Guia para viajar sem sair da poltrona | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
37024 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Biblioteca Básica

Quarta-feira, 15/10/2003
Guia para viajar sem sair da poltrona
Adriana Baggio

+ de 4700 Acessos

Estaria sendo muito pretensiosa se ousasse indicar os dez livros mais importantes que alguém deve ler. A quantidade de obras consagradas e novas é tão grande que seria impossível, mesmo para um leitor que só fizesse isso na vida, selecionar as primeiras entre todas as que existem. Justamente pela quantidade e variedade de títulos é importante que, em determinado momento da vida, a gente possa contar com uma espécie de guia, alguém que já tenha lido muito e que possa orientar: isso vale a pena, isso não. É como se você fosse à Europa com tempo limitado. Para aproveitar bem a viagem, seria legal poder contar com as indicações de alguém que tenha os mesmos interesses que você, que saiba o que realmente vale a pena ser visto. Mas reservar um tempo para fazer as suas próprias descobertas também é importante. O gosto e a afinidade das pessoas é diferente. O que é bom para mim, pode não ser bom para você.

O meu orientador nessa viagem foi um professor, como é muito comum acontecer. Pessoas que têm a sorte de contar com professores capazes, generosos e interessantes normalmente tomam atalhos para as melhores obras literárias, de arte, música, cinema, etc. O meu guia nesse caminho foi Cristóvão Tezza, que além de ótimo professor, é um escritor fantástico. Lembro que, nos primeiros dias de aula, ele passou uma lista enorme com sugestões de livros. A gente tinha que escolher um deles e apresentar um seminário, uma performance, não lembro direito. O que é importa é que, mais do que um roteiro para uma atividade didática, aquela lista foi um guia para algumas das minhas escolhas literárias. Sempre fui uma leitora voraz, e aquele index do bem só fez canalizar essa vontade para boas leituras.

No entanto, não acho que as leituras de lazer ou aquelas consideradas superficiais devam ser deixadas de lado. Existe momento para tudo. Fazer da leitura um programa de lazer é uma coisa deliciosa. Um livro que consegue fazer a pessoa deixar de comer, dormir e ir ao banheiro tem seus méritos. É por isso que começo minhas sugestões não com um livro, mas com a obra de Agatha Christie. Muita gente torce o nariz para o gênero de mistério, policial ou suspense, como se a leitura fácil e de lazer não valesse à pena. Não é porque os livros de Agatha Christie são agradáveis que são superficiais. Só não se aprofunda quem não quer. A autora escreveu do início do século XX até 1970. Ler seus livros é acompanhar a decadência do conservadorismo inglês e a tentativa de manter a imponência e o glamour de uma instituição tão deslocada como a monarquia.

É o início do século XX, mais precisamente a década de 1920, e também a Inglaterra, o tempo e cenário de outro romance marcante para mim: Contraponto, de Aldous Huxley. Bastante conhecido pela ficção científica e pelas experiências psicodélicas, nesse livro o autor retrata temas mais cotidianos. Aborda os conflitos dos relacionamentos humanos e também faz uma crítica à sociedade inglesa da época. Folhas secas também segue na mesma linha, e prova a pluralidade desse escritor.

Na minha lista de indicações não pode faltar Dorothy Parker. Frágil e corajosa ao mesmo tempo, ela soube rir da condição feminina na primeira metade do século XX, sem delicadeza nem pudor. Seus contos são irônicos, sarcásticos e divertidos, mas ao mesmo tempo deprimentes e realistas. Não tem mulher que não se identifique com alguns dos comportamentos ridículos retratados por ela. Uma coletânea, Big Loira e outras histórias, reúne o melhor de Dorothy Parker.

Entre os nacionais, colocaria Rubem Fonseca e Nelson Rodrigues. Os dois, cada uma à sua maneira, retratam o podre da sociedade. Nelson Rodrigues colocou em prática, através de seus personagens, todas aquelas coisas que Freud falou sobre nós e que odiamos admitir. Exagerado, talvez. Mas como temos um lado podre, que adora o escatológico, o sórdido e a tragédia, através de Nelson Rodrigues sublimamos nossos desejos inconfessáveis e nos tornamos aptos para a vida em sociedade. Rubem Fonseca também aborda a banda podre, mas seu foco é mais aberto. Se Nelson mostra o lado interior, Rubem desnuda o materialismo, o submundo, o crime, a podridão exterior.

Tem um livro que parece não envelhecer: A arte da sabedoria mundana: um oráculo de bolso, de Baltasar Gracián. Ele era um padre, viveu na corte, e observando as situações pode compilar uma espécie de manual de conduta para a vida social, política e para os negócios. Incrível a sensatez e a visão desse homem. É um livro para ler inteiro, uma vez, e depois deixar bem à mão, para consultas periódicas.

Entre os clássicos, coloco Victor Hugo. A trajetória do escritor, do conforto da burguesia à revolta contra a política monarquista, se expressa em sua obra. Um de seus livros, Os trabalhadores do mar, mostra o orgulho, a determinação e a força de um homem que, como os rochedos, permanece firme apesar das ondas, mas traz em sua vida as marcas deixadas pelo vai e vem das marés.

Especialmente para as mulheres, é interessante ler Simone de Beauvoir. Ela viveu, com Sartre, um relacionamento "aberto", onde ambos tinham o direito de manter relações extraconjugais. As sensações da autora em relação a essa situação estão apresentadas em A convidada, um romance que tem muito de autobiográfico. Simone de Beauvoir foi uma das precursoras do feminismo. No entanto, ao ter o direito de agir como os homens em uma época em que o adultério era inadmissível para as mulheres, Beauvoir antecipou um dos conflitos que o sexo feminino teria que resolver mais tarde, não só em relação ao amor, mas também aos papéis sociais: até que ponto compensa ser como os homens? Não seria melhor admitir as diferenças e exigir respeito a elas?

A França, como espaço, e a década de 1920, como tempo, parecem ser a combinação perfeita para a produção de bons livros. Hemingway viveu na França por essa época e o seu dia-a-dia é retratado nos contos de Paris é uma festa. Mesmo para quem nunca esteve na cidade, é fácil visualizar os locais por onde o autor passeia, as lojas, as livrarias, os cafés.

E por falar em passear por locais e épocas onde nunca estivemos, encerro minha lista com On the road, de Jack Kerouac. Esse livro é um hit entre estudantes de comunicação. Acho que todo mundo, em algum momento da vida, pensou em largar tudo e sair por aí, sem destino. Se a idade, o conforto e as responsabilidades fizeram você perder a coragem, aventure-se de forma segura com o livro de Kerouac. As passagens sobre os bares do sul dos Estados Unidos onde os negros tocavam jazz quase faz com que você sinta-se lá, de corpo e alma.

Se ler é viajar por épocas, lugares e pensamentos desconhecidos, fica aqui uma sugestão de roteiro. Quando a grana anda curta, apele para os livros nas horas de lazer. De quebra, você aumenta seu vocabulário, exercita o cérebro e ainda pode impressionar os amigos com descrições de lugares onde nunca esteve.


Adriana Baggio
Curitiba, 15/10/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Twitter: A Crítica Como Vocação de Regina Lacerda
02. Tua melhor palavra ou teu melhor silêncio de Verônica Papoula Mendes
03. Uma literatura de sangue, suor, lágrimas e idéias de Jonas Lopes


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2003
01. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
02. Aventuras pelo discurso de Foucault - 30/1/2003
03. Carga mais leve para Pedro e Bino - 8/5/2003
04. Apesar da Barra, o Rio continua lindo - 9/1/2003
05. Encontro com o peixe-boi - 16/1/2003


Mais Especial Biblioteca Básica
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ONZE MINUTOS
PAULO COELHO
ROCCO
(2003)
R$ 7,19



DRINK UP! - LEVEL A1
KAREN HOLMES
CAMBRIDGE DISCOVERY EDUCATION
(2014)
R$ 11,00



OTO - RINO-LARINGOLOGIA PRÁTICA 2ª EDIÇÃO
CAPISTRANO PEREIRA
GUANABARA
(1948)
R$ 87,54



79 PARK AVENUE
HAROLD ROBBINS
RECORD
(1955)
R$ 7,00



AS JOIAS DE MANHATTAN
CARMEN REID; MAURA PAOLETTI
BERTRAND BRASIL
(2012)
R$ 10,00



OS IMPRESSIONISTAS - GAUGUIN (ARTES PLÁSTICAS)
DANIEL WILDENSTEIN/RAYMOND GOGNIAT
TRÊS
(1973)
R$ 18,00



ENSAIOS DE SOCIOLOGIA
MAX WEBER
GUANABARA
(1982)
R$ 25,00



A GAIOLA DAS ÁGUIAS
JAMES FOLLETT
RECORD
(1994)
R$ 19,90
+ frete grátis



OURO DE INCONFIDÊNCIA
GLADSTON MAMEDE
LONGARINA
(2018)
R$ 17,00



GENTE COMO A GENTE
JUDITH GUEST
RECORD
(1980)
R$ 7,90





busca | avançada
37024 visitas/dia
1,4 milhão/mês