O iPad não é coisa do nosso século | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
42220 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/1/2012
O iPad não é coisa do nosso século
Marcelo Spalding

+ de 3200 Acessos

Parece que faz mais tempo, mas agora em janeiro o iPad completa recém dois anos de existência, pois seu lançamento mundial foi em 27 de janeiro de 2010. No Brasil, tem pouco mais de um ano, pois foi lançado em dezembro de 2010. Mas o sucesso foi tão estrondoso que muitos já têm o seu iPad e já não sabem como poderiam viver sem ele.

O curioso, porém, é que o iPad não é uma revolução tão grande como se pensa. Pesquisando na internet mesmo você descobrirá que computadores em forma de tabuleta são desenvolvidos desde antes da popularização do PC, como o Dynabook, lançado em 1968 por Alan Kay, um computador portátil desenvolvido para crianças, similar a um caderno, com memória suficiente para 500 páginas de texto ou áudio.



A própria Apple, em 1979, já havia lançado um dispositivo para o Apple II que permitia aos usuários desenhar com uma caneta stylus com fio e transferir esses traços digitalizados para o seu computador. Em um anúncio da época, a Apple descrevia o produto como "uma forma fantástica com técnicas e ferramentas fáceis de usar para criar e exibir imagens digitais".



Ednei Procópio, em O livro na era digital (Giz Editorial, 2010, 230 p.), dedica um capítulo inteiro à história dos tablets e dos e-readers, mostrando que o iPad e o Kindle são frutos de anos de pesquisas, tentativas e erros. O autor, entretanto, começa esse histórico pelo WebPAD, da empresa de semicondutores National Semiconductor, apontado por Procópio como um "um novo conceito em termos de computação pessoal portátil, uma espécie de notebook sem os teclados, que serviria basciamente para navegar na Web". O WebPAD não chegou a tornar-se reconhecido no mercado, mas a partir dele a Microsoft "inventou", ainda em 2001, mesmo ano em que a Apple lançava o iPod, o Tablet PC.

"A solução da Microsoft não era na verdade um PC, mas um conceito 'novo', desenvolvido para encorajar as empresas OEMs a construírem equipamentos de 'nova' geração. (.) A chave para o Tablet PC era uma caneta e um monitor de cristal líquido touch screen, que possibilitariam aos usuários escrever na tela como no papel, igualzinho a um WebPAD. O Tablet PC original vinha com um editor de textos [baseado no MS Word] que permitia apagar, inserir, copiar e colar anotações, de forma similar aos ASCII que são editados em computadores convencionais. Para nós, que nos interessamos por eBooks, ele só vai ter uma utilidade eficiente clara: a da leitura. Igual ao iPad? Sim", afirma Procópio.

É difícil dizer por que o tablet da Microsoft, lançado dez anos antes do iPad, não chegou a movimentar o mercado de tecnologia e nem mesmo o mercado editorial, já que, segundo Procópio, "a tela TFT de cristal líquido era a melhor coisa que se pode pensar em termos de leitura de livros eletrônicos [.], melhor que o papel". O autor menciona, superficialmente, que o impeditivo sempre foi o tamanho e a duração da bateria, e chama a atenção para uma questão cultural: "quem tinha um celular, um Palm, um notebook e um computador de mesa não ia ver utilidade em seu novo aparelho. A não ser os que eles chamam de hard-users e nerds, com muita grana (será que nós estamos falando dos applemaníacos?)".

Podemos, contudo, apontar alguns fatores para esse sucesso tão rápido do iPad se comparado a seus antecessores. Em primeiro lugar, um grande diferencial do iPad em relação ao tablet da Microsoft e outros é a iTunes e a AppStore. Só para se ter uma ideia, até meados de 2011 já eram mais de 500 mil aplicativos divididos em categorias como negócios, educação, entretenimento, saúde, finanças, medicina, estilo de vida, música, navegação, fotografia, notícias, referências, produtividade, esportes, utilidades, viagens, tempo, redes sociais, livros.

Dessa forma, o iPad tornou-se em pouco tempo não um aparelho a mais para aficcionados por tecnologia ou nerds applemaníacos, como ironicamente afirma Procópio, e sim um equipamento capaz de centralizar diversas funções num só lugar, de agenda de compromissos a leitor de revistas e jornais, de GPS a locadora de filmes. Um equipamento do qual ninguém sentia falta antes de conhecer, mas sem o qual agora não se consegue ficar.

Ocorre que Steve contrariava uma das regras básicas do marketing, a da necessidade de se ouvir o público-alvo. Ele, ao contrário, concentrava-se na experiência do usuário: "como é que eu posso perguntar às pessoas como um computador baseado em uma interface gráfica deveria ser quando elas não têm a menor ideia do que seja um computador baseado em uma interface gráfica?". A este respeito, Jobs costuma usar uma atribuída a Henry Ford: "se eu perguntasse a meus clientes o que eles queriam, teriam respondido que era um cavalo mais rápido".

É um exagero, portanto, afirmar que o iPad seja revolucionário e inédito, mas você pode continuar dizendo que ele é inovador e foi o responsável pela criação de um efetivo mercado de tablets. O próprio Jobs diz que "criatividade é apenas conectar as coisas". E conectando o modelo de negócios bem sucedido do iPod com as experiências de um hardware portátil e sem teclado, a Apple mudou o modo como o usuário lida com seu computador, tirando-o da mesa do quarto ou do escritório para o sofá, a cama, a fila de espera, o carro, o ônibus, a escola...


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 20/1/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A pérola do cinema sul-americano de Guilherme Carvalhal
02. O Enriquecer é Glorioso! de Marilia Mota Silva
03. Amor (in)Condicional de Marilia Mota Silva
04. Por falar em outras línguas de Carla Ceres
05. Duros tempos da vida moderna de Elisa Andrade Buzzo


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2012
01. Figuras de linguagem e a escrita criativa - 21/12/2012
02. Capacidade de expressão X capacidade linguística - 30/3/2012
03. O centenário de Contos Gauchescos - 17/2/2012
04. Literatura, Interação e Interatividade - 24/8/2012
05. 3 dicas para a escrita criativa - 12/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SOCIEDADE DOS PAIS MORTOS (LACRADO)
MATT HAIG
RECORD
(2011)
R$ 31,00



OS COMEDIANTES
GRAHAM GREENE
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1966)
R$ 10,00



PARA SEMPRE
KRICKITT CARPENTER; KIM CARPENTER
NOVO CONCEITO
(2012)
R$ 10,00



ANTES QUE VOCÊ PENSE OUTRA COISA
BRUCE I. DOYLE I I I
CULTRIX
(2013)
R$ 19,95



O RAMO DE PRATA - VOL. 2
ROSEMARY SUTCLIFF
GALERA RECORD
(2012)
R$ 30,00



QUESTÕES DE PORTUGUÊS COM PREFÁCIO DE RUI BARBOSA
ASSIS CINTRA RUI BARBOSAPREF
MELHORAMENTOS
R$ 19,84



DA COAÇÃO COMO DEFEITO DO JURÍDICO
OROSIMBO NONATO
ED. FORENSE
(1957)
R$ 55,00



EXAME DE ORDEM: DIREITO PROCESSUAL PENAL
NESTOR TÁVORA E VILMAR VELHO PACHECO FILHO
IESDE BRASIL (CURITIBA)
(2009)
R$ 25,28



CRÔNICAS DA INSÔNIA
KLAUS K.S.
SOUL
(2018)
R$ 29,90



A INVASÃO CULTURAL NORTE-AMERICANA (CULTURA)
JÚLIA FALIVENE ALVES
MODERNA
(1989)
R$ 12,00





busca | avançada
42220 visitas/dia
1,3 milhão/mês