E-mail (devassado) para meu filho | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
45137 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Circomuns Com Circo Teatro Palombar
>>> Prêmio AF de Arte Contemporânea abre inscrições para a edição comemorativa de 10 anos
>>> Inscrições abertas para o Prêmio LOBA Festival: objetivo é fomentar o protagonismo de escritoras
>>> 7ª edição do Fest Rio Judaico acontece no domingo (16 de junho)
>>> Instituto SYN realiza 4ª edição da campanha de arrecadação de agasalhos no RJ
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Micronarrativa e pornografia
>>> Os dois lados da cerca
>>> A primeira vez de uma leitora
>>> Se eu fosse você 2
>>> Banana Republic
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Construção de um sonho
>>> Quem é mesmo massa de manobra?
>>> A crise dos 28
Mais Recentes
>>> O que é Música de J. Jota de Moraes pela Brasiliense (1983)
>>> Para os Filhos dos Filhos dos Nossos Filhos de José Pacheco pela Papirus (2008)
>>> Liderando Crianças com Excelêcia de Márcia S.Ribeiro pela Videira (2008)
>>> Linguagem e Escola: Uma Perspectiva Social de Magda Soares pela Atica (1986)
>>> Regras Oficiais De Voleibol de Vários Autores pela Nd-sprint (1998)
>>> Mãozinhas Pequeninas: Toque e Sinta: Animais de Vários Autores pela Yoyo Books (2018)
>>> Uniforme de Tino freitas & Renato Moriconi pela Gato Leitor (2019)
>>> Musica Popular: Um Tema Em Debate de José Ramos Tinhorão pela 34 (1997)
>>> Atlas Geografico Do Estudante de Rosa Vaz pela Ftd (2016)
>>> Siga O Caminho. Pelo Mundo de Craig Shuttlewood pela Girassol (2014)
>>> A Festa Da Insignificancia de Milan Kundera pela Companhia Das Letras (2013)
>>> Contos 1ª edição. de Guy de Maupassant tradução de Mário Quintana pela Globo (1958)
>>> Só Concursos de Vários Autores pela Dcl (2007)
>>> Quem Sou Eu? de Richard Walker pela Girassol (2012)
>>> O Eu Dividido - Estudo Existencial da Sanidade e da Loucura de R.D. Laing pela Vozes (1978)
>>> Marketing Internacional de Philip R. E John L. Graham pela Ltc (2001)
>>> O Poder de Cura de Vitaminas, Minerais e Outros Suplementos de Leslie Anders, Robert A. Barnett e Jeanine Barone pela Readers Digest (2001)
>>> IV Mostra de Pesquisa em Educação de Vários Autores pela Fapesp (2006)
>>> El Gótico de Rolf Toman pela Konemann (1998)
>>> Holy Blood, Holy Grail: The Secret History Of Jesus, The Shocking Legacy Of The Grail de Michael Baigent, , Leigh Richard, Henry Lincoln pela Delacorte Press (1996)
>>> Eu Não Consigo Emagrecer - Avon de Dr. Pierre Dukan pela Best Seller (2014)
>>> Alguns Outros Pormas de Gonçalo de Barros / Mello Mourão pela Bertrand (1998)
>>> Aquarelas de Georges Wambach - Impressões do Brasil de Georges Wambach pela Marca D'Água (1988)
>>> Biblioteca Brasileira de Origenes Lessa pela Desiderata (2008)
>>> Memórias De Um Sargento De Milícias de Manuel Antônio de Almeida pela Moderna Paradidático (1993)
COLUNAS

Quarta-feira, 12/4/2006
E-mail (devassado) para meu filho
Ana Elisa Ribeiro
+ de 7000 Acessos
+ 6 Comentário(s)

Meu filho,

Tudo bem com você? A esta hora você já deve estar dormindo. Fico preocupada com seu sono. Espero que seu pai tenha fechado a janela e a persiana. Lastimo quando os mosquitos atacam você durante a noite. Lastimo os seus pesadelos. Também me preocupo com seu frio ou com seu calor. Se estiver quente demais, deixe de lado as cobertas. Jogue fora o lençol. Mas deixe tudo sempre à mão, para o caso de uma chuva súbita que esfrie o mundo. Se fizer frio, tome nas mãos a coberta e estenda-a sobre seu corpo. É melhor assim. Não tenha preguiça de fazer essa manobra. Vou lastimar se você se resfriar. Teremos que esperar que a gripe passe.

Amanhã, pela manhã, você vai acordar e eu não estarei aí. Será mais doce o dia, no entanto as saudades haverão de incomodar. Não pense nisso. Viva o dia com firmeza. Espante o desânimo. Quando se lembrar de mim, sinta um pequeno prazer abundante. Abra os olhos, certifique-se de que está em casa. A parede azul, o quadro azul, o boneco austríaco, o guarda-roupas. Levante-se e chame seu pai. Ele levará seu café-da-manhã na cama. Coma sozinho, mas olhe sempre para o dia pela janela. Peça a ele para abrir a persiana e fazer correr os vidros. Deixe o ar entrar, renove tudo. Deixe também a luz do Sol tomar conta do quarto. Observe: dá a sensação de que é uma vida nova. Diariamente.

Também é importante ouvir música. Pode ser irritante escolher um ritmo muito rápido. Selecione, com seu pai, uma música adequada para uma manhã de cores. Tentem uma voz feminina pulsante ou rouca. Uma diva, por exemplo. Alimentem-se disso enquanto tomarem café. Faça planos curtos, por enquanto.

Ao final da manhã, chegará a hora do almoço. Peça ao seu pai para preparar uma massa fina. Ele saberá o que fazer. Um molho rosado, verdes, folhas, ervilhas, palmitos. Diga a ele que está liberado o refrigerante, ao menos para os dias de prazer. Mas não exagere. Comam juntos, bem juntos. Não desgrudem os corpos um do outro. Não liguem a televisão. Antes que seu pai tenha essa idéia, tire o cabo de força da tomada. Ele terá preguiça de encontrá-lo. Falem de amor, de Sol, de planos que podem mudar. Lembrem-se da vovó, dos tios, das histórias de fadas, dos jogos cooperativos. Conte a ele que você quer água. Insinue que deseja tomar um banho. Escolha o sabonete. Pode usar o meu, verde, de limão e açúcar.

Peça ao seu pai para lhe oferecer uma sobremesa. A mais doce. Abram uma lata de doce de leite. Ou tome leite condensado no furo da lata. Ou pêssegos em caldas. Ou pudim. Ou chocolate com amêndoas. Ou não coma nada e vá se deitar. Peça ao papai que o acompanhe na sesta. Finjam que vestem chapéus de mexicano. Mudem a música. Liguem a tevê para assistir ao jornal. Mas, saiba: se ouvir uma notícia ruim, desligue e ouça uma música alegre.

À tarde eu voltarei. No final da tarde, quando o Sol fizer a última curva sobre a Serra do Curral, eu chegarei em casa. Faço questão que você olhe pela janela. Espere olhando na direção do portão. Quando ele se abrir, acompanhe, com os olhos, o carro preto passando sob os pilares do prédio. Ouça o ronronar do motor, meus passos na garagem, o ronronar, o alarme ativado. Espere pelo barulho do meu tênis nas escadas. E quando eu abrir a porta, finalmente, tenha no rosto aquele sorriso solar, diga "oi" com a entonação que aprendeu comigo e mire-me com o olhar que você tinha quando era bebê de um ano e meio.

Meu filho, se há algo que lamento muito é que não tenha podido gravar aquele seu olhar! Não havia sequer uma sombra naqueles seus olhos. Quando eu brigava com você, você me desmentia. Quando eu era estúpida e impaciente, você me driblava. Quando eu negava algo, você me demovia. Tudo com os olhos. Tirei tanta foto, tanto álbum completo, e o seu olhar era inapreensível. E quando você me abraçava com o olhar, daquele jeito, eu morria, mas morria de saudades de você. E eu descobria, todo dia, o que era o amor.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 12/4/2006

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Caminhos para a esquerda de Celso A. Uequed Pitol
02. Desejo do momento é o caramba de Marta Barcellos
03. A violência do silêncio de Carina Destempero
04. Palavra de Honra de Daniel Bushatsky
05. Meu Caro Amigo de Carina Destempero


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2006
01. Digite seu nome no Google - 8/3/2006
02. Eu não uso brincos - 27/9/2006
03. Não quero encontrar você no Orkut - 8/2/2006
04. Poesia para os ouvidos e futebol de perebas - 7/6/2006
05. Ex-míope ou ficção científica? - 20/12/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/4/2006
13h33min
Realmente muito forte e intrigante o texto da Ana Elisa Ribeiro. Sua linguagem prende do começo ao fim. Gostei do que li e vou ler mais... Clovis Ribeiro
[Leia outros Comentários de clovis Ribeiro]
18/4/2006
14h29min
Difícil comentar porque Ana Elisa expressou tudo. Parabéns pela Mãe Admirável que você é!
[Leia outros Comentários de ceila santos]
19/4/2006
08h55min
Que lindo, emocionante! Palavras simples num texto profundo. Toda mãe gostaria de deixar um recado assim... tão cheio de amor para os seus filhos, todos os dias que precisam sair pra ajudar com as despesas da casa, as quais as obrigam a se separar, por horas, das razões de suas existências! Parabéns!
[Leia outros Comentários de Míriam]
19/4/2006
10h27min
Ana, saúde! Lindo o texto! Entretanto, nos dias atuais, passo a passo, a sociedade em geral tem mesclado nesse amor o mercantilismo selvagem, a devassidão, a destruição da família, o desamor, as drogas malditas, a falta de fé e de solidariedade entre todos (não só entre pais e filhos). O que precisa mudar é o tirocínio das pessoas levado para o "Mal". Um abraço! Sebastião Antônio Baracho, Pesquisador Mentor da PUC/SP, Portal do envelhecimento.
[Leia outros Comentários de Sebastião Antônio Ba]
19/4/2006
16h39min
Achei bonito, embora esboce uma certa tristeza, parece uma despedida, ou um pedido de desculpa, ou remorso de não poder estar junto, sei lá, gostei...
[Leia outros Comentários de Marilena]
28/4/2006
11h55min
Lindo, Ana Elisa. Parece um roteiro de filme bom. Sei que provavelmente não teve a intenção de (pelo que conheço de vc), mas... emociona.
[Leia outros Comentários de juliana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Psicologia Uma Visão Global do Psicodrama Fundamentos Históricos, Teóricos e Práticos
Adam Blatner e Alee
Ágora
(1996)



De Bem Com a Matemática Vol 3
Jorge Pereira Machado
Eldorado
(2007)



Os Mandamentos de Homens na Igreja de Cristo
Paulo Cesar Pereira
Kirios
(2012)



Filosofia Linguagem Arte
Arley R. Moreno; Celso F. Fav
Educ
(1985)



Blecaute
Marcelo Rubens Paiva
Brasiliense
(1988)



Bíblia em versos
Isnard Rocha
Ébano



Para Gostar De Ler Porta De Colégio Volume 16
Affonso Romano De Sant'anna
Ática
(2012)



Os Guardiões do Ser
Eckhart Tolle
Alaúde
(2019)



Guide Voir Amsterdam
Collectif
Hachette Touri
(2014)



Chasing the Light
Oliver Stone
Hmh
(2020)





busca | avançada
45137 visitas/dia
2,3 milhões/mês