MPTA, Dança feita de Afetos Condensados | Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
54626 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 10 de Abril #digestivo10anos
>>> Não presta, mas vá ver
>>> Sobre o Jabá
>>> Crise da Democracia
>>> Bill Gates e o Internet Explorer
>>> LEM na TV Cronópios
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Poesia para jovens
>>> São Paulo, que dá nome à nossa cidade
>>> Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras (3)
Mais Recentes
>>> Três Autos (Alma / Barca do Inferno / /Mofina Mendes de Gil Vicente pela Ediouro (1997)
>>> Corpo a corpo com a mulher. Pequena história das transformações do corpo feminino no Brasil de Mary del Priore pela Senac SP (2000)
>>> Ao Sul do Corpo. Condição feminina, maternidades e mentalidades no Brasil Colônia de Mary del Priore pela Edunb/José Olympio (1993)
>>> História do amor no Brasil de Mary del Priore pela Contexto (2006)
>>> História das crianças no Brasil de Mary del Priore. Organização pela Contexto (1999)
>>> Lançamento Col Eu Gosto Mais Caderno de Letras V1 Ed Inf do Professor de Jorge Yunes (dir. Sup) pela IBEP (2015)
>>> Lançamento Coleção Eu Gosto Mais Caderno de Letras V 2 Ed. Infantil de Jorge Yunes pela IBEP (2015)
>>> Coleção Eu Gosto Mais - Caderno de Alfabetização - Lançamento de Célia Passos e Zeneide Silva / Livro do Professor pela IBEP (2015)
>>> XIARARIBÓIACINE - MEMÓRIAS de Ministério da Cultura pela Festival de Niterói (2012)
>>> Tempo de Matemática 6ª série - LIVRO DO MESTRE de Miguel Asis Name pela do Brasil (1996)
>>> Matemática - Conceitos e Histórias 8ª série - EXEMPLAR DO PROFESSOR de Di Pierro Netto pela Scipione (1995)
>>> Interdisciplinar - Estação Criança 1 - Educação Infantil - Trenzinho de atividades- do Professor de Júnia La Scala e Outros pela Quinteto (2015)
>>> História das mulheres no Brasil de Mary del Priore. Organização pela Contexto/Unesp (1997)
>>> Moderna de Geografia vol. 1 - Noções Básicas de Geografia Geral e do Brasil - Primeiro Grau pela Moderna (1995)
>>> Ley Nº 393 - Ley de Servicios Financeiros de Ministério de Economía y Finanzas Públicas pela M.E.F.P
>>> Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas de Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome pela SNSAN (2012)
>>> PDE Prova Brasil - Plano de Desenvolvimento de Educação - Ensino Fundamental de Ministério da Educação Secretária de Educação Básica pela PDE (2009)
>>> Secretaria de Programas Regionais - Desenvolver as regiões para reduzir as desigualdades de Ministério da Integração Nacional pela M.I.N
>>> Ritmos da História 6º ano - DO PROFESSOR de Flavio de Campos se Outros pela Escala Educacional (2009)
>>> Matemática 2 - DO PROFESSOR de Ênio Silveira e Cláudio Marques pela Moderna (2010)
>>> Porta Aberta - História e Geografia 5º ano - DO PROFESSOR de Mirna Lima pela FTD (2009)
>>> Novo História 8º ano - Conceitos e Procedimentos - DO PROFESSOR de Ricardo Dreguer e Eliete Toledo pela Atual (2009)
>>> Geografia - Rio de Janeiro 3ª série - DO PROFESSOR de Siomara Sodré Spinola pela Ática (2006)
>>> Sociologia em Movimento -1º 2º e 3º anos do Ensino Médio - DO PROFESSOR de Afrânio Silva e Outros pela Moderna (2014)
>>> Práticas Pedagógicas Em Educação Física: Espaço, Tempo e Corporei de Fernando Jaime Gonzalez; M Simone / do Professor pela Edelbra Ltda (2012)
>>> Pensar, Refletir e Filosofar 5º ano - MANUAL DO EDUCADOR de Maria Amélia Vieira e Rute de Souza Galvão pela Construir
>>> Pensar, Refletir e Filosofar 4º ano - MANUAL DO EDUCADOR de Maria Amélia Vieira e Rute de Souza Galvão pela Construir
>>> Pensar, Refletir e Filosofar 2º ano - MANUAL DO EDUCADOR de Maria Amélia Vieira e Rute de Souza Galvão pela Construir
>>> Pensar, Refletir e Filosofar 1º ano - MANUAL DO EDUCADOR de Maria Amélia Vieira e Rute de Souza Galvão pela Construir
>>> Coleção Integralis História 1º Ano - do Professor de Divalte Garcia Figueira pela IBEP (2013)
>>> Ciências - Entendendo a Natureza 8ª - DO PROFESSOR de César, Sezar e Bedaque pela Saraiva (2001)
>>> Ciências - A Vida na Terra 7º ano - DO PROFESSOR de Fernando Gewandsznajder pela Ática (2011)
>>> Com Direito à Palavra: Dicionários em sala de aula de Ministério da Educação pela Ministério da Educação (2012)
>>> Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - Alfabetização Matemática - Caderno 1 de Ministério da Educação pela Ministério da Educação (2014)
>>> Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - Alfabetização Matemática - Educação Inclusiva de Ministério da Educação pela Ministério da Educação (2014)
>>> Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - Alfabetização Matemática - Jogos na Alfabetização Matemática de Ministério da Educação pela Ministério da Educação (2014)
>>> Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa - Alfabetização Matemática -Educação Matemática do Campo de Ministério da Educação pela Ministério da Educação (2014)
>>> Orpheus Histoire Générale des Religions - 1909 de Salomon Reinach pela Motterz et Martinet (1909)
>>> Vontade de Saber Matemática 8º ano - DO PROFESSOR de Joamir Souza e Patricia Moreno Pataro pela FTD (2009)
>>> Cartas - Tomo I - 1856 de Alexandre Herculano pela Bertrand (1856)
>>> Projeto Teláris - Geografia 7 - o espaço social e o espaço brasileiro - DO PROFESSOR de J. William Vesentini e Vânia Vlach pela Ática (2013)
>>> Les Liaisons Dangereuses volumes I e II de De Laclos pela Librairie Grund (1936)
>>> Epitome de Historia Universal - 1931 de Jonathas Serrano pela Livr. Francisco Alves (1931)
>>> Gli Eroi Del Cielo, Della Terra e Del Mare de Socrate Ciccarelli pela A.Mondadori (1927)
>>> Interagindo com a Matemática 2 - DO PROFESSOR de Adilson Longen pela do Brasil
>>> Coleção Eu Gosto Mais - Caligrafia vol. 1 - DO PROFESSOR de Déborah Pádua Mello Neves pela IBEP (2012)
>>> Noveau Formulaire Magistral de Thérapeutique Clinique... de Dr.Odilon Martin pela Librairie J.B.Baillière (1920)
>>> Facundo - 1942 de Domingo Faustino Sarmiento pela Editorial Losada (1942)
>>> Coleção Eu Gosto Mais - Caligrafia vol. 4 - DO PROFESSOR de Déborah Pádua Mello Neves pela IBEP (2012)
>>> Coleção Eu Gosto Mais - Caligrafia vol. 5 - DO PROFESSOR de Déborah Pádua Mello Neves pela IBEP (2013)
COLUNAS

Terça-feira, 18/3/2014
MPTA, Dança feita de Afetos Condensados
Duanne Ribeiro

+ de 2500 Acessos

As relações humanas são compostos instáveis, desequilibram-se e transformam-se, desfazem-se e reconstituem-se - são devir. Nas coreografias Nós somos semelhantes a esses sapos... e Ali, apresentadas pela companhia francesa Les Mains, les Pieds et la Tête Aussi (MPTA) em março, no Centro Cultural São Paulo, o conforto, a tensão crescente e a violência dos relacionamentos é exibida através da dança com sutileza e sagacidade - os movimentos dos artistas compondo um percurso narrativo ponteado de metáfora e de ironia, com uma visualidade marcante.

O mais impressionante das duas peças é sua capacidade de representar sentimentos e processos com signos concisos, descrever o essencial de certos tipos de relação com ciclos sutis de gestos. O MPTA é atuante desde 2001; Nós somos semelhantes a esses sapos..., de 2013, foi concebida por Ali e Hédi Thabet; Ali, de 2008, é encenada por Mathurin Bolse e Hédi Thabet. Por aqui, as peças foram montadas na 1ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, que ocorreu de 9 a 16 de março e trouxe à cidade espetáculos de vários países do mundo e um ciclo de debates. Abaixo, tentamos exibir como a companhia condensa e cifra os afetos, e os faz dança.

Equilíbrio feito do Desequilíbrio Alheio
Ali é uma peça curta. Dois homens de muletas azuis volteiam o palco. Um deles tem ambas as pernas, o outro apenas uma. De imediato o que pensamos saber sobre a deficiência física vem à tona; especulamos sobre a dança de que é capaz esse bailarino, e cremos cômico que o outro não ande por si só. Nessa primeira percepção, já está em jogo um tema da peça: nossa relação com a fraqueza e a força do próximo, com ele quando está "abaixo" ou "acima" de nós. Vamos passear de um ponto a outro dessa relação.

Já essa situação inicial enquadra uma pergunta nesse sentido: pelo homem não-deficiente estar de muletas, isso significa que ele "se desfalca" pelo benefício do outro? Ainda outra: eles podem parecer iguais nos movimentos iniciais, mas quando estiverem em choque, as diferenças vão se converter em vantagens desiguais. Existe uma dialética deste gênero em todo relacionamento? Os dois personagens se unem e andam juntos, se separam e se desafiam. Variam as relações de poder entre eles: por ora um "domina", depois outro é "dominado". Os sentimentos envolvidos nessas mudanças não são estanques, bem definidos. Um bom exemplo disso é a agressividade gratuita e engraçada de um tapa na nuca do outro, molecagem.

Há, por fim, os momentos em que eles se mesclam. Dispondo-se de certa maneira no palco, parecem ser partes de um mesmo corpo, a perna de um ocupando a que falta do outro. Até o ponto em que não sabem bem qual é o corpo de quem: sentados juntos, ao colocar a mão sobre o joelho que seria seu, a coloca na do próximo, e assim por diante. Essa dissociação, essa mistura, ela parece ter uma versão mais dramática nos versos de Chico Buarque: "Se nós, na travessura das noites eternas, já confundimos tanto as nossas pernas, diz, com que pernas eu devo seguir? (...) Se na bagunça do teu coração meu sangue errou de veia e se perdeu (...) Te dei meus olhos pra tomares conta, agora conta, como hei de partir?".

Tudo se passa como se o bem estar de alguém, seu equilíbrio, se construísse por vezes sobre os vários desequilíbrios alheios de que consegue fazer bom proveito - e vice-versa, as pessoas se conectando e desconectando como quebra-cabeças.

Os Desníveis Temporais entre os Corpos
Nós somos semelhantes a esses sapos que nas austeras noites dos pântanos se chamam e não se veem, seus gritos de amor curvados frente à fatalidade do universo (em tradução livre - o título cita um verso do poeta René Char), põe em cena um triângulo amoroso. A princípio, quatro músicos sentam-se em um lado do palco e permanecem em silêncio. Um casal entra - parecem noivos recém-casados, ele de casaco e calças pretas, ela de vestido branco. Satisfeitos, felizes, caminham, cumprindo uma primeira volta no palco. Na segunda volta, a satisfação é contida, e na terceira o homem já está francamente contrariado: anda à frente e a puxa pelo braço. O amor enferruja. Surge então o terceiro personagem. Sem uma perna, movendo-se com muletas azuis, ele acompanha os dois anteriores, tanto atrás. Nas voltas sucessivas, ele pisa no vestido dela - interrompe o fluxo, a peça paralisa neste gesto - mas ela se solta. Outra captura parcial: pisa, paralisam-se, prosseguem. Por fim, ele se suspende e lhe chuta as costas: a captura completa.



Os músicos começam a tocar - o rebético, um estilo tradicional grego, de tom sofrido e vocais que lembram a música árabe, seguirá como trilha sonora até o fim. A canção ressalta a quebra daquele primeiro casal. Vimos os jogos da sedução, insistência, resistência e conquista, e agora assistiremos, no movimento circular, a uma paixão. Este segundo casal não anda lado a lado. Ela engatinha, recuando, frente ao homem que a derrubou; o outro, abandonado, anda sozinho de casaco na mão. Ela se levanta, ele morde seu vestido. Ela, de quatro no chão, o carrega; ela, as pernas sobre seus ombros, o cavalga também. É uma ligação intensa, sexual, em que o poder de um sobre o outro se troca com o tempo - até que algo muda e um deles se torna um fardo (a mesma linha narrativa acontece nos filmes Nove Canções e O Último Tango em Paris). No caso, é ela, como um saco sobre as espáduas dele. Deixando-a, o bailarino com deficiência empreende uma coreografia cheia de força e agilidade, um elogio à independência e autonomia.

Abre-se uma oportunidade de reconciliação ao primeiro casal. Sentados lado a lado, sucedem-se nos gestos do primeiro casal a hesitação, a carência, a agressividade - se enlaçam um momento, apenas para se repelir no seguinte; deixam a cabeça do outro recostar-se, apenas para empurrá-lo para longe. Quero e não quero, diz simultaneamente essa dança; talvez: preciso... Segue-se a isso uma luta entre os dois personagens masculinos. O primeiro deles, o "noivo", vence, com uma poderosa voadora no peito - o chute aéreo é simétrico àquele da "captura", e significa algo semelhante: trata-se da força à serviço do desejo. O vitorioso, preenchido de empáfia, baila sozinho, exibe trocas de perna complexas e abre os braços e o peito em desafio ao mundo - e mesmo esquecido dela, a mulher por quem lutou. Esse estado de coisas é instável como os demais, e novamente a roda embaralhará a relação do trio: abatido, será a vez do homem com as muletas se arrastar no solo, preso à barra do vestido, para iniciar uma nova relação, de humor e erotismo.

É sempre como se houvesse alinhamentos temporários entre a vontade de um e outro, e, para além desses momentos tensos, os corpos separados por bruscos desníveis. Enfim, vemos que os três se enredam em um mesmo bailado; dançam juntos, e esse é só o resumo do que fizeram ao longo de todo esse tempo - entre avanços e recuos, formavam uma constância, possuíam o apego, o descaso e o desafio que precisavam em cada instante dado. Aqueles sapos, assim, são como nós, que nos chamamos e não nos vemos, gritando por um amor dobrado pelo acaso.


Duanne Ribeiro
São Paulo, 18/3/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Corot em exposição de Jardel Dias Cavalcanti
02. Apontamentos de inverno de Elisa Andrade Buzzo
03. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
04. O túmulo do pássaro de Elisa Andrade Buzzo
05. Alice in Chains, por David De Sola de Luís Fernando Amâncio


Mais Duanne Ribeiro
Mais Acessadas de Duanne Ribeiro em 2014
01. O Público Contra Yayoi Kusama - 22/7/2014
02. Cavaleiros e o Inexplicável - 7/10/2014
03. Margarida e Antônio, Sueli e Israel - 4/2/2014
04. O Hobbit - A Desolação de Smaug - 7/1/2014
05. Kurt Cobain; ou: I Miss the Comfort in Being Sad - 8/4/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DE ANITA AO MUSEU: O MODERNISMO, DA PRIMEIRA EXPOSIÇÃO DE ANITA
PAULO MENDES DE ALMEIDA
TERCEIRO NOME
(2014)
R$ 56,28



INTRODUÇÃO AO DESENHO TÉCNICO 3
JOSÉ STAMATO JOÃO CARLOS DE OLIVEIRA ET AL
FENAME
(1972)
R$ 18,00



LIBERDADE SEM EXCESSO - 3ª EDIÇÃO
A. S NEILL
IBRASA
(1968)
R$ 7,00



120 MINUTOS PARA BLINDAR SEU CASAMENTO
RENATO & CRISTIANE CARDOSO
THOMAS NELSOM
(2013)
R$ 14,90



ELEMENTARE SCHALENSTATIK
ALF PFLÜGER
SPRINGER-VERLAG
(1967)
R$ 130,00



A ESTRADA ILUMINADA
ANTHERO SARMENTO FERREIRA
ED. AGE
(2014)
R$ 32,00



PESQUISA DE MARKETING
AAKER KUMAR DAY
ATLAS
(2007)
R$ 75,00



A LADEIRA DA MEMÓRIA
JOSÉ GERALDO VIEIRA
CÍRCULO DO LIVRO
R$ 100,00



EVA VALOR ECONÔMICO AGREGADO
STERN STEWART - AL EHRBAR
QUALITYMARK
(1999)
R$ 5,00



NA ALMA SELVAGEM DE UM CAVALO ALADO
CARLOS HUMBERTO PENA
SCOR TECCI
(2013)
R$ 10,00





busca | avançada
54626 visitas/dia
1,3 milhão/mês