Trabalhar e cantar | Adriana Carvalho | Digestivo Cultural

busca | avançada
51300 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 10/1/2008
Trabalhar e cantar
Adriana Carvalho

+ de 11100 Acessos

Atirei no sofrê
No pendão do milho
Atirei, mas não matei
No pendão do milho

(cantiga das trabalhadoras de Serrinha, Bahia)

Destalar o fumo significa retirar o veio principal da planta, que é aproveitado industrialmente. Hoje há máquinas que fazem esse serviço, mas décadas atrás era nos chamados salões de fumo que os trabalhadores rurais, principalmente mulheres, se reuniam para fazê-lo manualmente. Os movimentos das mãos, cadenciados, se repetiam por horas a fio, muitas vezes invadiam a madrugada. E a única certeza é que no dia seguinte seria tudo igual. E assim também no próximo. E no próximo.

Mas o sertanejo é, antes de tudo, um forte, escreveu Euclides da Cunha. Forte, criativo e solidário. Por meio do canto e do trabalho em mutirão, as destaladeiras de fumo de Arapiraca, em Alagoas, tornavam a lida menos dura.



Também faziam assim as mulheres que trabalhavam na colheita de cacau em Ilhéus e as descacadeiras de mandioca de Barrocas, na Bahia; as plantadeiras de arroz de Propiá, em Sergipe; as fiandeiras de algodão de Francisco Badaró, em Minas Gerais.

E tantas outras, agora já senhoras que trancaram as músicas no baú da memória desde que o patrão ligou o rádio no pátio de trabalho, desde que a TV chegou e que as crianças foram deixando de ser embaladas pelas cantigas de suas mães.

O resgate e o registro dessas memórias foi o objetivo do trabalho da musicista Renata Mattar que há mais de dez anos percorre o Brasil visitando comunidades em que havia a cultura de cantar durante o trabalho. O resultado pode ser visto no CD Cantos de Trabalho, lançado pelo selo Sesc, do Sesc de São Paulo e que tem a participação das destaladeiras de fumo de Arapiraca, da Cia. Cabelo de Maria e da cantora Ceumar. O repertório foi apresentado no palco do Sesc Pompéia, no começo de dezembro. "Eu viajava e ia perguntando quem conhecia uma comunidade em que as pessoas cantavam na hora do trabalho. Vi que essa cultura estava se perdendo. Em alguns vilarejos, ficávamos horas, com muito jeito, tentando estimular as mulheres a lembrar das músicas", conta Renata. Mas quando uma puxava o canto, o fio das lembranças ia se desenrolando e as outras adicionavam as vozes.

Em 2003, com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Renata conseguiu viajar pelo país com mais estrutura para gravar os cantos de trabalho. Focou sua pesquisa nos cantos das mulheres, embora haja também aqueles entoados pelos homens, que ela pretende registrar no futuro. Conheceu 19 comunidades em vários estados do Nordeste, Sudeste e Sul do País. "No Sul, talvez por ser uma região onde a industrialização chegou mais cedo, a cultura dos cantos de trabalho já estava muito descaracterizada. No Nordeste encontramos material mais autêntico. Na Bahia ainda havia algumas casas de farinha muito artesanais, como em São Nicolau, onde encontramos um material fantástico", diz Renata.

Foi durante essas viagens que ela conheceu as mulheres destaladeiras de fumo de Arapiraca. Lá as cantigas estavam mais preservadas por obra do mestre Nelson Rosa, que aos 74 anos é "coordenador de grupos de canto, poeta popular e patrimônio vivo do estado", em suas próprias e justas palavras. Ele as incentiva a continuar cantando e se apresentando na região. Há décadas luta para preservar as tradições locais, como o coco de roda, cantado em outra ocasião em que o trabalho em mutirão se fazia necessário: para bater o chão das casas de taipa. Chegou a dar aulas de coco na escola da região. Uma das alunas, agora com seus 40 anos, apresentou-se com ele e as destaladeiras de fumo no palco do Sesc Pompéia.

Os cantos não têm como único papel amenizar o duro trabalho diário, conforme explica Renata. Unem as comunidades. "Em uma das comunidades que visitamos, um senhor me disse assim: aqui, se um passa fome, todos passam. Se um come, todos comem", diz Renata. Quando cantam, ninguém é mais do que ninguém. "Notei que nas comunidades que utilizam o canto no trabalho uma harmonia maior em relação a outras comunidades. Eles também têm seus problemas e picuinhas humanas, mas mostram uma união maior", diz Renata.

As letras das cantigas falam da lida, mas também têm como temas o amor, a saudade, o sofrer. Algumas são engraçadas. Umas são muito dançantes. Outras embalam como cantigas de roda ou de ninar, tanto que eram também cantadas pelas mães para suas crianças. A maior parte tem poucos versos e melodia curta, repetida muitas vezes, como um mantra.

As mudanças que houve na agropecuária nas últimas décadas, o aumento do uso da tecnologia e a industrialização, são processos inevitáveis, é verdade. Mas a dinâmica de trabalho das mulheres com seus cantos é ainda de uma vanguarda que nenhum grande produtor, empresa ou gestor de recursos humanos teve a capacidade de compreender. Se a cultura do trabalho de mutirão, a música e a espontaneidade estivessem mais presentes na lida contemporânea não seria necessário gastar tanto tempo, dinheiro e saliva com palestras e treinamentos sobre "motivação" e "trabalho em equipe". Repetir o velho e demagógico bordão "nossa empresa é como uma família" também seria dispensável.

Como diz o etnomusicólogo Paulo Dias no livreto do CD Cantos de Trabalho, "o sentido da palavra 'trabalho', nos dias de hoje, parece cada vez mais recuar às origens, à raiz etimológica: 'trabalhar', segundo o Aurélio, vem do latim 'tripaliare - martirizar com o tripaliu (instrumento de tortura)'. É como (...) realizar gestos mecânicos, os mesmos de ontem e anteontem, em ambientes onde a solidariedade entre as pessoas cede lugar à competição por produtividade, com intervalo para a marmita".

Os frutos do trabalho de Renata, por sua vez, têm sido bem mais doces e nutritivos do que o do martírio descrito por Dias. "O interesse de pessoas de fora pelos cantos das comunidades está fazendo com que as crianças e adolescentes valorizem mais sua cultura. Antes eles menosprezavam as senhoras que cantavam essas músicas, hoje já se interessam em aprender as canções", diz Renata, acrescentando que na pequena escola de Arapiraca, hoje os cantos de trabalho são ensinados em sala de aula. É um reconhecimento que, assim como os aplausos da platéia lotada no Sesc Pompéia, as destaladeiras de fumo não esperavam a essa altura da vida. Ao final da apresentação, vou cumprimentar dona Rosália Gomes dos Santos, 63 anos, que trabalhou na roça de fumo desde pequena e é, segundo Renata "um verdadeiro baú de músicas". Ela me abraça como se me conhecesse há muitos anos e não me visse há muito tempo. Enche-me de beijos maternais. "Eu antes olhava um avião passar no céu e dizia que nunca que ia entrar num bicho daqueles. Mas foi como se eu tivesse nascido num avião, não tive medo nenhum. É muito bom viajar e se apresentar", conta ela. Que bom tê-la conosco, para nos embalar com refrões centenários, mesmo já sendo crescidos e em pleno século XXI.

Para ir além
Cantos de Trabalho


Adriana Carvalho
São Paulo, 10/1/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Hilda Hilst, o IPTU e a Chave da Cidade de Yuri Vieira
02. A Folia de Reis de Ricardo de Mattos
03. Eles vão invadir seu Orkut! de Adriana Baggio
04. Formação e Informação de Rennata Airoldi


Mais Adriana Carvalho
Mais Acessadas de Adriana Carvalho
01. Trabalhar e cantar - 10/1/2008
02. Meta-universo - 16/8/2007
03. Minhas caixas de bombons - 14/6/2007
04. Esses romanos são loucos! - 22/3/2007
05. Meditação sobre São Francisco - 19/10/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CATTURANDI - DE PROVENZANO AOS LO PICCOLO
IMD
BERTRAND BRASIL
(2012)
R$ 7,90



CÓDIGO DE PROCESSO PENAL E LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR
RENÉ ARIEL
FORENCE
(1986)
R$ 6,90



LA FONTAINE E O COMPORTAMENTO HUMANO
FRANCISCO DO ESPÍRITO SANTOS NETO
BOANOVA
(2007)
R$ 60,07



A CARÍCIA ESSENCIAL
ROBERTO SHINYASHIKI
GENTE
(1994)
R$ 5,00



NEGOCIOS DE FAMILIA
DOMINGOS PELLEGRINI
ATICA
(1994)
R$ 5,00



A VOLTA PARA MARILDA
OSWALDO FRANÇA JÚNIOR
NOVA FRONTEIRA
(1996)
R$ 6,90



OS TEMPOS QUE CORREM
MIGUEL VALE DE ALMEIDA
CELTA
(1996)
R$ 41,31



NEGÓCIOS EM BOLSAS DE VALORES
VALDIR LAMEIRA
ALAÚDE
(2005)
R$ 29,00



JAZZ: A AUTÊNTICA MÚSICA AMERICANA
JAMES L. COLLIER
JORGE ZAHAR
(2018)
R$ 20,00



O OPORTUNISTA
PIERS PAUL READ
CIRCULO DO LIVRO
R$ 5,00





busca | avançada
51300 visitas/dia
1,8 milhão/mês