Especial Guimarães Rosa | Digestivo Cultural

busca | avançada
50141 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> FAAP discute Semana de Arte Moderna de 22
>>> Toda Quinta retoma 1ª edição no Teatro Vivo com menção a Dominguinhos
>>> ENSINAR A FAZER - MARCENARIA
>>> O Peso do Pássaro Morto faz duas sessões online dias 30 e 31/10
>>> Exposição recupera a memória da ditadura brasileira
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> La Guerra del Fin del Mundo
>>> Predadores humanos
>>> Tout le reste est littérature
>>> Minha segunda vez
>>> Clássicos para a Juventude
>>> 40 belas atrizes
>>> Meu primeiro computador pessoal
>>> Um homem de Oz
>>> 12 de Junho #digestivo10anos
>>> crônica - ou ensaio - à la hatoum
Mais Recentes
>>> Pois Não , Doutor !!!-nos Bastidores do Hc de Flávio Tiné pela Vertente (2000)
>>> O Analista de Bagé de Luis Fernando Verissimo pela Lpm (1981)
>>> Risíveis Amores -sete Histórias de Amor de Milan Kundera pela Nova Fronteira (1970)
>>> O Tiete do Agreste de Chico Anisio pela Circulo do Livro (1984)
>>> Basket a Ma Façon de Jacky Chazalon pela Robert Laffont (1978)
>>> O Homem ao Quadrado de Leon Eliachar pela Circulo do Livro
>>> Salve Sua Vida de Erica Jong pela Circulo do Livro (1981)
>>> O Santo Inquerito - Peça Em Dois Atos de Dias Gomes pela Circulo do Livro
>>> A Arte do Tempo -ensaio de Ação de Jean-louis Servan-schreiber pela Cultura (1996)
>>> El Libro de los Craneos de Robert Silverberg pela B. S. a España (1987)
>>> El Quinto Jinete de Dominique Lapierre y Larry Collins pela Plaza&janes Barcelona (1990)
>>> A Quem Possainteressar-contos Poesia e Pesquiza Literaria de José Cordeiro Misseno pela Tribuna de Santos (1982)
>>> O Que Devemos Saber Sobre Do-in de Walmir Basevic pela Zohar (1992)
>>> Pensamentos de Saint - Exupéry de Sebastiao Hermes Verniano pela N/d (1971)
>>> Le Dossier de L de Planéte pela Editions Planéte (1980)
>>> Viver Tem Remédio de Flávio Tiné pela Komedi (2000)
>>> Nos Passos de Jesús de Wolfgang e Pax pela Bloch (1987)
>>> Le Monde Enchanté de Walt Disney Cole;ao 7 Livros de Walt Disney Studios pela Editions Le Livre de Paris (1970)
>>> La Grande Histoire Illustrée Du Monde de Somerset Frey pela Deux Coqs Dor (1973)
>>> O Veleiro de Cristal de José Mauro de Vasconcellos pela Melhoramentos (1976)
>>> Regras de Golfe de J S Rinehart Jr pela Takano (2000)
>>> Cozinha Chinesa - de Lydia Wang pela Linoart Editores (1986)
>>> La Quinta Montaña de Paulo Coelho pela Planeta Colombiana (2000)
>>> People - de Styne and Bob Merrill pela Intersong (1990)
>>> Tudo por Amor Tema de Filme de James Newton Howard pela Fermata do Brasil (1991)
ESPECIAIS

Quinta-feira, 27/4/2006
Guimarães Rosa
Colunistas



Entre o sertão e a biblioteca
>>> Para Villém Flusser, Guimarães Rosa será o responsável pelo renascimento do português como língua de cultura, ao unir a língua do sertão e a língua das bibliotecas – a língua em estado bruto, do dia-a-dia do homem, e a língua cristalizada em estruturas que resistem às mudanças. É a língua do vaqueiro e a do empoladíssimo professor de língua, de Lampião e de Napoleão Mendes de Almeida.
por Celso A. Uequed Pitol
+ 2 comentário(s)
Leia Mais

Como Guimarães Rosa me arranjou um emprego
>>> Quando acabei de ler o Grande Sertão, chorei. Mas não porque Diadorim morria. E não chorei porque Riobaldo perdia. Chorei porque o livro se acabava. Aquela havia sido uma experiência devastadora... Como encarar outro escritor depois de tudo isso? Como inventar uma linguagem se Rosa já havia inventado tudo? O que era prosa e o que era poesia? O mundo de cabeça pra baixo. E era mais bonito.
por Ana Elisa Ribeiro
+ 3 comentário(s)
Leia Mais

O que faz de um livro um clássico
>>> O que faz de um livro um clássico? Eis uma questão com mil possíveis respostas, nenhuma definitiva nem alheia a polêmicas. Entretanto, para quem gosta, estuda ou trabalha com literatura não é possível se furtar de buscar tais respostas, ou pelo menos dar palpites, ainda mais quando estamos diante de um clássico contundente, comentado e decantado pela efeméride dos 50 anos, Grande Sertão: Veredas.
por Marcelo Spalding
Leia Mais

Grande Sertão: Veredas (uma aventura)
>>> Na verdade, é um pequeno milagre que eu tenha lido e gostado de Grande Sertão: Veredas. Há muito tempo eu venho querendo escrever sobre a experiência de ter apreciado esse livro, capaz de mudar a vida da gente. Mas eu nunca tinha um motivo suficientemente bom para isso. Agora o romance de Guimarães Rosa completa 50 anos. Não é motivo o suficiente, mas mesmo assim me animei. E tome texto!
por Paulo Polzonoff Jr
+ 5 comentário(s)
Leia Mais

Guimarães Rosa: linguagem como invenção
>>> Evitar a realidade ao máximo e investir na criação de uma linguagem que se basta a si própria, eis o princípio da arte de Guimarães Rosa. Em lugar de alguma coisa, restam palavras. Não se pode pensar a obra do autor de outra forma. Por isso, uma narrativa tradicional não lhe serve de nada, pois apenas o levaria às limitações do pensamento lógico, científico e da análise objetiva do mundo.
por Jardel Dias Cavalcanti
Leia Mais

Outra palavra, da cidade Coração
>>> Cronista da alma, Guimarães Rosa conheceu campo e cidade. E talvez seja aquele raro tipo de escritor mais falado pelo que possivelmente quis dizer do que pelo escreveu. No entanto, se o estilo e a linguagem são únicos, a temática é universal: a angústia humana, os tormentos da alma, os amores perdidos, a eterna busca de respostas para as incertezas da existência. Sua busca literária é espiritual.
por Vitor Nuzzi
Leia Mais

Guimarães Rosa e as aulas do professor Aguinaldo
>>> Eu amo e sempre vou amar Guimarães Rosa por causa das aulas do professor Aguinaldo, com aquele jeito de mostrar o que as literaturas têm de especial. Até hoje, vejo as pessoas falarem de literatura como se fosse alguma coisa árida, mítica, ou sabe-se lá o que mais. Para mim, sempre foi encantamento. Com as aulas do professor Aguinaldo, então, pura magia. Bons tempos, professor, bons tempos.
por Daniela Castilho
+ 3 comentário(s)
Leia Mais

Minha história com Guimarães Rosa
>>> No documentário Os Nomes do Rosa, de Pedro Bial, Ferreria Gullar conta que, quando escrevia, João Guimarães Rosa plantava metaforicamente ipês e ambicionava, sem falsa modéstia, construir uma obra para daqui a 400, 500 anos... É o que vamos demorar para compreendê-lo em sua totalidade. Se conseguirmos fugir dos lugares-comuns, tão freqüentes no Brasil, o país das efemérides em piloto automático.
por Julio Daio Borges
+ 3 comentário(s)
Leia Mais

Mais Especiais
Julio Daio Borges
Editor
topo


Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Processo Civil e Interesses Difusos e Coletivos
Amaro Alves de Almeida Neto
Atlas
(2002)



O Signo dos Quatro Coleção Sherlock Holmes Série 1
Sir Arthur Conan Doyle
Rideel
(2002)



O Fantasma da Torre Com Roteiro de Leitura
Giselda Laporta Nicolelis
Scipione
(2001)



Monsieur Croche e outros ensaios sobre música
Claude Debussy
Nova fronteira
(1989)



A paranóica
Cassandra Rios
Símbolo
(1969)



A Escrava Isaura
Bernardo Guimarães
Melhoramentos
(1963)



A Máscara de Atreu
A. J. Hartley
Landscape
(2006)



Romang su desarrollo demografico 1873 - 1895
Maria Teresa Firpo e Daniel Alberto Mendoza
Romang
(1994)



Meu Filho Vai Prestar Vestibular. e Agora?
Leo Fraiman
Gente
(2000)



Revista de Ciências da Educação
Luís Antonio Groppo
Unisal
(2007)





busca | avançada
50141 visitas/dia
1,8 milhão/mês