Um contrabaixo na contramão | Jardel Dias Cavalcanti | Digestivo Cultural

busca | avançada
44847 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 19/11/2002
Um contrabaixo na contramão
Jardel Dias Cavalcanti

+ de 4200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

"Natural, um disco cheio de variações e delicadezas no modo de tratar esse instrumento difícil, mas cheio de possibilidades". (José Miguel Wisnik)

A experimentação inconsequente é a doença infantil do vanguardismo. Alguns artistas ousam ser o que bem entendem, seguindo seus próprios caminhos, em detrimento do que propagam os modismos cristalizados. É o caso do baixista Jorge Oscar, que prefere as harmonias cheias de significações aos ruídos estéreis; que prefere o volteio sensual de vibrações que apaziguam a alma à paralisia cadavérica de uma certa radicalidade narcísica.

Não que o baixista deixe de ser tocado por elementos sinceros da modernidade musical. Eles estão presentes na sua música, mas somente quando é requisitada a transposição de fraturas necessárias à interpretação, não sendo esses elementos, por isso, transformados em regra.

As primeiras notas são do piano, ao qual, em seguida, vai se sobrepondo de forma dominante o som do arco, que desliza grave sobre as cordas do contrabaixo acústico. Uma tranqüilidade sonora nos informa que o instrumentista tem controle total sobre o que faz. Não há desespero, não há correria e, o que é melhor, não há exibicionismos gratuitos. O que ouvimos está mais próximo de uma concentrada oração solitária do que frente ao rumor caótico e superpovoado do mundo. Estamos falando da música "Ave Maria", que abre o CD "Natural", do contrabaixista Jorge Oscar e do pianista Carlos Roberto de Oliveira.

Quando acabava de gravar "Natural", Jorge Oscar foi apresentado ao baixista Ron Carter pelo amigo pianista Guilherme Vergueiro (radicado em Los Angeles desde os anos 80). Ron Carter estava no Brasil participando de uma apresentação como baixista do quarteto de Vergueiro. Nesse encontro, Jorge Oscar aproveitou para oferecer ao músico norte-americano um exemplar de seu CD, pedindo-lhe que escrevesse uma line note sobre o disco. A resposta de Ron Carter foi a seguinte: "Eu não posso me comprometer, mas se eu achar que tenho algo a dizer, eu digo. Mas, se não tiver..."

A resposta veio em uma simpática carta que, entre outras coisas, dizia: "This is the type of music i expect to hear in Brazil!". Esta frase foi usada na contra-capa do CD, que teve seu lançamento independente.

Não podemos deixar de perguntar: afinal, que tipo de música seria essa que Ron Carter diz esperar ouvir no Brasil? Sabemos que o músico tem tocado com jazzistas de várias estirpes: dos tradicionais aos experimentais. E com músicos de várias nacionalidades, inclusive brasileiros. Deduzimos que o que ele espera ouvir, já que é um músico bem informado, não seja música folclórica ou batuques de "afro-descendentes", mas música popular urbana moderna, que provém da bossa-nova (essa mescla de jazz e Debussy) e de uma música instrumental brasileira atualizada pela influência do jazz americano.

Apenas a título de informação, segundo Jorge Oscar, a organização do repertório de "Natural" nasceu a partir de uma palestra que proferiu, em que discutia questões relativas à tênue fronteira musical entre o erudito e o popular (o que já é em si, um traço da modernidade). Não devemos esquecer, portanto, que na interpretação das músicas buscou-se algum tipo de conexão ou diálogo entre o popular e o erudito. Isso fica visível no tipo de tratamento dado às músicas, que dançam na corda bamba de um meio termo musical.

O repertório de "Natural" apresenta várias expressões da música popular brasileira, dentre elas o baião, o choro e o samba-canção, numa interpretação de um universo de autores como Egberto Gismonti, Tom Jobim, Milton Nascimento, Pixinguinha, Edu Lobo/Chico Buarque, João Nogueira. Mas, deve-se deixar claro, Jorge Oscar não está fazendo de seu repertório uma busca das "raízes musicais" brasileiras.

Ainda temos o prazer de encontrar uma rara e belíssima jóia, uma composição do próprio Jorge Oscar, chamada "Saudade", onde, segundo José Miguel Wisnik, "o músico se desdobra como instrumentista e compositor, numa melodia pungente em que o baixo parece conversar consigo mesmo" (ver encarte).

No tom geral do disco mesclam-se dois sentimentos: a melancolia e a alegria. No primeiro caso, um grupo de músicas se desenham ao som do arco que se arrasta buscando uma expressão de sentimentos profundos, que se anunciam como tristeza, melancolia, solidão e saudade. Por exemplo, em "Ave Maria", "Tarde", "Saudade" e "Beatriz".

No segundo caso, há uma expressão de alegria que surge não de forma exaltada ou delirante, mas de modo que seja um par continuador dos sentimentos anteriores. É o caso de músicas como "Clube da Esquina", "Zamzibar" e "Lôro".

Na verdade, em algumas músicas imbricam-se, nos ritmos e nas melodias, um movimento pendular que vai ora do melancólico para o alegre, ora do alegre para o melancólico.

Na música "Luiza", de Tom Jobim, pode-se perceber três ambientações distintas: depois da introdução do piano, temos a primeira, onde o contrabaixo dialoga com o piano em forma de recitativo, onde as frases musicais citadas pelo contrabaixo são acompanhadas pelo piano com acordes ora chapados, ora arpejados e ora em contraponto. Nesse momento, o ouvinte delicia-se tendo a percepção de fragmentos da melodia que vêm e se vão intermitantemente.

Na segunda ambientação temos o improviso do piano, que é na verdade uma maneira da melodia expor-se em sutis variações. E na última ambientação, o contrabaixo reexpõe o tema da primeira parte, dessa vez com o arco do contrabaixo criando um ambiente apaixonado e majestoso.

Chama a atenção no CD o uso do recurso da imitação na abertura de "Lôro", de Gismonti, quando sutis modulações percorrem a música. É uma das músicas imperdíveis do disco.

O diálogo do contrabaixo com o piano se fortalece a cada música, marcando essa comunhão necessária ao encontro de artistas. Não há reservas nas trocas, um instrumento não ampara nem se sobrepõe ao outro (embora o contrabaixo se destaque), ambos caminham em direções paralelas, sem descuidar dos sentidos individuais que reforçam-se neste momento de rara afinidade organizada no encontro do contrabaixo com o piano.

A espontaneidade das músicas de "Natural" ecoa em nós clamando por sucessivas e prazerosas revisitações. E a cada audição descobrimos novas peripécias quase ocultas que o baixo e o piano, de forma sutil, aos poucos nos revelam.

***

Dados sobre os músicos:

JORGE OSCAR:
Jorge Oscar é um artista que tem se destacado em diversas atividades no cenário musical. Atua na área erudita, bem como na popular, e apresenta um potencial pedagógico nato, que o transforma em um excelente professor. Músico de origem popular, começou como autodidata. Inicialmente tocando contrabaixo elétrico. Posteriormente, adquire formação erudita e especializa-se no contrabaixo acústico, estudando com Sandor Molnar Jr, e depois com Makoto Ueda. Estudou harmonia e contraponto com Oswaldo Lacerda e princípios de composição com Camargo Guarnieri.
Na área erudita participou de grupos de câmara, fez parte do quadro da Orquestra Sinfônica da USP (seção de cordas). Em 1990 transfere-se para Unicamp, onde ainda hoje é professor de contrabaixo do depto. de música.
Concertos, gravações, shows nacionais e internacionais, musicais de teatro, TV e uma vídeo-aula direcionada ao contrabaixo elétrico são parte de seu extenso currículo.
Dentre os trabalhos mais recentes, destacam-se as atuações com Sivuca, Ulisses Rocha, Banda Mantiqueira, Harold Danko, Gal Costa e Ed Motta. Além disso, participou dos song books de Djavan, Marcos Valle e João Donato.

CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA:
Natural de São Paulo, Carlos Roberto começou seus estudos de música aos seis anos de idade iniciando-se ao piano com seu tio, o pianista Don Salvador, hoje radicado em Nova York. Em 1970 ingressa no conservatório Dramático e Musical de São Paulo e a partir de 1975 intensifica seus estudos de piano com a famosa pianista e concertista Magdalena Tagliaferro.
Entre seus professores podemos destacar: Hamilton Godoy, Osvaldo Lacerda, Koellreutter com os quais estudou harmonia, estética e composição.
Em 1971 foi o 1o lugar no concurso anual de piano daquele conservatório. Realizou diversos recitais como pianista em São Paulo e no interior, destacando-se seus concertos no Masp. Na área popular participou de diversos grupos como a "banda 150 Macksoud Plaza" e a "Banda Gallery", tembém acompanhou artistas famosos nacionais e internacionais entre eles: Leny Andrade, Peri Ribeiro, Raul de Souza, Hector Costita, Toshiko Akiyishi e Lew Tabackin

NATURAL (CD)
Jorge Oscar (contrabaixo) e Carlos Roberto (piano)
Preço: 20 R$ (incluso despesa do envio pelo correio)
Encomendas: jorgeoscar@uol.com.br


Jardel Dias Cavalcanti
Campinas, 19/11/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Piada pronta de Luís Fernando Amâncio
02. O Abismo e a Riqueza da Coadjuvância de Duanne Ribeiro
03. Meshugá, a loucura judaica, de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti
04. A pomba gíria de Ana Elisa Ribeiro
05. Eu matei Marina Abramovic (Conto) de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Jardel Dias Cavalcanti
Mais Acessadas de Jardel Dias Cavalcanti em 2002
01. Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica - 17/12/2002
02. Drummond: o mundo como provocação - 26/11/2002
03. A Vagabunda Letrada e os Sentimentos Nobres - 5/11/2002
04. O último Shakespeare - 3/12/2002
05. Cactos Implacáveis: entrevista com Ronald Polito - 10/12/2002


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/11/2002
23h30min
que bom ouvir belas palavras sobre um artista independente. parabéns ao autor do texto e ao músico.
[Leia outros Comentários de claudia]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




REAL WORLD COM CD
MARIA CLEARY
HELBLING LANGUAGES
(2005)
R$ 50,00



AMOR E HUMOR GAY
PIERRE SISSER
CONTEXTO
(1995)
R$ 29,70



A GRANDE PIRÂMIDE REVELA SEU SEGREDO - 11ª EDIÇÃO
ROSELIS VON SASS
ORDEM DO GRAAL NA TERRA
(1988)
R$ 7,00



DICIONÁRIO ENCICLOPÉDICO ILUSTRADO VEJA LAROUSSE
VEJA LAROUSSE
ABRIL
(2006)
R$ 46,18



LE CERISIER ET LE MERISIER
NATHALIE TORDJMAN
ACTES SUD
(1999)
R$ 32,28



UM BRASILEIRO NA CHINA
GILBERTO SCOFIELD JR.
EDIOURO
(2007)
R$ 13,00



JOURNEY INTO MADNESS: MEDICAL TORTURE E THE MIND CONTROLLERS
GORDON THOMAS
CORGI BOOKS
(1989)
R$ 38,28



A GRÉCIA DO PARTENON
FRANÇOISE GASSER COZE
FERNI - OTTO PIERRE
(1976)
R$ 4,90



CIÊNCIAS: FÍSICA E QUÍMICA 9º ANO
CARLOS BARROS
ÁTICA
(2011)
R$ 7,98



THE GIG BOOK OF SCALES FOR ALL GUITARISTS
NÃO IDENTIFICADO
AMSCO
(2000)
R$ 35,00





busca | avançada
44847 visitas/dia
1,1 milhão/mês