Um Brecht é um Brecht | Guilherme Conte | Digestivo Cultural

busca | avançada
39766 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> El sueño de la razón
>>> Machado de Assis dos folhetins ao Orkut
>>> Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Daumier, um caricaturista contra o poder
>>> Curtas e Grossas
>>> Ribamar, de José Castello
>>> Whoopee
>>> Caso Richthofen: uma história de amor
>>> Os Romances de Mainardi
Mais Recentes
>>> A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak pela Íntriseca (2013)
>>> O anjo do Adeus de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1995)
>>> Iniciação ao Direito do Trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (2005)
>>> O verde Violentou o Muro de Ignacio de Loyola Brandão pela Global (1984)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1982)
>>> o Dia em Que Comeram o Ministro de Fausto Wolff pela Codecri/ RJ. (1984)
>>> Nancy Maria Mendes de Apesar do Tempo... pela Scriptum/ Belo Horiznte
>>> Recados da Lua - Amor e Romantismo de Helena Jobim pela Record/ RJ. (2001)
>>> Inovação -A Arte de Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua de Papel (2010)
>>> Machado de Assis de Augusto Meyer pela Globo/ Porto Alegre (1935)
>>> Os Putos de Altino Total pela Livr. Sá daCosta/ Lisboa (1980)
>>> Vinte E Quatro Horas na Vida de uma Mulher e outras Novelas de Stefan Zweig pela Record/ RJ. (1999)
>>> Empresas de ComércioInternacional: Organização e Operacionalidade de Dalton Daemon pela Edit. da FURBE (1993)
>>> Princípios e procedimentos notariais de Odelmir Bilhalva Teixeira pela Russell (2009)
>>> Elogio da Loucura de Erasmo de Roterdam pela Ediouro/ RJ.
>>> Os Possessos 2 Volumes de Dostoiewsky pela Livraria Progredior Porto
>>> Em Busca da Arca de Noé de Dave Balsiger Charles E. Sellier Jr pela Record (1976)
>>> Noite de Erico Verissimo pela Globo (1954)
>>> O Discípulo de Paulo Bourget pela Irmãos Pongetti (1944)
>>> O mito da neutralidade científica de Hilton japiassu pela Imago (1975)
>>> Curso de direito civil brasileiro 7 volume responsabilidade civil de Maria helena diniz pela Saraiva (2001)
>>> Patrícia Bins de Janela do Sonho pela Nova Fronteira/ RJ. (1986)
>>> Introdução ao estudo do direito de Tercio sampaio ferraz jr pela Atlas (1994)
>>> Themen 2- Lehrwerk Für Deustsch als Fremdsprache - Kursbuch de Hartmut Auderstrabe/ Heikop Bock/ Helmut Müller pela Max Huber/ EPU (1993)
>>> Organon da arte de curar de Samuel hahnemann pela Ihfl (1995)
>>> Noite na taverna de Alvares de azevedo pela Klick
>>> Mini) Reforma Tributária: Reflexões Sobre a Lei N. 10. 637/2002 (... de Fábio Junqueira de Carvalho (...) Coord. pela Mandamentos (2003)
>>> Vademecum do direito de família e sucessões de Márcia Cristina Ananias Neves pela Jurídica brasileira (2006)
>>> Guida Allo Studio Della Linguistica Storica (i) Profilo Storico... de Benvenuto Terracini pela EdizioneDell Ateneo/ Roma (1948)
>>> Curso de direito civil brasileiro 5 volume direito da família de Maria helena diniz pela Saraiva (2000)
>>> Escola, Estado e sociedade de Bárbara freitag pela Corte (1979)
>>> Las Lenguas y los Pueblos Indoeuropeos - Con Mapas En Colores de P. Kretschmer y B. Hrozný pela Madrid (1934)
>>> La Parola Quale Mezzo D Espressione de Vittorio Bertoldi pela Raffaele Pironte & Figli/ Ital (1946)
>>> Archivio Glottologico Italiano (vol. X L - Fascícolo I) de Benvenuto Terracini/ Bruno Migliorini...Diretto pela Casa Editrice Felice Mounier/ Firenze (1955)
>>> Archivio Glottologico Italiano (vol. X L - Fascícolo I I) de Benvenuto Terracini/ Bruno Migliorini: Diretto pela Casa Editrice Felice Mounier/ Firenze (1955)
>>> O Abismal de Maria Helena Nóvoa pela Melhoramentos/ Bienal Nestlé (1986)
>>> Prática dos registros públicos de Ozeias J. Santos pela Fapi (2007)
>>> Fordlândia de Eduardo Sguiglia pela Iluminuras (1997)
>>> Não Verás Nenum País Como Este: Um Relato Cronlógico da Violência e do Arbítrio - A Censura, As Negociatas, a Corrupção Impune de Sebastião Pereira da Costa pela Record/ RJ. (1992)
>>> Novo Código civil explicado e aplicado ao processo 2 volumes de Wilson Gianulo pela Jurídica brasileira (2006)
>>> Novo dicionário de economia de Organização; Paulo Sandroni pela Best Seller (1998)
>>> Um Velho Velhaco e Seu Neto Bundão de Lourenço Cazarré pela Atual/ Sp. (1993)
>>> A Vingança do Timão de Carlos Moraes pela Brasiliense/ SP (1982)
>>> Um Herege Vai ao Paraíso: Cosmologia de um Ex- Colono Condenado P/ Inquisição (1680-1744) de Plínio Freire Gomes pela Companhia das Letras/SP. (1997)
>>> Sociedade pós-capitalista de Peter Drucker pela Pioneira (1999)
>>> Um Chute na Rotina: os Quatro Papéis Essenciais do Processo Criativo de Roger Von Oech/ Ilustr. C. Scatamacchia pela Cultura Editores Associados (1998)
>>> Um Toc na Cuca: Técnicas para quem quer Ter Mais Criatividade na Vida de Roger Von Oech/ Ilustr. C. Scatamacchia pela Cultura Ed. Associados (1990)
>>> A filosofia na obra de Machado de Assis de Miguel Reale pela Pioneira (1982)
>>> La Rose du Peuple - La poésie de Carlos Drummond de Andrade de Dionysio Toledo- Wander Mello de Miranda- Celso Libânio (orgs.) pela Ufmg (2019)
>>> Cristianismo e Espiritismo de Léon Denis pela Feb (1994)
COLUNAS

Quarta-feira, 5/4/2006
Um Brecht é um Brecht
Guilherme Conte

+ de 7100 Acessos

Crédito: Guto Muniz

Assistir à montagem de Um homem é um homem, de Bertolt Brecht (1898-1956), pelo grupo Galpão, é dar-se conta da atualidade de sua obra. A história do homem que é desconstruído e reconstruído como soldado possui uma força que pode levar a crer que foi escrita ontem. Óbvio que a adaptação - até um pouco exagerada - do grupo, capitaneada pelo diretor Paulo José, reforça essa constatação. Mas a essência e o sentido brechtiano são de uma lucidez ímpar.

Brecht notabilizou-se por um teatro refinado e de alta qualidade, marcadamente político, com um gosto pelo humor e pela música - fontes que muito o aproximam do cabaré. Suas críticas ganham charme e vigor pelo riso, pela caricatura. E não há melhor forma de se atingir ideologias e práticas do que pelo riso.

Um homem é um homem trata da história de Galy Gay (Antonio Edson), um pacato carregador de mercado, incapaz de dizer "não" a alguém. Ele sai de casa para comprar um peixe, enquanto sua mulher (a impagável Inês Peixoto) bota a água no fogo. Um dia como outro qualquer, na cidade de Dagbá.

No meio do caminho, porém, carrega as sacolas da Viúva Leokadia Begbick (Simone Ordones), dona da cantina do acampamento do Exército. Ela o persuade a comprar de si um pepino, ao invés do peixe.

Ao mesmo tempo, soldados da Primeira Cia. de Metralhadoras assaltam o templo de um monge, nas cercanias da cidade, em busca de dinheiro para comprar bebida e drogas. Como um de seus homens se perde na atrapalhada incursão, eles têm de achar alguém para se fazer passar por ele e evitar a corte marcial.

É aqui que as histórias do Exército e de Galy se cruzam. Este é inicialmente convencido a fraudar a chamada - mediante um pagamento em uísque e charutos. Depois, é arrastado em uma série de acontecimentos que culminam em sua desconstrução enquanto Galy Gay, e reconstrução como Jeriah Jip, um soldado sedento por sangue.

O texto de Brecht é rico em ironias e piadas excelentes. A adaptação de Paulo José consegue, em muitos momentos, dar vivacidade à obra. Esse é um expediente muito utilizado por grupos que encaram a obra do dramaturgo alemão, e caro à sua própria concepção do teatro. Ele próprio mexia e remexia no texto em sucessivas montagens, visando buscar uma maior aproximação com o público.

E as mudanças são muitas. No original, a história se passa na Índia, e o Exército é britânico. Aqui, os militares são americanos e preparam-se para ocupar a cidade de "Dagbá". E, piada das piadas: a guerra é "preventiva". Alguma semelhança com o noticiário? Na mesma esteira, as referências brechtianas aos hindus aqui dizem respeito aos vietnamitas.

Crédito: Guto Muniz

Outra mudança substancial é no objeto que é vendido por Galy Gay, em dado momento da peça, e que causa discórdia. No original, é um elefante. Paulo José o troca por uma "galharufa", e escorrega numa referência para lá de óbvia ao transformá-la em uma "arma de destruição de massa" disfarçada. (Em tempo: "galharufa" é uma antiga gíria do teatro: seria um amuleto, um patuá dado de um ator experiente para um jovem em sua estréia.)

A graça causada pelo uso do elefante no texto original, o impacto pelo inusitado, se perde em uma piada reducionista. A impressão que se passa é que houve um certo espírito didático por trás da concepção da montagem. Com receito, talvez, de não passar a mensagem ao público, a adaptação aproximou demais o texto de uma realidade nossa, palpável.

É uma pena, pois grande parte do humor de Brecht se perde em substituição a um riso fácil, previsível. A platéia ri, muitas vezes, de caras, bocas, rebolados. A piada pela piada - e se distancia da intenção original do autor. A caricatura suplanta a ironia. Com isso, sai-se do teatro sem se tocar plenamente nas questões levantadas por Brecht. Aquela impressão de que faltou alguma coisa.

No geral, o ritmo da peça segue um pouco apressado, o que compromete a própria audição do texto. Os tempos, porém, tendem a se acomodar melhor à medida em que o espetáculo amadurece.

Reservas à parte, nada que comprometa o belo espetáculo que o Galpão oferece. Assistir ao grupo é um verdadeiro privilégio. Os mineiros do Galpão - sob a direção do lendário Paulo José, ator e diretor com uma longa lista de bons serviços prestados ao teatro -, com 23 anos de carreira, são sinônimo de excelência.

Crédito: Guto Muniz

Os atores são excelentes, inclusive como músicos, e se destacam como força de grupo, mais do que talentos individuais, embora alguns se destaquem naturalmente: Inês Peixoto faz uma Sra. Galy Gay que rouba a cena, mesmo aparecendo bem pouquinho. Simone Ordones, como a Viúva, também está ótima, assim como o Galy de Antonio Edson. Elogios também ao cenário de Alexandre Rousset e Thereza Bruzzi, bonito e criativo, e para o figurino de Kika Lopes.

Pode comprar o ingresso tranqüilo, seguro de que terá um espetáculo de qualidade pela frente. Aquém, no entanto, das possibilidades do texto e do que o próprio Galpão já mostrou que é capaz de fazer. Bom, mas não memorável.

Para ir além
Um homem é um homem - Teatro SESC Anchieta - R. Dr. Vila Nova, 245 - Consolação - Tel. (11) 3234-3000 - R$ 30,00 - Quinta a sábado, 21h, domingo, 19h - Até 23/04.

Notas

* Volta aos palcos de São Paulo, agora no SESC Paulista (Av. Paulista, 119 / Tel. (11) 3179-3900 / quinta a sábado, 21h, domingo, 19h / R$ 15 / Até 23/04) o ótimo espetáculo O que seria de nós sem as coisas que não existem, do ótimo grupo LUME, de Campinas. O texto é inspirado numa fábrica de chapéus do início do século XX, e por meio de depoimentos constrói uma fábula sobre a tentativa de se construir o chapéu perfeito. Muitas lembranças surgem desse processo. "Partimos da realidade para criar ficção", conta o diretor Norberto Presta. As atuações são sensíveis e esbanjam graça e leveza, com um humor elegante. Se não tem o mesmo brilho de Café com queijo, pérola do grupo, é um espetáculo que prima pela poesia.

* Os Satyros estrearam sua mais nova criação, Anjo do Pavilhão 5, em cartaz no seu espaço 2. Com texto de Aimar Labaki, é a primeira das duas montagens do projeto "Bárbara ao quadrado", que no segundo semestre trará uma criação do dramaturgo e jornalista Sérgio Roveri. Baseado no conto Bárbara, de Dráuzio Varella, traz algumas histórias do finado presídio do Carandiru. Impressiona pela crueza e pela violência, que dão pistas sobre a vida dentro da penitenciária e sobre a própria condição humana. Ivam Cabral se destaca, como a própria Bárbara, embora um pouco exagerado. Espetáculo irregular, mas vale a visita.


Guilherme Conte
São Paulo, 5/4/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho de Renato Alessandro dos Santos
02. Nos escuros dos caminhos noturnos de Elisa Andrade Buzzo
03. Assum Preto, Me Responde? de Duanne Ribeiro
04. O Brasil que eu quero de Luís Fernando Amâncio
05. Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Guilherme Conte
Mais Acessadas de Guilherme Conte em 2006
01. Sua majestade, o ator - 18/1/2006
02. Um Brecht é um Brecht - 5/4/2006
03. 13º Porto Alegre em Cena - 15/9/2006
04. A essência da expressão dramática - 26/4/2006
05. Strindberg e o inferno de todos nós - 29/9/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A MORTE E A MORTE DE QUINCAS BERRO DAGUA
JORGE AMADO
RECORD
(1975)
R$ 6,50



O ATENTADO
YASMINA KRADRA

(2006)
R$ 17,00



UNIDOS DO OUTRO MUNDO DIALOGANDO COM OS MORTOS
ESTAÇÃO BRASIL
RARA
(2018)
R$ 20,00



DIREITO CONSTITUCIONAL NAS RELAÇÕES ECONÔMICAS
GINA MARCÍLIO POMPEU
LUMEN JURIS
(2014)
R$ 105,00



SPECULATIONS E TRENDS: TENDÊNCIAS 2010-2012
PEDRO BARBOSA
VIDAECONOMICA (PORTO)
(2009)
R$ 27,28



O TESOURO DE ANA
MIRNA PINSKY
CONTEXTO
R$ 8,00



A FADA QUE TINHA IDEIAS
FERNANDA LOPES DE ALMEIDA
ÁTICA
(2008)
R$ 44,90



ESTUDOS DE LINGUA E LITERATURA 1
DOUGLAS TUFANO
MODERNA
(1985)
R$ 4,00



NOS BASTIDORES DA ALMA
NILZA HELENA KFOURI
PSY
(1997)
R$ 4,00



TECNOLOGIA DA GEOINFORMAÇÃO NO MONITORAMENTO DA LINHA DE COSTA
MARCIA CRISTINA DE SOUZA MATOS CARNEIRO, PAULO DA N. COUTINHO UND LUCILENE A. C. M. DE SÁ
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 489,00





busca | avançada
39766 visitas/dia
1,0 milhão/mês