O iPad não é coisa do nosso século | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
107 mil/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> “Sempre mais que um” tem apresentações no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Projeto Memória leva legado de Lélia Gonzalez a 7 capitais
>>> '1798 - Revolta dos Búzios' chega ao cinemas
>>> IV Cinefestival International de Ecoperformance divulga sua programação
>>> O Shopping Praça da Moça debuta com show exclusivo da Família Lima
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
Últimos Posts
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A Poética do Extravio, Júlio Castañon Guimarães
>>> Armazém de secos e molhados
>>> Uma nova aurora para os filmes
>>> Jornal da Cultura - 17/11/2014
>>> Páginas e mais páginas da vida
>>> No final do telejornal tinha um poeta...
>>> No final do telejornal tinha um poeta...
>>> Máfia do Dendê
>>> CaKo Machini
>>> Alberto Dines sobre a Copa
Mais Recentes
>>> Drawing On The Right Side Of The Brain de Betty Edwards pela Souvenir Press (2024)
>>> Noção de gerenciamento de Portos de Guilherme Accioly Fragelli pela Clube Naval (2000)
>>> Subterra de Baldomero Lillo, Luisa Rivera, José Miguel Vara pela Liberalia (2010)
>>> A Canoa de Papel - tratado de Antropologia Teatral de Eugenio Barba pela Hucitec (1994)
>>> Poesia Indianista: Obra Indianista Completa : Poesía E Dicionário Da Língua Tupi de Antônio Gonçalves , 1823-1864 Dias pela Martins Fontes (2000)
>>> Era Uma Vez Tiradentes - coleção viramundo de Julieta de Godoy Ladeira pela Moderna (1992)
>>> Noite Na Taverna / Macario - Portugues Brasil de Alvares De Azevedo pela Martin Claret (2011)
>>> Livro Introdução A Economia: Princípios e Ferramentas de Arthur O'sullivan, Steven M. Sheffrin, Marislei Nishijima pela Pearson (2004)
>>> Iracema de José De Alencar pela Melhoramentos (2012)
>>> UNO Educação, Ensino Médio - Gramática Nº 9, 10, 11 e 12 de Vários Colaboradores pela Bercrom (2023)
>>> A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães pela Sol90 (2004)
>>> Livro Textos, Compreensão, Interpretação e Produção 21 de Antonio Simplicio Rosa Faria e Produção pela Livro Técnico (1986)
>>> Os Lusíadas - Coleção L de Luiz Vaz de Camões pela L PM Pocket (2015)
>>> Livro Números Irracionais e Transcendentes de Djairo Guedes de Figueiredo pela Sbm (2002)
>>> UNO Educação, Ensino Médio - Literatura Nº 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22 e 24 de Vários Colaboradores pela Bercrom (2023)
>>> Livro Do Novo Mundo Ao Universo Heliocêntrico de Luiz Carlos Soares pela Hucitec (1999)
>>> Revolução E Democracia. 1964-... - Volume 3 Das esquerdas no Brasil de Jorge Ferreira e Daniel Aarão Reis pela Civilização Brasileira (2007)
>>> Fazer Pesquisa na Abordagem Histórico Cultural Metodologias Em Construção de Maria Teresa de Assunção Freitas; Bruna Sola Ramos pela Ufjf (2010)
>>> Raul Prebisch - 1901-1986: A construção da américa latina e do terceiro mundo de Edgar J. Dosman pela Contraponto (2011)
>>> Liderando Com Metas Flexíveis de Niels Pflaeging pela Bookman - Grupo A (2009)
>>> Vocabulário Da Psicanálise de Jean-bertrand Pontalis; Laplanche pela Martins Fontes (2001)
>>> Saude E Servico Social de Maria Ines Souza Bravo; Outros autores pela Cortez Edi (2006)
>>> Serviço Social E Saúde: Formação E Trabalho Profissional de Ana Elizabete Mota pela Cortez Edi (2009)
>>> O Mito Da Assistência Social: Ensaios Sobre Estado, Política de Ana Elizabete Mota pela Cortez (2008)
>>> Frankie - Um Homem Desiludido. Um Gato Procurando Um Lar. Uma História Comovente Sobre Uma Amizade E de Maxim Leo; Jochem Gutsch pela Faro Editorial (2024)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/1/2012
O iPad não é coisa do nosso século
Marcelo Spalding
+ de 4000 Acessos

Parece que faz mais tempo, mas agora em janeiro o iPad completa recém dois anos de existência, pois seu lançamento mundial foi em 27 de janeiro de 2010. No Brasil, tem pouco mais de um ano, pois foi lançado em dezembro de 2010. Mas o sucesso foi tão estrondoso que muitos já têm o seu iPad e já não sabem como poderiam viver sem ele.

O curioso, porém, é que o iPad não é uma revolução tão grande como se pensa. Pesquisando na internet mesmo você descobrirá que computadores em forma de tabuleta são desenvolvidos desde antes da popularização do PC, como o Dynabook, lançado em 1968 por Alan Kay, um computador portátil desenvolvido para crianças, similar a um caderno, com memória suficiente para 500 páginas de texto ou áudio.



A própria Apple, em 1979, já havia lançado um dispositivo para o Apple II que permitia aos usuários desenhar com uma caneta stylus com fio e transferir esses traços digitalizados para o seu computador. Em um anúncio da época, a Apple descrevia o produto como "uma forma fantástica com técnicas e ferramentas fáceis de usar para criar e exibir imagens digitais".



Ednei Procópio, em O livro na era digital (Giz Editorial, 2010, 230 p.), dedica um capítulo inteiro à história dos tablets e dos e-readers, mostrando que o iPad e o Kindle são frutos de anos de pesquisas, tentativas e erros. O autor, entretanto, começa esse histórico pelo WebPAD, da empresa de semicondutores National Semiconductor, apontado por Procópio como um "um novo conceito em termos de computação pessoal portátil, uma espécie de notebook sem os teclados, que serviria basciamente para navegar na Web". O WebPAD não chegou a tornar-se reconhecido no mercado, mas a partir dele a Microsoft "inventou", ainda em 2001, mesmo ano em que a Apple lançava o iPod, o Tablet PC.

"A solução da Microsoft não era na verdade um PC, mas um conceito 'novo', desenvolvido para encorajar as empresas OEMs a construírem equipamentos de 'nova' geração. (.) A chave para o Tablet PC era uma caneta e um monitor de cristal líquido touch screen, que possibilitariam aos usuários escrever na tela como no papel, igualzinho a um WebPAD. O Tablet PC original vinha com um editor de textos [baseado no MS Word] que permitia apagar, inserir, copiar e colar anotações, de forma similar aos ASCII que são editados em computadores convencionais. Para nós, que nos interessamos por eBooks, ele só vai ter uma utilidade eficiente clara: a da leitura. Igual ao iPad? Sim", afirma Procópio.

É difícil dizer por que o tablet da Microsoft, lançado dez anos antes do iPad, não chegou a movimentar o mercado de tecnologia e nem mesmo o mercado editorial, já que, segundo Procópio, "a tela TFT de cristal líquido era a melhor coisa que se pode pensar em termos de leitura de livros eletrônicos [.], melhor que o papel". O autor menciona, superficialmente, que o impeditivo sempre foi o tamanho e a duração da bateria, e chama a atenção para uma questão cultural: "quem tinha um celular, um Palm, um notebook e um computador de mesa não ia ver utilidade em seu novo aparelho. A não ser os que eles chamam de hard-users e nerds, com muita grana (será que nós estamos falando dos applemaníacos?)".

Podemos, contudo, apontar alguns fatores para esse sucesso tão rápido do iPad se comparado a seus antecessores. Em primeiro lugar, um grande diferencial do iPad em relação ao tablet da Microsoft e outros é a iTunes e a AppStore. Só para se ter uma ideia, até meados de 2011 já eram mais de 500 mil aplicativos divididos em categorias como negócios, educação, entretenimento, saúde, finanças, medicina, estilo de vida, música, navegação, fotografia, notícias, referências, produtividade, esportes, utilidades, viagens, tempo, redes sociais, livros.

Dessa forma, o iPad tornou-se em pouco tempo não um aparelho a mais para aficcionados por tecnologia ou nerds applemaníacos, como ironicamente afirma Procópio, e sim um equipamento capaz de centralizar diversas funções num só lugar, de agenda de compromissos a leitor de revistas e jornais, de GPS a locadora de filmes. Um equipamento do qual ninguém sentia falta antes de conhecer, mas sem o qual agora não se consegue ficar.

Ocorre que Steve contrariava uma das regras básicas do marketing, a da necessidade de se ouvir o público-alvo. Ele, ao contrário, concentrava-se na experiência do usuário: "como é que eu posso perguntar às pessoas como um computador baseado em uma interface gráfica deveria ser quando elas não têm a menor ideia do que seja um computador baseado em uma interface gráfica?". A este respeito, Jobs costuma usar uma atribuída a Henry Ford: "se eu perguntasse a meus clientes o que eles queriam, teriam respondido que era um cavalo mais rápido".

É um exagero, portanto, afirmar que o iPad seja revolucionário e inédito, mas você pode continuar dizendo que ele é inovador e foi o responsável pela criação de um efetivo mercado de tablets. O próprio Jobs diz que "criatividade é apenas conectar as coisas". E conectando o modelo de negócios bem sucedido do iPod com as experiências de um hardware portátil e sem teclado, a Apple mudou o modo como o usuário lida com seu computador, tirando-o da mesa do quarto ou do escritório para o sofá, a cama, a fila de espera, o carro, o ônibus, a escola...


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 20/1/2012

Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2012
01. Figuras de linguagem e a escrita criativa - 21/12/2012
02. Capacidade de expressão X capacidade linguística - 30/3/2012
03. O centenário de Contos Gauchescos - 17/2/2012
04. Literatura, Interação e Interatividade - 24/8/2012
05. 3 dicas para a escrita criativa - 12/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Didático Projeto Presente História Ciências Humanas 3
Ricardo Dreguer e Outros
Moderna
(2018)



Melatonina - O poder milagroso da cura
Neil Stevens
Madras
(1998)



Oficina de História - História do Brasil
Flavio de Campos
Moderna
(2000)



Darien - Império De Sal
C. F. Iggulden
Record
(2023)



Princípios de Economia Política 1 e 2
Alfred Marshall
Nova Cultural
(1988)



Kit com livros pocket - 10 Volumes
Agatha Christie
Lpm
(2009)



Livro De Bolso Antropologia Cultura Um Conceito Antropológico
Roque de Barros Laraia
Zahar
(1986)



Insólita Vol.2 – A Máscara de Prata
Julia de Passos Ramalho; Ursula Antunes (org)
Luva
(2021)



Livro Sociologia Cidade Digital - Infoinclusão Social e Tecnologia em Rede
Evandro Prestes Guerreiro
Senac Sp
(2006)



Solidão, Quem é Você?
Simone Martins
Butterfly
(2002)





busca | avançada
107 mil/dia
2,4 milhões/mês