Sobre a Umbanda e o Candomblé | Ricardo de Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
41820 visitas/dia
922 mil/mês
Mais Recentes
>>> TV Brasil pré-estreia Atos com Antonio Pitanga nesta segunda (19/11)
>>> TV Brasil apresenta programação temática na Semana da Consciência Negra
>>> Baterias Brasileiras do Sesc Belenzinho apresenta shows com Pupillo e Curumin
>>> Refúgios Musicais do Sesc Belenzinho apresenta banda de haitianos Surprise
>>> Avesso - O Musical aborda conflito de gerações em musical jovem de fortes emoções
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> O artífice do sertão
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Um lance de escadas
>>> No tinir dos metais
>>> De(correntes)
>>> Prata matutina
>>> Brazil - An Existing Alien Country on Planet Earth
>>> Casa de couro IV
>>> 232 Celcius, ou Fahrenheit 451
>>> Mãe
>>> Auto contraste
>>> Os intelectuais e a gastronomia
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Emagrecer sem sofrer? Isso é papo de revista
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Negrinha e os donos do sentido
>>> AC/DC com Bon Scott
>>> Filosofia de boteco
>>> Mar de Gente, de Ivaldo Bertazzo
>>> Cassionei Niches Petry
>>> A barata na cozinha
>>> O desafio de publicar
Mais Recentes
>>> Revista nintendo world--29. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--27. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--47. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--25. de Conrad pela Conrad
>>> Historia 2 - Projeto Buriti - Ensino Fundamental de Equipe Editora Moderna pela Moderna (2007)
>>> Revista nintendo world--187--captain toad treasure tracker de Case pela Case
>>> Revista nintendo world--5--1999--dicas,truques e codigos. de Conrad pela Conrad
>>> Geografia - Homem & Espaço - 7º Ano de Elian Alabi Lucci e Anselmo Lazaro Branco pela S M Edições (2018)
>>> Revista nintendo world--9--star wars--episodio 1. de Conrad pela Conrad
>>> Quem me roubou de mim? de Pe. Fábio de Melo0 pela Planeta (2014)
>>> Revista nintendo world--17--as melhores 2000 dicas,truques e codigos. de Conrad pela Conrad
>>> Geografia - Aprender Juntos - Ensino Fundamental 3º ano de Leda Leonardo da Silva pela S M Edições (2010)
>>> Madalena (novela) de Cristiane Dantas pela Mec (2006)
>>> Revista nintendo world--53--segura essa!.--2003-dicas,truques e codigos. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--34--jogamos o gamecube!. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world--45--resident evil. de Conrad pela Conrad
>>> Revista nintendo world especial--1--quake ii. de Conrad pela Conrad
>>> Os Cinco Demônios de Camila S. Aguirre pela Novos Talentos (2015)
>>> Diário De Um Zumbi Do Minecraft - Trocando De Corpo de Herobrine Books pela Sextante (2015)
>>> Cobras em compota (contos) de Índigo pela Mec (2006)
>>> Coleção Da Série Conspiracy 365 - janeiro a Dezembro de Gabrielle Lord pela Fundamento (2016)
>>> Conspiracy 365 - Livro 12 Dezembro - Fuga Final de Gabrielle Lord pela Fundamento (2018)
>>> Léo, o pardo (biografia) de Rinaldo Santos Teixeira pela Mec (2006)
>>> Conspiracy 365 - Livro 11 Novembro - Surpresa de Gabrielle Lord pela Fundamento (2016)
>>> O conteúdo poítico da sociologia de Leon Bramson pela Fundo de Cultura (1961)
>>> Conspiracy 365 - Livro 10 Outubro - Novidade Chocante de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> Família composta (teatro) de Domingos Pellegrini pela Mec (2006)
>>> Conspiracy 365-livro 08 Agosto-o Pesadelo Se Torna Realidade de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> Conspiracy 365 - Livro 06 Junho - Caça Ao Tesouro de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> Conspiracy 365 - Livro 04 Abril - Contra O Relógio de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> Conspiracy 365 - Livro 02 Fevereiro - Em Busca Da Verdade de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> Conspiracy 365 - Livro 01 Janeiro - O Enigma Dos Desenhos de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> As Upanishads de Carlos Alberto Tinôco pela Ibrasa (1996)
>>> A Doutrina Secreta - Volume 1 - Cosmogênese de H.P. Blavatsky pela Pensamento (2017)
>>> Conspiracy 365 - Livro 09 Setembro - Quebra-cabeças de Gabrielle Lord pela Fundamento (2018)
>>> Conspiracy 365 - Livro 05 Maio - Entre Quatro Paredes de Gabrielle Lord pela Vergara e Riba (2015)
>>> Diário De Um Banana 13 Batalha Neval - Capa Dura de Jeff Kenney pela Vergara e Riba (2018)
>>> A Era Da Loucura de Michael Foley pela Alaúde (2011)
>>> As Cinco Habilidades Essenciais do relacionamento de Dale Carnegie pela Nacional (2011)
>>> Como fazer amigos e influenciar pessoas de Dale Carnegie pela Companhia Nacional (2003)
>>> Conspiracy 365 - Livro 07 Julho - Maldição De Família de Gabrielle Lord pela Fundamento (2015)
>>> Os Mitos da Felicidade de Sonja Lyubomirsky pela Odisséia (2013)
>>> Projeto Felicidade de Gretchen Rubin pela Best Seller (2009)
>>> Escolha Ser Feliz de Stephanie Dowrick pela Sextante (2011)
>>> Cure Suas Mágoas e Seja Feliz de Fernando Vieira filho pela Barany (2012)
>>> Cure Suas Mágoas e Seja Feliz de Fernando Vieira filho pela Barany (2012)
>>> A Boa Vida de Alex Rovira pela Sextante (2008)
>>> O Monge que Vendeu Sua Ferrari de Robin Sharma pela Fontanar (1997)
>>> O Médico Jesus de José Carlo De Lucca pela Intelítera (2010)
>>> A Arte da Imperfeição de Brené Brown pela Novo conceito (2012)
COLUNAS

Segunda-feira, 23/6/2014
Sobre a Umbanda e o Candomblé
Ricardo de Mattos

+ de 3500 Acessos

"Não pergunteis, pois, se há uma forma de adoração mais conveniente, porque isso seria perguntar se é mais agradável a Deus ser adorado em um idioma ou em outro. Eu vos digo ainda uma vez: os cânticos não chegam a Ele, senão, pela porta do coração" (O Livro dos Espíritos, questão 654).

Ao lermos a última crônica de Laura Greenhalgh tivemos notícia de certa decisão proferida em processo judicial, decisão esta referindo-se à umbanda e ao candomblé de maneira isenta de respeito e de conhecimento sobre o assunto. A jornalista informou que o juiz de uma das Varas da Fazenda Federal do Rio de Janeiro teria negado à umbanda e ao candomblé o status de religião. Quisemos ver com nossos próprios olhos e seguimos o rastro dessa decisão para obtermos maiores detalhes.

Tudo começa com a postagem de vídeos no Youtube. Nestes vídeos, membros de uma denominação evangélica atacam diretamente os ritos de matriz africana, associando-os a demônios, bruxarias, crimes e drogas, descambando em críticas às pessoas oriundas daquele continente. Diante disto, a Associação Nacional de Mídia Afro procurou o Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão. O Ministério Público entendeu que realmente houve a prática disseminatória de preconceitos e ajuizou uma Ação Civil Pública contra o Google, proprietário do Youtube. Ainda nos passos iniciais do procedimento, o juiz proferiu a chamada "decisão interlocutória", isto é, uma decisão que apenas impulsiona o andamento do processo, sem encerrá-lo. Pelo que entendemos, foi requerida a retirada imediata dos vídeos do sítio e a identificação de quem os postou, quiçá visando posterior investigação penal.

Ocorre que o meritíssimo indeferiu a antecipação da tutela, ou seja, negou a retirada dos vídeos e o fornecimento do IP antes do julgamento final da ação. Caso se limitasse à denegação e se baseasse em tecnicidades, nenhuma polêmica teria sido causada. Porém, preferiu enveredar-se pelo que não parece ser o seu forte. Preferiu alegar que umbanda e candomblé não são religiões, mas simples práticas culturais. Não seriam religiões, em suas palavras, pois "não contêm os traços necessários de uma religião a saber, um texto base (Corão, Bíblia etc), ausência de estrutura hierárquica e ausência de um Deus a ser venerado". A decisão, que apresentamos abaixo na íntegra, foi objeto de recurso interposto pelo Ministério Público Federal. Podemos divulgá-la livremente, visto tratar-se de um processo público.

Ou o meritíssimo é adepto da própria denominação religiosa que propagou os vídeos - pode ser de análoga também - ou é apenas uma vítima do nosso poder judiciário, cujos concursos são exigentíssimos em conhecimentos legais, mas falhos na avaliação do conhecimento humano dos candidatos. Sua Excelência, quando apenas mais um candidato de terno preto e sapato de bico quadrado diante de examinadores - talvez togados, mas também vestindo ternos pretos e calçando sapatos de bicos quadrados - provavelmente foi avaliado com minúcias em seus conhecimentos de Direito Civil, Penal, Processual Civil, Processual Penal, Administrativo, Constitucional, Previdenciário e Eleitoral. Entretanto, alguém perguntou-lhe sobre a formação étnica brasileira? Sobre o mosaico religioso que nos caracteriza? Alguém indagou-o a respeito de sua visão de mundo e de humanidade? Alguém quis saber que concepções o futuro meritíssimo trazia escudadas pelo seu conhecimento jurídico, conhecimento este muitas vezes limitado às divergências teóricas? Em vez de conferir si o candidato riria ou não da piada sem graça que intercalou ao exame, com a desculpa de descontrair o ambiente, o examinador acaso olhou-o demorada, ainda que discretamente?

A lamentável decisão revela pressa e falta de revisão textual. Como poder-se-á conferir abaixo, o Meritíssimo entende que umbanda e candomblé não apresentam os traços necessários de uma religião,entre os quais, "a ausência de um Deus a ser venerado". Não te enganam teus olhos, caro leitor: segundo ele, caracteriza uma religião não ter um Deus a venerar. Embora num parágrafo afirme que ambas não sejam religiões pelos três motivos indicados, no parágrafo seguinte recusa-se a definir o que seja religião. Não seria aquele sistema que possui os requisitos que ele negou linhas acima? Texto base, hierarquia e Deus?

O meritíssimo vale-se de dois argumentos para manter os vídeos no Youtube. Primeiro, que não se trata de colisão entre as liberdades constitucionalmente garantidas de opinião, de reunião e de religião. Seriam direitos concorrentes, caminhando juntos, mas não em rota de colisão. Segundo, que não há provas de que "tais 'cultos afro-brasileiros'" estejam sofrendo algum prejuízo prático. Contribuir para a formação de mentalidade preconceituosa num país onde a educação geral é péssima, onde os falsos profetas proliferam e fazem escola, não é risco suficiente para Sua Excelência. Antes fosse ateu: limitar-se-ia à questão posta em juízo, sem adentrar preliminarmente em mérito sobre o qual demonstra não ter conhecimento. Caso seja o juiz que acompanhe o processo até o final, que pérolas terá guardadas? Completará o serviço reduzindo a religiosidade a fenômeno psíquico ou, pior ainda, cerebral?

Por outro lado, sendo laico o Estado, como explicar esta intervenção? Quando o representante de alguma igreja manifesta-se contra a pena de morte, ou o aborto, ou a liberação de drogas psicoativas, há gritaria, manifestos a favor da laicidade, adesivos para vidros de carros, choro e ranger de dentes. Não seria devida a recíproca? Atotô, Meritíssimo. Atotô.

Umbanda e candomblé talvez não tenham um texto inaugural, mas percebemos que seus praticantes tentam ler o livro da Natureza, metáfora que não é nossa, mas de Galileu Galilei. Fazem oferendas no mar e nas cachoeiras, locais em que também "desarmam trabalhos". Veneram florestas, bosques e pedreiras, pois acreditam estar sob proteção ou ser moradia de orixás. Nós mesmos acatamos de boa vontade eventual recomendação de banhos de ervas ou de sal grosso. Temos, sim, restrições pessoais. Antes de visitarmos, pela primeira vez na vida, um terreiro onde umbanda e candomblé alternam-se, certificamo-nos de que não haveria o chamado "corte", o abate ritualístico de animais. Muito educadamente, quem nos atendeu explicou que cerimônias assim são restritas aos trabalhadores da casa. Conhecemos dois terreiros em Taubaté, um dos quais visitamos ocasionalmente, a Casa de Oração "Nossa Senhora da Guia". Participamos do culto tal como participamos da missa católica ou assistimos às celebrações em Nova Gokula. Preferimos os pontos de contato: com a maturidade buscamos o que une.

Por outro lado, parece que interessados diretos desconsideram o que lhes ocorre em derredor. Semanas depois do ocorrido, alguém publicou num jornal local um artigo cuja preocupação foi explicar qual seria a grafia correta do nome de certo preto velho. Não um preto-velho, mas aquele a quem atribuímos a direção espiritual de nosso Centro Espírita. A que gostaríamos de chamar a atenção mencionando este caso de alcance - quando muito - municipal? Ao fato de que, enquanto há elementos aferrados a particularidades, grassa a ignorância a respeito do que é deveras relevante. Ao mesmo tempo em que se defende "pureza doutrinária" - vestígio da busca pela "pureza racial" - e reforçam-se fronteiras internas e externas, há quem ponha tudo no mesmo balaio e arquive com o rótulo de superstição. Com isto, elimina fontes de respostas para questionamentos que talvez até traga consigo mesmo. Quem, de fora, quererá entrar num salão onde as pessoas estão de tal forma preocupadas com irrelevâncias que, antes de atenderem o recém-chegado, procurarão aliciá-lo para seus partidos? Acreditamos que isto sirva para qualquer igreja, templo, terreiro ou centro. Devemos manter abertas e desimpedidas as portas do Sagrado, mesmo que não sejam aquelas que utilizamos.

A Decisão Judicial

PODER JUDICIÁRIO
JUSTIÇA FEDERAL
SEÇÃO JUDICIÁRIA DO RIO DE JANEIRO

AÇÃO CIVIL PÚBLICA

Processo nº 0004747-33.2014.4.02.5101 (2014.51.01.004747-2)
AUTOR: MINISTERIO PUBLICO FEDERAL
REU: GOOGLE BRASIL INTERNET LTDA

CONCLUSÃO
Nesta data, faço estes autos conclusos ao (à) MM.Dr.(a) Juiz(a) Federal da Vara Federal do Rio de Janeiro.
Rio de janeiro,24/04/2014 13:35.
Diretora de secretaria

DECISÃO

Em primeiro lugar, revogo, em parte, a decisão de fls. 145/146 que determinou a formação de existência de litisconsórcio passivo necessário.

Deverá, portanto, tramitar somente em face do GOOGLE BRASIL INTERNET LTDA.

Em relação à retirada dos vídeos , bem como o fornecimento do "IP" dos divulgadores, indefiro a antecipação da tutela, com base nos seguintes argumentos.

Com efeito, a retirada dos vídeos referentes a opiniões da igreja Universal sobre a crença afro-brasileira envolve a concorrência não a colidência entre alguns direitos fundamentais, dentre os quais destaco:
Liberdade de opinião;
Liberdade de reunião;
Liberdade de religião.

Começo por delimitar o campo semântico de liberdade , o qual se insere no espaço de atuação livre de intervenção estatal e de terceiros.

No caso, ambas manifestações de religiosidade não contêm os traços necessários de uma religião a saber, um texto base (corão, bíblia etc) ausência de estrutura hierárquica e ausência de um Deus a ser venerado.

Não se vai entrar , neste momento, no pantanoso campo do que venha a ser religião, apenas, para ao exame da tutela, não se apresenta malferimento de um sistema de fé. As manifestações religiosas afro-brasileiras não se constituem em religiões, muito menos os vídeos contidos no Google refletem um sistema de crença - são de mau gosto, mas são manifestações de livre expressão de opinião.

Quanto ao aspecto do direito fundamental de reunião, os vídeos e bem como os cultos afro-brasileiros, não compõem uma vedação à continuidade da existência de reuniões de macumba, umbanda, candomblé ou quimbanda.

Não há nos autos prova de que tais "cultos afro-brasileiros" - expressão que será desenvolvida no mérito - estejam sendo efetivamente turbados pelos vídeos inseridos no Google.

Enfim, inexiste perigo na demora, posto que não há perigo de perecimento de direito, tampouco fumaça do bom direito na vertente da concorrência - não colidência - de regular exercício de liberdades públicas.

Não há, do mesmo modo, perigo de irreversibilidade, posto que as práticas das manifestações afro-brasileiras são centenárias, e não há prova inequívoca que os vídeos possam colocar em risco a prática cultural profundamente enraizada na cultura coletiva brasileira.

Isto posto, revogo a decisão de emenda da inicial, indefiro a tutela pelas razões expostas e determino a citação da empresa ré para apresentar a defesa que tiver no prazo legal.

Após a contestação, ao MPF.
Rio de Janeiro, 28 de abril de 2014


Ricardo de Mattos
Taubaté, 23/6/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O papel aceita tudo de Jardel Dias Cavalcanti
02. Os olhos de Ingrid Bergman de Renato Alessandro dos Santos
03. Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba de Renato Alessandro dos Santos
04. O Brasil que eu quero de Luís Fernando Amâncio
05. O dia em que não conheci Chico Buarque de Elisa Andrade Buzzo


Mais Ricardo de Mattos
Mais Acessadas de Ricardo de Mattos em 2014
01. Lares & Lugares - 18/8/2014
02. Memórias de um caçador, de Ivan Turguêniev - 17/3/2014
03. Kardec, A Biografia, de Marcel Souto Maior - 6/1/2014
04. As Vacas de Stalin, de Sofi Oksanen - 10/2/2014
05. Do outro lado, por Mary del Priore - 27/10/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UMA TRAMA PERFEITA (2ª ED.) NOVA ORTOGRAFIA
LUCI GUIMARÃES WATANABE
SAIVA
(2009)
R$ 17,90



AS VIAGENS DE GULLIVER
JONATHAN SWIFT
EDIOURO
(2003)
R$ 9,00



MISTÉRIOS ORIENTAIS
JIM HICKS
ABRIL LIVROS
(1994)
R$ 10,00



O PODER DA AFINIDADE
GARY ZUKAV
LAFONTE
(2012)
R$ 20,61



FILHO DAS SOMBRAS
JULIET MARILLIER
BUTTERFLY
(2013)
R$ 23,00



BUDAPESTE
CHICO BUARQUE
COMPANHIA DAS LETRAS
(2003)
R$ 18,00



BUSINESS MODEL YOU
TIM CLARK
ALTA BOOKS
R$ 32,32



LUTA DE CLASSES: ENTREVISTA A DAVID BARSAMIAN
NOAM CHOMSKY
ARTMED
(1999)
R$ 36,00



O MONTE CINCO
PAULO COELHO
OBJETIVA
R$ 8,65



BAT PAT - O CAVALEIRO ENFERRUJADO
ROBERTO PAVANELLO
FUNDAMENTO
(2014)
R$ 32,00





busca | avançada
41820 visitas/dia
922 mil/mês