Genialidade | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Gênio

Segunda-feira, 26/1/2009
Genialidade
Ricardo de Mattos

+ de 4000 Acessos
+ 2 Comentário(s)

"O fim da alma, em sua evolução, é atingir e realizar em si e em volta de si, através dos tempos e das estações ascendentes do Universo, pelo desabrochar das potências que possui em gérmen, esta noção eterna do Belo e do Bem, que exprime a idéia de Deus, a própria idéia de perfeição." (Léon Denis, em O problema do ser, do destino e da dor).

O tema da Genialidade, proposto para o Especial do mês, será aqui abordado com a especialização de premissas gerais que adotamos em nossas reflexões a respeito do Homem e seu papel no planeta. A base maior é a compreensão de um Criador responsável pela existência do que vemos e do que não vemos. Em seguida, a compreensão de que fomos todos criados diretamente por Ele e encaminhados para a trilha da Evolução. Entendemos que a Evolução dá-se em dois planos, o que justifica a existência de um corpo material provisório sobre o qual atua a inteligência individualizada e imortal, atuação pautada pelo seu estágio de amadurecimento. Estamos convictos, enfim, de que uma só existência corpórea é insuficiente para cumprir todo um programa de depuração intelectual e moral, e de que a vida imaginada pelo ser só é plena e real no plano espiritual. Não é questão de Fé, impressão causada pela predominância, no Brasil, do aspecto religioso do Kardecismo.

Todo espírito é criado simples e ignorante, para que desenvolva por si sua própria inteligência e garanta o mérito de seu trabalho. Recorrendo a um Deus que é absoluto em todos seus atributos, não seria fácil explicar Sua Justiça com base na diversificação de privilégios: uns mal sabendo empilhar dois pratos sem quebrar três, outros embasbacando-nos com suas conquistas nas Artes e nas Ciências. Como indivíduos dos mais diversos níveis de intelectualidade e de moralidade coexistem no mesmo plano, e como o homem moderno ignora, ou mesmo rejeita, o conhecimento de encarnações sucessivas e gradativas, o resultado são o pasmo contínuo e a revolta.

Outro grande problema enfrentado é o do relativismo moral. A famosa frase "o que é moral para você pode não ser moral para mim" causou aos indivíduos, e, por extensão, à sociedade, um mal que estamos começando a avaliar através dos fatos que nos são fartamente noticiados. Encarar a diferenciação entre o certo e o errado leva a pessoa a defrontar-se consigo própria como num espelho indesejado, e poucos estão dispostos a proceder com as reformas que deveriam ser decorrentes da investigação íntima. Daí o acerto de Vauvenargues, em suas Máximas e reflexões: "Nossa indiferença pela verdade na moral vem do fato de estarmos determinados a seguir nossas paixões a qualquer preço: e é isto que faz com que não hesitemos quando é preciso agir, apesar da incerteza de nossas opiniões. Pouco me importa, dizem os homens, saber onde está a verdade, sabendo onde está o prazer".

Entretanto, a evolução do espírito é aferida pelo que o indivíduo realizou nos dois campos. O mais comum é que ele firme seus passos num lado e negligencie o outro. Considerando que não se perdem as conquistas feitas através dos séculos terrenos, chega o momento em que ele se depara com o desequilíbrio. Por isso encontramos pessoas intelectualmente deslumbrantes, mas que revelam uma convivência difícil com seus semelhantes, bem como pessoas boas e honestas que sabem apenas o suficiente para sobreviver.

Onde se situa o denominado "gênio"? É o ser que nas suas constantes vindas a este plano adquiriu, conservou e desenvolveu um grande cabedal intelectual. É o indivíduo cujo conhecimento em determinada área do Saber é tão vasto, profundo e sistematizado, que a certa hora parece ocorrer um "Big Bang" pessoal. Ele não apenas sabe, mas consegue transmitir, aplicar e impulsionar o progresso. O Tempo transcorre e suas realizações continuam impressionando as gerações. Falamos não só de artistas, filósofos e cientistas, como também daqueles cujas ações foram de destaque na orientação da sociedade. Falamos de Einstein, Bach, Gandhi, Pasteur, dos Curie, Galileu, Newton, Darwin, Thomas Edson, Teresa de Calcutá, Beethoven, Benjamim Franklin, Michelangelo, Buda. Incluímos também Allan Kardec, que apresentou racionalmente conhecimentos antes velados por uma infinidade de símbolos, numa obra que nos faz considerá-lo um dos últimos grandes filósofos sistemáticos. Atualmente, podemos citar de imediato o físico Stephen Hawking como coroado pela genialidade.

E o homem de talento? É aquele que exibe as primeiras manifestações do que será o gênio. Seus trabalhos demonstram o progresso, mas também revelam lacunas. Michelangelo foi um gênio; o francês setecentista Watteau, um talento. Ambos, porém, atenderam à vocação, que nada mais é do que a força que impele alguém a continuar uma trilha já iniciada. Isso não livra ninguém de estudar, trabalhar, desenvolver técnicas e atualizar conhecimentos, sempre com aplicação e disciplina. Havendo este encaminhamento o resultado é certo.

A subida ao patamar da genialidade começa, portanto, com a escolha certa em atender à vocação. "Mas se é uma vocação, uma espécie de impulso, não podemos falar em 'escolha'". Claro que podemos, o livre arbítrio é exercido ao se atender ou não ao chamado íntimo. Quantos suam sangue e desenvolvem sarna nervosa desejando ser poetas, músicos ou pintores e, apesar disso, nunca escrevem, compõem ou pintam um só verso, canção ou tela que preste? Se persistem é por orgulho, ignorância, falta de autoconhecimento, baixa autoestima ― não se julgam capazes de fazer outra coisa ― e mesmo certa vaidade e erro de julgamento quanto ao que confere status social. Acham mais bonita a apresentação como "poeta" do que como "técnico de reciclagem", embora na segunda ocupação talvez desenvolvessem um trabalho social muito mais importante.

À medida que a inteligência se desenvolve e é acompanhada pelo senso moral, em que são acumulados conhecimentos extraídos não só dos livros, mas das experiências pessoais, do contato humano e da observação do mundo, o espírito localiza quais necessidades da humanidade são mais prementes e pode assumir uma tarefa visando supri-las. É o momento em que se dispõe a continuar a desenvolver-se, mas de maneira a ajudar seu semelhante. Eis a origem do gênio.


Ricardo de Mattos
Taubaté, 26/1/2009


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2009
01. O delfim, de José Cardoso Pires - 19/10/2009
02. Evolução e Adaptação da Imprensa Escrita - 23/3/2009
03. Charles Darwin (1809-2009) - 16/11/2009
04. Américas Antigas, de Nicholas Saunders - 27/4/2009
05. Sobre o Islã, de Ali Kamel - 23/2/2009


Mais Especial Gênio
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
2/2/2009
12h32min
Acredito que a genialidade venha da persistência na busca de encontrar respostas nas mais diferentes formas de conhecimento, da mesma forma que observo, dentro da minha ótica, que as principais invenções geniais se dão pela busca de outra coisa, como foi o caso da própria invenção do telefone, que veio de uma pesquisa para o desenvolvimento de algum instrumento específico para diminuir a surdez. Creio que a genialidade se baseia na capacidade de observação e no evento mesmo de buscar respostas, do navegar por conceitos variados de uma cultura enciclopédica...
[Leia outros Comentários de Ricardo Barradas]
10/2/2009
10h22min
Brilhante texto. Penso que esta é uma explicação muito lógica para o fato de existirem pessoas que, ainda jovens, e sem que sua ascedência demonstre qualquer traço de genialidade, são capazes de compor obras imortais, como um Mozart; ou um teorema, como Pascal... Isso é algo que vem com a pessoa. Num momento em que a física quântica nos mostra que o universo é muito mais "bizarro" e surpreendente do que jamais pudemos imaginar (universos paralelos, universos holográficos etc.), não é absurdo nenhum crer numa inteligência que sobreviva à essa dimensão passando à outra no nomento da morte do corpo físico. Creio a ciência do futuro revelará essa verdade. Abraços.
[Leia outros Comentários de Renata]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LIVRO JOSÉ MACIA,PEPÉ-BOMBAS DE ALEGRIA / 2006
J.TORERO
REALEJO LIVROS E EDIÇÕES
(2006)
R$ 60,00



A QUEDA - AS MEMÓRIAS DE UM PAI EM 424 PASSOS
DIOGO MAINARDI
RECORD
(2012)
R$ 12,00



MANUAL DE TEORIA GERAL DO ESTADO E CIÊNCIA POLÍTICA
JOSÉ GERALDO BRITO FILOMENO
FORENSE UNIVERSITÁRIA
(2003)
R$ 15,00



O QUE É ESPIRITISMO
ROQUE JACINTHO
BRASILIENSE
(1982)
R$ 8,00



O PODER DOS SEIS (OS LEGADOS DE LORIEN #2)
PITTACUS LORE
INTRINSECA
(2011)
R$ 15,00



A LIVRARIA 24 HORAS DO MR. PENUMBRA
EDMUNDO BARREIROS; ROBIN SLOAN
NOVO CONCEITO
(2013)
R$ 10,00



LE NOUVEL ÉDITO NIVEAU B1, + CD E DVD
VÁRIOS AUTORES
DIDIER II
(2012)
R$ 85,00



MENTIRAS E OS GRANDES MENTIROSOS (49)
AL FRANKEN
FRANCIS
R$ 7,00



O ATENEU RETÓRICA E PAIXÃO
DIREÇÃO E ORGANIZAÇÃO LEYLA PERRONE MOISÉS
BRASILIENSE
(1988)
R$ 50,00



A PIPA PRETA
CRISTIANE DANTAS
SM
(2012)
R$ 17,00





busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês