As cartas de Dostoiévski | Luiz Rebinski Junior | Digestivo Cultural

busca | avançada
54332 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
>>> FAAP promove bate-papo com as atrizes Djin Sganzerla, Zezita Matos e com o diretor Allan Deberton
>>> Elísio Lopes Jr comanda oficina gratuita de dramaturgia nesta sexta-feira (27)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
>>> Zuza Homem de Mello (1933-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um tweet que virou charge
>>> Lugar de mulher é...
>>> 27 de Março #digestivo10anos
>>> Remix Narrativo
>>> Asia de volta ao mapa
>>> A Era do Gelo
>>> As cartas de Dostoiévski
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> 9 de Abril #digestivo10anos
>>> Solidão Moderna
Mais Recentes
>>> More - Os Pensadores de Thomas More pela Nova Cultural (2004)
>>> Aprendendo coreano (segundo tradução do Google) de Diversos AutoresKo pela Korean (1994)
>>> Bons Fluidos 23 - Abril 2001 - Dia de Festa: celebrar aniversários de Alda Palma pela Abril (2001)
>>> The Da Vinci Code de Dan Brown pela Harlan Coben (1990)
>>> Coronelismo, enxada e votos. O município e o regime representativo no Brasil de Victor Nunes Leal pela Nova Fronteira (1997)
>>> Coronelismo, enxada e votos. O município e o regime representativo no Brasil de Victor Nunes Leal pela Nova Fronteira (1997)
>>> Coronelismo, enxada e votos. O município e o regime representativo no Brasil de Victor Nunes Leal pela Nova Fronteira (1997)
>>> Jogos de Cintura de Fernanda de M. S. Macruz e Outros Autores pela Vozes (2000)
>>> Direito Penal - Parte Geral Esquematizado - Volume 1 de Cleber Masson pela Método (2020)
>>> O teatro dos vícios. Transgressão e transigência na sociedade urbana colonial de Emanuel Araújo pela José Olympio (1993)
>>> Mulheres Inteligentes Jogam Para Ganhar de Ivanka Trump pela Lua de Papel (2010)
>>> O Fascínio do Stress de Rodrigo Pires do Rio pela Del Rey (1995)
>>> A história da família de James Casey pela Ática (1992)
>>> O Sucesso Não Ocorre Por Acaso de Dr. Lair Ribeiro pela Rosa dos Tempos (1992)
>>> De Onde vêm os Bebês de Andrew C. Andry e Steven Schepp pela José Olympio (2013)
>>> Água Mole Em Pedra Dura Tanto Bate Até Que... de Clóvis Tavares pela Gente (2001)
>>> seu Rubens - Histórias do Binho da Barra Funda e do Rubão de Maresia de José Rubens de Cenço pela Primavera (2010)
>>> ... e o Amor Continua de Francisco Candido Xavier / Divaldo Pereira Franco pela Livraria Espirita Alvorada (1983)
>>> ... quando Florescem os Ipês. de Ganymédes José pela Brasiliense (1984)
>>> ... Quando Florescem os Ipês. de Ganymédes José pela Brasiliense (1981)
>>> ...E as Vozes Falaram de Fernando do Ó pela Feb (1987)
>>> ...E as Vozes Falaram de Fernando do Ó pela Feb (1984)
>>> ...E Se Falta a Palavra, Qual Comunicação, Qual Linguagem? de Tania Maria Tupy / Don Giancarlo Pravettoni (orgs) pela Menmon (1999)
>>> ...Homem Novo - Tomo 1/ Vol. 2 de Escola de Aprendizes do Evangelho pela Feesp (1981)
>>> ...Longe da Terra - 4ª Ed. de José Mauro de Vasconcelos pela Melhoramentos (1969)
>>> ´novo´ Paisagens do Brasil de Instituto Brasileiro de Geografia pela Fundacao Ibge: Rio de Janeiro (1972)
>>> 0 de Nelly Martins Ferreira Candeias pela Escrituras (2013)
>>> 10 Conselhos para Quem Tem uma Chefe Mulher de Gabrielle Rolland pela Scipione (1994)
>>> 10 Mandamentos para Fracassar nos Negócios de Donald R. Keough pela Sextante (2010)
>>> 10 Razões para Ser Espírita de José Carlos Leal pela Novo Ser (2014)
>>> 100 Anos da Doença de Alzheimer de Paulo Caramelli / Angela H. Viel pela Segmento Farma (2006)
>>> 100 Anos de Amor de Francisco Candido Xavier / Autores Diversos pela Grupo Espírita da Prece de Fr (2010)
>>> 100 Anos de Amor - Homenagem a Chico Xavier de Grupo de Ideal Espírita André Luiz pela Ideal (2010)
>>> 100 Anos de Amor - Homenagem a Chico Xavier de Grupo de Ideal Espírita André Luiz pela Ideal (2010)
>>> 100 Coisas de Fernando Bonassi pela Angra (2000)
>>> 100 Crônicas de Mario Prata pela Cartaz (1997)
>>> 100 Crônicas de Mario Prata pela Cartaz (1997)
>>> 100 Crônicas de Mario Prata pela Cartaz (1997)
>>> 100 Crônicas Escolhidas de Rubem Braga pela José Olympio (1958)
>>> 100 Jogos de Bolso - Número 1 de Autor Girassol pela Girassol
>>> 100 Piores Ideias da História de Michael N. Smith / Eric Kasum pela Valentina (2016)
>>> 100 Viagens Que Toda Mulher Precisa Fazer de Stephanie Elizondo Griest pela Novo Conceito (2011)
>>> 100 Viagens Que Toda Mulher Precisa Fazer de Stephanie Elizondo Griest pela Novo Conceito (2011)
>>> 1000 Erros de Português da Atualidade de Luiz Antonio Sacconi pela Nossa (1990)
>>> 1000 Perguntas: Direito do Menor de Alyrio Cavallieri pela Rio (1983)
>>> 101 Bichanos - por Amor aos Gatos de Rachael Hale pela Alles Trade (2005)
>>> 101 Segredos dos Casais Felizes de Anna Saslow pela Original (2003)
>>> 108 Jogos para Jardim de Infância de Ethel Bauzer Medeiros / Edvete R. da Cruz Machado pela Agir (1960)
>>> 12 Postais D Iracema de Sérgio Pinheiro pela Fundação Demócrito Rocha
>>> 123 Atitudes Positivas Em Vendas de Robert F. Taylor pela Nobel (1991)
COLUNAS

Quarta-feira, 30/9/2009
As cartas de Dostoiévski
Luiz Rebinski Junior

+ de 10000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Para quem é fã de Fiódor Dostoiévski e sempre quis saber mais sobre a vida do gênio russo, mas nunca teve coragem de encarar os cinco tomos que compõem a biografia do autor, escrita por Joseph Frank, pode ter agora sua curiosidade abrandada sem muito esforço.

Estreando no mercado editorial, a editora gaúcha 8Inverso coloca na praça uma reunião das cartas que Dostoiévski, exímio missivista, escreveu em diferentes períodos de sua vida. Intitulado Correspondências (8Inverso, 2009, 248 págs.), o livro cobre um período que vai de 1838 a 1880, um mês antes da morte do escritor. Um dos principais autores do século XIX, Dostoiévski escreveu algumas das obras mais impactantes da literatura mundial, tal como os clássicos Os irmãos Karamazov e Crime e Castigo.

Epilético, cheio de dívidas e atormentado por questões existenciais, Dostoiévski encarna como poucos a figura do escritor-sofredor, aquele que, em busca de um projeto literário, leva uma vida cheia de privações, por vezes até miserável. Mas, ao contrário de escritores de qualidade duvidosa que se autodeclaram gênios incompreendidos, Dostoiévski foi mesmo um gênio que escolheu viver em função da literatura, sem se importar com as consequências de tal decisão.

No entanto, se por um lado Dostoiévski reforça o mito do escritor maldito, por outro desmistifica o lado romântico da escrita ao ter produzido a maioria de seus livros com o claro objetivo de saldar dívidas e garantir a sobrevivência de seus parentes mais próximos. Mas então obras-primas foram pensadas por dinheiro? Mais ou menos. Tendo como único meio de sobrevivência a escrita, Dostoiévski ficava refém de suas ideias para conseguir se sustentar. No entanto, o escritor só avançava em um livro depois de ter certeza de que tinha em mãos um mote original e que a obra valia a pena ser escrita. São incontáveis os projetos deixados de lado pelo escritor por avaliar que não eram suficientemente bons, o que certamente um escritor menos preocupado com um projeto literário não faria.

Literatura e dinheiro, portanto, são duas palavras que terão destaque no vocabulário do escritor desde os anos de formação até sua morte. Em carta de 1838, quando tinha 17 anos, Dostoiévski pede ao pai que lhe mande dinheiro para artigos de primeira necessidade enquanto estiver na Escola Militar de Engenharia de São Petersburgo. "O senhor irá pensar que seu filho exige demais ao escrever-lhe para pedir uma ajuda de custo? Deus é testemunha de que, nem por interesse próprio, nem pela extrema necessidade, eu jamais desejaria extorquir o senhor", diz o trecho inicial da carta. Pedidos como esses serão constantes nos anos de formação ― não só ao pai, mas principalmente ao irmão Mikhail e a amigos mais próximos.

O irmão Mikhail, aliás, foi um de seus interlocutores mais presentes. Não apenas em questões financeiras, mas também literárias ― Mikhail era amante da obra de Schiller. Durante os anos em que passou preso na Sibéria, por conta de seu envolvimento com o círculo de Petrachevski, Dostoiévski recebe do irmão, além de somas em dinheiro, muitos livros. "Recebi a sua carta, querido irmão, os livros ― Shakespeare, a Bíblia e o 'Anais da Pátria' ― e o dinheiro ― dez rublos: obrigado por tudo".

Além de revelar o cotidiano do escritor, as cartas contém reflexões que, mais tarde, serviriam de mote para alguns de seus livros e personagens. "Em minhas horas de descanso tenho registrado umas tantas anotações sobre minhas memórias da prisão", diz o escritor em 1856, referindo-se ao esboço do que viria a ser Recordações da casa dos mortos, livro lançado em 1862. Exemplo parecido acontece com O jogador, romance em que Dostoiévski aproveita suas experiências, em geral malfadadas, nas roletas para construir o seu personagem principal.

É interessante notar, também, como Dostoiévski se relacionava com seus editores. Assim como quase todos os escritores de sua época, Dostoiévski publicou a grande maioria de seus livros de forma seriada nos jornais de seu país. E, na maioria das vezes, recebia adiantamentos polpudos antes mesmo de iniciar a obra, o que deixava seus editores no seu pé até a entrega do livro. "Ainda não comecei a escrever o romance encomendado por Stellovski. Mas o farei em breve. Tenho planos para uma novela curta e boa, nela haverá até mesmo resquícios de personagens reais. Pensar em Stellovski atormenta-me, perturba-me; mesmo em sonhos esse compromisso me persegue", escreve Dostoiévski ao amigo e editor Miliukov a respeito do compromisso assumido para escrever O jogador.

Aliado à pressão de seus editores, os ataques epiléticos e as cobranças de seus credores deixavam os nervos do escritor em frangalhos. Por conta das dívidas, Dostoiévski passou alguns anos exilado em países como Itália, Suíça e Alemanha.

Nas cartas também há espaço para assuntos instigantes do fazer literário, como a relação entre ficção e realidade. É lógico que Dostoiévski tinha uma mente brilhante, capaz de criar histórias sensacionais e de contá-las de maneira igualmente original, mas é fato também que se valeu ― e muito ― de suas experiências pessoais para dar vida à sua obra magistral, o que nem sempre é aceito por escritores quando o assunto é o processo de criação.

Militante do eslavismo, em várias cartas, enviadas do exílio, Dostoiévski condiciona a qualidade de sua literatura ao seu retorno à Rússia. Seu país de origem exerce tamanha influência em seus escritos, que Dostoiévski chegou a dizer que "precisava, de qualquer modo, voltar à Rússia" para escrever a segunda parte do romance A vida de um grande pecador, livro que serviu como base para a elaboração de Os irmãos Karamazov.

Como todo bom escritor, Dostoiévski lia muito e acompanhava, com entusiasmo, a cena literária russa. E seus comentários sobre a cultura local constituem algumas das melhores passagens do livro. As cartas escancaram sua admiração por Tolstói, suas diferenças com Turgueniev e seu respeito quase religioso por Vitor Hugo. Mas o que fica mais explícito mesmo é sua devoção pela literatura. "Fui levado à convicção de que um artista se deve fazer conhecer por seu público, até o menor dos detalhes, não apenas sobre suas técnicas literárias, mas sobre tudo relacionado à realidade que ele se propõe a retratar", diz em um dos textos. Assim como Cartas a um jovem poeta, o clássico de Rilke, as missivas de Dostoiévski, para além da curiosidade, podem ser lidas como um grande livro didático destinado a jovens escritores.

Para ir além






Luiz Rebinski Junior
Curitiba, 30/9/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Puta, um romance bom prá cacete de Jardel Dias Cavalcanti
02. Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte II) de Jardel Dias Cavalcanti
03. O rock não acabou de Rafael Rodrigues
04. Por que eu montei um blog de Eduardo Carvalho
05. Lou Andréas-Salomé de Maria João Cantinho


Mais Luiz Rebinski Junior
Mais Acessadas de Luiz Rebinski Junior em 2009
01. Reinaldo Moraes fala de sua Pornopopéia - 2/12/2009
02. As cartas de Dostoiévski - 30/9/2009
03. O primeiro parágrafo - 24/6/2009
04. Tarantino e o espírito do tempo - 28/10/2009
05. Dalton Trevisan revisitado - 29/7/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
18/9/2009
12h32min
Muito bem comentada a publicação das cartas de Dostoiévski. Parabéns pelo texto. Como as cartas de Flaubert, essas do escritor russo devem conter uma lição sobre a arte de escrever.
[Leia outros Comentários de jardel]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DICIONÁRIO ESCOLAR - INGLÊS PORTUGUÊS - PORTUGUÊS INGLÊS
EDITORA MARTINS FONTES
MARTINS FONTES
(2005)
R$ 18,75



A MÁQUINA DE LAMA
ROBERTO SAVIANO
COMPANHIA DAS LETRAS
(2012)
R$ 20,00



EU SOU A FONTE DA CONSCIÊNCIA CÓSMICA
RODRIGO ROMO
MADRAS
(1999)
R$ 220,00



BRINCANDO COM O PERIGO
LAÍS CARR RIBEIRO
MODERNA
(1994)
R$ 16,50



O JORNAL DE ONTEM
HENRIQUE NICOLINI
PH
(2006)
R$ 12,00



SYMPOSIUMCIBA TOMO 11 Nª 2
CIBA
CIBA
(1963)
R$ 11,22



OS KAMA SUTRA DE VATSYAYANA
TRADUÇAO DE MARCOS SANTARRITA
BRASILIA
(1974)
R$ 20,00



MERCADO DE CAPITAIS
LAMEIRA
FORENSE UNIVERSITÁRIA
(2003)
R$ 199,00



UM DOMINGO PARA SEMPRE
SÉBASTIEN JAPRISOT
RELUME DUMARÁ
(2005)
R$ 5,00



O JOGO DA TRANSIÇÃO
MARIÁ GIULIESE
ÉVORA
(2011)
R$ 39,00





busca | avançada
54332 visitas/dia
2,0 milhões/mês