Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 4 | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
56745 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Exposição Alma
>>> Festival internacional de fotografia premia fotos vencedoras da edição de 2022
>>> Livro que destaca a importância da diversidade feminina em Conselhos de empresas já está disponível
>>> Cacá Machado se apresenta no Sesc Vila Mariana
>>> Cine Rural: Fazenda histórica do Interior sedia sessões de cinema de graça em igreja do século 19
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Música do acaso
>>> Duas cartas
>>> O Suplício do Papai Noel, por Claude Lévi-Strauss
>>> Quincas Borba: um dia de cão (Fuvest)
>>> Depeche Mode 2001
>>> O melhor joio do trigal
>>> A morte de Sardanapalo de Delacroix
>>> O Quarteto Fantástico
>>> BDRs, um guia
>>> O melhor de Dalton Trevisan
Mais Recentes
>>> Livro - A Viagem de Théo: Romance das Religiões de Catherine Clément; Eduardo Brandão pela Companhia das Letras (2002)
>>> Livro - O Milagre de Lázaro de Morris West pela Record (1990)
>>> A arte da narrativa bíblica de Robert Alter pela Companhia das Letras (2007)
>>> Livro - A Cadeira do Dentista e Outras Crônicas - Volume 15 para Gostar de Ler de Carlos Eduardo Novaes pela Ática (2002)
>>> Livro - Jogo Arriscado: Uma Passagem Pela Assistência Social de Torres, André Luiz Falavho pela Toró na Cuca (2012)
>>> Livro - O Física: Epopéia de um Médico Medieval de Noah Gordon pela Rocco (1988)
>>> Aforismos para a sabedoria de vida de Arthur Schopenhauer pela Martins Fontes (2002)
>>> O amor fecunda o universo: Ecologia e espiritualidade de Marcelo Barros e outros pela Agir (2022)
>>> Livro - A Inspiração Espiritual na Criação Artística de Cristina da Costa Pereira pela Celd (2002)
>>> Livro - A Química de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2016)
>>> Livro - Perdas e Ganhos - Mulheres na Literatura 8 de Lya Luft pela Folha de São Paulo
>>> Little fires everywhere - a novel de Celeste Ng pela Penguin Books (2019)
>>> A vida secreta dos apóstolos e apóstolas à luz dos atos apócrifos de Jacir de Freitas Faria pela Vozes (2022)
>>> Livro - A Escolha da Dra. Cole de Noah Gordon pela Rocco (1996)
>>> Livro - Princípios de Economia Política Volume 2 - Os Economistas de Stuart Mill pela Abril Cultural (1983)
>>> Livro - Um Dia: Vinte Anos. Duas Pessoas. de David Nicholls pela Intrínseca (2012)
>>> Livro - Administração para Empreendedores de Antonio Cesar Amaru Maximiano pela Pearson (2011)
>>> Amar, Verbo Intransitivo de Mário de Andrade pela Itatiaia (1987)
>>> Obreiros da Vida Eterna de Francisco Cândido Xavier / André Luiz pela Feb (1996)
>>> Mulheres Inteligentes, Escolhas Insensatas de Connell Cowan / Melvyn Kind pela Rocco (1991)
>>> Organização, Sistemas e Métodos de Walter Lerner pela Atlas (1977)
>>> Estatística Básica para Ciências Humanas de Bernardete A. Gatti / Nagib Lima Feres pela Alfa-omega (1975)
>>> A Vida Tende a Dar Certo de Anna Sharp pela Rocco (1996)
>>> Rindo e Refletindo Com Chico Xavier de Richard Simonetti pela Ceac (2006)
>>> Tonico de José Rezende Filho / Assis Brasil pela Ática (1989)
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2000-2009

Quarta-feira, 28/7/2010
Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 4
Rafael Fernandes

+ de 7600 Acessos

A seguir a quarta parte de meus álbuns musicais favoritos entre 2000 e 2009. Já estão no ar a primeira, a segunda e a terceira partes. Novamente escrevo sobre lançamentos brasileiros.

31) Maria Rita ― Maria Rita (2003)
Produzido por Tom Capone

Fiquei curioso a respeito de Maria Rita quando ela fazia as elogiadas apresentações no finado Crowne Plaza, no início de sua carreira. Fui conferir e, como muitos, fiquei embasbacado. Ela mostrava algo mais, que ia além dos rótulos de "filha" ou "irmã". Um talento nato. Em seguida, gravou seu primeiro disco, que é muito bom. Não é genial, mas foi a continuação natural dos shows. É honesto e apresenta boas músicas. Seu segundo é mais fraco, meio perdido. Em seu terceiro disco ela optou pelo samba, que, se peca por ainda não mostrar qual é sua personalidade musical, fortaleceu sua confiança e a consolidou no mainstream. Agora, o desafio é achar seu próprio DNA sonoro.

Minhas preferidas do álbum: "A festa", "Menininha do portão", "Cara valente", "Encontros e despedidas", "Cupido".


Ouça um trecho de "Menininha do portão"

* * *

32) Lenine ― Falange Canibal (2002)
Produzido por Tom Capone, Mauro Manzoli e Lenine

Falange Canibal tem uma música que já entrou para minha lista de preferidas: "O silêncio das estrelas". Uma linda canção, com um arranjo de cordas ao mesmo tempo belo e insinuante. A letra, de Dudu Falcão, diz muito: "Solidão, o silêncio das estrelas / A ilusão / Eu pensei ter o mundo em minhas mãos como um Deus / E amanheço mortal". Claro que o disco não é só isso. Tem boas músicas como "Rosebud (O verbo e a verba)", que, além de boas sacadas na letra, tem um riff bem roqueiro. "Lavadeira do rio" começa "cool" e se abre para um refrão marcante. Já "Nem sol, nem lua, nem eu" é uma bela balada, com vários climas sonoros.

Minhas preferidas do álbum: "O silêncio das estrelas", "Nem sol, nem lua, nem eu", "Lavadeira do rio", "Rosebud (O verbo e a verba)", "Sonhei", "O homem dos olhos de raio-x".


Ouça um trecho de "O silêncio das estrelas"

* * *

33) Ná Ozzetti e André Mehmari ― Piano e voz (2005)
Produzido por André Mehmari e Ná Ozzetti

Piano e voz é cheio de elegância, sutilezas e emoção. Os músicos se complementaram muito bem: a exuberância de Mehmari e a precisão de Ná. O disco abre com uma das melhores músicas da década, "Pérolas aos poucos", de Zé Miguel Wisnik. Forte e ao mesmo tempo doce e delicada. "Because" tem uma introdução já clássica de Mehmari, com uma citação de Sonata ao luar, de Beethoven, alterada para se fundir à canção dos Beatles. A boa interpretação de "A ostra e o vento" nos lembra de como essa é uma das melhores músicas de Chico Buarque, apesar de pouco lembrada. A última faixa traz a união improvável de Lupicínio Rodrigues ("Felicidade") com Egberto Gismonti ("Sete anéis" e "Infância"). E dá muito certo. Um encerramento precioso de um disco tão belo quanto poderoso.

Minhas preferidas do álbum: "Pérolas aos poucos", "Because", "Felicidade ― Sete anéis ― Infância", "A ostra e o vento", "Luz negra", "Gabriela".


Ouça um trecho de "Felicidade ― Sete anéis ― Infância"

* * *

34) Lobão ― Acústico MTV (2007)
Produzido por Carlos Eduardo Miranda

Entre um de seus melhores discos, A vida é doce, de 1999, e outro disco forte, Canções dentro da noite escura, de 2005, Lobão acabou ficando mais marcado por sua persona, suas opiniões bombásticas e por ficar "amigo" da MTV. Esse acústico foi uma boa oportunidade de voltarmos nossa atenção ao ótimo compositor que ele é. Além de ter mostrado sua evolução musical. De boas músicas pop como "Do jeito que for", "Bambina" e "Me chama" até as mais recentes, mais maduras e tão marcantes quanto, como "Vou te levar", "A vida é doce" e "A gente vai se amar". O acústico de Lobão é ótimo do começo ao fim.

Minhas preferidas do álbum: "Bambina", "Vou te levar", "Por tudo que for", "A vida é doce", "A gente vai se amar", "A queda", "Pra onde você vai", "Quente".


Ouça um trecho de "A gente vai se amar"

* * *

35) Toninho Ferragutti ― Nem Sol Nem Lua (2006)
Produção e Direção Musical Toninho Ferragutti

Ferragutti é um dos acordeonistas mais requisitados do país, por unir profissionalismo, virtuosismo e bom gosto. Em Nem sol nem lua ele mostrou mais uma de suas facetas: a de compositor de extrema qualidade. E, ainda, tendo seu instrumento como protagonista. Logo ele, tão maltratado por bandas de forró toscas... As músicas do disco conseguem mesclar bem algumas influências do erudito e do popular ― como o baião brasileiro e o tango argentino. Elas também entrelaçam belas melodias, cheias de vida. "Sanfoneon", bem Piazzolla, é excelente. E continuo achando "Sanfonema" uma das grandes músicas brasileiras. É envolvente, com sua bela dramaticidade.

Minhas preferidas do álbum: "Sanfonema", "Sanfoneon", "Na sombra da asa branca", "Nem sol, nem lua", "Dominguinhos no parque".


Ouça um trecho de "Sanfonema"

* * *

36) Yamandu ― Ao Vivo (2003)
Produzido por Maria Célia Borges

Quando surgiu, Yamandu deixava todos de queixo caído. Parecia que o violão era continuação de seu corpo. Seu tocar une fluência e visceralidade. Um violonista tocando música brasileira, mas com uma pegada roqueira. Ele venceu o extinto prêmio Visa e o resultado foi um primeiro e autointitulado disco. Não é ruim, mas muito polido e com arranjos cheios, o que não fazia jus ao que era no palco. Isso foi resolvido com o lançamento seguinte, esse Ao Vivo, que gravou no também extinto Crowne Plaza, ao lado de Edu Ribeiro (bateria) e Tiago Espírito Santo (baixo). Ali, apareceu toda aquela potência sonora que precisava explodir. A abertura, com "Valsa no. 1", de Baden Powell, é sensacional. Outros destaques são "Taquito militar", "Disparada" e "Nuages".

Minhas preferidas do álbum: "Valsa no. 1", "Taquito militar", "Disparada", "Nuages", "O bem e o mal", "Vou deitar e rolar", "Brasiliana no. 1".


Ouça um trecho de "Valsa no. 1"

* * *

37) Marcus Tardelli ― Unha e Carne (2006)
Produção musical: Guinga

O violonista Marcus Tardelli se expressa no instrumento com um som potente, limpo e técnico, mas sempre a serviço da música. Se destacou inicialmente como integrante do Maogani. Depois, acabou seguindo o caminho solo. Unha e carne é um disco muito bom e também evidencia a força instrumental da obra de Guinga. As duas primeiras músicas do disco mostram as armas de Tardelli: a abertura com "Baião de Lacan" é veloz, técnica e potente. "Igreja da penha (carta de pedra)" é sutil e emotiva. Elas mostram a versatilidade e os recursos do músico.

Minhas preferidas do álbum: "Baião de Lacan", "Igreja da penha (carta de pedra)", "Unha e carne", "Cheio de dedos", "Dichavado", "Constance", "Baiões", "Choro-réquiem".


Ouça um trecho de "Choro-réquiem"

* * *

38) Banda Mantiqueira ― Terra Amantiquira (2005)
Direção artística: Nailor Proveta

A banda Mantiqueira é uma seleção de músicos que joga bonito e ainda ganha o campeonato. É uma big band bem brasileira que transita com tranquilidade em estilos diversos, indo de uma veia mais jazzística até climas brasileiros diversos. Com direção artística de Nailor Proveta, um dos maiores músicos brasileiros, Terra Amantiquira tem grandes músicas e belos arranjos, além, claro, de um desfile de performances precisas dos músicos. "Vovô Manuel", de Proveta, lembra as cores de uma gafieira. "Eu e a brisa", clássico de Johnny Alf, que faleceu no começo deste ano, tem algo do cool jazz. "Santos Jundiaí" é um samba jazz em estado puro.

Minhas preferidas do álbum: "Eu e a brisa", "Vovô Manuel", "Santos Jundiaí", "samba da minha terra/Saudade da Bahia", "Feminina".


Ouça um trecho de "Vovô Manuel"

* * *

39) Ney Matogrosso e Pedro Luís e a Parede ― Vagabundo (2004)
Direção musical: Ney Matogrosso e Pedro Luis e a Parede

Vagabundo é um disco divertido. Traz a boa levada do samba, mas sem se prender à tal "tradição", junto da leveza do pop. O álbum abre com uma versão arrebatadora de "A ordem é samba" (Jackson do Pandeiro e Severino Ramos). Outra versão de destaque é a ótima "Assim assado" (João Ricardo), clássico do Secos e Molhados. Vagabundo mostra um pop abrasileirado que não apela para facilidades nem é metido à besta. Conta com boas canções que não agridem a inteligência do ouvinte. Tem músicas nas quais podemos achar boas sacadas nas letras e nos arranjos e nas quais humor e seriedade aparecem na hora certa.

Minhas preferidas do álbum: "A ordem é samba", "Assim assado", "Interesse", "Inspiração", "Finalmente".


Ouça um trecho de "A ordem é samba"

* * *

40) Luciana Souza ― Brazilian Duos (2003)
Produzido por Luciana Souza e Eduardo Souza

É preciso muita qualidade para uma cantora conseguir enfrentar um disco inteiro só acompanhada de um violão. E não estamos falando de músicas pop para tocar em boteco. Mas de grandes canções brasileiras, com arranjos de instrumentistas de primeira grandeza. E foi isso que Luciana Souza fez em Brazilian Duos. Ela aparece ao lado de Marco Pereira, Romero Lubambo e seu pai, Walter Santos. Uma das minhas preferidas é "Pra que discutir com madame", clássico de Janet de Almeida e Haroldo Barbosa, numa interpretação fabulosa dela e de Romero Lubambo. Destaque para o uníssono final, que enrolaria a língua de muita cantora por aí.

Minhas preferidas do álbum: "Baião medley", "Pra que discutir com madame", "Pradizer adeus", "Doce de côco", "As praias desertas", "Docemente", "Saudade da Bahia".


Ouça um trecho de "Pra que discutir com madame"



Rafael Fernandes
Sorocaba, 28/7/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. estar onde eu não estou de Luís Fernando Amâncio
02. Se a vida começasse agora de Luís Fernando Amâncio
03. Livros na ponta da língua de Eugenia Zerbini
04. O lilás da avenida sou eu de Elisa Andrade Buzzo
05. O preconceito estético de Guilherme Pontes Coelho


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2010
01. Os piores músicos da década - 22/9/2010
02. Futebol: 10 mandamentos e 5 mitos - 9/6/2010
03. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 1 - 17/2/2010
04. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 4 - 28/7/2010
05. Meus álbuns: '00 - '09 ― Pt. 3 - 26/5/2010


Mais Especial Melhores de 2000-2009
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mentes e Manias - TOC Transtorno Obsessivo-Compulsivo
Ana Beatriz Barbosa Silva
fontanar
(2011)



Cura Pelas Mãos - Os Amplificadores Portáteis de Energia
Jack F. Chandu
hemus
(1983)



Os Invejosos
Francesco Alberoni
rocco
(1996)



Paciente Particular
P. D. James
cia das letras
(2009)



Ortodoxia
G. K. Chesterton
Principis
(2019)



Como a Natureza Mudou a Historia
Erik Durschmied
Ediouro
(2004)



Macapacarana
Giselda Laporta Nicolelis
Atual
(2009)



Centelhas de Sabedoria
Gilberto Campista Guarino
Feb
(1976)



Um Ônibus do Tamanho do Mundo
J. M. Simmel
Nova Fronteira
(1982)



Grande Hotel
Vicki Baum
Abril Cultural
(1980)





busca | avançada
56745 visitas/dia
1,6 milhão/mês