O turista motorista | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O apanhador no campo de centeio
>>> Curriculum vitae
Mais Recentes
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Astrologia e Fatalismo Magnetismo e Hipnose de Ferni Genevè pela Fase (1983)
>>> Práticas da leitura de Roger Chartier (org.) pela Estação Liberdade (2001)
>>> Universo em Desencanto A Verdadeira Origem da Humanidade Vol 1 de Não Informada pela Mundo Racional
>>> Matemática Financeira de Roberto Zentgraf pela Ztg (2002)
>>> Como Negociar Qualquer Coisa Com Qualquer Pessoa Em Qualquer Lugar do Mundo de Frank L. Acuff pela Senac (1998)
>>> Morte e Vida Severinas: das Ressurreições e Conservações ... Ed. Ltda. de Nelci Tinem e Luizamorim: Organização pela Impre. Univ. J. Pessoa (2012)
>>> Mais Trinta Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura de Luiz Ruffato pela Record (2005)
>>> Príncipe Sidarta A Fuga do Palácio de Patricia Chendi pela Rocco (2000)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Como Criar Filhos Autoconfiantes de Anthony Gunn pela Gente (2011)
>>> Smart Work Why Organizations Full Of Intelligent People ... de Steven A. Stanton pela Do Autor (2016)
>>> Estatística Objetiva de Roberto Zentgraf pela Ztg (2001)
>>> Diários Messiânicos: uma Experiência de Extensão Universitária de Bruno Cesar Euphrasio de Mello pela Univ. Federal Rgs. (2015)
COLUNAS

Quarta-feira, 8/2/2012
O turista motorista
Adriana Baggio

+ de 3900 Acessos

Dias atrás, eu e meu marido fizemos nossa quarta longa viagem de carro. Jornadas de milhares de quilômetros, que exigem um ou dois anos de intervalo entre cada uma para dar tempo de sentir vontade de fazê-las novamente. Desta vez, o destino foi João Pessoa, cidade onde nos conhecemos e para onde não retornávamos há oito anos. Quando chegamos em casa, em Curitiba, depois de 20 dias rodando, o odômetro marcava 7816 quilômetros percorridos.

Longas viagens de carro têm características muito específicas. Diferente do que acontece com outros meios de transporte - como o ônibus ou avião -, o trajeto é quase tão importante, ou até mais, do que o destino (cruzeiros marítimos talvez tenham esse mesmo perfil, exceto no que se refere ao conforto, evidentemente). Portanto, as atrações do passeio são bem diversas daquelas descritas nos guias de turismo tradicionais.

Placas de distância entre as cidades: uma atração da estrada.

À medida em que avançamos no mapa, observamos a mudança da paisagem e das culturas agrícolas. Entre Paraná e Rio de Janeiro a vegetação nativa vai ficando menos densa, de trechos de mata atlântica para grandes áreas descampadas. No Espírito Santo e sul da Bahia estão as imensas plantações de eucalipto. No Recôncavo Baiano, as culturas de diferentes tipos de alimentos. Em Sergipe, frutas. Entre Alagoas e Pernambuco, canaviais que se estendem até a linha do horizonte.

Rios importantes para a economia e a cultura brasileiras, antes apenas abstrações nos livros de geografia, tornam-se pontos de interesse turístico para quem pega a estrada. Há uma certa emoção em cruzar o rio Doce no Espírito Santo, o Jequitinhonha na Bahia ou o São Francisco, que divide Sergipe e Alagoas. Paradoxalmente, a importância destes rios parece não ser levada em conta pelo poder público, já que suas respectivas pontes, especialmente no caso dos dois últimos, não estão nas melhores condições.

Ponte sobre o rio São Francisco, que vista assim é a coisa mais linda.

Falar do mal estado das estradas brasileiras é lugar-comum. Espera-se coisa tão ruim que acabamos por dizer que, no geral, a BR 101 está "boa" apenas porque, exceto em alguns trechos, não há buracos na rodovia. No entanto, falta acostamento adequado, falta sinalização - placas e pintura na pista -, falta limpeza... Os buracos aparecem, enormes e em grande quantidade, em alguns quilômetros no sul da Bahia e ao norte de Alagoas.

Apesar da má conservação das rodovias, acredito que a culpa pelos frequentes acidentes não está no buraco ou na placa coberta por mato, e sim na imprudência, na ignorância e na brutalidade dos motoristas. Nos consideramos sortudos por viajar tantos quilômetros sem ter nosso carro jogado para fora da pista ou, coisa pior, sem ter batido de frente com alguém na contramão.

Lembra daqueles dizeres espirituosos, verdadeiras pérolas da sabedoria popular, que adornavam os paralamas dos caminhões? Não existem mais. No lugar deles, invocações e agradecimentos a Deus e a Jesus. Deve ser pela necessidade de proteção contra os absurdos que se vê nas estradas.

Há algo de patológico no jeito de dirigir do brasileiro, com pequenas variações de região para região. Por mais que uma estrada de pista simples, cheia de caminhões e sem terceira faixa atrase bastante a viagem de quem está ali a trabalho, penso que o motivo de tanta imprudência não é de ordem tão prática e racional. Prova disso é que motoristas de carros viajando a passeio, sem horário a cumprir, são tão ignorantes quanto aqueles de veículos de carga.

Para essas pessoas, ficar atrás de um veículo mais lento representa algum tipo de desaforo muito grave. A necessidade de "lavar a honra" justifica correr grandes riscos em uma ultrapassagem forçada. Aliás, parece que quanto mais proibida ou arriscada a manobra, maior a satisfação desse tipo de motorista. A parca presença de postos de polícia rodoviária (especialmente no trecho nordestino da BR 101) e a atuação quase nula dos agentes destes postos - não fomos abordados uma única vez - parece legitimar o comportamento criminoso dos motoristas. A estrada é uma terra sem lei, nela cada um faz o que quer.

Viajante tranquilo, verdadeiro espírito pé-na-estrada.

O comportamento dos motoristas e a ausência do estado prejudica todos os tipos de viajantes. Mas há outros aspectos das estradas brasileiras que desencorajam a viagem turística de carro. Para o turista, os locais de refeição também são atrações, fazem parte do passeio. Com o viajante não há diferença. Aliás, para quem vai passar o dia todo dentro do carro, as paradas para descanso ou refeição são as atrações mais aguardadas! Nesse ponto, as rodovias brasileiras são desestimulantes. Subindo pela BR 101, encontra-se boas paradas até o Espírito Santo. Depois disso, há pouquíssimas opções que reúnam o que viajante precisa: comida saborosa, ambiente agradável e limpeza.

Fizemos boas refeições nas estradas, em restaurantes frequentados prioritariamente por motoristas a trabalho. Mas não eram lugares com estrutura para receber turistas querendo um pouco mais do que apenas almoçar. Nesse ponto, fica difícil não comparar com as estradas argentinas: mesmo com muito menos movimento do que as brasileiras, não é difícil encontrar bons postos de gasolina. Até aqueles das regiões ermas servem café espresso e media lunas quentinhas. E mais: muitos destes postos têm áreas arborizadas, com mesas e bancos de cimento, para que os viajantes possam descansar e fazer sua refeição com a comida que trouxeram de casa.

Restaurante de estrada honesto, nas proximidades de Aracaju.

A estrutura turística do nordeste, de maneira geral, não considera quem viaja de carro. A exceção fica por conta da Bahia. No estado que tem o trecho mais longo da BR 101 - são mais de 950 km -, a imensidão da costa é dividida por temas associados à geografia ou à cultura dos locais. A rodovia não é costeira, mas a partir dela se chega às estradas que levam ao roteiros turísticos, com acessos bem sinalizados.

Ao sul fica a Costa das Baleias, com as cidades de Prado e Alcobaça; em seguida vem a Costa do Descobrimento, onde estão Porto Seguro, Trancoso e Caraíva; logo acima, no meio do estado, está a Costa do Cacau, que começa, ao sul, pela linda Canavieiras (uma das cidades que visitamos), e vai até Ilhéus e Itacaré. Depois vem a Costa do Dendê, onde está Valença, que dá acesso a Morro de São Paulo. Acima de Salvador, o trecho até a divisa com Sergipe é chamado de Costa do Coco, e abriga a Praia do Forte e a Costa do Sauípe.

Mirante na BA 001, na altura de Itacaré. Vale a pena dar uma paradinha.

Para quem segue em direção norte, dá para fugir da 101 na altura de Canavieiras. A partir dali é possível seguir até Salvador pela BA 001. São 400 km em uma rodovia de pista simples, mas muito bem conservada, e de paisagens deslumbrantes. Chega-se à capital baiana por Itaparica, atravessando a baía de Todos os Santos de ferry-boat.

O que deveria ser uma viagem mais rápida e agradável (indo pela BR 101, o trajeto até Salvador é 140 km mais longo), torna-se um inferno por conta de típicos problemas brasileiros: o serviço do ferry-boat não dá conta da demanda e nem a empresa concessionária parece se importar com isso. Ficamos mais de 3 horas na fila para embarcar, em um dia de semana normal, fora do horário de pico. Apenas uma ameaça de motim fez a empresa colocar mais balsas para agilizar o transporte.

Estradas perigosas, motoristas assasinos e falta de estrutura: pode parecer que o meu relato desaconselha fortemente as viagens de carro pelo Brasil. A sorte (ou a tragédia) da nossa terra é que ela é muito bonita. As pessoas se esforçam para estragá-la - por exemplo, jogando lixo pela janela do carro, vimos muito disso! -, e ainda assim sobra beleza. Então, para quem gosta de dirigir e de conhecer o país pelas suas entranhas, vale a pena encarar alguns milhares de quilômetros de estrada. Sem pressa, curtindo a paisagem e fotografando muito, que é uma excelente forma de distração.


Adriana Baggio
Curitiba, 8/2/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Wunderteam de Celso A. Uequed Pitol
02. Os sons do 22 de Patrícia Chmielewski
03. A Poética do Chá de Felipe Leal
04. Como você aprende? de Débora Carvalho
05. Trabalhar e cantar de Adriana Carvalho


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CHINA S A 3973
TED C FISHMAN
EDIOURO
(2006)
R$ 10,00



A APRENDIZ - A TRILOGIA DO MAGO NEGRO - LIVRO DOIS
TRUDI CANAVAN
NOVO CONCEITO
(2014)
R$ 22,00



O INIMIGO DE DEUS
BERNARD CORNWELL; ALVES CALADO
RECORD
(2002)
R$ 7,90



LEITURA E ESCRITA DE ADOLESCENTES NA INTERNET E NA ESCOLA
MARIA TERESA DE ASSUNÇÃO FREITAS; SÉRGIO ROBERTO COSTA
AUTÊNTICA
(2011)
R$ 45,00



A MOBILIDADE DO CRÔMIO EM COMPARTIMENTOS AMBIENTAIS
VINÍCIUS MARQUES GOMES UND ADEMIR DOS SANTOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



O QUE É POS MODERNO
JAIR FERREIRA DOS SANTOS
BRASILIENSE
R$ 8,00



INTERCULTURALIDADE E PSICANÁLISE
HELLAYNY SILVA GODOY DE SOUZA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



SERINGALIDADE - O ESTADO DA COLONIALIDADE NA AMAZONIA E OS CONDENADOS
JOAO JOSÉ VERAS DE SOUZA
VALER
(2017)
R$ 85,00
+ frete grátis



TREQUETREQUE, SUA MAMITUCUIA E SEU PAPITUCUIA
ADEMAR MATHEUS SANTIAGO
EDIÇÃO INDEPENDENTE
(2010)
R$ 10,00



SEU HORÓSPOCO CHINÊS PARA 2011
NEIL SOMERVILLE
NOVA ERA
(2011)
R$ 4,00





busca | avançada
34554 visitas/dia
1,1 milhão/mês