Casa cor-de-rosa | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Evento de reinauguração da Praça do Centro de Convenções da Unicamp
>>> Oficina Som Entre Fronteiras está com inscrições abertas
>>> Projeto “Curtas de Animação” com estudantes da zona rural de Valinhos/SP
>>> Novos projetos do Festival de Dança de Joinville promovem atividades culturais para 120 alunos
>>> Toca do Morcego anuncia agenda primavera/verão 2022/2023
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
Colunistas
Últimos Posts
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
Últimos Posts
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
>>> Conforme o combinado
>>> Primavera, teremos flores
>>> Além dos olhos
>>> Marocas e Hermengardas
>>> Que porcaria
>>> Singela flor
>>> O cerne sob a casca
>>> Assim é a vida
>>> Criança, minha melhor idade
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nuvem Negra*
>>> Discurso de William Faulkner
>>> Os Incríveis
>>> Erik Satie
>>> Ronnie James Dio em 1983
>>> O Leão e o Unicórnio
>>> O outro Carpeaux
>>> Something that grows
>>> Façam suas apostas
>>> Tempo de aspargos
Mais Recentes
>>> Dicionário de Psicologia de Roland Doron & Françoise Parot pela Ática (2001)
>>> Teologia da Criação de Sinivaldo S. Tavares pela Vozes (2010)
>>> Sou Péssima Em Matemática! de Béatrice Rouer pela Scipione (1992)
>>> Morte de um Inglês de Magdalen Nabb pela Bonobo (2009)
>>> English Grammar in Use: a Self-study Reference and Practice Book For.. de Raymond Murphy pela Cambridge (1999)
>>> Atlas Visual Compacto do Corpo Humano de Rúbia Yuri Tomita pela Rideel (1999)
>>> A Grande Batalha de Pietro Ubaldi pela Fundapu (1984)
>>> Curso Prático de Dança do Ventre de Fairuza e Yasmin pela Madras
>>> Ricardo Amaral Apresenta: Vaudeville - Memórias de Ricardo Amaral pela Leya (2010)
>>> Deltora: a Cidade dos Ratos - 3 de Emily Rodda pela Fundamento (2006)
>>> Wordstar 5 Guia do Usuário de José A. A. Ramalho pela Mcgraw-hil (1990)
>>> O Rei Leão e a Memória do Mundo de Salma Ferraz pela Furb (1998)
>>> Catálogo de Selos Brasil 81 de Diversos Autores pela Ave Maria
>>> Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll (adp:) Ana Maria Machado pela Atica (2010)
>>> Alter Jornal de Estudos Psicodinâmicos Vol XVIII N1 de Caiuby de Azevedo Marques pela Regina Lúcia Braga (1999)
>>> Fireworks Mx 2004 de Centro de Desenvolvimento Pessoal pela Do Autor (2003)
>>> Globalização do Turismo de Mário Carlos Beni pela Aleph (2003)
>>> É Proibido Chorar de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1977)
>>> Judas Iscariotes e Outras Historias de Leonid Andreiév pela Claridade (2004)
>>> Pastoreio e Compaixão - uma Contribuição à Pastoral Urbana a Partir... de Alonso Gonçalves e Natanael Gabriel da Silva pela Fonte (2013)
>>> Cinza de Fênix de Alcides Buss pela Insular (1999)
>>> As Soluções Finais de Adolfo Zigelli pela Lunardelli (1975)
>>> Lucíola de José de Alencar pela Ática (2001)
>>> O Que é Psicologia de Maria Luiza S. Teles pela Brasiliense (2003)
>>> Casais Em Reflexão de Antonio M Fernandes pela Paulinas (1982)
COLUNAS

Quinta-feira, 8/11/2007
Casa cor-de-rosa
Elisa Andrade Buzzo

+ de 8000 Acessos

Não pode passar em branco o que aconteceu na Casa das Rosas. Com decoração de bico fino, altas-rodas - que ainda não conheciam o imóvel arquitetado na década de 1930 pelo escritório Ramos de Azevedo -, caíram de pára-quedas na história da Avenida Paulista, e contemplaram, enfim, o elefante sentado em pleno coração financeiro do país.

Da entrada à saída respirava-se um ar perfumado, naquela que foi a primeira edição no Brasil do evento internacional CAD - Casa, Arte e Design. A Casa das Rosas, Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura desde 2004, teve 39 ambientes decorados por 54 arquitetos. De quebra, ganhou elevador, rampas de acesso, uma reforma na estrutura elétrica e hidráulica.

Além das noites paulistanas terem ficado mais iluminadas com os 116 projetores de lâmpadas halógenas, instalados sem qualquer tipo de incisão que danificasse a construção. Era uma casa, muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada.

Um portentoso carrilhão em piso revestido de carpete escuro recebia os visitantes de tapete vermelho. A bilheteria teve ingressos variando de R$ 12,50 a R$ 30,00 durante a exposição, que permaneceu entre os dias 04 de setembro e 07 de outubro deste ano.

Para quem não conhecia as atividades culturais da Casa, como é afetivamente chamada por seus freqüentadores, ficava difícil imaginar que o quarto e a sala íntima do casal, por exemplo - ricamente decoradas com gravuras inglesas de 1731 -, são utilizadas como salas de aula. Tudo geometricamente ornamentado: abajur à direita, abajur à esquerda, sofá ao centro, um tapete creme felpudo, ideal para se andar descalço. Um pequeno buquê de rosas para quebrar a disposição friamente calculada.

Direto das lojas chiquitriques da França chega o servil hoteleiro que oferece revistas e folders, as cadeiras com forros customizados e divertidos. Marilyn Monroe não está nua, mas seu espírito resplandece serigrafado em algum encosto almofadado preso na alfândega. Já Fernando Pessoa não chegou a render visita, mas psicografaram versos seus n'alguma parede nuazinha de tão branca.

A biblioteca circulante, quem diria, transformou-se em sala de jantar com mesa vermelha "ultramoderna" e um belíssimo espelho... de que nacionalidade? Ah, sim, francesa. Espelho, sub-reptício espelho, meu professor de disfarce. Quem poderá disfarçar-se sem recorrer ao seu conselho? Antigüidade anacrônica desajustada em terras tupiniquins.

O grande terraço, irreconhecível, ganhou cobertura abrigando spa com direito à cabine de sauna, ofurô e estúdio de dança. Um piano elétrico Roland. Mármore egípcio no projeto de lavanderia. E a impressão de que tudo ficou maior, mesmo mobiliado. Aqui as regras de arquitetura se esqueceram de entrar - casa absurda, surreal.

Funcionárias dedicadas aguam as plantinhas do restaurante fictício decorado com grades, portas e janelas que pertenceram a velhos casarões da avenida. Depois mostram o banheiro químico de cheiro pouco agradável (coisa que não combinou com o evento) de um dos ambientes do exterior. Da madeira certificada dos bancos até o cartãozinho da arquiteta responsável em papel reciclado, a moda ecológica provou que veio para ficar, seja por pura necessidade, seja para fazer charme.

Aos poucos os guias vão explicando como foi feita toda a montagem dos cômodos de maneira a não danificar os pisos originais e outros detalhes da Casa, como a louça dos banheiros, as torneiras da cozinha, o piso. Como o imóvel foi tombado em 1985 pelo Condephaat, há mais lírios nos vasos, há menos gente do que antes. Tudo continua visível e intocado. Há também o famoso jardim, resistente, engrossando suas raízes. Rosas, rosas, rosas: avisam os arranjos semióticos dos canteiros ao ar livre, perto da edícula restaurada.

Impressionaram no CAD as tentativas de conter o ruído, qualquer que seja sua origem... a tampa da privada, projeto de banheiro público, se fecha em fases... a fonte da varanda tenta em vão acalmar o movimento da Avenida Paulista. Tapumes não funcionam em certas ocasiões, e o que foi um dia não voltará a ser como antes. Que o diga a antiga proprietária da Casa, Lúcia, filha do arquiteto Ramos de Azevedo.

Não importa, porque chegou o dia da glória. Escritores finalmente aparecem nas colunas sociais. Textos de poetas consagrados decoram/estampam/servem de papel de parede para os ambientes, antes relançam a tendência da caligrafia na decoração de interiores. Além do velho diálogo entre o clássico e o contemporâneo. Pesadas cortinas de tecido fosco e muitos, muitos lustres de cristal são as peças-chave na maioria dos ambientes.

Mas agora chega de tendências, que já aterrissam velhas de cansaço depois de 12 horas de vôo. Como a Casa deve voltar à ativa em novembro, com sua vocação de espaço reservado à literatura? Algo do CAD deverá ser mantido? A escada espiralada em mármore, meu tobogã; os lustres da escada de serviço, bordel de luxo; a arte de Sorgenicht, Eu, moça-vitral, fruta cristalizada. Será que sou amada? Mistérios...


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 8/11/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Bruta manutenção urbana de Elisa Andrade Buzzo
02. A pós-modernidade de Michel Maffesoli de Guilherme Carvalhal
03. Aquarius, quebrando as expectativas de Guilherme Carvalhal
04. E por falar em aposentadoria de Fabio Gomes
05. Pokémon Go, você foi pego de Luís Fernando Amâncio


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2007
01. Ecos digitais: poema-em-música - 4/1/2007
02. Casa cor-de-rosa - 8/11/2007
03. A Via Láctea de Lina Chamie - 27/12/2007
04. Meninas eu vi - 26/4/2007
05. A brasileira - 22/2/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Chovo, Tu Choves, Ele Chove...
Sylvia Orthof
Objectiva
(2001)



Casamento , Término & Reconstrução - 8ª Ed - Revista e Atualizada
Maria Tereza Maldonado
Integrare
(2009)



Teresa - A Santa apaixonada
Rosa Amanda Strausz
objetiva
(2005)



Raízes do Sucesso Empresarial a Experiência de Três Empresas
Haroldo Vinagre Brasil
Atlas
(1995)



Orçamento e Controle - Economia e Finanças
Fabiano Simoes Coelho, Ronaldo Miranda Pontes
Fgv
(2018)



Para Onde Vai a Cultura Brasileira?: Desafios Pastorais
Estudos Cnbb
Edicoes Paulinas
(1990)



Ideologia e Cidadania
J. B. Libanio
Moderna
(2004)



Il Drappo Scomparso
Slawka G. Scarso
Casa Delle Lingue
(2014)



Factoring Passo a Passo - as Quatro Operações - Confira!
Antonio Carlos Donini
Klarear
(2003)



Segredos do Toque Amoroso
Franz Benedikter
pallas
(2002)





busca | avançada
64744 visitas/dia
1,7 milhão/mês