Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume | Daniel Aurelio | Digestivo Cultural

busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar
>>> Entrevista com Jacques Fux, escritor e acadêmico
>>> Nuno Ramos, poesia... pois é
>>> Literatura e interatividade: os ciberpoemas
>>> O Valhalla em São Paulo
>>> Por dentro do Joost: o suco da internet com a TV
Mais Recentes
>>> Direito Romano - Vol. II de José Carlos Moreira Alves pela Forense (2003)
>>> Divinas Desventuras: Outras Histórias da Mitologia Grega de Heloisa Prieto pela Companhia das Letrinhas (2011)
>>> Le Nouveau Sans Frontières 1 - Méthode de Français de Philippe Dominique e Jacky Girardet e Michele Verdelhan e Michel Verdelhan pela Clé International (1988)
>>> Sobrevivência de Gordon Korman pela Arx Jovem (2001)
>>> Ética Geral e Profissional de José Renato Nalini pela Revista dos Tribunais (2001)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Abril (1982)
>>> O Menino no Espelho de Fernando Sabino pela Record (2016)
>>> Labirintos do Incesto: O Relato de uma Sobrevivente de Fabiana Peereira de Andrade pela Escrituras-Lacri (2004)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Círculo do Livro (1975)
>>> Ponte para Terabítia de Katherine Patersin pela Salamandra (2006)
>>> O Desafio da Nova Era de José M. Vegas pela Ave-Maria (1997)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1970)
>>> Trabalho a Serviço da Humanidade de Escola Internacional da Rosa Cruz Áurea pela Rosacruz (2000)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ensinando a Cuidar da Criança de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Ensinando a Cuidar da Mulher, do Homem e do Recém-nascido de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Luxúria Encadernado de Judith Krantz pela Círculo do Livro (1978)
>>> Fundamentos, Conceitos, Situações e Exercícios de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Personality: How to Unleash your Hidden Strengths de Dr. Rob Yeung pela Pearson (2009)
>>> Um Mês Só de Domingos de John Updike pela Record (1975)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Caravanas de James Michener pela Record (1976)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> Deus Protege os Que Amam de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1977)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> O Quarto das Senhoras de Jeanne Bourin pela Difel (1980)
>>> Beco sem Saída de John Wainwright pela José Olympio (1984)
>>> Casais Trocados de John Updike pela Abril (1982)
>>> O Hotel New Hampshire Encadernado de John Irving pela Círculo do Livro (1981)
>>> As Moças de Azul de Janet Dailey pela Record (1985)
>>> Amante Indócil Encadernado de Janet Dailey pela Círculo do Livro (1987)
>>> A Rebelde Apaixonada de Frank G. Slaughter pela Nova Cultural (1986)
>>> Escândalo de Médicos de Charles Knickerbocker pela Record (1970)
>>> A Turma do Meet de Annie Piagetti Muller pela Target Preview (2005)
>>> O Roteiro da Morte de Marc Avril pela Abril (1973)
>>> Luz de Esperança de Lloyd Douglas pela José Olympio (1956)
>>> Confissões de Duas Garotas de Aluguel de Linda Tracey e Julie Nelson pela Golfinho (1973)
>>> Propósitos do Acaso de Ronaldo Wrobel pela Nova Fronteira (1998)
>>> Olho Vermelho de Richard Aellen pela Record (1988)
>>> A Comédia da Paixão de Jerzy Kosinski pela Nova Fronteira (1983)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Böll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> O Caminho das Estrêlas de Christian Signol pela Círculo do Livro (1987)
>>> Longo Amanhecer de Joe Gores pela Best-seller (1988)
>>> As Damas do Crime de B. M. Gill pela Círculo do Livro (1986)
>>> Os Melhores Contos de Alexandre Herculano de Alexandre Herculano pela Círculo do Livro (1982)
COLUNAS

Sexta-feira, 30/1/2004
Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume
Daniel Aurelio

+ de 11900 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Tenho a convicção de que são três as séries de livros clássicas para a formação do jovem brasileiro: a "Primeiros Passos", da Editora Brasiliense; a "Para Gostar de Ler" e a "Vaga-lume", da Ática. Ocupam encorpado espaço na estante, apesar de estarem, constantemente, em muitas das minhas trips nostálgicas.

A série "Primeiros Passos" (que homenageei em texto especial para o IG nas comemorações dos 60 anos da Brasiliense) não chega a ser propriamente uma coleção infanto-juvenil, mas contribui para preservar, com uma simbiose ímpar de escrita leve e rigor teórico, os fundamentos da ciência, arte, filosofia, religião e cultura. Conhecimento que deveria fazer parte do cardápio básico do adolescente brasileiro tivesse o nosso sistema educacional um mínimo de dignidade.

"Para Gostar de ler", por sua sorte, cumpre papel similar, porém no campo literário, apresentando ao leitor em modelagem alguns dos grandes autores da literatura mundial, em contos ótimos, significativos e palatáveis. Conheci Guimarães Rosa e seu "A terceira margem do rio" no volume 10 da coleção. A minha edição possuía uma pequena entrevista com os autores, algumas delas composições in memoriam. Em outras, aprendi a "gostar de ler" o humor malandro e cínico de Stanislaw Ponte Preta. Que outra série juntaria, num mesmo exemplar, personalidades das letras tão distintas e talentosas?

A mais controversa, talvez por isso tão lida, é a série "Vaga-lume"; são mais de duas décadas cindindo educadores e especialistas em literatura. Também causa espécie nas bibliotecas públicas. Não fiz qualquer levantamento oficial, mas seguramente estão entre os livros mais registrados em listas de empréstimos. A quantidade de atrasos e apropriação indevida deles não deve ser menor.

O segredo não é nenhuma fórmula mirabolante. Quem desenvolveu seu projeto não padecia do espírito caótico do corpo diretivo da CBF. É a lógica da simplicidade. Simplicidade de um Guimarães Rosa, que usou da criatividade para chegar o mais próximo da força emocional das expressões corriqueiras. O óbvio e o sintético estão aí para nos livrar dos desvios de trajetória da arte (vide modernismo estapeia Bilac, punk deflora o progressivo, etc.). A "Vaga-lume" é isso: o recanto do singelo.

O ritmo é de thriller e os protagonistas são jovens envoltos em algum tipo de mistério. Existem algumas exceções, menos frenéticas e mais dramáticas. É recorrente o adolescente em contato com o meio urbano; e com ele suas desigualdades, idiossincrasias e alma agridoce. Algum equívoco ou certo ar inverossímil escapa (impossível agradar sempre); natural que existam oscilações de inspiração em uma série tão extensa e antiga. Acusar a "Vaga-lume" de coletânea de temas rasteiros turbinados pelo pique de aventura, entretanto, é cair na periculosidade intempestiva da pré-noção.

Fixar-me-ei no meu vaga-lume predileto: Tonico, de José Rezende Filho, em nenhuma instância pode ser taxado de uma trama escapista; nele, além da bela amizade e cumplicidade de Tonico e Carniça, podemos observar as relações sociais em sua verdade. O pernambucano Rezende Filho (falecido em 1977) deixa de lado o jeito marxista-ortodoxo de entender o mundo, com aquelas enfadonhas e ingênuas divisões macro da sociedade reguladas por aspectos exclusivamente econômicos: os ricos (burgueses maus), pobres (vítimas dos primeiros) e no meio, como estorvos a boiar anêmicos, a classe média.

Evidente que dá nojo ver celebridades e suas jóias alugadas na Ilha de Caras com tanta miséria, e ninguém duvida de que os tomos d'O Capital formem a mais aguçada e precisa análise do capitalismo de todos os tempos. Mas daí a propor uma linearidade, comportamental até, é dose. E Rezende Filho dribla, com astúcia, a saída fácil do maniqueísmo para o cenário de pobreza que cerca a enlutada família de Tonico e, na outra ponta, o menino do espírito livre Carniça. Preconceitos, intrigas, moralismo, servilismo, injustiças, cumplicidade e malandragem. Nada difere, portanto, dos sentimentos que os ricos nutrem de si e dos seus. A diferença está no estômago.

Congele a última frase. O dilema de Tonico começa aqui.

É a estética da fome de Glauber Rocha sem militância. Tonico perdeu o pai, e deveria assumir seu posto no provimento da casa. Precisava "virar homem", ainda que não passasse de um meninote. E o Carniça (garoto andante, desprendido e bom de bola), visto com péssimos olhos pela sua mãe, tornava-se, de certo modo, sua figura paterna. O modelo masculino, apesar de terem quase a mesma idade. O que Tonico precisava ser, Carniça já era. Dono do seu destino e de alguns péssimos hábitos, como o de sorver nicotina em um cilindro. Não disse nada sobre o livro, e já foi desenhado meia dúzia de perspectivas divergentes dentro da mesma esfera de convívio, sem que fosse apontado ou induzido o "caminho certo".

Tonico não é nem a loirice saltitante de Xuxa e genéricos, nem professa a lista de boas maneiras do palhaço Carequinha. Não é a MTV, nem os diretórios acadêmicos de faculdade. Rezende versa sobre a falta, mas não faz uma busca ferrenha por ela; apenas narra o desenrolar de uma vida humana, ponderando excessos e florescendo poesia de trivialidades. O livro é, sem dúvida, um dos momentos mais felizes da literatura infanto-juvenil do Brasil.

E não é um título menor da série. Divide com A Ilha Perdida, Os barcos de papel, Mistério do Cinco Estrelas e o belíssimo Meninos Sem Pátria, o posto de maior êxito comercial da Vaga-lume.

Sinceramente, se topar com seu filho de doze ou treze anos com um desses, anime-se. É uma boa pedida, embora não creia que o hábito da leitura, por si e indiscriminado, vá transformar o planeta e tal. Conheço amigos que entre Paulo Coelho, Zibia Gasparetto e Veríssimo, já passaram dos 200 livros lidos, números muitos superiores à média da população. E não saíram disso. E tem também os "filósofos", que devoraram tantos Morus, Hobbes, Pascal e Voltaire que esqueceram de que havia vida para além da caverna. Acabaram tragados para dentro das suas páginas.

Fortalecer o senso crítico. Diversificar. Escolher o caminho menos usual, para depois voltar aos trilhos. Chuva e sol. Saber sem crises, divertida e nada banal aventura. Pois deixe o moleque ler em paz.

São esses que, no futuro, lerão Marx sem cabrestos e Maiakóvski sem afetações.

Para ir além






Daniel Aurelio
São Paulo, 30/1/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Famílias terríveis - um texto talvez indigesto de Ana Elisa Ribeiro
02. Do canto ao silêncio das sereias de Cassionei Niches Petry
03. A barata na cozinha de Luís Fernando Amâncio
04. O tigre de papel que ruge de Celso A. Uequed Pitol
05. Nobel, novo romance de Jacques Fux de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Daniel Aurelio
Mais Acessadas de Daniel Aurelio em 2004
01. Canto Infantil Nº 3: Série Vaga-lume - 30/1/2004
02. Max Weber desencantado - 2/4/2004
03. Aina: dos álbuns conceituais até a ópera-rock - 6/8/2004
04. Laymert politizando novas tecnologias - 12/3/2004
05. Romaria e prece em Guatapará - 20/2/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/11/2008
14h21min
Quando o cinema nacional vai descobrir o tesouro que é a série Vaga-Lume? Quem não gostaria de ver um filme do seu livro favorito da série? Um abraço.
[Leia outros Comentários de Sebastião Pereira]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A GUERRA E A PAZ
BRIGITTE LABBÉ E MICHEL PUECH
SCIPIONE
(2002)
R$ 9,00



DANUZA TODO DIA
DANUZA LEÃO
SICILIANO
(1994)
R$ 7,00



A SINGULAR HISTÓRIA DE PETER SCHLEMIHL/O TRAJE FAZ O HOMEM/ROMEU E JULIETA NA ALDEIA (LITERATURA ALEMÃ)
CHAMISSO E GOTTFRIED KELLER
EDIOURO
(2003)
R$ 8,00



O AMULETO - O GUARDIÃO DA PEDRA - LIVRO 1
KAZU KIBUISHI
FUNDAMENTO
(2017)
R$ 44,80



QUAL A DIFERENÇA?
JOHN GREEN
MATRIX
(2009)
R$ 15,00



CAMINHOS NOVOS EM VELHOS RUMOS
ERLINDO SALZANO
MARTINS
(1966)
R$ 20,00



BÍBLIA SAGRADA: COMEMORATIVA DO SESQUICENTENÁRIO DA CHEGADA ...
VARIOS AUTORES
IGREJA PRESBITERIANA
(2009)
R$ 7,00



WORLD FILM LOCATIONS- LONDON
NEIL MITCHELL
CHICAGO UNIVERSITY
(2011)
R$ 65,00
+ frete grátis



VOCABULÁRIO BÁSICO DE MEIO AMBIENTE
IARA VEROCAI DIAS MOREIRA
FEEMA - RJ
(1990)
R$ 17,00



DA GEHT KAFKA
JOHANNES URZIDIL
DTV
(1966)
R$ 29,00





busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês