Então, foi Natal | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 5/1/2012
Então, foi Natal
Elisa Andrade Buzzo

+ de 2800 Acessos


foto: Fernanda Regina/Balila e Bilica

Então, é Natal... Um passeio pela cidade reflete o que se pode dizer do espírito natalino: um prédio coberto de flores e plantas artificiais, outro repleto de brinquedos em versão retrô, presépios gigantes na Sé e no Santa Catarina ostentam um gorducho e rosado menino Jesus, a avenida rebrilha num arco-íris aleatório e os pinheirinhos se erigem num esforço de beleza monumental. Uma ambientação sonora borbulhante, como se uma varinha de condão fizesse do mundo real parte de seu irreal poderio, e a cidade que se quer encantada, fantasiada de outro, num mundo mais distante dela própria. Sejamos sonhadores, que nos dispersemos nesta paisagem adorável que não é a nossa, vamos ceder à pressão de participar desta afetação, de nos jogar às compras de lembranças importantes e volúveis. Tudo é possível na medida em que é Natal, e sejamos então felizes, retumbantes, todos cantores, se os corais abundam e seus integrantes se travestem de papai-noéis ambulantes. O povo contempla, embasbacado, embora a música seja do hoje, do agora e do sempre. Até o ônibus, todo marchetado de luz branca, canta um zunido fino e cortante, feliz natal no letreiro de destinação, um papai noel ao volante. A época é propensa ao nosense. Sejamos loucos e vamos correr atrás da banda do bairro e suas canções repetidas à maneira de trovadores mambembes, façamos o caminho das romarias de apenas pequenas trajetórias que o traçado urbano possibilita, da Santa Marcelina ao Largo Padre Péricles e suas samambaias verdejantes no altar de paredes alvas. São Silvestre aguarda os corredores de última hora no caminho tradicional recém alterado. A mudança parece ser o símbolo perdido de um mundo em constante e louco movimento. Estamos no século XXI, mas a essência do homem é parar e observar, extasiado, como vemos nas fotos de antigamente, as manifestações sonoras e de ação que lhe perpassam, e assim pequenas multidões de pescoços se dobram em busca de distantes notas musicais, pipoqueiros, realejos, o povo das aglomerações se volta às avenidas neste momento de exacerbação das vontades e dos falsos êxtases. Tudo parece caminhar na mesmice e, então, é Natal e coisas mágicas realmente acontecem na cidade grande quando encontramos vizinhos esquecidos de há muito tempo para uma conversa casual à beira da calçada. "É no final de ano que nos damos conta de nossa própria solidão." Então, é assim, todas essas histórias de felicidade natalina compartilhada servem não para nos sentirmos parte de um conjunto, antes para nos desfazermos em ambientes artificiais, e, na melhor das hipóteses, em nós mesmos. Encontramo-nos, e cada encontro é um recomeço, mas também sela a impossibilidade da continuidade do instante. Se é necessária a lembrança exaustiva de alguns valores para logo em seguida eles serem esquecidos... Chegou o momento de expelir as emoções em toada de febre intensa, como se fosse proibido tê-las no decorrer dos reles dias. O Natal é um ritmo avassalador que se desfaz com a mesma facilidade com que surge, encantamento que é, promessa suspensa no tempo de uma alegria perene. Nada realmente aconteceu, apenas as caixas de panetone, os embrulhos e as garrafas verdes quebradiças relembram que algo teve lugar, mas passou num triz, medonho mal-entendido que deixou um gosto de ressaca. Assunto que deve ser exaustivamente estudado, esmiuçado, a mesma história a cada ano de árvores com flocos de neve impossíveis, botas escaldantes, presentes falsos como verdadeiros placebos e luzes coloridas num devaneio de veraneio. Na passarela de fantoches infláveis na Paulista, um duende finge que me conhece de um dezembro passado porque este entretempos é o do riso solidário ou da tentativa de esboçá-lo. Piadas de stand-up comedy subvertem canções natalinas e nos preparamos para o recomeço, ou melhor seria dizer, a continuidade que se repele e repete. Foi-se o Natal, em cadência alucinante chega o Ano Novo cheirando a rojões, cerveja e fogo, e, num movimento brusco e lento, acontece a virada, iminente e aguardada, metendo-nos num estado de miséria e torpor.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 5/1/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. E por falar em aposentadoria de Fabio Gomes
02. As crianças do coração do Brasil de Elisa Andrade Buzzo
03. Super Campeões, trocas culturais de Brasil e Japão de Luís Fernando Amâncio
04. Paixões e baratas de Elisa Andrade Buzzo
05. O problema da Petrobras são vários de Julio Daio Borges


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2012
01. Lobo branco em selva de pedra: Eduardo Semerjian - 1/3/2012
02. Perdidos em Perdizes - 28/6/2012
03. O lilás da avenida sou eu - 13/9/2012
04. Ode ao outono - 12/4/2012
05. O crime da torta de morango - 18/10/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PARA SEMPRE - SÉRIE OS IMORTAIS VOLUME 1
ALYSON NOËL
INTRINSECA
(2009)
R$ 16,00



A DERRAMA CONTEMPORÂNEA
FLÁVIO ROCHA
TOPBOOKS
(1992)
R$ 5,00



ÀRE
MARCOS SANTILLI
SVER & BOCCATO
(1987)
R$ 12,00



DECIDE & DELIVER FIVE STEPS TO BREAKTHROUGH PERFORMANCE IN YOUR ...
MARCIA W. BLENKO / MICHAEL C. MANKINS PAUL ROGERS
BAIN & COMPANY
(2010)
R$ 90,00



THE KNOWLEDGE BOOK: EVERYTHING YOU NEED TO KNOW TO GET BY IN THE 21ST
NATIONAL GEOGRAPHIC
NATIONAL GEOGRAPHIC
(2009)
R$ 50,00



O ROMANCE DESASTROSO DE JOSIANO E MARIANA OU A GESTA DO BOI MENINO
FERNANDO LONA
MCGRAW-HILL
(1977)
R$ 24,00
+ frete grátis



ENSAIOS DE HISTORIA DO PENSAMENTO ECONÔMICO
FRANCISCO DA SILVA COELHO; TAMAS SZMERECSANYI
ATLAS
(2007)
R$ 60,00



NOSSAS RAINHAS
AYMARA ARREAZA RODRÍGUEZ
ID
(2010)
R$ 30,00



O PLANETA DESCONHECIDO
PETER KOLOSIMO
MELHORAMENTOS
(1973)
R$ 17,00



CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE POR VIA DE AÇÃO
DIRCÊO TORRECILLAS RAMOS
WVC
R$ 12,00





busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês