy e Charlotte, que também está de férias em Florença, hospedado na mesma pensão que elas, a troca de quartos é realizada.

Esse fato, aparentemente insignificante, é o que torna possível uma série de acontecimentos, que determinarão o desfecho do livro. Mas é claro que isso eu não vou contar.

Os acontecimentos na viagem fazem com que Lucy se deixe ser mais flexível e pense em aceitar o que a sociedade determina. E ela, que havia duas vezes recusado o pedido de casamento do jovem Cecil Vyse, aceita a proposta, na terceira investida do rapaz.

Por obra do acaso (ou não), Cecil também conhece o senhor Emerson e seu filho, George, e acaba sendo o responsável por eles irem morar bem próximos da residência de Lucy. Mal sabe Cecil que, ainda na Itália, algo acontecera entre Lucy e George. Algo que já estava para ser esquecido por Lucy, mas que, por "culpa" de Cecil, será relembrado.

Conviver com Cecil faz Lucy voltar a ser a mulher que era quando foi à Florença: à frente de seu tempo, deseja ser independente, e muitas vezes contraria de propósito as vontades de seu noivo e de sua mãe. A presença de George faz Lucy romper o noivado com Cecil. Mas ao ter de se decidir entre dois pretendentes, a saída mais tentadora é não ficar com nenhum, e assim ser livre de qualquer amarra.

Disfarçado de uma inocente e divertida história de triângulo amoroso, narrado como se uma comédia romântica, Um quarto com vista é bem mais do que isso. E.M. Forster faz uma análise de burguesia inglesa do início do século XX, denunciando suas fraquezas, hipocrisias e dogmas.

Ele se vale dos vários personagens para alfinetar cada segmento da sociedade. A mãe de Lucy, por exemplo, uma mulher que, nos dias de hoje, seria a famosa "perua". Segue todas as regras da alta sociedade e quer que a filha faça o mesmo. Cecil, uma extensão da mãe de Lucy e da burguesia inglesa, sempre achando-se o dono da razão. Já o senhor Beebe, a meu ver, demonstra o ideal que Forster tem do clero. O senhor Beebe é um homem bem-humorado, maleável - quando pode ser -, sensato e de mente aberta. Qualidades difíceis de encontrar, todas elas reunidas, em qualquer ser humano. E há outros personagens menores, mas que também são retratos de uma época (de todas as épocas, eu diria), como a tresloucada senhorita Lavish, uma escritora que está na mesma pensão em Florença e não tem o menor pudor de colocar em seu novo livro, e até de tentar manipular, parte das vivências de Lucy na cidade italiana. O impressionante é que, vistas sob a luz de nossos dias, em pleno século XXI, as críticas de Forster sejam tão atuais e contundentes.

E.M. Forster, pelo escritor que é, pela importância que tem e pelos livros que escreveu, merece mais que uma simples resenha. Merece mesmo é um ensaio. Esta edição de Um quarto com vista não traz um ensaio sobre o autor e sua obra, mas conta com um texto de Luiz Ruffato sobre o livro. O que não deixa de ser, tendo também em vista a importância de Ruffato em nossa literatura, uma bela homenagem ao escritor inglês.

Para ir além


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 17/11/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os olhos brancos de Deus de Elisa Andrade Buzzo
02. Viagem aos baixos do Viaduto do Chá de Elisa Andrade Buzzo
03. 150 anos de Miguel de Unamuno de Celso A. Uequed Pitol
04. Link-se: a mídia mudando a arte de Gian Danton
05. Faxina na Arca de Noé de Daniel Bushatsky


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2006
01. A história do amor - 24/7/2006
02. Livro dos Homens - 7/8/2006
03. O encontro marcado: 50 anos - 16/10/2006
04. O soldado absoluto - 18/9/2006
05. Carta de um jovem contestador - 9/5/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
17/11/2006
16h41min
Ótima resenha, como um aperitivo: dá vontade de ler o livro. Rafael, sempre antenado para (a boa) literatura. Acredito que a tradução, como tem acontecido ultimamente, com uma nova safra de tradutores craques aparecendo por aí, esteja à altura do original. Rafael, só pra fechar, um pequeno (redundância) hai-kai: Eufemismo/ é chamar de feminino/ o feminismo.
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O CASO THOMAS QUICK
HANNES RASTAM
RECORD
(2014)
R$ 19,99



NIETZSCHE
MICHAEL TANNER
LOYOLA
(2004)
R$ 12,90



CORPO E ANCESTRALIDADE - UMA PROPOSTA PLURICULTURAL DE DANÇA-ARTE-EDUCAÇÃO
INAICYRA FALCÃO DOS SANTOS
TERCEIRA MARGEM
(2006)
R$ 85,00



GRÉCIA ANTIGA: ÉPICA, LÍRICA E DRAMÁTICA (TEATRO/POESIA/DRAMATURGIA) - EM ESPANHOL
MIRTA AGUIRRE (ORG.)
INSTITUTO DEL LIVRO - CUBA
(1970)
R$ 20,00



SOU DOWN E SOU FELIZ
CHARLOTTE F. LESSA
CASA PUBLICADORA DO LIVRO
(2009)
R$ 9,00



ANGRA QUE O TEMPO LEVOU
MIGUEL ASSAD ISALTINO
SERMOGRAF
(2007)
R$ 149,99



AZUL: ESTRANHOS CAMINHOS
JOSÉ AFRÂNIO M. DUARTE
ARMAZÉM DAS IDEIAS
(2003)
R$ 7,00



THE FOUR HUNDRED
STEPHEN SHEPPARD
SECKER & WARBURG
(1979)
R$ 45,00
+ frete grátis



HOWARD HUGHES EM HOLLYWOOD
TONY THOMAS
FRENTE
(2004)
R$ 24,90
+ frete grátis



CÂNCER DE MAMA - UM GUIA COMPLETO PARA A VIDA APÓS O TRATAMENTO
HESTER HILL SCHNIPPER
GAIA
(2009)
R$ 19,90





busca | avançada
35732 visitas/dia
993 mil/mês