As religiões do Rio e do Brasil | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
50836 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 22/5/2007
As religiões do Rio e do Brasil
Marcelo Spalding

+ de 5800 Acessos

Escrevo no domingo das mães, domingo em que o Papa Bento XVI celebrou missa em Aparecida (SP) e nos jornais, nas rádios e nas televisões só se fala disso. Curioso como a mídia brasileira encara a religião, é como se ela fizesse questão de manter-se laica, cobrir acima de tudo política, futebol e bolsa de valores, mas ao mesmo tempo preserva um enorme respeito à Igreja Católica Apostólica Romana, cedendo-lhe espaços continuamente em pronunciamentos papais, feriados religiosos, procissões e morte de bispos. Uma cobertura respeitosa, sim, mas não espiritual, jamais se entra no mérito dos dogmas católicos, jamais se debate os valores cristãos, muitos já esquecidos e amassados pelo mundo contemporâneo materialista. E mesmo sendo assim, já é muito, pois as demais religiões nunca merecem manchete nos jornais. Quando o islamismo aparece na televisão em nosso país dissociado dos ataques terroristas? Quando o espiritismo ou as religiões afro merecem destaque em nossas rádios dissociadas de curandeiros ou adivinhos suspeitos?

Isso me faz lembrar o já centenário e clássico As religiões do Rio (José Olympio, 2006, 308 págs.), conjunto de reportagens de João do Rio publicadas em 1904 que ganhou recente edição da José Olympio. À época, o então jovem jornalista andou pelas entranhas da capital para levar ao público aspectos curiosos e históricos das diversas religiões que permeavam a cidade, publicando as reportagens na Gazeta de Notícias entre janeiro e março daquele ano. O sucesso foi tamanho que antes mesmo do final do ano elas foram publicadas em livro pela Garnier e alcançaram nos anos seguintes a surpreendente edição de dez mil exemplares.

Mas lembrei-me do livro por causa da (insistente) cobertura da visita papal, e permitam-me reproduzir um trechinho da apresentação de João do Rio para mostrar como as coisas parecem ter mudado pouco nestes mais de cem anos: "ao ler os grandes diários, imagina a gente que está num país essencialmente católico, onde alguns matemáticos são positivistas. Entretanto, a cidade pulula de religiões. Basta parar em qualquer esquina, interrogar. A diversidade dos cultos espantar-vos-á. São swedenborgianos, pagãos literários, fisiólatras, defensores de dogmas exóticos, autores de reformas da vida, reveladores do futuro, amantes do Diabo, bebedores de sangue, descendentes da rainha de Sabá, judeus, cismáticos, espíritas, babalaôs de Lagos, mulheres que respeitam o oceano, todos os cultos, todas as crenças, todas as forças do susto."

A partir desta provocação inicial, João do Rio percorrerá espaços judaicos, maronistas, espíritas, satânicos e tantos outros, com especial atenção ao "mundo dos feitiços", capítulo que abre o livro e tem a maior extensão. Neste, o autor deixa evidente algo que já fascinava (e espantava) os brasileiros do começo do século passado, os pedidos a deuses pagãos, especialmente entidades negras de origem africanas.

"Nós dependemos do feitiço. Não é um paradoxo, é a verdade de uma observação longa e dolorosa. Há no Rio magos estranhos que conhecem a alquimia e os filtros encantados, como nas mágicas de teatro, há espíritos que incomodam as almas para fazer os maridos incorrigíveis voltarem ao tálamo conjugal, há bruxas que abalam o invisível só pelo prazer de ligar dois corpos apaixonados, mas nenhum desses homens, nenhuma dessas horrendas mulheres tem para este povo o indiscutível valor do feitiço, do misterioso preparado dos negros."

Entre a descrição de trabalhos e de mandingas indicadas pelos feiticeiros, o jornalista não deixa de chamar a atenção para a ambição destes, que exigem dinheiro a todo momento, afirmando que nem os espíritos fazem qualquer coisa sem dinheiro e sem sacrifício. Também critica veementemente a conivência da polícia, que visita essas casas como consultante. E arremata o capítulo definindo as bases "desse templo formidável do feitiço como sendo dinheiro, mortes e infâmia."

José Carlos Rodrigues, na apresentação da edição da José Olympio, chama a atenção para o fato de João do Rio ter formação positivista e ser um "mulato claro pertencente à alta cultura", o que justificaria seu olhar distante dos cultos afros e a falta de vínculo com os negros e mulatos da classe baixa, sempre tratados em terceira pessoa. Isso não seria um preconceito, segundo Rodrigues, pois deve-se levar em conta que a escravidão recém terminara no país e a cisão cultural era enorme.

Prova de que a postura crítica de João do Rio frente à feitiçaria é mais fruto da educação e dos valores positivistas do jornalista do que preconceito de cor é o capítulo em que ele fala da Associação Cristã de Moços, a ACM, ainda tão presente em nossos dias. Depois de contar com algum detalhe a história de George Williams e Christopher Smith, não se furtando de expor números impressionantes sobre o crescimento da Associação, o autor terminará o texto dizendo-se aflito: "Saí meio aflito. É possível que ainda se encontre um cristão de conto católico em plena cidade do vício, é possível essa candura?."

Célebre também é sua descrição da Missa Negra, no capítulo sobre os satanistas, descritos como cristãos ao contrário. Aqui os bebedores de sangue ganham a cena, impressionando e enojando o cronista e o leitor, mas é o Diabo, o velho e bíblico Diabo quem conquista o protagonismo: "nunca este espírito interessante deixou de ser adorado. No início dos séculos, na Idade Média, nos tempos modernos contemporaneamente, os cultos e os incultos veneram-no como a encarnação dos deuses pagãos, como o poder contrário à cata das almas, como o Renegado. As almas das mulheres tremem ao ouvir-lhe o nome, as criações literárias fazem-no de idéias frias e brilhantes como floretes de aço."

Verdade que se algumas das religiões descritas por João do Rio seguem influenciando nossa cultura no século XXI, como o espiritismo, o judaísmo, a feitiçaria e a própria ACM, outras perderam-se no tempo, como os swedenborgianos, espécie de catolicismo primitivo iniciado pelo inglês Emanuel Swedenborg, o que apenas comprova a vitalidade das religiões numa cidade como o Rio de Janeiro, num país como o Brasil. E apesar dessa vitalidade, de lá para cá que estudos sistemáticos se tem feito sobre as religiões? Como os jornais têm coberto os cultos evangélicos que se multiplicam nos pontos mais frágeis de nossa população, nas vilas, nos presídios? De que forma convivem na mesma cidade, na mesma família um físico ateu, uma senhora católica que freqüenta centros espíritas, um filho budista e outro convertido em evangélico pela última esposa? Que impacto esse sincretismo, que por vezes não é tão sincrético, e sim conflituoso, tem em nossa formação identitária? Será mesmo que o rótulo de "maior país católico do mundo" é suficiente para descrever as religiões brasileiras? E as velas acessas nas esquinas de nossas metrópoles? E os templos budistas espalhados pelas colinas do país? E os médicos e psicólogos que fazem regressão em seus consultórios?

Questões que talvez não possam ser respondidas, como de resto as grandes questões sobre a vida também não o são sem a ajuda de alguma religião, mas que deveriam pelo menos ser formuladas pela nossa mídia uníssona sob pena de ficarmos mais cem anos reproduzindo um discurso católico-apóstólico-romano sem olhar para os lados, para trás, para frente, para nossas contradições internas, para nossa formação.

Para ir além






Marcelo Spalding
Porto Alegre, 22/5/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Bigode de Carina Destempero
02. Texto Otimista de Fim de Ano de Duanne Ribeiro
03. Mark Dery e o cotidiano virtualizado de Guilherme Mendes Pereira
04. iPad pra todo mundo de Ana Elisa Ribeiro
05. Xamãs & Concurseiros de Guilherme Pontes Coelho


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2007
01. Sexo, drogas e rock’n’roll - 27/3/2007
02. O dinossauro de Augusto Monterroso - 10/4/2007
03. Vestibular, Dois Irmãos e Milton Hatoum - 31/7/2007
04. Com a palavra, as gordas, feias e mal amadas - 30/1/2007
05. Estrangeirismos, empréstimos ou neocolonialismo? - 1/5/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SELECTED POEMS OF TENNYSON
EDMUND BLUNDEN
HEINEMANN
(1968)
R$ 19,60



O RAMÁIANA
VALMIQUI
PAUMAPE
(1993)
R$ 80,00



REVISTA IDE NUMERO 35 RUPTURA E TRANSFORMAÇÃO
VÁRIOS AUTORES
SBPSP
(2002)
R$ 12,50



MENOPAUSA: PARA SEMPRE MULHER
PAULO TIMÓTEO FONSECA
ND
R$ 5,00



COMO SOBREVIVER A 2012
PATRICK GERYL
PENSAMENTO
(2009)
R$ 7,90



BLACKLIST - UNCORRECTED PROOF FOR LIMITED DISTRIBUTION
SARA PARETSKY
PUTNAM
(2003)
R$ 15,00



O IRMÃO DE ASSIS - 20ª EDIÇÃO - COLEÇÃO: EM BUSCA DE DEUS
IGNÁCIO LARRAÑAGA
PAULINAS
(2012)
R$ 43,80



REDAÇÃO PALAVRA E ARTE
MARINA FERREIRA- TANIA PELLEGRINI
ATUAL
(1999)
R$ 39,90



HISTÓRIA VIVA -GRANDES TEMAS MAQUIAVEL O GÊNIO DE FLORENÇA -9255
ALFREDO NASTARI
DUETTO
R$ 15,00



A REVOLUÇÃO RUSSA (1917-1921)
DANIEL AARÃO REIS FILHO
BRASILIENSE
(1989)
R$ 15,00





busca | avançada
50836 visitas/dia
1,8 milhão/mês