Dá para ler no celular? | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
62663 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 21/1/2009
Dá para ler no celular?
Marta Barcellos

+ de 2500 Acessos

Ainda não tinha me ocorrido ler a piauí pelo celular. Talvez por conta da envergadura da revista ― reportagens aprofundadas, formato de 35 x 26 cm ―, associava a sua leitura a um momento caseiro, mais propício a reflexões. Mas acabei chegando lá, no site aberto da revista, por acaso ― almoçava sozinha e estava curiosa sobre a entrevista com o presidente Lula, que repercutia em todo canto. A experiência foi duplamente interessante, por conta do conteúdo e da nova mídia que eu descobrira.

Mas vamos por partes. A matéria "Azia", de Mario Sergio Conti, é bárbara, graças à perspicácia do jornalista e suas observações sobre a redoma que cerca o presidente, e o afasta convenientemente das informações do mundo real. A entrevista em si, vale ressaltar, não foi lá grandes coisas. Lula não chegou a falar nada novo ou bombástico, o que de certa forma acaba sendo explicado pelo viés escolhido pelo autor para compartilhar a sua experiência com os leitores ― demorando-se na antessala do poder e não se deixando deslumbrar pelo acesso privilegiado a ele.

O jornalismo está repleto de exemplos assim: as melhores matérias são aquelas "sem lead", ao contrário do que é ensinado em muitas faculdades de jornalismo. Mais que isso, é nessas oportunidades que se revelam os talentos do jornalismo literário. Claro que, quando a transcrição completa da entrevista foi divulgada pelo Palácio do Planalto, como é praxe, "as sobras" não utilizadas por Conti foram fartamente aproveitadas por outros veículos. Sim, até havia algumas declarações frescas, provavelmente inéditas, que poderiam tranquilamente ser elevadas à categoria de manchete, especialmente quando se trata de entrevista exclusiva com o Presidente da República. Mas seria uma daquelas manchetes turbinadas ou predestinadas ao esquecimento. Já a reportagem da piauí, com certeza, vai durar ― até pela sábia opção de torná-la acessível aos internautas, estejam eles em computadores ou celulares.

Sobre o fato de lê-la no celular, fui tomada por sentimentos ambivalentes. Amei a mágica de transformar o desajeitado formato da revista, difícil até de acomodar nessas bolsas grandes de mulher, que estão na moda, em um modelo 11 x 6 cm, que cabe na palma da mão. Ok, sei que dessa forma o projeto gráfico da revista vai para o espaço, que os oculistas não recomendam telas luminosas por muito tempo etc. etc. Mas fazer o quê. A tal da portabilidade é mesmo poderosa. A leitura sempre foi boa amiga da mulher que almoça sozinha em restaurante, e o celular passou a cumprir com eficiência esse papel de companhia, como bem lembrou outro dia a contemporânea Carla Rodrigues, comparando o aparelho ao maço de cigarros de antigamente.

No entanto, enquanto me deliciava com o texto de Conti, sentia certa dose de culpa. Isso sempre acontece quando navego muito tempo na internet em minhas andanças. Será que a bateria do meu smartphone iria durar até o fim do dia? Veja bem, ela está novinha. Foi comprando-a, no mês passado, depois de desistir da fila do iPhone na Vivo, que descobri as peculiaridades do meu celular, moderno e antiguinho ao mesmo tempo. Moderno porque o modelo, um Moto Q, ainda está à venda, e antigo porque tem a tecnologia CDMA, em vias de extinção mas com um sinal que pega "até debaixo d'água". Segundo a atendente da Motorola, em informação confirmada por outros clientes da fila, todo smartphone precisa ser carregado diariamente, pelo menos por quem usufrui parte de suas mil e uma possibilidades.

Não é de hoje que esse assunto de bateria me deixa intrigada. Os suplementos de tecnologia cumprem hoje uma função parecida com a dos cadernos de turismo, notoriamente feitos mais para leitores sonhadores do que viajantes. É mesmo divertido escolher aparelhos que um dia poderemos comprar, assim como destinos exóticos que serão nossa prioridade quando enfim ganharmos na loteria. Por conta disso, notícias de feiras internacionais, onde aparelhos fantásticos são lançados, ocupam muitas páginas e telas. E nada, ou quase nada, é dito sobre a evolução das tais baterias. É o mesmo silêncio ensurdecedor que paira sobre as moderníssimas telas de TV que achatam as imagens, e continuam sendo vendidas como se ninguém estivesse vendo o rei nu ― ou melhor, gordinho.

Não entendo como consumidores exigentes em relação ao número de megapixels das câmeras dos novos celulares são tão resignados com o fato de terem que mendigar tomadas elétricas para carregar a sua parafernália por aí. Uma vez, li uma coluna da Cora Rónai reclamando da falta de tomadas em um hotel de Berlim, pois não podia carregar notebook, câmera e celular ao mesmo tempo. Nem lhe ocorreu o absurdo que era depender de tomadas e fios para fazer seus aparelhos apenas ligarem.

Pelo visto, o futuro da internet está hoje nas mãos dos especialistas em baterias. Chega a dar medo de um revés, daqueles em que a tecnologia dá para trás por razões econômicas ou barreiras inesperadas, como aconteceu com o avião supersônico e os primeiros celulares via satélite. Por motivos tão variados como preço e necessidade de companhia em almoços solitários, os celulares tendem a se espalhar pelo mundo, muito mais rapidamente do que os computadores. Com eles, poderá chegar às massas ― por que não ― o jornalismo literário e muitos outros gêneros das letras. Será até possível ler um clássico, aos poucos, em um celular com tela de tamanho razoável. Desde, claro, que não seja necessário economizar a bateria para ela durar até o final do dia.

Nota do Editor
Marta Barcellos mantém o blog Espuminha de leite.


Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 21/1/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Enriquecer é Glorioso! de Marilia Mota Silva


Mais Marta Barcellos

colunista_mais_acessadas_query=SELECT colunistas.iniciais, colunas.ano, colunas.acessos, colunas.codigo, colunas.titulo, colunas.dia, colunas.mes FROM chamadas, colunas, colunistas WHERE colunas.codigo = chamadas.coluna AND colunas.colunista = colunistas.codigo AND colunistas.iniciais = 'MBA' AND colunas.ano = 2009 ORDER BY colunas.acessos DESC LIMIT 10 Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2009
01. Gostar de homem - 25/9/2009
02. Simplesmente feliz - 24/4/2009
03. Escrever pode ser uma aventura - 3/7/2009
04. Palavras que explodem no chão - 19/6/2009
05. Fim dos jornais, não do jornalismo - 3/4/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




VIOLÊNCIA SEXUAL NA CRIANÇA E NO ADOLESCENTE
ELENA DE FÁTIMA
LÉON DENIS
(2006)
R$ 8,89



MARKET LEADER INTERMEDIATE PRACTICE FILE
DAVID COTTON; DAVID FALVEY; SIMON KENT
LONGMAN DO BRASIL
(2003)
R$ 12,00



RECEITAS COM ERVAS AROMÁTICAS
NÃO INFORMADO
LIVROS DE VIDA
(1997)
R$ 22,11



APARÊNCIAS E OUTRAS CENAS DO COTIDIANO - 1ª EDIÇÃO
JÚLIO EMÍLIO BRAZ
PALLAS
(2009)
R$ 26,95



OLHAR, ESCUTAR, LER - 1ª EDIÇÃO
CLAUDE LÉVI-STRAUSS
COMPANHIA DAS LETRAS
(1997)
R$ 98,95



CURSO PRÁTICO DE ORATÓRIA
DANIEL DE LUCCAS
DANIEL DE LUCCAS
(1985)
R$ 12,00



RED LUNA - A BIBLIOTECA DO CZAR (NOVO, LACRADO)
GABRIEL MORATO MARCOS INOUE
GUTENBERG
(2013)
R$ 19,00



CLINICA ORTOMOLECULAR V. 1
EFRAIM OLSZEWER
ROCA
(2000)
R$ 66,90



ROUBO DE CORAÇÃO SABRINA
ELAINE COFFMAN
NOVA CULTURAL
(1997)
R$ 5,00



A PRIMEIRA BÍBLIA DE NATÁLIA E LUCAS
MARIA AMIN - MARIA LÚCIA
BELO HORIZONTE
(2006)
R$ 9,90





busca | avançada
62663 visitas/dia
2,6 milhões/mês