Mino Carta e o romance de idéias | Fabio Silvestre Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
61534 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Rodolpho Parigi participa de live da FAAP
>>> Para fugir de ex-companheiro brasileira dá volta ao mundo com pouco dinheiro
>>> Zé Guilherme encerra série EntreMeios com participação da cantora Vania Abreu
>>> Bricksave oferece vistos em troca de investimentos em Portugal
>>> Projeto ‘Benzedeiras, tradição milenar de cura pela fé’ é lançado em multiplataformas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
>>> Eddie Van Halen (1955-2020)
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Vandalizar e destituir uma imagem de estátua
>>> Partilha do Enigma: poesia de Rodrigo Garcia Lopes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
Colunistas
Últimos Posts
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
>>> Van Halen no Rock 'n' Roll Hall of Fame
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
Últimos Posts
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
>>> Perplexo!
>>> Orgulho da minha terra
>>> Assim ainda caminha a humanidade
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Ser intelectual dói
>>> Simone de Beauvoir: da velhice e da morte
>>> Alice in Chains, Rainier Fog (2018)
>>> Distribua você também em 2008
>>> A proposta libertária
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> As fronteiras da ficção científica
>>> Cebrián sobre o fim
Mais Recentes
>>> Revista Mente e Cérebro – AnoXVI – Nº 197 – As 5 Idades do Cérebro de Vários Autores pela Duetto (2009)
>>> Poder, Política e Partido de A. Gramsci pela Brasiliense (1992)
>>> Gramsci : Cem anos de um pensamento vivo - coleção P&T de J. Luiz Marques e Luiz Pilla Vares (Orgs.) pela Palmarica (1991)
>>> Memórias da Resistência de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2019)
>>> Supercapitalismo Como o capitalismo tem transformado os negócios, a democracia e o cotidiano de Robert B. Reich pela Campus (2008)
>>> Marx Engels - História -Coleção Grandes Cientistas Sociais 36 de Florestan Fernandes (Org.) pela Ática (1983)
>>> Começo de Conversa – Orientação Sexual de Osny Telles Marcondes Machado pela Saraiva (1996)
>>> Ciclos de Formação Proposta Político-Pedagógica da Escola Cidadã - Cadernos Pedagógicos 9 de Vários Autores pela SmedPoA (1999)
>>> Ciclos de Formação Proposta Político-Pedagógica da Escola Cidadã - Cadernos Pedagógicos 9 de Vários Autores pela SmedPoA (1996)
>>> A dieta dos 17 dias Um método simples para perder barriga de Mike Moreno pela Sextante (2011)
>>> O Especialista em Educação na Perspectiva da Escola Cidadã - Cadernos Pedagógicos 10 de Vários Autores pela SmedPoA (1996)
>>> Dez Leis Para Ser Feliz - Ferramentas par se apaixonar pela vida de Augusto Cury pela Sextante (2008)
>>> Projeto Revista de Educação – Nº 1 - Ano 1 de Vário Autores pela Projeto (1999)
>>> O Carvalho de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2020)
>>> Dicionário do Pensamento Marxista de Tom Bottomore - Editor pela Jorge Zahar (2001)
>>> Um tango para 5 Rainhas de Jony Wolff pela Edição do autor (2018)
>>> O Carvalho de Jorge Carvalho do Nascimento pela Criação (2020)
>>> Os Clássicos da Política vol. 1- Mquiavel-Hobbes-Montesquieu- Rousseau de Francisco C. Welfort (Org.) pela Ática (2006)
>>> Nacionalismos - O estado nacional e o nacionalismo no século XX de Montserrat Guibernau pela Jorge Zahar (1997)
>>> Bibliografia Estudos Sobre Violência Sexual Contra a Mulher:1984-2003 de Kátia Soares Braga - Elise Nacimento (Orgs.) pela Letras Livres - UNB (2004)
>>> O reino de James T. harman pela Restauração (2013)
>>> A importancia da cobertura de Lance Lambert pela Classicos (2013)
>>> O Reino Entre Nós de Não Informado pela O Lutador
>>> Como Realizar a Aprendizagem de Robert M. Gagné pela Mec (1974)
>>> Yoga para a Saúde do Ciclo Menstrual de Linda Sparrowe/ Patrícia Walden pela Pensamento (2004)
>>> Pequenos Segredos da Arte de Escrever de Luiz A. P. Victoria pela Ouro (1972)
>>> Deus Cristo e Caridade Reformador Revista de Espiritismo Cristão de Federação Espírita pela Federação Espírita (1988)
>>> Deus Cristo e Caridade Reformador Revista de Espiritismo Cristão de Federação Espírita pela Federação Espírita (1989)
>>> Paca, Tatú...Contos Infantis de Malba Tahan pela Cruzada da Boa Imprensa (1939)
>>> A Marquesa de Reval de May Logan pela Anchieta (1944)
>>> Camilo Compreendido Tomo 1 e 2 de Gondim da Fonseca pela Martins (1953)
>>> Técnicas de Yoga de Dr.M.L.Gharote pela Phorte (2007)
>>> A Essência da Alma de Sônia Tozzi (psicografia) pela Lúmen (2006)
>>> Minutos de Oração de Legrand (coord) pela Soler (2007)
>>> A Norma Jurídica de Tercio Sampaio Ferraz Jr. E Outros pela Freitas Bastos (1980)
>>> Le Bateau Ivre Análise e Interpretação de Augusto Meyer pela São José (1955)
>>> Franz Kafka Os Filhos Rossmann Bendemann e Samsa de Ruth Cerqueira de Oliveira Röhl pela Universidade de São Paulo (1976)
>>> Fios de Ariadne - Ensaios de interpretação marxista de Centro de Estudos Marxistas pela Universidade de Passo Fundo (1999)
>>> Três Momentos Poéticos de Nelly Novaes Coelho pela Conselho Estadual de Cultura
>>> A Luz Perdida de Murillo Araujo pela Pongetti (1952)
>>> História e Consciência Social de Leôncio Basbaum pela Globo (1985)
>>> Dostoievsky de David Magarshack pela Aster
>>> Asanas de Swami Kuvalayananda pela Phorte (2009)
>>> A Ciência do Yoga de J.K.Taimni pela Teosófica (2006)
>>> Osso no seu Osso indo além da imitação de cristo de F. j. Huegel pela Restauração (2019)
>>> 100 Kixti (estórias) Tukano de Eduardo Lagório (Coord) pela Fundação Nacional do índio (1983)
>>> O corpo de Cristo uma realidade de Watchman nee pela Clássicos (2006)
>>> Vamos Praticar Yoga? Yoga para Crianças, Pais e Professores de Maria Ester Azevedo Massola pela Phorte (2008)
>>> Revisa-nos novamente de Frank viola pela Restauração (2017)
>>> Os Jardins da Psicologia Comunitária de Israel Rocha Brandão / Zulmira Áurea (orgs.) pela Ufc (1999)
COLUNAS

Terça-feira, 4/5/2004
Mino Carta e o romance de idéias
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 3700 Acessos

Mino Carta é um dos jornalistas mais talentosos de sua geração. Sua trajetória, que às vezes se confunde com a história do jornalismo brasileiro a partir dos anos 50, é marcada pelos veículos que criou, como as revistas Veja, Isto é, Quatro Rodas e mais recentemente Carta Capital, onde comanda uma das melhores Redações do País. Não obstante a isso, seu nome está sempre ligado à polêmica, seja porque tem fama de irascível, com direito a rompantes de ódio, seja porque busca uma postura independente para sua publicação, o que acaba destoando da versão oficial que boa parte dos jornais adota. Somados, esses dois elementos são capazes de causar estragos inimagináveis. Tanto é assim que, da ocasião do lançamento do seu primeiro livro - O Castelo de Âmbar -, não houve jornal da chamada grande imprensa que fizesse resenha ou crítica de seu livro. Ignoraram-no, simplesmente. O motivo, não poderia ser diferente, era o conjunto de revelações bombásticas travestidas de ironia que deixaram os publishers e os políticos em polvorosa, como o trecho que segue: "A presença de profissionais competentes, de grandes jornalistas respeitados pelas redações, atrapalha a sucessão no feudo e compromete os interesses de quem manda, na instância intermediária e suprema. Reparem: a nossa imprensa serve ao poder porque o integra compactamente, mesmo quando, no dia-a-dia, toma posições contra o governo ou contra um ou outro poderoso".

Agora, o jornalista, escritor e artista plástico (sim, ele também é pintor; já expôs no MASP e na Europa) lança A sombra do silêncio (W11 Editores), a continuação das memórias do jornalista Mercúcio Parla, o alter-ego de Mino Carta. Nessa "seqüência", no entanto, nota-se uma vital diferença em relação ao primeiro livro: as revelações que seguem pertencem mais à esfera sentimental, sendo pontuadas por passagens da vida política e social de Mercúcio Parla. Desse modo, ao mesmo tempo em que o leitor conhece as aventuras e desventuras amorosas do jovem jornalista os bastidores da política e da sociedade aparecem como pano de fundo.

Contudo, quem imagina que o livro se resume ao umbiguismo (hoje em moda, nos blogs) e ao denuncismo descarado (que também está em voga na "literatura") se engana. Isso porque A sombra do silêncio não é jornalismo, apesar de ter sido escrito pela Olivetti de um jornalista. É um romance. Nele, o autor embaralha alguns acontecimentos históricos, como a Ditadura, com as memórias afetivas de Mercúcio, dando ênfase à presença de Core Mio, que surge personagem essencial para o livro.

Assim, a hipótese de que o romance poderia ser contaminado pela linguagem jornalística (a saber, fatos e acontecimentos contados segundo a ótica do autor) é descartada logo no início da obra, quando o narrador descreve um sonho que nos leva até a mente de Mercúcio: "Quando soube que cariátides têm cócegas, era tarde, o prédio ruiu. Madrugada, caminhava de ouvido posto nos seus próprios passos e pensamentos, e as cariátides desfilavam ao longo das calçadas, músculos de pedra retesados no esforço de manter de pé os palácios senhoriais. Inquietava-o uma irritação ardida e difusa, aparentemente sem explicação, e lhe deu na veneta reagir com um gesto de escárnio. Sentia-o inócuo, porém necessário [...] Achou-se na última fileira de uma sala de aulas do tamanho de um auditório. Lá no fundo, do alto da cátedra, o mestre transmitia o seu saber, e ele percebeu o motivo de sua irritação. Quanto ao enredo vivido pouco antes, não sabia se fora cochilo ou vigília."

Com efeito, as referências aos sonhos de Mercúcio são os condutores da narrativa. Afora isso, o autor pontua o romance com notas sobre suas impressões que também ligam um capítulo ao outro. Em alguns comentários, surge a figura de seu interlocutor imaginário, ao qual ele chama de Honest Cassius: "Honest Cassius, como evitá-lo? O golpe, inexorável, uma tragédia talvez muito maior do que sei e posso perceber. Primeiro vêm os oligarcas, os senhores feudais, vassalos da metrópole, o Império do Ocidente, Samueland que divide o mundo com o Império do Oriente, travam uma guerra de pequenas guerras, aqui e acolá. Aqui, e agora, a operação preventiva". No romance, Mino Carta não se refere aos fatos de forma objetiva - ou seja, o leitor não encontrará referências diretas ao Golpe de 64 tampouco sobre a Guerra Fria. Antes, faz uso de inúmeras alegorias e da estilística para dar contorno ficcional aos acontecimentos reais. É dessa forma, e com uma boa dose de ironia, que são narradas as inquietações do jovem Mercúcio Parla: "Que faço eu na Faculdade de Leis Inúteis? Por que caí nessa? Falta de rumo, de propósito. De vergonha... Um barco de pesca ao largo da Escócia, no inverno, de madrugada, em meio à névoa e sem apito, enxerga melhor que eu. [...] Jornalismo, por quê? É minha vocação? Reportagem não é bizarria, ou não deveria ser... Mas, será preciso ter uma vocação?".

Para o bem e para o mal, Mino Carta não sucumbe à onda de didatismo que parece ser a nova tônica das letras por estas plagas. Faz do estilo um exercício, mas não pára por aí. Isso porque, para além do domínio da técnica escrita, o autor faz um romance em que há idéias e não apenas estilo; questionamento e não somente digressão; forma e não só conteúdo. E é o que o leitor percebe quando entende que a raiz das indagações é mais explícita do que os sonhos de Mercúcio supõem: "Aonde me levam estes passos? Para dentro de mim mesmo, sem chegar jamais ao castelo de âmbar".

Os detalhes que compõem A sombra do silêncio são tão variados quanto bem articulados. Obedecendo a uma coerência notável, a obra caminha entre o fato e a ficção, extraindo do primeiro o tema e do segundo o contorno. Desse modo, mais que polêmicas sobre política ou revelações bombásticas sobre o jornalismo brasileiro, a obra busca respostas às inquietações perenes tanto das personagens como do autor.

Para ir além






Fabio Silvestre Cardoso
São Paulo, 4/5/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. Super-heróis ou vilões? de Cassionei Niches Petry
03. Simone Weil no palco: pergunta em forma de vida de Heloisa Pait
04. 4 livros de 4 mulheres para conhecer de Ana Elisa Ribeiro
05. Quem é o abutre de Marta Barcellos


Mais Fabio Silvestre Cardoso
Mais Acessadas de Fabio Silvestre Cardoso em 2004
01. Desonra, por J.M. Coetzee - 21/12/2004
02. Teoria da Conspiração - 10/2/2004
03. Cem anos de música do cinema - 8/6/2004
04. Eleições Americanas – fatos e versões - 9/11/2004
05. Música instrumental brasileira - 12/10/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ONZE MINUTOS
PAULO COELHO
ROCCO
(2003)
R$ 7,50



PAI, VOCÊ É MUITO MAIS DO QUE UM AMIGO!
IAN BRUCE
UNIVERSO DOS LIVROS
(2011)
R$ 12,00



POESIAS E SENTENÇAS DE D. FRANCISCO DE PORTUGAL , 1º CONDE DE ...
VALÉRIA TOCCO
COMISSÃO NACIONAL
(1999)
R$ 37,20



EDUCAÇÃO MUSICAL PARA 1ª A 4ª SÉRIE - NEREIDE SCHILARO SANTA ROSA (EDUCAÇÃO MUSICAL)
NEREIDE SCHILARO SANTA ROSA
ÁTICA
(1990)
R$ 40,00



MEU DIA-A-DIA
MARISA RAJA GABAGLIA
JOSÉ OLYMPIO
(1976)
R$ 7,48



GEOGRAFIA - ONTEM E HOJE ( 8 ANO )
EUSTÁQUIO DE SENE E JOÃO CARLOS MOREIRA
SCIPIONE
(2009)
R$ 85,00



QUEM ME DERA
ANA MARIA MACHADO
ÁTICA
(2010)
R$ 32,50



CATÁLOGO DAS ÁRVORES NATIVAS DE MINAS GERAIS
ARY T. OLIVEIRA FILHO
UFLA
(2006)
R$ 48,90



A FLOR E O ESTANDARTE
IBIAPABA MARTINS (AUTOGRAFADO)
ED. DO ESCRITOR
(1975)
R$ 7,00



COMPRAMOS UM ZOOLÓGICO
BENJAMIN MEE
OBJETIVA
(2011)
R$ 5,00





busca | avançada
61534 visitas/dia
2,1 milhões/mês