Guimarães Rosa e as aulas do professor Aguinaldo | Daniela Castilho | Digestivo Cultural

busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Guimarães Rosa

Segunda-feira, 10/4/2006
Guimarães Rosa e as aulas do professor Aguinaldo
Daniela Castilho

+ de 10500 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Eu imagino que deve ter muito mais gente por aí, talvez lendo isso aqui agora mesmo, que tenha sido aluno do professor Aguinaldo. O professor deu aula de Literatura no colégio Equipe e na Universidade Mackenzie, durante a década de 80. Eu tinha uns quinze anos quando comecei a ter aulas com ele no colégio.

Assistir às aulas do professor Aguinaldo era um universo à parte. Até hoje, vejo as pessoas falarem de literatura como se fosse alguma coisa árida, mítica, encriptada ou sabe-se lá o que mais. Para mim, desde pequena, sempre foi encantamento. Com as aulas do professor Aguinaldo, então, magia, pura magia.

Então tinha aquele sujeito, o Guimarães Rosa e seus livros. Eu já tinha lido sofridamente um tal de José de Alencar que me entediava à beira das lágrimas. Tinha sofrido horrores nas mãos de um português chamado Camões que tinha escrito uns Lusíadas do qual só lembro "das armas e dos barões assinalados"... era isso mesmo? Meu mundo se dividia em duas literaturas - as que meu pai me dava para ler, que incluíam Monteiro Lobato, Julio Verne, Lewis Carrol e Albert Camus, e que eu amava, amava - e aquelas coisas insuportavelmente chatas que professores de mau humor mandavam ler e que todo mundo lia porque ia cair no vestibular e tinha que lembra que "as armas e os barões assassinados" era de um tal de Camões - ou nem era?

Guimarães Rosa, não. Guimarães Rosa era outra coisa muito diferente. Primeiras Estórias. O professor Aguinaldo pediu-nos que comprássemos o livro e que não lêssemos. Ainda, não. Primeiro, ele sacou uma edição pequena e já bem usada de sua pasta surrada de falso couro marrom que fechava com um fecho de metal - rapaz, o que tinha de coisa especial naquela pasta - folheou o livreto, arrumou os óculos redondos de aro no nariz e falou - eloqüentemente, como era seu modo de ser - de como Guimarães Rosa era um sujeito que tinha nascido no meio do sertão das Minas Gerais - que, claro, nenhum de nós conhecia, crianças de cidade. Fui ver uma vaca pela primeira vez aos vinte e dois anos de idade, já formada em Artes Plásticas e dando aulas de artes numa escola tombada pelo Patrimônio Histórico no interior do estado de São Paulo, as vacas pastando no horizonte de aquarela, capim verde, céu azul, meus alunos de seis anos me explicando que vaca usa brinco, dona, que é pra identificar. Mas, então, o Guimarães, o sertão.

O professor Aguinaldo abriu o livro amassado, folheou, secou o suor da testa, começou a contar como tinha conhecido Guimarães e como era o sertão do Guimarães, ficou folheando, folheando - disse algo como "ah, vamos ver isso" - e leu:

"Foi de incerta feita - o evento. Quem pode esperar coisa tão sem pés nem cabeça?"

E parou. "Não, não é isso que eu quero ler" - disse, continuando a folhear o livrinho pardacento e amassado. "Ah, é isso".

Novamente, arruma os óculos, comenta que está calor e ameaça começar a ler. Fecha o livro. A classe ri. O professor olha para nós com seriedade. "Não, eu não vou ler, eu vou contar" - e começa a contar a história de como uma moça filha de mãe leviana foi abandonada pela família e é entonce acolhida em uma fazenda de polvilho. O polvilho, como sabemos, é farinha de mandioca crua, curada, branco, branco. O trabalho da moça, muito agradecida pela acolhida em sua má fortuna, é quebrar mandioca para fazer a farinha do polvilho. O calor grassa. O trabalho é duro. O professor transpira. A classe escuta em silêncio. A mandioca branca, moída e sovada pelas mãos nuas da moça se torna um caldo branco de grude, mandioca brava, as pessoas todas reunidas em suas roupas de algodão branco, sovando aquela mandioca que um dia vai virar farinha, mas que por enquanto é caldo grude branco que cola na mão, na roupa, no cabelo, cobrindo tudo de um branco de cal. A moça é triste, socando a mandioca. A moça sonha com coisas que não sabe se vai ter, se vai esperançar, porque é pobre e é triste, apesar de moça. A goma da mandioca, o polvilho branco porque a polpa da mandioca é branca, reverbera no sol. As pessoas cobertas de polvilho reverberam no sol. Transpiram como o professor Aguinaldo. E então, uma tarde quente e branca de polvilho, aparece o moço dono da fazenda no seu cavalo, no meio daquela brancura toda, reluzindo sol, um moço bonito de sorriso branco e dá de cara com aquela moça pobre coberta de branco e se apaixona. Um moço príncipe de cavalo para amar aquela moça pobre que tem tantos sonhos. A classe toda silenciosa escutando. O professor Aguinaldo ri, seca o suor da testa com o lenço branco, ajeita o óculos, olha para seus sapatos, pára e fala:

"Nossa, eu vim com uma meia de cada cor!" A classe ri. O professor ri, pega o livro outra vez. Seca o suor da testa com o lenço branco.

"Sou doido? Não. Na nossa casa, a palavra doido não se falava, nunca mais se falou, os anos todos, não se condenava ninguém de doido. Ninguém é doido. Ou, então, todos. Só fiz, que fui lá. Com um lenço, para o aceno ser mais."

O sinal do final da aula toca, o professor fecha o livro, coloca na pasta amarrotada, pede pra gente ler para dali a duas semanas. Imagine, lemos para o dia seguinte, na urgência desesperada da curiosidade de quinze anos de saber mais do polvilho, do famigerado polvilho, a moça, o moço, o cavalo, o sertão.

Eu amo Guimarães Rosa, sempre vou amar, por causa do professor Aguinaldo e aquele seu jeito de mostrar o que as literaturas têm de especial. Bons tempos, professor, bons tempos.


Daniela Castilho
São Paulo, 10/4/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. E+ ou: O Estadão tentando ser jovem, mais uma vez de Julio Daio Borges
02. Agora o mundo perde cotidianamente os seus ídolos de Guilherme Carvalhal
03. As sobras completas, poesias de Jovino Machado de Jardel Dias Cavalcanti
04. Como Steve Jobs se tornou Steve Jobs de Julio Daio Borges
05. O Velho e Bom Complexo de Inferioridade de Marilia Mota Silva


Mais Daniela Castilho
Mais Acessadas de Daniela Castilho em 2006
01. Hotmail versus Gmail: nem um, nem outro - 27/3/2006
02. Orkut, um sonho impossível? - 7/2/2006
03. Guimarães Rosa e as aulas do professor Aguinaldo - 10/4/2006
04. Mas afinal, o que é podcasting? - 29/8/2006
05. A difícil arte de fazer arte - 27/10/2006


Mais Especial Guimarães Rosa
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/4/2006
11h33min
Olá, Daniela, fui aluna do Agnaldo no Equipe, lá no meio dos anos setenta; era meu professor predileto e entendi que além de jornalismo eu teria que fazer literatura; ele gostava do que eu escrevia e eu gostava, adorava suas aulas. Ele não gostava da cor amarela; ele chamava as pessoas pelo nome que ele achava que elas tinham a cara de tal nome. Ele disse a letra do parabéns a você para o Fernando Pessoa no dia de seu aniversário... veja só, não é o máximo? Essa do Guima eu não sabia, e adorei! Só ele mesmo, né? Que bom que foi aluna dele e viveu parte do que vivi, belas experiências. O Agnaldo é um verdadeiro educador, não acha? Abraço! Isa
[Leia outros Comentários de isa fonseca]
23/6/2007
11h08min
Ah, minha querida Daniela! Posso te chamar assim? Vou me dar esse luxo porque somos irmãos em Agnaldo. Ele foi meu orientador na Pós-graduação da UNESP de Rio Preto. Esperei anos por ele. Eu o queria, queria me parecer com ele (quando eu crescesse). Não consegui. Mas não posso desistir, hoje eu também sou professor de literatura aqui no interior de São Paulo, em Fernandópolis. Mas não posso dizer que sou, pois vivo de imitá-lo com meus parcos instrumentos. Há tempos não o vejo. Tenho muita saudade dele. Iremos um dia em Buritama e o veremos de novo. Foi muito bom ler o seu depoimento sobre ele.
[Leia outros Comentários de Paulo Custódio]
4/3/2011
16h09min
Que delícia alguém falar do Professor Agnaldo... Que saudades! Fui aluna dele na Universidade Mackenzie década de 80. Meu Deus... é inesquecível! Aonde ele anda, alguém sabe???
[Leia outros Comentários de Fattima Lopes]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LENIN - OBRAS ESCOLHIDAS - VOL. 4
VLADIMIR I. LENIN
AVANTE - LISBOA
(1986)
R$ 60,00



AUTOGRAFI DELLARCHIVIO MEDICEO AVANTI IL PRINCIPATO VOLUME I
ALBERTO MARIA FORTUNA/CRISTIANA LUNGUETTI
CORRADINO MORI
(1977)
R$ 116,90



ELEMENTOS DE DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO TRABALHISTA
FRANCISCO DE LIMA; FRANCISCO DE LIMA
LTR
(2015)
R$ 65,00



YÔGA MITOS E VERDADES
MESTRE DE ROSE
NOBEL
(2006)
R$ 29,75
+ frete grátis



O FUTURO DA MEMORIA
GORDON BELL JIM GEMMELL
ELSEVIER
(2010)
R$ 11,50



GRANDEZAS DO BRASIL NO TEMPO DE ANTONIL (1681-1716)
RAYMUNDO CAMPOS
ATUAL
(1996)
R$ 4,00



SPA - RECEITAS DE SAÚDE EM CASA
MARCIA REGINA DAL MEDICO
ALAÚDE
(2008)
R$ 27,70



CIÊNCIA E FÉ : O REENCONTRO PELA FÍSICA QUÂNTICA
BISPO RODOVALHO
LUA DE PAPEL
(2013)
R$ 24,90



SEREI NORMAL ? RECOMENDADO A RAPARIGAS A PARTIR DOS 13 - 15 ANOS
ANITA NAIK
GRADIVA
(1996)
R$ 24,78



WILD CARDS - ASES NAS ALTURAS - LIVRO 2
GEORGE R. R. MARTIN
LEYA
(2013)
R$ 13,41





busca | avançada
32715 visitas/dia
1,4 milhão/mês